domingo, 19 de novembro de 2017

.: Tudo sobre o vencedor do Prêmio Sesc de Literatura: “O Abridor de Letras”


Escritor e ativista ambiental, João Meirelles Filho explora o universo da Amazônia Oriental, do Pará, do Maranhão e de Belém, onde vive há 13 anos. Livro será lançado nas unidades do Sesc em São Paulo, Brasília e Belém nos dias 28 de novembro, 5 e 7 de dezembro, respectivamente.

A vivência de 40 anos na Amazônia sempre fez com que João Meirelles Filho buscasse a fronteira entre o real e o imaginário. Escritor e empreendedor social há 30 anos, ele é autor de diversos livros de não-ficção sobre a floresta amazônica. Este ano ele estreou na ficção e conquistou o Prêmio Sesc de Literatura com o livro “O Abridor de Letras”.

A natureza e as mudanças climáticas também estão presentes nos oito contos reunidos no livro. “Muitas das questões socioambientais são desinteressantes à maioria, a ficção permite uma abordagem intimista e, quem sabe, mais persuasiva e que raramente procura encerrar problemáticas tão complexas”, afirma o autor.

Nos textos, a Amazônia, o Cerrado, a Caatinga e o Pantanal são explorados por meio do linguajar caboclo, pelos saberes e fazeres locais e pelo contraste entre o urbano e o rural. “Há algo genérico no sertão interior, onde as palavras se tornam mais inquiridoras à medida que avançam rios e serras adentro, em novos contatos com outras paisagens culturais”, declara.

Conciliando a vida de escritor com a de ativista social, Meirelles já prepara o segundo livro de contos e conta que o Prêmio Sesc de Literatura foi um grande estímulo. “Primeiro, porque nunca participara de prêmio algum e, assim ele  me diz com todas as letras –  vai, siga adiante –; e, depois, porque as narrativas estão surgindo à medida que deixo a porteira aberta”. “O Abridor de Letras” chega às livrarias neste mês de novembro pela Editora Record.

Trecho
“Trapiche. Nossa! Achava lindo, aquela palavra se acompridando pra dentro d’água e na boca- tra-pi-cheee. Muxoxo, outra que se deliciava com o biquinho que a boca formava. Tinha vontade de se empanzinar com um cardume de muxoxos como se fossem doces recheados de creme. Maxixe, calafate. Misterioso este calafate, parece coisa muito antiga. E é, soube, das profissões mais antigas deste mundo. Abridor de letras, isso era o paraíso das palavras. Estes abridores de letras também abriam palavras?  Abriam frases? Abriam livros? Ai, que lindo.”

Sobre o autor
João Meirelles Filho é escritor e ativista ambiental. Trabalha há 20 anos no Instituto Peabiru, ONG que atua na área dos direitos sociais e ambientais. Nascido em São Paulo, dedica sua vida à Amazônia e, em especial, a Belém, Pará, onde reside com sua mulher. É autor de ensaios e livros de não-ficção, como "O Livro de Ouro da Amazônia" (Ediouro) e "Grandes Expedições À Amazônia Brasileira", em dois volumes (Editora Metalivros).

Serviço:
Lançamentos “O Abridor de Letras” 

28 de novembro, São Paulo- Sesc 24 de maio
Rua 24 de maio, 109, Centro, São Paulo

5 de dezembro, Brasília-Sesc Presidente Dutra
Edifício Presidente Dutra - Setor Comercial Sul, SHCS, DF

7 de dezembro, Belém-Sesc Boulevard
Av. Blvd. Castilhos França, 522/523 - Campina, Belém

“O Abridor de Letras”
João Meirelles Filho

144 páginas
R$ 32,90
Editora Record
(Grupo Editorial Record)

sábado, 18 de novembro de 2017

.: "Tons de Clô": biografia revela todos os segredos de Clodovil Hernandez

“Clodovil era um cara indigesto, especialmente para os hipócritas. Um vilão convicto no mercado politicamente correto – portanto um herói de seu tempo.”
Guilherme Fiúza

“Amado e odiado, temido e admirado, brilhante e, algumas vezes, cruel. Capaz de devolver ao mundo em dobro a agressividade com que a vida o tratou desde o momento em que foi rejeitado pela mãe biológica por ser um bebê feio e doente. Uma ferida que o sucesso não conseguiu cicatrizar.”
Sonia Abrão

“A língua afiada e o gatilho rápido eram pontuais. Quem entrava na relação de desafetos dele, jogava a toalha.”
Amaury Jr.

Pioneiro na moda do Brasil, polêmico apresentador de programas de sucesso na TV e até deputado federal, Clodovil Hernandez teve uma vida intensa, marcada por grandes afetos e enormes brigas, muito luxo, glamour e sexo. Foi com esse personagem ímpar que o jornalista Carlos Minuano topou em 2012, quando esteve em Ubatuba, onde Clô mantinha uma mansão, para fazer uma reportagem sobre um espaço que seria inaugurado em homenagem a ele. 

Clodovil morrera em 2009 e, mesmo após sua morte, continuou sendo alvo de fofocas e rumores. Até a suspeita de que foi assassinado ainda ronda a sua história, contada em detalhes no livro “Tons de Clô”, que será lançado por Minuano no final de novembro.

