quarta-feira, 25 de abril de 2018

.: Sinta o prazer de dizer Não!, artigo de Margareth Signoralli

Por: Margareth Signoralli


Você já percebeu quantas vezes disse SIM querendo dizer NÃO e o quanto essa decisão lhe deixou frustrado? Existem muitas razões que nos impelem a dizer SIM como culpa, medo, obrigação e a irresponsabilidade por nós mesmos.

Nesse momento é importante identificarmos o real motivo que nos levou a agir contra a nossa vontade para que possamos entender o porquê estamos violando nós mesmos em favor da outra pessoa e também compreender que qualquer uma das razões citadas pode ser mudada e renegociada por você mesmo.

Manifestar-se contra à própria sua vontade por algum tempo pode parecer até normal, mas passar por cima das suas necessidades e dos seus limites acabará prejudicando sua saúde e muito provavelmente o tornará uma pessoa ressentida.

É importante que você perceba quando está trocando o NÃO pelo SIM e identificar que esse SIM pode estar relacionado ao seu Tempo ou às suas Necessidades, aí fica mais fácil aprender a dizer NÃO. Veja como isso é possível:

Seu Tempo
Dê valor ao seu tempo. Ele é precioso para você poder cumprir suas atividades dentro das suas obrigações e fora delas. Se você desperdiça-lo, ele não voltará mais.

Suas Necessidades
Ser permissivo é não estar honrando o que quer e passando por cima do que é relevante para você. Como diz William Ury, escritor do livro O Poder do Não Positivo, “Fale NÃO pelo seu SIM”.

Priorize-se
Toda vez que você diz NÃO para algo ou alguém estará dizendo SIM para você mesmo.
Sinta-se confortável em dizer NÃO porque quanto maior o NÃO externo, maior será o SIM interno. Aos poucos, você sentirá o resultado não só no seu sucesso como na sua felicidade. Experimente!

SOBRE MARGARETH SIGNORELLI: Com formações internacionais em Coach de Relacionamento e Sexualidade e em EFT – Emotional Freedom Techniques, Margareth Signorelli combina ferramentas  dessas técnicas para auxiliar na limpeza de crenças e traumas e guiando a pessoa em um processo de transformação profunda, em busca do autoconhecimento e da quebra de obstáculos internos que impedem que o bem-estar e o amor fluam livremente em sua vida.

Com mais de 80 mil seguidores em seu canal e mais de 2,3 milhões de visualizações de seus vídeos, Margareth utiliza técnicas de coaching que vão da física quântica à espiritualidade para orientar a pessoa sobre como usar a Lei da Atração para alcançar seus objetivos e o relacionamento dos seus sonhos, complementando seu trabalho com o EFT, técnica de acupuntura sem agulhas que trabalha dores e emoções negativas.

Margareth possui a seguinte formação:
Especialização em Sexualidade- Prosex- FMUSP
Certificada Coach de Relacionamento e Sexualidade – Abrap Coaching e Centro Metamorfose
Certificada Coach de Relacionamento – Los Angeles – USA
Certificada Coach de Relacionamento Conjugal - Integrate Coaching Institute
Certificada Coach Executiva - Integrate Coaching Institute
Certificação Internacional Gold Standard Advanced EFT Terapeuta
Psicologia para Coachs Básico e Avançado – Instituto de Psicologia Positiva & Comportamento – São Paulo – Brasil
Quantum Evolution – ICI – São Paulo – Brasil
Feminine Power Mastery - Los Angeles – USA
Bacharel em Enfermagem – PUC - Campinas
Site: conexaocoach.com.br
Blog: conexaocoach.com.br/blog
Facebook: facebook.com/conexaocoach
Instagram: conexaocoach
Youtube: youtube.com

.: Galápagos celebra Dia do Jogo de Tabuleiro com eventos de Norte a Sul

Dias 28 e 29 de abril serão marcados com mais de 60 eventos em diversos Estados para comemorar o Tabletop Day


Caixa Black Stories 


Nestes sábado e domingo, 28 e 29 de abril, a Galápagos Jogos, com o apoio de diversos parceiros pelo Brasil, promoverá o Tabletop Weekend, iniciativa que visa celebrar o famoso "Tabletop Day – Dia Internacional do Jogo de Mesa". Serão mais de 60 eventos de Norte a Sul no país, com a expectativa de reunir um público acima de 20 mil pessoas.

É incrível notar a explosão do mercado de jogos de tabuleiro no Brasil, especialmente na era da tecnologia. Pessoas de todo o tipo e faixas etárias estão buscando essa forma de entretenimento”, comenta Yuri Fang, presidente de Galápagos.

Os eventos serão realizados por organizadores independentes e lojas especializadas em mais de 30 cidades brasileiras, de grandes capitais a cidades de menor porte. A lista completa com detalhes de locais e horários pode ser acessada em: galapagosjogos.com.br.

O ramo, que antes era visto como um mercado de nicho, tem se tornado cada vez mais pulverizado. A diversidade de jogos disponíveis no mercado impressiona. Somente a Galápagos lançou no ano passado cerca de 40 novos títulos. Nos últimos cinco anos, a empresa quintuplicou seus resultados, atingindo o posto de maior empresa de jogos de tabuleiro modernos no Brasil. São mais de 300 produtos já lançados e uma gama extensa de temáticas e tipos de jogos.

A evolução desse mercado no Brasil acompanha o desenvolvimento do setor globalmente. A cada ano são lançados mais de 3.500 títulos no mundo, representando um crescimento anual de quase 6%. De acordo com pesquisas, estima-se que aproximadamente a cada década o mercado dobra de tamanho.
“A chamada Era Dourada dos Jogos teve início no mundo após a década de 90. Aqui no Brasil, estamos começando a viver isso agora. Os clássicos tiveram um papel fundamental na abertura desse mercado e, hoje, existe uma variedade de jogos com tantas temáticas e estilos que agradam qualquer tipo de pessoa”, diz Yuri.

Sobre a Galápagos Jogos: Com 9 anos de trajetória, a Galápagos Jogos faz história no país como a principal editora brasileira de jogos de mesa modernos. Por meio de licenciamento, tradução e distribuição de títulos famosos e premiados mundialmente, a empresa contribui para que o Brasil tenha acesso a um produto que é tendência no mercado de entretenimento. Com a missão de proporcionar experiências que aproximam pessoas e perpetuam boas memórias, a Galápagos Jogos tem um catálogo com mais de 300 produtos voltados para diferentes idades e públicos. São jogos que, além de divertir, proporcionam desenvolvimento em áreas como estratégia, criatividade, concentração, comunicação e lógica. Entre os grandes sucessos estão Zombicide, Dixit, Black Stories, Concept, Munchkin, e a linha Star Wars X-Wing.

