terça-feira, 24 de novembro de 2015

.: Enfim, chegou ao fim a novela “OS DEZ MANDAMENTOS”... Aleluia!!

Por André Araújo
Em novembro de 2015



“OS DEZ MANDAMENTOS” poderia ter sido um tiro no pé da Rede Record em 2015, mas surpreendeu a todos. Não necessariamente pela atuação do elenco, nem pela história que todo mundo conhece, mas pela novidade que foi a mudança de canal devidos as duas últimas péssimas tramas exibidas pela Rede Globo: “Em Família”, de Manoel Carlos e “Babilônia”, de Gilberto Braga.

Cansados das histórias batidas dos grandes autores da Vênus Platinada, os telespectadores encontraram na emissora do Bispo Edir Macedo a chance de continuar diante da Tv em seu horário mais nobre... E à medida que a vilanias insuportáveis da personagem de Glória Pires em “Babilônia” avançavam,a população brasileira ia mudando de canal. E foi isso que deixou a Rede Record maluca, uma vez que NINGUÉM ali esperava que a trama de Moisés fosse despertar um interesse que ultrapasse os dez pontos no ibope.

Despreparada para o sucesso (Desde quando a Rede Record não sabia o que era isso no meio deles?), começou a loucura. Se o capítulo de ontem desse uma média boa de audiência, esse mesmo capítulo era espichado à exaustão e não se falaria em outra coisa nos dias seguintes. (Aff!) Para piorar, a audiência foi aumentado e a emissora ficando cada vez mais desesperada! “O que fazer?” “E depois?”...E haja praga!! 

“Os Dez Mandamentos” estava no auge e não havia nada para botar em seu lugar, mesmo com uma nova novela sendo gravada para substitui-la.Ou seja, a própria Rede Record não apostava na trama que estavam dispostos a exibir depois. E dando provas de que não sabem administrar o sucesso, jogaram no ar uma história que já haviam exibido antes, a minissérie “Rei Davi”, outro dramalhão bíblico que ainda não disse a que veio! 

Mas apesar de não estarem prontos para o sucesso, a Rede Record acertou em cheio com a exibição diária de “OS DEZ MANDAMENTOS” no horário nobre. O público estava mesmo cansado de novelas onde favelas e bandidos eram divulgados em todas as cenas. Por que não fugir para uma trama açucarada e cheia de conflitos universais já conhecidos, mas cheia de fantasia? Esse foi o acerto da novela da Vívian de Oliveria. NADA MAIS QUE ISSO! 

“Os Dez Mandamentos” foi crescendo devagar e encostou na Rede Globo com a exibição das pragas do Egito, ali pela sua segunda metade, e bateu todos os recordes com a travessia do Mar Vermelho. E depois? NADA! A autora teve uma crise de falta de ideias e nada mais de interessante aconteceu. Falou-se tanto nessa travessia que ficou no ar a ideia de que a trama se resumia nisso.E teria sido inteligente para a novela se essa tão esperada cena tivesse ficado para o penúltimo capítulo! Aí, sim, com certeza, o final teria levado todos os outros canais à lona! Como falei antes, quem nunca comeu melado quando come se engasga. Foi exatamente isso que aconteceu. Pesando e medindo, a Rede Record teve sorte com sua trama, nada mais. Ainda assim,”sorte” mal explorada!

E o que dizer do elenco?...Por Deus! Pareciam um monte de amadores recitando texto! Que elenco foi esse? Tudo quanto era de atores e atrizes sem chance em outro canal, a Rede Record contratou como figurantes de luxo, uma vez que quase ninguém se destacou no meio de um elenco a perder de vista! Isso leva a crer que ninguém queria saber de seus intérpretes, mas dos efeitos que seriam mostrados nas cenas das pragas e da travessia.

Guilherme Winter, muito verdinho para tão importante papel, deslizou em todas as cenas. Seu personagem MOISÉS parecia um robô em cenas impactantes e de grande emoção. Já o vilão RAMSÉS,”interpretado” pelo canastrão Sérgio Marone (que só sabe ser lindo!), pisou em ovos o tempo todo, pois não sabia aproveitar o texto difícil e parecia um candidato à espera de uma vaga para concorrer ao Mister Universo tamanho o exagero de seus músculos!

Mas a novela causou. E é isso é o que importa para a Rede Record.

***

André Araújo é um apaixonado por novelas. Tanto que ele escreve algumas por aí e publica pela internet, arrebatando fãs e distribuindo inspiração. Da cabeça dele já saíram grandes personagens. Entre as novelas virtuais, é autor de "Uma Vez Na Vida! e "Flor de Cera", que será lançada em breve e tem até grupo no Facebook - neste link.


A abertura do mar vermelho

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.