sábado, 16 de maio de 2020

.: Silva lança versão ao vivo de “Júpiter” gravada em show intimista

Faixa integra álbum “Ao Vivo em Lisboa”, que traz registro de show intimista.

O cantor Silva lança nesta sexta-feira, 15, o single “Júpiter”. A faixa faz parte do álbum “Ao Vivo em Lisboa”, gravado durante sua última turnê em Portugal. Com o registro dos shows na capital portuguesa, o projeto apresenta 16 faixas que incluem composições autorais e alguns clássicos da MPB e do samba. No álbum, “Júpiter” ganha versão mais intimista e um vídeo animado com a letra da canção no canal do artista no YouTube.

Faixa-título de seu terceiro álbum lançado em 2015, “Júpiter” traz acolhimento às sensações de parte da população que está em isolamento social. “A faixa tem tudo a ver com esses tempos, com essa sensação de ver tantas coisas dando errado ao nosso redor, algo que estamos tendo que lidar agora. ‘Júpiter’ propõe um novo lugar, um recomeço. É uma alegoria a isso na verdade. Precisamos continuar refletindo para evitar o ainda pior e propor um recomeço justo como sociedade”, explica Silva sobre a escolha do primeiro single do projeto.

O vídeo de “Júpiter” conta com desenhos do artista visual Matheus Tomé. “Em momentos como esses, a criatividade depende inteiramente da minha imaginação. Não tem rotina, pessoas na rua ou histórias engraçadas com amigos. Fiquei muito feliz pelo convite do Silva. Foi uma oportunidade de expandir as plataformas do meu desenho”, conta Matheus que, juntamente com o animador Daniel W., levou duas semanas para finalizar o vídeo com a letra da faixa.

Ao Vivo em Lisboa
Com canções autorais e outras que ficaram conhecidas na voz de grandes intérpretes da MPB, “Ao Vivo em Lisboa” apresenta um show mais intimista e acolhedor - formato inédito na carreira do artista. “Lisboa é uma cidade que me recebe desde que lancei meu primeiro disco, mas eu ainda não tinha feito um show nesse formato voz, violão e bateria/percussão”, conta Silva. “O público de Lisboa é quente, mas da sua maneira. As pessoas fazem um silêncio sepulcral durante as músicas e aquela festa quando termina”, declara o cantor sobre o acolhimento da plateia portuguesa. 


Foto: Juliana Amorim

Com seis apresentações no Cineteatro Capitólio de Lisboa, em março de 2019, Silva levou um show intimista para o público português. No palco, acompanhado do percussionista Hugo Coutinho, Silva apresenta parte do seu último álbum de estúdio, “Brasileiro”, e composições conhecidas na voz de grandes nomes da MPB como Pixinguinha, Caetano Veloso, Milton Nascimento, Martinho da Vila e Marisa Monte. “Ao Vivo em Lisboa”, lançado pelo slap – selo da Som Livre,  chega às plataformas digitais no dia 22 de maio. 

Sobre Silva
Seis álbuns, um EP, turnês nacionais e internacionais, diversas canções autorais, releituras que o levaram à indicação ao Grammy Latino e parcerias com grandes nomes da cena nacional. São alguns dos feitos da carreira do cantor Silva, um dos maiores nomes da nova geração da MPB.

“Brasileiro”, seu álbum de estúdio mais recente (2018), um mergulho nas sonoridades nacionais, o levou para uma turnê em Portugal. O álbum ultrapassou 94 milhões de streams e 53 milhões de visualizações nas plataformas digitais, o que totaliza mais de 147 milhões de plays. “Fica Tudo Bem”, parceria com a cantora Anitta, se tornou a canção de maior destaque do projeto, ultrapassando mais de 94 milhões de execuções entre todas as plataformas. Somam ainda à sua discografia “Bloco do Silva” (2019), “Silva Canta Marisa” (2016), “Júpiter” (2015), “Vista pro Mar” (2014), “Claridão” e “SILVA EP” (2012). 

Em 2019, o cantor iniciou sua imersão ao mundo do carnaval com o “Bloco do Silva”, que gerou um registro ao vivo lançado nas plataformas digitais. Em 2020, as seis apresentações do projeto tiveram os ingressos esgotados, somando mais de 25 mil pessoas - tornando o “Bloco do Silva” o evento mais buscado na folia em São Paulo.

Seu último lançamento, em janeiro deste ano, foi o single “Pra Vida Inteira”, com Ivete Sangalo. O cantor ainda colaborou com Gal Costa, Tom Zé, Lulu Santos, Marisa Monte, Ludmilla, entre outros. Silva já recebeu estatuetas por “Nova Canção” no Prêmio Multishow de Música Brasileira com o single “Amor Pra Depois” (2013) e Troféu APCA como “Melhor Cantor” (2013). Seu nome também esteve em destaque como Melhor Cantor no consagrado Prêmio da Música Brasileira de 2017. 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.