Twitter: @galapagosjogos| Facebook: /galapagosjogos | Instagram: /galapagos jogos

.: Crítica: Musical "A Noviça Rebelde" é um sopro de alegria para o teatro


Por Helder Moraes Miranda, em abril de 2018.

Esqueça as comparações com o filme estrelado por Julie Andrews. "A Noviça Rebelde", o musical clássico da Broadway, em cartaz no Teatro Renault, é muito melhor. A começar pela protagonista, Malu Rodrigues que, em um papel de pouco destaque na novela das 21h, surpreende pelo vozeirão. 

"Como se faz para consertar Maria?", é a pergunta que se faz no início, no meio e no fim do espetáculo. Maria, a noviça rebelde do título, precisa, mesmo, ser consertada? Se levarmos em conta a alegria de viver, o carisma e a afirmação da personagem, é possível enxergar que o "conserto" é uma metáfora para os dias de hoje - repleto de maledicências e desentendimentos gerados pelas polarizações de opiniões divergentes que não são respeitadas. 

Com a maioria das canções em português, o musical é inspirado no livro de memórias de Maria Von Trapp, que tinha um coro de filhos talentosos. No espetáculo, Maria é um espírito livre que, a partir da música, consegue juntar as peças de uma família desestruturada não pelo desamor, mas pela falta de alguém que se foi.

Malu Rodrigues, que na primeira versão, há dez anos, interpretou Liesl, a irmã mais velha, brilha ao lado de grandes nomes do teatro, como a talentosíssima Gottsha (entrevista com ela neste link) que desta vez entra em cena como uma madre superiora para lá de afinada. Gottsha é responsável por uma das cenas mais bonitas do espetáculo e, quando entoa um canto gregoriano, consegue arrepiar dos pés até o último fio de cabelo. 



Gabriel Braga Nunes é outro que está inesquecível no papel do Capitão Von Trapp. Ao interpretar um homem sisudo e machucado pela vida, é ele quem protagoniza os momentos mais ternos do espetáculo, com uma voz que soa como um carinho nos ouvidos. 

A química entre Braga Nunes e Malu Rodrigues  pode ser vista no embate entre a razão e o coração dos dois personagens e é indiscutível. Ambos levam o espectador a torcer pelo casal que sobrevive - cantando, como não poderia deixar de ser, em um musical desse porte - às piores adversidades que lhe são colocadas pelo caminho.

Luiz Guilherme, que interpreta o Tio Max na ausência de Marcelo Serrado, traz a comicidade mesclada com a picaretagem de um personagem que só quer tirar vantagem em tudo, sem perder o verniz e a elegância de que o grande público está habituado a ver na televisão. Já Alessandra Verney empresta todo o seu carisma à interesseira Baronesa Elsa Schraeder. Com um elenco desses, não haveria como não dar certo.

O elenco infantil também está impagável, principalmente uma das intérpretes da caçula Gretl, que no dia em que fomos assistir era defendida pela atriz-mirim Danny Prince, de cinco anos, um talento que enternece e desperta para os palcos. Ao todo, são 21 crianças e adolescentes que se revezam a cada apresentação, que foram escolhidos entre três mil inscritos. 



Outra que se destaca é Marianna Alexandre, que reveza com o fenômeno teen Larissa Manoela a interpretação da primogênita da família e, com muita categoria e talento, canta, dança e sapateia para um público extasiado.

A direção é da competente dupla Charles Möeller e Cláudio Botelho, que formam a produtora Möeller & Botelho, responsável pelo renascimento do teatro musical que começou no Rio de Janeiro nos anos 90 e se mantém ativa até os dias atuais e responsáveis pelas montagens de, entre muitos outros espetáculos, "Beatles num Céu de Diamantes" (2008 até os dias atuais, crítica neste link), e "Rocky Horror Show" (2016, crítica neste link). 

O cenário e os figurinos são componentes à parte. Tudo é muito grandioso, muito rico e muito colorido. A peça transborda alto-astral e, ao lado de "Peter Pan" (crítica neste link) é um sopro de alegria no teatro brasileiro. 

Em um mundo repleto de peças críticas repleta de protestos e muita necessidade de desabafar que, realmente, são necessárias, "A Noviça Rebelde" não deixa de ser um respiro e, ao mesmo tempo, uma injeção de otimismo para quem sai do teatro disposto a enxergar as mudanças que o Brasil vem passando como algo necessário e extremamente positivo para a construção de um país melhor.

Serviço
"A Noviça Rebelde" segue em cartaz até 27 de maio no Teatro Renault. Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 411, Bela Vista - São Paulo. De quarta a sexta-feira, às 21h. Sábado, às 16h e às 21h. Domingo, às 15h e às 20h. Ingressos à venda neste link.



*Helder Moraes Miranda escreve desde os seis anos e publicou um livro de poemas, "Fuga", aos 17. É bacharel em jornalismo e licenciado em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura, pela USP - Universidade de São Paulo, e graduando em Pedagogia, pela Univesp - Universidade Virtual do Estado de São Paulo. Participou de várias antologias nacionais e internacionais, escreve contos, poemas e romances ainda não publicados. É editor do portal de cultura e entretenimento Resenhando.





Uma publicação compartilhada por A Noviça Rebelde (@anovicarebeldebrasil) em


.: "Power Couple Brasil" começa com rusgas entre casais

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em abril de 2018


A estreia do reality show "Power Couple" trouxe Gugu Liberato no comando, mostrando certa proximidade com os participantes durante as conversas, extremamente à vontade na condução da atração, embora não perca a chance de jogar lenha na fogueira com perguntinhas indiscretas. O programa, ao exibir cada casal -por eles mesmos-, seguiu para o momento do encontro dos 11 pares tendo a harmonia habitual de início de reality show. Até a Aritana chegou a comentar ser fã de algumas pessoas ali. Ok! Que ela não se decepcione como aconteceu com Conrado, em "A Fazenda".

Embora seja apenas o início, já surgiram rusgas de casal para casal. O fato é que alguma dupla teria de ficar no sofá, outra na barraca e outra no quarto do Perrengue. Essa foi a regra inicial do reality show aos vencedores que ficaram com a suíte master, após acertar na escolha das chaves que abriram o melhor quarto: Marlon e Letícia. Simples!

