sábado, 19 de setembro de 2015

.: Guilherme Uzeda está no elenco de “A Grande Farsa”, no Multishow

O ator Guilherme Uzeda está em turnê com seu show “Graças a Deus” pelo país, após temporada de sucesso no teatro Folha em São Paulo. Ele, que integrou o elenco da “Terça Insana” e dos programas “A Praça É Nossa” e “Xuxu Beleza” irá integrar o humorístico “A Grande Farsa”, o novo programa de Wellington Muniz, que ficou conhecido nacionalmente como o “Ceará” do programa “Pânico”.

Em “A Grande Farsa”, Uzeda faz vários papeis, entre eles a “Mãe Zarolha”, “Mister C”, “Cearete”, entre outros personagens. O programa estreou dia 20 de julho no canal Multishow, e passa de segunda a sexta-feira, às 22h30. Além de  Ceará, estão no elenco  Marcinho Eiras , Guilherme Uzeda , Ana Carolina Sauwen , Fábio Silvestre e Romulo Bellotti. 

Wellington Muniz apresenta o programa de cara limpa, mas sempre com a presença de suas grandes imitações s como: Sílvio Santos, Gabi Herpes, Regina Casé, José Luís D’Antena, entre outras. “Ceará” também terá ao seu dispor um elenco de comediantes , celebridades e artistas convidados e o maior personagem de todos do programa, a plateia.

A plateia não está ali para ser apenas claque, mas sim para interagir com “Ceará”, participar das ações, ser enganada e até se juntar à produção para enganar o apresentador. Em todo programa a plateia será explorada e vai ajudar a revelar uma das maiores armas do apresentador, o improviso com o público.

A “Grande Farsa” é uma farsa moderna. É moderno porque é apresentado de um cenário tecnológico onde toda superfície é uma tela de led e traz todas as referências de humor mais atuais como memes, vídeos rápidos de whatsapp, trollagens e o espírito de “a zoeira não tem limites” que tomou as redes sociais brasileiras. 

Mas ainda é uma farsa porque tudo é feito visando o riso. O programa é solto e improvisado, totalmente despretensioso. Tudo é uma grande desculpa para fazer o público gargalhar, muitas vezes às custas do apresentador, que será vítima da própria farsa.

Tudo isso acontece a partir de quadros apresentados no palco como, por exemplo, o “Show de Caloucos”, onde caracterizado como Sílvio Santos, Ceará comandará o mais bizarro show de calouros da televisão onde dificilmente o melhor será o vencedor; ou a “Entrevista Inusitada”, uma entrevista improvisada onde Ceará fará perguntas totalmente inventadas como: “É verdade que você vai virar peão de rodeio?” e o convidado terá que embarcar na história. 

O único quadro que não acontecerá no estúdio será a “Quentinha”, que será um quadro onde Ceará, caracterizado como Regina Casé, irá atrás do povão em festas populares, bailes da terceira idade, feiras típicas regionais, etc.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.