terça-feira, 12 de janeiro de 2021

.: Entrevista: Tainá Muller sobre "Flor do Caribe": "Eu gritava de pavor"


Ludmila (Tainá Muller) e Natália (Daniela Escobar), sucesso na novela "Flor do Caribe". Foto: TV Globo/ Estevam Avellar

Na novela "Flor do Caribe", Mila (Tainá Muller), a menina mimada que não queria aceitar o namoro da mãe, Natália (Daniela Escobar), com Juliano (Bruno Gissoni), devido à diferença de idade entre os dois, nem parece a mesma pessoa. Menina da cidade grande, ela esbanjou maturidade ao detonar Hélio (Raphael Vianna) durante um jantar em sua homenagem. Ela aproveitou a ocasião para falar tudo o que pensava sobre o menino e sua ganância sem limite. Depois disso, obviamente o namoro dos dois acabou. Mila procurou Ciro (Max Fercondini) e os dois reataram o namoro. 

Desta vez, ela sabe o que quer. Além de dizer a ele que está em busca de um relacionamento sério, o que faz com que Ciro se sinta “o homem mais feliz desse mundo”, Mila dá carta branca ao romantismo do rapaz, que fica nas nuvens. Em cenas que vão ao ar a partir desta sexta-feira, para a surpresa de todos, Ciro chega em casa cheio de segurança e confiança. Conta a Rodrigo (Thiago Martins) que ele e Mila reataram, e o amigo começa a chorar suas pitangas por não conseguir se entender com Amaralina (Sthefany Brito). É aí que entra em cena o Ciro Cupido. Será que ele finalmente terá sorte no amor?  "Flor do Caribe" é escrita por Walther Negrão e tem a direção artística de Jayme Monjardim, direção geral de Leonardo Nogueira e direção de Teresa Lampreia e Thiago Teitelroit. Nesta entrevista, Tainá Muller comenta sobre sua relação com "Flor do Caribe". 


O que você achou de Flor do Caribe ter sido escolhida para ser exibida em edição especial neste momento?
Tainá Muller -
Eu adorei, porque guardo com muito carinho as memórias dessa novela. Na época, fiquei super próxima da Maria Joana e da Daniela Escobar, amava gravar com elas e me diverti muito.


Como você recebeu a notícia da volta da novela?
Tainá Muller -
Na época, vi que a Grazi postou. Aliás, também conheci a Grazi no camarim de "Flor do Caribe" e foi mais uma amiga que essa novela me apresentou.


Qual a importância da personagem na sua carreira?
Tainá Muller -
Foi fazendo essa personagem que os diretores Leo Nogueira e Jayme Monjardim conheceram meu trabalho, o que gerou o convite para o teste da personagem Marina de “Em Família”. Então acho que a Mila me proporcionou isso, um degrau importante na minha trajetória.


O que significou "Flor do Caribe" na sua trajetória? 
Tainá Muller -
Foi a possibilidade de fazer uma obra leve, com cenário bonito e um camarim ótimo. Acordar cedo todo dia pra ir gravar na Marambaia e tomar sol direto pra ficar menos branquela em uma novela de praia (risos). Também aprender mais um pouco sobre obra aberta, pois a Mila começa de um jeito na trama e termina de outro completamente diferente. Foi muito bom estar aberta aos autores e ao público, nessa criação coletiva. Lembro que a novela deu muito certo e as pessoas na rua interagiam e comentavam bastante.


Tem alguma característica ou algo que você aprendeu com a personagem que ficou pra sua vida?
Tainá Muller -
Acho que isso, experimentar uma personagem sem medo e sem grandes apegos numa obra aberta. A Mila às vezes parecia adolescente, às vezes adulta. Brinquei com isso, porque conheço pessoas assim, que no social são super adultas e com os pais, por exemplo, regridem a um comportamento infantil.


Qual a cena mais difícil?
Tainá Muller -
Lembro de duas envolvendo barco. Em uma delas era época de caranguejo na Marambaia e não tinha um lugar na água que não pisasse em cima de um. Tive que respirar, entrar na água e dar o texto para o Bruno Gissoni que estava em um barco, enquanto os caranguejos beliscavam meu pé. Quando dava o “corta!” entre uma cena e outra eu gritava de pavor. No “ação” fingia normalidade. A outra que foi muito difícil foi uma cena de mergulho que ancoramos em alto mar. Além da água estar gelada, acho que metade da equipe mareou e passou mal. Hoje lembro e acho engraçado, mas no dia foi filme de terror. (risos)


Que momento das gravações você lembra com mais carinho?
Tainá Muller -
De todas as cenas da nossa familinha, eu Dani e Maria Joana. Foi muito legal a troca com elas, grandes atrizes que adoro .



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.