terça-feira, 1 de dezembro de 2015

.: Filme sobre precursor do Yoga no Brasil estreia em Santos

Documentário de Bárbara Tavares traz imagens inéditas e a última entrevista do professor Hermógenes, morto aos 94 anos em março deste ano.

Em cartaz diversas capitais, o documentário “Hermógenes, Professor e Poeta do Yoga”, sobre um dos precursores do Yoga no Brasil, terá uma sessão especial em Santos, na próxima segunda-feira, dia 14, 21h, no Roxy 4 do Pátio Iporanga. O ingresso com valor promocional para todos custa R$ 20 e está à venda na bilheteria do cinema. A realização do evento é de So Ham, Santo Yoga e do Cine Roxy.

Conhecido como Professor Hermógenes, o autor e líder espiritual brasileiro escreveu mais de 30 livros sobre terapia holística e bem-estar e inspirou a vida de milhares de pessoas no Brasil e no exterior por meio da filosofia oriental do Yoga.

Dirigido por Bárbara Tavares, o longa-metragem traz imagens inéditas e a última entrevista de Hermógenes, que faleceu aos 94 anos em março de 2015. O filme, uma produção 100% independente, reúne ainda entrevistas com personalidades como Marcelo Yuka e Jackson Antunes e imagens raras, de seu acervo pessoal, com suas viagens à Índia, palestras, participações em programas de TV e encontros com mestres como Chico Xavier e Sai Baba. Trilha sonora com o americano indicado ao Grammy, Krishna Das.

“O ponto de partida do filme foi a vontade de mostrar às novas gerações a importância desse pensador brasileiro”, conta a diretora e roteirista Bárbara Tavares, praticante do Yoga e seguidora de sua filosofia há mais de uma década. “A mágica dessa produção começou  quando uma das filhas do Professor Hermógenes encontrou uma película de 16mm, dos anos 70, perdida e mau conservada no sótão de sua casa. Ela me entregou o material para que eu tentasse descobrir o conteúdo; e ao levá-lo para um estúdio em Los Angeles vi alguns dos registros mais emocionantes da vida dele”, lembra a cineasta.

O filme vem ganhando força no mercado de exibição devido ao sucesso com o público, como pode ser visto em alguns depoimentos do público após as sessões. "Não pensem vocês que é um filme só sobre Yoga, é um filme que vai fazer seu coração se encher de alegria e paz", Karen Neves

"Comovente, inspirador e sobretudo, muito Humano! Não tem como não se identificar."
Adriana Guimarães

Sobre Professor Hermógenes
O militar José Hermógenes de Andrade Filho, mais conhecido como professor Hermógenes, nasceu em Natal, em 1921, e foi professor do colégio militar do Rio de Janeiro. Na década de 60, após um diagnóstico de tuberculose avançada aos 35 anos de idade, Hermógenes descobriu os benefícios do Yoga para a saúde física e mental e disse ter se curado ao praticar Yoga regularmente, escondido no banheiro. “Me curei da cura. A cura da tuberculose me deixou doente, e o Yoga me curou da cura”, conta ele no filme.

A partir daí, Hermógenes passou a dedicar sua vida à divulgação do Yoga e de sua filosofia, chegando a realizar doutorado em Yogaterapia pelo World Development Parliament da Índia e a conquistar o título de Doutor Honoris Causa pela Open University for Complementary Medicine. Ele começou a escrever livros sobre o assunto, lançando “Autoperfeição com a Hatha Yoga”, hoje um best-seller que já atingiu a expressiva marca da 50ª edição. Hermógenes faleceu em março deste ano, aos 94 anos, vítima de mal de Parkinson, mas seus livros e falas seguem impactando a vida de milhares pessoas no Brasil e no exterior.

Sobre o filme
O documentário mostra como seu trabalho, de mais de meio século, transformou a vida de pessoas em diversas partes do mundo e apresenta o Yoga num aspecto mais amplo do que é corriqueiramente conhecido: como um exercício físico para contorcionistas ou para terceira idade. Yoga vai além, é uma prática milenar de meditação, respiração, alimentação saudável, desenvolvimento espiritual, autocura, não-violência, numa busca pelo equilíbrio integral, sintonização do corpo e a mente.

Muitos referem-se a Hermógenes como “médico da alma”, pois ele se dedicou a difundir o que a ciência hoje certifica: Yoga beneficia o corpo e a mente. Um exemplo é Hospital Albert Einsten, centro de referência em São Paulo, que usa o método do Yoga em seus pacientes. No filme, o médico responsável pelo projeto, Dr. Paulo de Tarso, conta como o Yoga tem beneficiado os pacientes com câncer.

Se na Índia, o Yoga é praticado há milhares de anos, no ocidente sua prática ainda é nova. Nos EUA já são mais de 15 milhões de adeptos, que gastam anualmente US$ 5,7 bilhões em aulas, retiros e produtos relacionados ao Yoga (Fonte: “Yoga in America Study”/2008). No Brasil, não há pesquisas específicas, mas estima-se que já tenha ultrapassado 2 milhões o número de praticantes.

Depoimentos no filme
No documentário ouviremos várias histórias de superação através do Yoga, uma delas do músico e compositor Marcelo Yuka que após ser atingido por uma bala perdida e ficar paraplégico “entrei numa depressão profunda (…) o corpo mudou mas a mente não admitiu essa mudança" conta Yuka no filme. Ao conhecer Yoga e meditação "eu começo a achar que parte das minhas soluções estavam em mim. (…) eu construí um porto seguro que ninguém me tira, porque está em mim".

 O ator Jackson Antunes sofria de síndrome do pânico, doença que o prof. Hermógenes denomina como "A Coisa", quando encontrou o livro de poesia do Hermógenes "Mergulho na Paz" num ónibus. "Aquilo caiu como uma pedra de açúcar (…) Existem pessoas que escrevem por escrever, existem pessoas que escrevem por amor. O professor é o próprio amor", diz Jackson.

Ana Carolina é uma menina como tantas outras que queria seguir o padrão da moda, o que a levou a sofrer de anorexia aos 15 anos. "Eu ficava pesquisando um jeito de me matar (…) esse era o meu hobby. Quando eu comecei a praticar Yoga eu comecei a sentir uma paz muito grande comigo mesma, eu não sabia porquê, mas as aulas de Yoga passaram a ser meu remédio diário", conta Carolina no filme.

Sobre a diretora, Bárbara Tavares
O filme “Hermógenes” marca sua estreia nos longas-metragens. Diretora premiada, pelo juri e público, em festivais internacionais e indicada ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro com o curta doc “O Gigante do Papelão”. Estudou cinema na UCLA, em Los Angeles.

“No início [da Academia], eu era diretor, o professor, o faxineiro e o contínuo, eu era tudo. Não queria pagar ninguém, eu queria dar de graça o que tinha me servido tanto”, fala do Prof. Hermógenes num trecho do filme.

Serviço: 
Sessão do filme “Hermógenes, Professor e Poeta do Yoga”
Segunda-feira, 14 de dezembro, 21h 
Cine Roxy 4 do Pátio Iporanga - Av. Ana Costa, 465, Gonzaga. 
R$ 20 - Ingressos à venda na bilheteria do cinema.

Trailer do documentário “Hermógenes, Professor e Poeta do Yoga”

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.