Vinicius D´Black e Nadja não gostaram nada de ficar na sala. Primeiramente por não aceitarem a escolha ou a justificativa dada por Marlon. Os jovens, alegaram no programa ao vivo que, por conta "da luz" e muitas pessoas passando, não conseguiram dormir. Munik e o namorado Anderson engrossaram o "mimimi" por terem ficado na barraca. 

No entanto, Nadja, namorada de D´Black, foi mais insistente no assunto e diante das câmeras disse querer vingança, demonstrou raiva inclusive no olhar. E não é que ela retribuiu? Em contrapartida, com dificuldade para dormir, Nadja, totalmente irada, xinga e reclama de tudo. Eis que ela solta um "cala a boca" para o parceiro. 

Outra curiosidade de casal famoso foi a de Marlon e Letícia. O cantor, durante a prova em que ela deveria acertar um alvo em movimento, disse para a mulher fazer "aquele bração que adora dar porrada" nele. Xiii! Não é que os homens do "Power Couple" são de boa, mesmo levando bronca da parceira? Até o Créu comentou isso, após apostar pouco e a esposa perder a primeira prova.

Eis que a grande surpresa da noite foi a de uma dupla levar um carro Okm e outros dois teriam vantagens no jogo. Assim, todos os 11 casais saíram da sala e foram para o palco com Gugu. Três deles permaneceram com mais pontos: Marlon e Letícia, Créu e Lilian, D´Back e Nadja. Inicialmente, Marlon e Letícia abriram a caixa com símbolo verde e ganham 20 mil para apostar na próxima prova, mas era preciso tirar 10 mil da conta de outros dois casais, e os escolhidos foram Nadja e D´Black, Créu e Lilian.

Já Nadja e D´Black, após abrir a caixa, tiveram a chance de escolher um dupla para não participar da prova dos casais, que foram Letícia e Marlon. Havia alguma dúvida de que eles seriam os escolhidos? O casal até demonstrou certa dúvida, mas não foi convincente. E a vingança de Nadja?! Não iria deixar passar estando com a faca e o queijo na mão. Os sortudos da noite foram Lilian e Créu que ganharam um carro Okm. Ele, na hora ficou incrédulo e pediu para que ela lesse o comunicado. 

Sim o jogo começou... e está muito bom!



*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: 
@maryellenfsm







.: Número de crianças e adolescentes obesos aumenta 11 vezes em 40 anos

O aumento nos índices de obesidade infantil no mundo é alarmante. Um estudo liderado pelo Imperial College, de Londres, e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), realizado em 2016, revelou que a obesidade atinge 124 milhões de crianças – um salto quase duas vezes superior ao aumento no número de adultos obesos. Em 1975, o segmento da população entre 5 e 19 anos acima do peso era de 11 milhões. Já o de adultos, saltou de 100 milhões para 671 milhões. Nas últimas 4 décadas, o índice de obesos no mundo cresceu de 0,7% para 5,6% entre meninas; e de 0,9% para 7,8% em meninos. O Brasil encontra-se acima da média mundial: 9,4% das meninas e 12,7% dos meninos estão obesos.

A obesidade pode ser desencadeada por fatores ambientais, biológicos, hereditários e psicológicos, mas, segundo especialistas, certamente são os hábitos os principais causadores. "Menos de 5% dos casos são decorrentes de doenças endocrinológicas e a hereditariedade só se manifestará se o ambiente permitir", explica a endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM-PR), Rosana Bento Radominski.

Segundo ela, os índices de sedentarismo e a alimentação inadequada no ambiente familiar são os principais colaboradores para o crescimento exponencial no número de crianças e adolescentes obesos. “As crianças estão passando muito tempo em frente ao computador e celular e fazendo pouca atividade física”, reforça a médica. “Além disso, é preciso uma mudança de hábitos na alimentação de toda a família para que a criança seja motivada a se alimentar melhor”. A médica ressalta ainda que há poucas opções de medicamentos para auxiliar no emagrecimento infantil. O tratamento é baseado em atividade física e reeducação alimentar.

Tratar a obesidade não é uma questão estética. Problemas de saúde relacionados ao excesso de peso vêm afetando crianças cada vez mais novas. Complicações como hipertensão arterial, colesterol e triglicerídeos elevados, resistência à insulina (que pode evoluir para o diabetes tipo 2) e até mesmo apneia de sono são alguns desses problemas. “A obesidade nos meninos é ainda mais grave devido ao acúmulo de gordura abdominal, que traz maior risco de problemas cardiovasculares”, alerta a médica.

Aspectos psicológicos: A família também deve considerar os aspectos psicológicos da obesidade infantil. Segundo os especialistas, conforme o avanço na idade, maior a probabilidade de sofrer preconceito e bullying devido ao excesso de peso. Isso afeta a interação da criança com os grupos, a socialização e pode levar, até mesmo, a um quadro de depressão. "É um círculo vicioso: a criança sofre com a diferença, se isola e tende a praticar menos atividades físicas e compensar a tristeza na alimentação", revela a endocrinologista.

Outro fator importante a ser observado é se o quadro de obesidade não é decorrente de fatores psicológicos. Muitas vezes, desequilíbrios emocionais e até mesmo casos de abuso sexual desencadeiam a doença. Nesses casos, o acompanhamento de psicólogos e uma equipe multidisciplinar é essencial.

Conduta saudável: Rosana Bento Radominski ressalta a importância da participação de toda a família no tratamento e prevenção da obesidade. “Comer de forma saudável não é recomendação exclusiva para o paciente obeso. Toda a família deve cuidar da alimentação e não deve haver diferenciação entre magros e obesos. Uma dieta nutricional equilibrada faz bem a todos”, afirma. A atividade física também deve ser equilibrada e fazer parte do cotidiano. "Não basta matricular a criança em uma academia. É preciso incentivar hábitos diários mais saudáveis como caminhar todos os dias, procurar subir escadas e brincar, por exemplo", reforça a médica.

Outra dica importante é regular o tempo da criança em frente às telas de computador, celular e televisão - o que não deve exceder mais que duas horas diárias. E também buscar ajuda em grupos de apoio ao tratamento da obesidade. O tema “Obesidade na infância” será abordado por Rosana Bento Radominski no VI Encontro Brasileiro de Endocrinologia Pediátrica (EBEP), que acontece em Curitiba, de 24 a 26 de maio. O assunto fará parte da mesa “Obesidade e Metabolismo”, coordenada por Silmara Leite, presidente da SBEM-PR. “Debater o tema obesidade infantil entre os endocrinologistas é de extrema importância. É importante que a população tome medidas urgentes na mudança de hábitos para termos uma população mais saudável futuramente”, alerta Silmara.

