terça-feira, 8 de setembro de 2015

.: Scream: Por que a série teve o assassino perfeito? [Com SPOILER]


Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em setembro de 2015



A primeira temporada de "Scream", da MTV, terminou em 1º de setembro de 2015 revelando o grande assassino serial que estava por trás da máscara de fantasma que levou personagens que muitos gostavam -e/ou até amavam de todo coração- como Nina (Bella Thorne), Riley (Brianne Tju), Xerife Clark (Jason Wiles), Will (Connor Weil) entre outros. No entanto, a revelação do "dono da máscara da matança" não foi surpreendente e muitos já -inclusive eu- palpitavam que Pipper (Amelia Rose Blaire) era uma das assassinas.

Já na primeira aparição da jovem, ao chegar no borborinho de alunos "investigando" a morte de "Nina bovina", o olhar lançado para Noah e Audrey (Bex Taylor-Klausjá trouxe o estranhamento para o seriado. O curioso é que justamente a interessada em desvendar o assassino serial era a própria que questionava a todos. Quando ela surgiu? A personagem foi apresentada quando o total de mortes já chegava a três: Nina, Tyler e Rachel. 

Contudo, a trama ofereceu pistas confusas e, assim, ela foi se camuflando, embora permanecesse na mira de grande parte dos fãs de "Scream". Para muitos -inclusive para mim-, Kieran (Amadeus Serafini) era nitidamente um dos suspeitos. Não só por seguir a lógica do filme original e primogênito "Scream/Pânico", em que o namorado faz e acontece com a mocinha Sidney (Neve Campbell). Bullying com o namorado de filme/série de terror? Não! Kieran também despertava inúmeras dúvidas quanto a confiabilidade. Para alívio de grande parte da galera, as atitudes de Kieran só foram mal interpretadas. Pelo menos nesta primeira temporada, sim!

Em contrapartida, o desfecho da trama deixou muitas pulgas atrás das orelhas do público. Embora as revelações tenham acontecido, nem tudo ficou tão claro. Será que Audrey foi realmente a ajudante de Pipper? As imagens mostraram o que levou muitos a crerem que sim. No entanto, sempre pode haver alguma explicação plausível para tirá-la de tal crucificação. 

Logo, é preciso pensar além. Por que iriam revelar justamente o segundo assassino no finalzinho do último episódio, deixando a continuidade comprometida? Jogada? Provavelmente! Assim, ao se despedir, mais uma vez, "Scream" brinca de enganar para espichar o seriado que não tem muitas chances de entrar para a história das séries revelações no gênero. O mérito da produção é o de dominar a arte de prender -ou agarrar firme?- espectadores em uma trama simples -e até bem conhecida. Em tempo, a equipe de edição manda bem nos cortes e contribuem para deixar qualquer um boquiaberto.

De fato, considerando toda a produção, Pipper é a assassina perfeita da primeira temporada de "Scream"! A boa atuação de Amelia Rose Blaire foi coerente, provando não ser uma escolha aleatória de diretores e produtores. As caras, as bocas e os olhares criminosos nas cenas em que "surgiu" foram convincentes. Acredito que se ela não tivesse qualquer culpa no cartório e permanecesse na história, críticas negativas ao seriado teriam chovido aos montes. 

Que 2016 venha logo com a segunda temporada de "Scream". Até lá!



* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do www.photonovelas.com.br. Twitter: @maryellenfsm 

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Eu gostei de vê-la como a grande assassina desta temporada.

      Excluir
  2. Assassina, quem diria? O fator surpresa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade!! Foi uma boa surpresa!!
      Um grande abraço e obrigada por comentar!

      Excluir
  3. Quem acha que a Piper é a principal assassina deveria rever a série porque não entendeu nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, a principal assassina, Pipper não é, mas ficou marcada como a primeira carinha. E mandaram bem. Acredito que a GRANDE mente brilhante por trás de tudo, somente será revelada e confirmada no último episódio quando a série der adeus. Enquanto isso, vamos acompanhar tudo, continuar palpitando e nos divertindo com as jogadas da edição. Curto muito tudo isso!!

      Excluir
  4. Foi uma surpresa e tanto! Mas adorei, me lembrou muito a Jill, de ''Ghostface''4, o que foi muito foda. Adoro quando os assassinos são mulheres, mas aguardo o seguimento da série. Espero que é uma terceira, ou até na segunda, o Ghostface seja homem, para me dar aquela bela nostalgia do Mickey, do segundo filme da franquia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada por comentar, Dex Riddle!!
      Excelentes apontamentos.
      Um grande abraço.

      Excluir

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.