terça-feira, 13 de setembro de 2016

.: "Mirada" conjuga inovação estética e pensamento crítico

Mais de 40 espetáculos compõem a programação dessa nova edição do evento. Desses, 28 são internacionais. A Espanha é o país homenageado e traz produções inéditas no Brasil. 

Trabalhos que correlacionam o pensamento crítico à busca permanente por inovação em temas, técnicas e formas de abordar a arte constituem a tônica da quarta edição do "MIRADA} Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos", evento bienal realizado pelo Sesc que acontece até 18 de setembro em Santos e mais quatro cidades do litoral paulista.

Essa nova edição do "Mirada" tem em sua programação 43 espetáculos originários de 10 países da América Latina, Portugal e Espanha. Ou seja, 12 nacionalidades representadas por meio de peças, performances, intervenções urbanas e uma instalação. Trata-se de um panorama que potencializa a capacidade de o teatro e a dança reagir diante das singularidades histórica, social, política e econômica, evidenciando a força da arte politicamente engajada sem perder de vista a ambição poética e a pluralidade estética.

As quatro edições do festival tiveram curadoria do conselho diretivo do Festival composto pelo diretor do Departamento Regional do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda; pela pesquisadora e educadora Isabel Ortega, brasileira radicada na Espanha; pelo diretor do Teatro Mayor de Bogotá, Ramiro Osório; e pelo diretor artístico do Festival Ibero-Americano de Teatro de Cádiz, Pepe Bablé. 

Para Danilo Santos de Miranda “chegamos à quarta edição do Festival com representantes de 12 países, tendo a Espanha como país homenageado, o que permite reafirmar o caráter de integração entre os povos e culturas desse extenso território afetivo, como objetivo central da proposta. Além disso, mantém-se o lugar privilegiado para trocas de saberes e diálogos multilaterais, notadamente com a incorporação de demandas supranacionais nas pautas discutidas em comum”.

Prestigiada no circuito internacional devido à consistência de sua produção contemporânea, a Espanha é o país homenageado em 2016 e traz oito montagens, sendo a maior parte de espetáculos inéditos no Brasil. A produção brasileira vem representada por 15 obras convidadas, provenientes de diferentes regiões do país. Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Peru, Portugal e Uruguai trazem trabalhos significativos da cena contemporânea.

O público é estimulado a uma viagem de 11 dias por uma programação que contempla assuntos urgentes de nossa época, como família, gênero, racismo, identidade, cidadania, espaço público, ditadura, justiça, terrorismo e refugiados. Essa variedade de temas vai atingir espectadores adultos e infantojuvenis durante a temporada que ocupa, para além dos espaços do Sesc Santos, outros edifícios históricos de relevância cultural e espaços não convencionais da cidade, como a sala Princesa Isabel, no Palácio José Bonifácio, a Fortaleza da Barra - fortificação construída no Guarujá em 1584 - e as catraias do bairro do Paquetá, na zona portuária de Santos.

Transversalidade e Reflexão
Como nas edições anteriores, o "MIRADA" oferece ao público mais de 20 atividades formativas ou reflexivas transversais e inerentes aos assuntos e linguagens em foco nas obras. 

Enquanto princípio norteador das atividades formativas realizadas nessa edição, o conceito alteridade do olhar mostra-se significativo para um festival que prima em oferecer um rico extrato da produção cênica de países que, em sua grande maioria, trazem como elementos essenciais de suas culturas a diversidade, a mistura e as diferenças. 

A América Latina que hoje conhecemos é um continente regido pelo encontro, muitas vezes tenso e sempre dinâmico, das diferenças. Desse modo, o exercício da alteridade é o meio sensível e complexo nesse processo de aprendizagem e, por esse caminho, a reflexão sobre o pós-colonialismo.

Serão realizadas conferências, laboratórios de criação, mesas de debate, leituras, compartilhamento de processos criativos, oficinas e workshops com objetivo de oferecer ao público participante, e também aos artistas, curadores e programadores, um lugar e um tempo dedicados aos encontros e à troca de experiências. 

Nas atividades formativas, com a colaboração de Marcelo Lazzaratto, estarão importantes artistas, acadêmicos e intelectuais como Vladmir Safatle, Verônica Fabrini, Cassio Pires, Michele Ferreira, Chico Carvalho, Emanuel Aragão, Maria Thais, Santiago Kao, Javiera Peón, Tania Farias, Pedro Haddad, Eduardo Pérez-Rasilla Bayo, Gilberto Gawronski, Hugo Rodas, Fernando Yamamoto, Cibele Forjaz, Beatriz Sayad, Luciana Romagnolli, Alex Serrano, Felipe Hirsch, João Galante, Marcio Abreu, Maria Thais e
Santiago Cao, dentre outros.

Instalado na Área de Convivência do Sesc Santos, o "Ponto de Encontro" é um espaço onde o público poderá encontrar amigos, artistas e convidados do festival. Instalações interativas, performances e shows musicais noturnos vão estender o horário de funcionamento da unidade do Sesc em Santos com apresentação das bandas Ninfas (ARG), Jaloo (BRA), Oquadro (BRA) e Cuban Beats All Stars (CUB).

Em parceria com a Prefeitura de Santos, e com esse conjunto de ações na interface das cenas e das ideias, a quarta edição do MIRADA reafirma sua vigorosa plataforma de interseção das artes cênicas do Brasil, da América Latina e da Península Ibérica. O evento incorpora serviços de acessibilidade às peças com tradução em libras e audiodescrição.

Venda
Ingressos à venda no Portal sescsp.org.br, e às 17h, nas bilheterias das unidades do Sesc. 

Em Santos
No Sesc Santos, a compra de ingressos pode ser feita de terça a sexta, das 9h às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30. 

Nos dias das atividades nos espaços Cadeia Velha, C.A.I.S. Vila Mathias, Casa da Frontaria Azulejada, Sala Princesa Isabel, Teatro Brás Cubas, Teatro Coliseu e Teatro Guarany, os ingressos estarão à venda nos locais, com uma hora de antecedência. 

Valores 
R$ 40 - inteira. 
R$ 20 - meia-entrada (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, estudante, pessoa com deficiência e servidor de escola pública e usuário inscrito no Sesc e dependentes). 
R$ 10 – credencial plena (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). 

Programação: sescsp.org.br/mirada

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.