Sobre a SBEM-PR: Fundada em setembro de 1957, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia - Regional Paraná tem como objetivo promover a expansão da endocrinologia no Estado, valorizar a especialidade médica e esclarecer à população sobre as diversas doenças endócrinas e metabólicas. Com unidades em Curitiba, Cascavel, Maringá e Londrina, a instituição conta hoje com cerca de 200 sócios. Mais informações: www.sbempr.org.br/.

.: Últimas sessões de “Mônica e Cebolinha no mundo de Romeu e Julieta”

Vencedor do Prêmio Coca-Cola FEMSA de Teatro Infantil e Jovem na categoria Melhor Produção 2013, o musical que já reuniu mais de 100 mil espectadores faz última temporada no Teatro Opus, no Shopping Villa-Lobos

Crédito: Caio Galucci


Quem não teve a oportunidade de assistir a superprodução Mônica e Cebolinha no Mundo de Romeu e Julieta, vencedora do Prêmio Coca-Cola Femsa de 2013 como melhor produção infanto-juvenil, tem apenas este feriado prolongado para apreciar o clássico “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare, pela releitura de Mauricio de Sousa e adaptado ao estilo narrativo do universo da Turma da Mônica. Em cartaz pela última vez, o grandioso espetáculo encerra temporada, com apresentações nos dias 28 e 29 de abril, às 16h, e jornada dupla no dia 01 de maio, às 11h30 e 16h, no Teatro OPUS, em São Paulo.

Trata-se de uma superprodução, o maior espetáculo já produzido pela Mauricio de Sousa AO VIVO sob a supervisão geral de Mauricio de Sousa e direção e produção geral de Mauro Sousa, diretor da Mauricio de Sousa AO VIVO. São mais de 100 profissionais envolvidos nos bastidores, 20 atores e bailarinos em cena, 3 toneladas de equipamentos e cenografia e ainda figurinos assinados pelo estilista Fause Hatten. A duração é de 65 minutos, com 15 de intervalo (total 80 minutos).

“Foram alguns meses de muito trabalho na remontagem de Mônica e Cebolinha no mundo de Romeu e Julieta, lá em 2013. Acompanhamos muito de perto, junto com o Mauricio de Sousa, cada detalhe, desde a seleção dos dois mil bailarinos inscritos para participar do projeto, só 10 foram selecionados, até inúmeras reuniões com a equipe e o Fause Hatten para definição de figurino e o acompanhamento de produção cenográfica e musical. Tudo para que estivesse perfeito e a altura de Shakespeare”, relembra Mauro Sousa, Diretor da Mauricio de Sousa AO VIVO, divisão de live experience do Grupo Mauricio de Sousa Produções.
  
SUCESSO DE PÚBLICO E CRITICA EM TODAS AS TEMPORADAS 
Mônica e Cebolinha no mundo de Romeu e Julieta foi o primeiro espetáculo da Turma da Mônica estreado há 39 anos, em São Paulo. Foram duas temporadas de sucesso absoluto, com um público de 12 mil espectadores por mês. Depois de 35 anos, em 2013, o espetáculo voltou com uma superprodução, completamente remontado, e ficou em cartaz durante oito meses em comemoração aos 50 anos da personagem Mônica reunindo um público de 70 mil pessoas. Em 2016, foram mais de 21 mil espectadores em 25 apresentações no Rio de Janeiro.

Esse é um musical muito especial. Primeiro por ser uma obra de Shakespeare, apreciada em todo o mundo, e depois por ter sido o primeiro espetáculo da Turma da Mônica, desenvolvido há 39 anos, que nos permitiu abrir as portas para tantas outras criações até hoje. Nas quatro temporadas, desde 1978, reunimos pouco mais de 100 mil espectadores em todas as apresentações completamente lotadas. Uma superprodução com um histórico tão rico e vencedor merece um encerramento à altura, por isso faremos uma curtíssima temporada no mês de março em São Paulo e esperamos receber 10 mil espectadores em 13 apresentações, fechando com chave de ouro a exibição desse espetáculo”, comenta Mauro.

VAMOS CONHECER MONICAPULETO E CEBOLINHA MONTÉQUIO 
Na cidade de Verona, na renascença italiana, havia duas famílias que não se entendiam e disputavam para ver quem era o dono da rua, jogando futebol na praça da cidade. Eles eram os Montéquios e os Capuletos. Quis o destino que dois jovens, Julieta Monicapuleto e Romeu Cebolinha Montéquio, se apaixonassem num baile e trocassem juras de amor sob o luar. Foram casados em segredo pelo bondoso frei Cascão, sob as vistas da ama de confiança de Julieta, Ama Gali.  Mas a vida quis separar o tão feliz casal quando, numa briga de futebol, Romeu Cebolinha foi expulso da cidade de Verona pelo príncipe Jotalhão!

A família de Julieta Monicapuleto a promete ao príncipe Franjinha, sem saber do seu casamento secreto com Romeu Cebolinha. Por não aceitar esse compromisso e ser muito apaixonada por Romeu Cebolinha, Julieta foge até a capela e lá decide participar de um plano infalível do frei Cascão, para ficar com o seu amado. Ela daria uma coelhada em si mesma e ficaria desmaiada, esperando pelo seu amor, que seria avisado por uma carta explicando toda a situação. O problema é que Ama Gali, encarregada de levar essa carta, distrai-se no caminho e o recado não chega até Romeu Cebolinha. Assim, quando ele chega à capela e encontra sua Julieta estendida no chão, resolve seguir o mesmo caminho, aplicando, também, uma coelhada em si mesmo. Seria muito triste, se isso não fosse uma adaptação da Turma da Mônica. Para saber como termina essa encantadora releitura de Mauricio de Sousa, só indo ao Teatro Opus para conferir.

FICHA TÉCNICA:
Baseado na obra “Romeu e Julieta” de WILLIAM SHAKESPEARE
Supervisão Geral: Mauricio de Sousa
Direção e Produção Geral: Mauro Sousa
Texto Original: Yara Maura
Música e Letras: Yara Maura e Marcio Araujo
Adaptação do Roteiro: Flávio Teixeira
Figurinos: Fause Hatten
Cenografia: Paulo Corrêa
Iluminação: Ney Bonfante
Diretora Executiva: Alice Takeda
Direção e Produção Geral: Mauro Sousa
Realização: Mauricio de Sousa Ao Vivo, Opus Promoções e Ministério da Cultura, Governo Federal – Ordem e Progresso.
Patrocínio: Volkswagen Financial Services
Transportadora Oficial: Avianca
Apoio: Chácara Turma da Mônica
Site: http://www.monicaromeuejulieta.com.br/ 
Duração: 65min de duração (15min. intervalo)
Classificação: Livre (Recomendado para maiores de 3 anos) 
Local: Teatro Opus – Shopping Villa-Lobos
Endereço: Av. das Nações Unidas, 4777 - Alto de Pinheiros - São Paulo, SP.
Realização: Mauricio de Sousa AO VIVO
Acesso para portadores de necessidades especiais: sim
Ar Condicionado: sim
Capacidade Total: 720 lugares
Estacionamento: sim

Self
Até 2h - R$13,00
2h a 3h - R$16,00
3h a 4h - R$19,00
4h a 5h - R$22,00
5h a 6h - R$28,00
6h a 7h - R$34,00
Demais horas - R$3,00

Valet
Até 1h - R$18,00
Demais horas - R$12,00


DIAS E HORÁRIOS DAS APRESENTAÇÕES:
24/03, sábado, 16h00
25/03, domingo, 16h00
30/03, sexta-feira, 16h00
31/03, sábado, 16h00
01/04, domingo, 16h00
07/04, sábado, 16h00
08/04, domingo, 16h00
14/04, sábado, 16h00
15/04, domingo, 16h00
21/04, sábado, 16h00
22/04, domingo, 16h00
28/04, sábado, 16h00
29/04, domingo, 16h00
01/05, terça-feira, 11h30 e 16h00

INGRESSOS:
Balcão Nobre
R$ 50,00 - Inteira
R$ 25,00 - Meia-entrada
2ª Plateia Alta
R$ 50,00 - Inteira
R$ 25,00 - Meia-entrada
1ª Plateia Alta
R$ 80,00 - Inteira
R$ 40,00 - Meia-entrada
Plateia Baixa
R$ 100,00 - Inteira
R$ 50,00 - Meia-entrada

- 20% de desconto para clientes, funcionários e acionistas da Rede MERCURE/ACCOR, limitados a 50 ingressos por sessão, dois por CPF.

** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo.

Horário de funcionamento:
Segunda a sexta: 10h às 22h (ou até o final do espetáculo)
Domingos e feriados: 10h às 22h (ou até o final do espetáculo)

Formas de pagamento: dinheiro e cartões de crédito e débito informadas no local de pagamento. Taxa de perda do cartão de estacionamento, será cobrado valor de estadia/ pernoite, conforme horas descritas nas tabelas. Tempo de tolerância de 15 minutos para self.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:
BILHETERIA OFICIAL – SEM TAXA DE SERVIÇO

Local: Foyer do Teatro Opus - 4º andar - Shopping Villa-Lobos
Av. das Nações Unidas, 4777 - Alto de Pinheiros - São Paulo, SP.
De terça a domingo, das 12h às 20h

Bilheteria Teatro Bradesco: Rua Palestra Itália, 500 / 3º piso – Bourbon Shopping São Paulo
Horário de funcionamento: Domingo a Quinta das 12h às 20h, Sexta e Sábado das 12h às 22h.


OUTROS PONTOS DE VENDA - COM TAXA DE SERVIÇO: www.uhuu.com

Formas de pagamento: Amex, Aura, Diners, dinheiro, Hipercard, Mastercard, Visa e Visa Electron

Classificação Indicativa: Livre. Menores de 14 anos somente acompanhados dos pais ou responsáveis.

** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais em São Paulo:

- IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

- ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br 

- PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.

- JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.

- JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

- DIRETORES, COORDENADORES PEDAGÓGICOS, SUPERVISORES E TITULARES DE CARGOS DO QUADRO DE APOIO DAS ESCOLAS DAS REDES ESTADUAL E MUNICIPAIS mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação de São Paulo ou holerite acompanhado de documento oficial com foto.

- PROFESSORES DA REDE PÚBLICA ESTADUAL E DAS REDES MUNICIPAIS DE ENSINO mediante apresentação de carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação de São Paulo ou holerite acompanhado de documento oficial com foto.

**** Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

ATENÇÃO: Não será permitida a entrada após o início do espetáculo.

SOBRE A MAURICIO DE SOUSA AO VIVO: Empresa do Grupo Mauricio de Sousa, que tem como missão transformar as histórias dos quadrinhos em experiências AO VIVO de forma lúdica, educativa e cultural. Parques, franquias, espetáculos musicais, eventos corporativos, culturais, esportivos, espaços temáticos interativos para shoppings e feiras de negócios; licenciamento de áreas temáticas em parque aquático, hotéis e restaurante; palestras e sessões de autógrafos com Mauro Sousa e Meet & Greet com personagens de Mauricio de Sousa são as principais frentes de negócios da empresa.

.: "Juntei Tudo Pra Te Contar" faz temporada no Teatro MorumbiShopping

Espetáculo autoral de Paulo Vieira reúne os melhores textos do humorista


O Teatro MorumbiShopping apresenta, a partir do dia 4 de maio, sexta-feira, 21 horas, o espetáculo Juntei Tudo Pra Te Contar, do humorista Paulo Vieira. Falando de suas peripécias e das particularidades de sua vida simples como a infância no interior, a vida de ator amador, os amigos, as confusões da sua família, as suas observações mais íntimas, ou suas experiências comuns a tantos brasileiros de mesma origem: a vida de pobre, o ator, com sua simplicidade e bom humor, rasga o verbo sem medo e sem abrir mão da criatividade e das referências que carrega, proporcionando à plateia a sensação de conhecê-lo tão bem quanto o seu amigo mais íntimo.

Foi falando de si e da própria família que Paulo Vieira se tornou o mais premiado comediante da nova geração, conquistando os principais prêmios de humor do país. Também foi assim que ele conseguiu destaque na televisão e não vai ser diferente no seu show solo. “Cada comediante tem uma visão de mundo, uns óculos, no meu show eu quero emprestar meus óculos para a plateia, fazer com que ela veja como eu vejo o mundo”, afirma Paulo Vieira.

“Ver pelos meus olhos e mergulhar nas minhas melhores histórias, nas roubadas pelas quais já passei e todos os momentos que vivi, absorvi, fiz graça disso e juntei tudo pra te contar!”, finaliza o comediante.

Sinopse: Este espetáculo é um aglomerado dos melhores textos de stand up de Paulo Vieira. Durante a apresentação, ele conta divertidas histórias sobre a sua infância no interior, a vida de ator amador, as confusões em família, os amigos e até mesmo suas observações mais íntimas, sem medo de se expor.

Serviço 
Espetáculo Juntei Tudo Pra Te Contar, do humorista Paulo Vieira. 
Temporada: De 4 de maio a 10 de junho, sextas e sábados, 21h e domingos, às 19h, no Teatro MorumbiShopping. 
ngressos: Sextas e Domingos: R$ 50,00 (inteira) / R$ 25,00 (meia), Sábados: R$ 60,00 inteira / R$ 30,00 meia.  
Classificação: 14 anos. 
Duração: 60 minutos.

Capacidade: 250 lugares. Horário de funcionamento da bilheteria: de Terça a Sexta, das 14 às 21 horas; Sábado das 13 às 21 horas; Domingo das 13 às 20 horas. Telefone: 5183-2800. Estacionamento Comum: até 2 horas – R$ 16,00. Estacionamento Valet: até 1 hora – R$ 20,00. Estacionamento Motos: a cada 4 horas – R$ 10. Teatro MorumbiShopping. Endereço: Av. Roque Petroni Junior, 1089, Estacionamento do Piso G1, Jardim das acácias, São Paulo.

.: Folha: “A Invenção do Amor” com Maria Clara Gueiros e Guilherme Piva

Comédia de Alessandro Marson e Thereza Falcão brinca com a evolução do ser humano e com os conflitos dos relacionamentos amorosos


Crédito: Lucio Luna
                                                                                      
Na comédia romântica “A Invenção do Amor”, com Guilherme Piva e Maria Clara Gueiros, dirigida por Marcelo Valle, o público acompanha a relação amorosa de um Homo Sapiens com uma Mulher de Neandertal. Ele, dotado de um cérebro privilegiado, vive às voltas com mil e uma invenções e, numa crise de ciúmes, resolve inventar o amor. Sua nova invenção faz com que o casal pré-histórico se antecipe no tempo, vivendo situações que marido e mulher só enfrentariam anos, décadas ou milênios mais tarde. Apresentada pelo Circuito Cultural Bradesco Seguros, a temporada acontece de 05 de maio a 1º de julho no Teatro Folha, com duas sessões aos sábados, às 22h e 23h59; e duas aos domingos, às 18h e 20h.

O público acompanha a evolução do amor na história da humanidade, entrando em contato com situações que se repetem nos relacionamentos, independentemente da época. Croc (Guilherme Piva) e Nhaca (Maria Clara Gueiros) vivenciam o que há de mais cômico e dramático nas relações afetivas, um universo do qual nenhum espectador escapa.

Segundo o diretor Marcelo Valle, “entender como o amor foi inventado não é uma tarefa das mais fáceis… Mas, o que propomos com A Invenção do Amor é simples: fragmentamos a evolução de nossos padrões de comportamento para mostrar esse amor que se reinventa, sempre igual, mas sempre diferente. Imaginar qual teria sido o primeiro de todos os casais, para enxergar em todos os outros um pouquinho deles. Ou para enxergar nele um pouquinho de todos os outros. Quem sabe não conseguimos entender assim A Invenção do Amor?”

A dramaturgia da peça inédita de Alessandro Marson e Thereza Falcão se constrói através da ótica do conflito masculino/feminino, numa linguagem crítica e muito bem humorada,  com situações que o público imediatamente se identifica. O maior trunfo do texto é falar de um assunto comum e imprescindível na vida de todos nós: o amor.

A trama - No início, o casal de protagonistas vive confortavelmente em sua caverna, na batalha diária pela sobrevivência do mundo selvagem, até que Nhaca, interrompendo uma caçada de mamutes, conta a Croc que está esperando filhote. Ele, um neurótico homem das cavernas, percebe que não quer correr o risco de criar o filhote de outro homem e, na intenção de preservar a sua prole, resolve inventar o amor, com todas as suas condições limitadoras de relacionamento, inclusive a monogamia feminina. Até que Nhaca começa a questionar a monogamia masculina.

Na próxima cena somos transportados para o castelo de Rei Salomão que, entre esposas e concubinas, tem a sua disposição 1000 mulheres. Nhaca entra em cena como a esposa 462 e prova a Croc que o antigo Rei não tem condições, nem física nem mental, de manter tantas mulheres em seu harém.
De volta à idade da pedra, Croc inventa que precisa ir para a guerra e Nhaca, agora mãe de 9 filhotes, dona de casa e bastante insatisfeita, resolve fechar a porta da caverna e fazer greve de sexo, tal qual Lisístrata faria dali a alguns séculos. A partir daí, nosso protagonista terá que provar que merece conseguir entrar novamente na caverna da esposa.

Com muitas idas e vindas na linha do tempo, o casal vive experiências do vários tipos de amor vistos ao longo de nossa história: o amor idealizado dos príncipes e princesas dos contos de fadas,  o amor juvenil, o amor medieval e proibido de Romeu e Julieta; a libertinagem e o amor romântico; o feminismo e a castidade; até inventarem a separação e a questão da guarda dos filhotes. Mas, com tudo, o amor persiste e eles finalmente chegam ao divã para discutir com Dr Freud Flintstone as condições que cercam o homem e a mulher: a fidelidade e a traição, o amor e o sexo, a verdade e a mentira, o desejo e o ciúme.

Sinopse: Comédia romântica que acompanha a relação amorosa de um Homo Sapiens com uma Mulher de Neandertal. Para evitar que ela se relacione com outros machos ele resolve inventar o amor fazendo com que o casal pré-histórico viva situações que marido e mulher só enfrentariam anos, décadas ou milênios mais tarde.

SOBRE O DIRETOR MARCELO VALLE
É ator, diretor e produtor de teatro. Membro da Cia. dos Atores há 28 anos, Marcelo integrou o elenco da grande maioria dos espetáculos: Melodrama, Notícias Cariocas, O Rei da Vela, A Bao A Qu, A Morta, Cobaias de Satã, Só Eles o Sabem, Laboratorial, etc.  Fora de sua Cia, entre outras, atuou em Memória da Água, Roberto Zucco, Memorial do Convento, Divã - onde foi indicado para o Prêmio Shell de melhor ator (2005), A História de Nós 2, Como é Cruel Viver Assim - indicado para o Prêmio Cesgranrio de melhor ator (2014), Um Certo Van Gogh e A Reunificação das Duas Coreias, com os diretores Felipe Hirsh, Moacyr Chaves, Christiane Jatahy, Ernesto Piccolo, Guilherme Piva e João Fonseca, respectivamente. Em cinema, participou de Os Desafinados, Xangô de Backer Street, Meu Passado me Condena 1 e 2, Madame Satã, Sem Controle e Tropa de Elite. Na Rede Globo pôde ser visto nas novelas Celebridade, Paraíso Tropical, Viver a Vida e Insensato Coração. No Multishow integrou o elenco do seriado de humor Meu Passado me Condena, 1ª e 2ª temporadas. Marcelo atuou como produtor em A Bao A Qu, A Morta, João e o Pé de Feijão, Branca Como a Neve, Cobaias de Satã, O Rei da Vela, Os Vermes, A História de Nós 2, Como é Cruel Viver Assim e Laboratorial. Seu curriculum de diretor traz os infantis João e o Pé-de-Feijão e Branca Como a Neve, ambas produções da Cia dos Atores, assim como o adulto Os Vermes; fora de sua companhia de teatro, Marcelo dirigiu Inventário, Giz e Terra Papagalli.

SOBRE O ATOR GUILHERME PIVA
Formado em artes cênicas, tem carreira pautada principalmente pelo teatro e pela TV, atuando como ator e diretor. Como ator, destacam-se entre seus trabalhos: De Verdade, direção de Marcio Abreu, A Farsa da Boa Preguiça, direção de João das Neves, A Falecida, direção de João Fonseca; Aurora da Minha Vida, texto e direção de Naum Alves de Souza; O Crime do Dr. Alvarenga, texto e direção Mauro Rasi; A Luz da Lua, direção Ítalo Rossi; O Submarino, de Miguel Falabella e Maria Carmen Barbosa e dir. Mauro Mendonça Filho; Arlequim, Servidor de Dois Patrões, direção Luiz Arthur Nunes e Carícias, direção de Christiane Jatahy. Na TV participou de mais de dez novelas e especiais, sendo dirigido por Walter Avancini, Marcos Paulo, Jorge Fernando, Ricardo Wadingtton, Denis Carvalho, Luiz Henrique Rios entre outros. No cinema seus principais trabalhos foram Madame Satã de Karin Ainouz, Paraíso aqui vou Eu de Walter Daguerre e Cavi Borges e Não se preocupe, Nada vai dar Certo de Hugo Carvana. Foi indicado a vários prêmios em teatro e TV tendo sido agraciado como revelação no “Qualidade Brasil”, Melhor Ator no Máster Brasil, Melhor Ator coadjuvante no Mambembe, entre outros. Seus mais recentes trabalhos foram a novela Lado a Lado que ganhou o Emmy na TV Globo, e a peça teatral “Não Vamos Pagar”, com direção de Inez Viana. Recentemente  atuou na novela “Novo Mundo” dos mesmos autores de “A Invenção do Amor” com direção de Vinicius Coimbra.

SOBRE A ATRIZ MARIA CLARA GUEIROS
Atriz desde 1987 com mais de 30 espetáculos no currículo, 4 longas metragens, além de 15 trabalhos entre programas de TV e novelas. Ficou nacionalmente conhecida quando sua personagem Laura, do programa humorístico Zorra Total lançou o bordão Vem cá, te conheço? Na TV Globo participou ainda dos seriados A Grande Família e Divertics (2013); S.O.S Emergência (2010); Minha Nada Mole Vida (2006) e A Diarista (2004) e das novelas Mulheres Apaixonadas (2003); Beleza Pura (2008); Caras e Bocas (2009); Insensato Coração (2011), Lado a Lado (2012) e Babilônia (2015).

No cinema, atuou em Um Show de Verão (2004); Xuxa Gêmeas (2006), Os Porralokinhas (2007), Sexo com Amor? (2008), Muita Calma Nessa Hora 1 e 2 (2010/2014), O Diário de Tati (2012), O Atelier (2014) e Os Saltimbancos Trapalhões (2016), Festa da Firma (2016).

No teatro, atuou na peça Esse Cara Não Existe (2003), Corações Encaixotados, em 2007. E, 2010, ao lado de Edwin Luisi, estrelou o espetáculo de comédia Tango Bolero e Cha Cha Cha. Foi dirigida por Ernesto Piccolo na peça Os Difamantes, e participou dos musicais As Bruxas de Eastwick e O Mágico de Oz, produções da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho. Atualmente está no ar nos programas Zorra na TV Globo, Nova Escolinha do Professor Raimundo, no Canal Viva e na série TOCs de Dalila, no Multishow.

SOBRE O AUTOR ALESSANDRO MARSON
Formado em jornalismo com especialização em dramaturgia. Iniciou sua carreira na TV Cultura, como autor dos programas infantis Cocoricó e X Tudo. Trabalhou em programas de diversas emissoras e produtoras. Na TV Globo há quinze anos, integrou a equipe de autores de programas para crianças e jovens, como Sítio do Picapau Amarelo e Malhação e também de programas humorísticos como Sob Nova Direção e Casos e Acasos.

Há dez anos atua como colaborador de telenovelas e esteve na equipe das seguintes produções: O Profeta, Desejo Proibido, Cama de Gato, Araguaia, Cordel Encantado, Avenida Brasil, Flor do Caribe, Joia Rara, escrevendo em parceria com os maiores autores de televisão do país. Recentemente integrou a equipe de colaboradores de João Emanuel Carneiro, na novela das 21h, A Regra do Jogo.

Em cinema, colaborou no roteiro do longa-metragem Sexo com Amor, dirigido por Wolf Maya (2008) e é autor do roteiro do longa-metragem Apaixonados, de Paulo Fontenelle. Em teatro atuou, escreveu e dirigiu uma série de espetáculos. É autor, juntamente com Mario Viana, de Carro de Paulista, que ficou em cartaz por mais de dez anos em São Paulo. Também é autor do texto Malvadas, tudo sobre Sharon, Sheila e Shirley, peça que já foi montada em diversas cidades do Brasil e também em Portugal.
Ao lado de Thereza Falcão, escreveu a novela Novo Mundo, grande sucesso da TV Globo recentemente no horário das 18h.

SOBRE A AUTORA THEREZA FALCÃO
É escritora, autora, diretora teatral e roteirista de tv. Iniciou sua formação na Faculdade de Teatro da UNIRIO e em cursos do Teatro Tablado. Foi diretora, por 5 anos, do espaço cultural Casa de Ensaio, no Rio de Janeiro, onde dirigiu seus primeiros espetáculos, com textos de August Strindberg (Simum) e Agatha Christie (O Caso dos Dez Negrinhos). Escreveu e dirigiu peças infantis como A Arca de Noé, Misssão Super Secreta e A História de Topetudo. Por este último, recebeu o Prêmio Coca-Cola de melhor texto e melhor espetáculo de 1997.

Desde 2001 é roteirista da Rede Globo, onde já escreveu para vários programas, como o humorístico TOMA LÁ DÁ CÁ, além de colaborar nas telenovelas O Profeta, Cama de Gato, Cordel Encantado, Avenida Brasil, Joia Rara e A Regra do Jogo.

Adaptou para o teatro o livro de Moacyr Scliar A mulher que escreveu a Bíblia e mais recentemente o livro de Marguerite Youcenar, Memórias de Adriano. E escreveu ao lado de Julio Fischer Emilinha e Marlene, as rainhas do rádio, musical que ganhou a cena em 2011, sob a direção de Antonio De Bonis.

Ao lado de Alessandro Marson, escreveu a novela Novo Mundo, grande sucesso da TV Globo recentemente no horário das 18h.

CIRCUITO CULTURAL BRADESCO SEGUROS
www.bradescoseguros.com.br/circuito_cultural

Manter uma política de incentivo à cultura é compromisso permanente do Circuito Cultural Bradesco Seguros. Nos últimos anos, o Grupo Bradesco Seguros orgulha-se de ter patrocinado e apoiado projetos nas áreas de música, dança, artes plásticas, teatro, literatura e exposições, além de outras manifestações artísticas.

Dentre as atrações realizadas recentemente, destacam-se os musicais “Ghost, O Musical”, “Chacrinha, O Musical”, “Elis - A Musical”, “A Família Addams”, “O Rei Leão”,  “Bem Sertanejo”, “Les Misérables”, “60 – Década de Arromba”, “Cinderella” e “Wicked”, além da “Série Dell'Arte Concertos Internacionais”, “Ballet Zorba, O Grego” e a exposição “Cavaletes de Cristal de Lina Bo Bardi no MASP”.

SOBRE O GRUPO BRADESCO SEGUROS
O Grupo Bradesco Seguros, conglomerado segurador da Organização Bradesco, lidera o mercado de seguros brasileiro, com atuação em âmbito nacional nos segmentos de Seguros, Capitalização e Previdência Complementar Aberta. No primeiro semestre de 2016, o Grupo Segurador registrou faturamento de R$ 32,4 bilhões – evolução de 6,9% sobre igual período de 2015. Há cerca de uma década, o Grupo Bradesco Seguros vem sustentando crescimento médio anual na casa de dois dígitos, mantendo market share em torno de 25%. Seu volume de provisões técnicas atingiu R$ 190,6 bilhões em junho de 2016.

FICHA TÉCNICA
Texto: Alessandro Marson e Thereza Falcão
Direção:  Marcelo Valle
Elenco:  Maria Clara Gueiros e Guilherme Piva
Cenografia: Aurora dos Campos
Figurinos: Marcelo Olinto
Direção musical: Marcelo Alonso Neves
Iluminação: Renato Machado
Direção de movimento: Marcia Rubin
Visagismo: Othon Spenner
Pesquisa: Carla Siqueira
Programação visual: Leandro das Neves
Produção audiovisual: Eduardo Chamon e Leandro das Neves
Mídias sociais: André Mizarela
Fotografia: Lucio Luna e Renato Mangolin

Adereços de figurino e de cabeça: Othon Spenner
Adereços de cenário: Tuca
Assistente de direção: Daniel Belmonte
Assistente de cenografia: Carolina Sugahara
Assistente de figurino: Rodrigo Reinoso
Cenotécnico: André Salles
Pintura de arte: Naira Santana
Costura cênica: Nice Tramontim

Direção de produção: Cristiana Lara Resende
Captação de apoios: Gheu Tiberio
Assistência de produção: Bruno Fagotti
Gestão do projeto: Renata Leite – Rinoceronte Entretenimento
Assistente financeiro: Angelica Neves – Rinoceronte Entretenimento

Produzido por: Guilherme Piva, Marcelo Valle e Maria Clara Gueiros
Patrocínio: Bradesco Seguros
Realização: Os Invencíveis Produções Artísticas Ltda

SERVIÇO: A INVENÇÃO DO AMOR
Estreia: 05 de maio de 2018
Temporada: 1º de julho de 2018
Apresentações:  sábado, às 22h e 23h59; e domingo, às 18h e 20h
Ingresso: R$50,00 (setor 2) e R$70,00 (setor 1)

Duração: 75 minutos
Classificação etária:  12 anos


TEATRO FOLHA
Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site: www.teatrofolha.com.br

Vendas por telefone e internet/ Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto / 50% de desconto para funcionários e clientes do Cartão Renner. Horário de funcionamento da bilheteria: quarta e quinta, das 15h às 21h; sexta, das 15h às 21h30; sábado, das 12h às 23h59; e domingo, das 12h às 20h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14,00 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885, (11) 3101-8589, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, CSN, Owens-Illinois, LUPO, Grupo Pro Security, Andritz, Consigaz, EMS e Bain & Company.

SOBRE A CONTEÚDO TEATRAL
O grupo empresarial paulista Conteúdo Teatral atua há mais de quinze anos em duas vertentes: gestão de salas de espaços e produção de espetáculos. Como gestora é responsável pela operação do Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, com direção artística de Isser Korik e direção comercial de Léo Steinbruch, programando espetáculos para temporada em regime de coprodução. No período de atuação a empresa soma mais de 2 milhões de espectadores.

Como produtora de espetáculos, viabilizou dezenas de peças, como “Gata Borralheira”, “O Grande Inimigo”, “Os Saltimbancos”, “A Pequena Sereia”, “Grandes Pequeninos”,  “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Cigarra e a Formiga”, “Cinderela” e “Chapeuzinho Vermelho” para as crianças. Para os adultos foram realizadas, entre outras montagens, “A Minha Primeira Vez”, “Os Sete Gatinhos”, “O Estrangeiro”, “Senhoras e Senhores”, “O Dia que Raptaram o Papa”, “E o Vento Não Levou”, “Equus” a trilogia “Enquanto Isso...”, além de projetos de humor – como “Nunca Se Sábado...” e “IMPROVISORAMA” – Festival Nacional de Improvisação Teatral. Em parceria com Moeller e Botelho produziu os Musicais “Um Violinista no Telhado”, “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”, “Nine – Um Musical Felliniano” e “Beatles num Céu de Diamantes”.

Postagens mais antigas → Página inicial
Tecnologia do Blogger.