“Ele costurou, como ninguém, uma extensa teia de polêmicas e controvérsias de grosso calibre. Em resumo, uma vida de contrastes, mas sempre transbordada de luxo, glamour e celebridades. Enredada à sua história, uma extensa lista de famosos. Nomes como o de Marília Gabriela e Marta Suplicy, com quem dividiu o comando do antológico programa feminino TV mulher, na Globo, e do qual pediu demissão por desentendimentos com as colegas de trabalho. O circuito de afetos e desafetos de Clodovil é mais um desfile de celebridades, que são fontes essenciais na história do estilista. Adriane Galisteu, Luciana Gimenez, entre tantas outras, tiveram atritos com o estilista. Mas ele também foi querido de outros gigantes midiáticos, como Faustão e Silvio Santos. Ambos, porém, se recusaram a falar para esta biografia”, revela o jornalista, na apresentação que escreveu para o livro.

Escandaloso, sincero e intempestivo, Clodovil colecionou encrencas e arrumou inimigos por onde passou. Em entrevista para o livro, amigos disseram que era ao mesmo tempo divertido e bipolar. O jornalista lembra que, por trás da fama, do dinheiro e do sucesso profissional, Clodovil guardava algumas frustrações, como a descoberta de que era filho adotivo e a dificuldade que sempre teve com a sexualidade. Clodovil não se casou e disse só ter tido um amor na vida, não concretizado. Conhecido por contratar garotos de programa, usava bordões que falavam da sexualidade para se defender: “Vocês acham que eu sou passivo? Pisem no meu calo para ver”, dizia durante a campanha para deputado federal. São tantas as frases marcantes que o autor decidiu publicar em destaque uma a cada capítulo.

O livro tem um belo encarte com fotos do personagem e traz na orelha depoimento de um dos antigos desafetos de Clô, o também estilista Ronaldo Ésper. Ele será lançado no dia 22 de novembro, a partir das 19h, na livraria da Vila da Fradique Coutinho.

Orelha de "Tons de Clô", por Por Ronaldo Ésper:

“Foi assustador quando Carlos Minuano me falou dessa biografia do Clodovil, pelo simples fato de que tudo em torno do biografado nos assusta. O autor penetrou no ateliê do costureiro e ousou estilhaçar todos os espelhos onde, infinitamente, Clodovil tentou se encontrar. Estilhaçados os espelhos, o resultado dessa profanação foram muitos cacos. Alguns inofensivos, outros, porém, pontiagudos e cortantes. O autor, a custo de se ferir e, por conseguinte, ferir também o leitor, nos apresenta a verdade a respeito do estilista. Aquele que passou anos vestindo os nus encontra-se aqui desnudado pelos fortes ventos de Minuano. No mundo da moda é quase ilegal dizer a verdade, mas essa ilegalidade torna-se aceitável na presente obra. Minuano enfrenta um monte de retroses embaraçados e vai desembaraçando com fina habilidade o caos de sedas e agulhas. Não é, pois, uma biografia comum, porque se houve alguém incomum, esse foi Clodovil. Além disso, cumpre ressaltar que esta é a primeira biografia a seu respeito. Aplausos ao autor. Ao lado de Dener, Clodovil foi um dos maiores criadores de moda dessa primeira geração de estilistas e, para muitos, um dos maiores fashion designers do Brasil. 'Tons de Clô', um resgate oportuníssimo, destaca o esforço nacionalista de Clodovil na tentativa de impor uma ‘moda brasileira’ e nos leva também da agonia ao êxtase na vida do homem Clodovil, à qual me referi como assustadora. Aqui está o artista, sua moda, o personagem, a difícil pessoa, o cortante talento de alguém curioso e único. Por isso, ouso dizer que há um pouco de Clodovil em todos os estilistas que o seguiram. Seu fantasma assombra todos os ateliês de moda, e coube a Minuano conduzir esse trem deliciosamente fantasmagórico. Vida atormentada e polêmica até culminar com sua misteriosa morte. Todos os retalhos dessa vida foram costurados por Minuano, e o resultado é um vestido sério, sem fantasias, porém estupendo.”

Sobre o autor:
Jornalista, pós-graduado em cinema, em cerca de duas décadas de carreira já escreveu nos principais veículos do país, como no jornal Folha de S.Paulo, revistas Carta Capital, Rolling Stone, e em diversas publicações da editora Abril. Atualmente é repórter do jornal Metro (Band) e colaborador no portal UOL.


.: “Os Bolds”: livro infantil sobre bichos que assumem a identidade de humanos

Os Bolds são como muitas famílias: moram em uma casa agradável, trabalham, gostam de fazer compras no mercado e levam sempre seus filhos para o colégio. A única diferença é que eles são hienas.

O Sr. e a Sra. Bold moravam em uma savana na África até presenciarem um casal de turistas ser atacado por um jacaré. É neste momento que eles resolvem assumir a identidade dos humanos. 

Por um tempo, tudo dá certo. Eles assimilaram rápido a rotina da cidade grande, conseguiram controlar as risadas histéricas típicas das hienas e aprenderam que, escondendo o rabo e as orelhas, ninguém iria desconfiar da verdadeira identidade da família.

Porém, um vizinho intrometido parece suspeitar de que algo está errado e um pequeno descuido pode comprometer o segredo dos Bolds.

Elogiado pelos principais sites como Publishers Weekly, Kirkus e The Guardian, “Os Bolds” é escrito pelo comediante inglês Julian Clary e tem ilustrações assinadas por David Roberts.  A obra, voltada para o público infantil, chega às prateleiras pela Bertrand Brasil.

Sobre o autor:
Quando Julian Clary não está contando piadas no palco, costuma passar tempo com seus animais de estimação. Seu amor pelos animais ao longo da vida inspirou-o a contar uma história sobre o que aconteceria se eles fingissem ser humanos.

.: Coral Porto dos Anjos apresenta espetáculo no Teatro Coliseu

Espetáculo “Cantar, Brincar e Amar” é resultado do ano de aulas com crianças da região.

Contribuir para o formação educacional, social e cultural da futura geração, utilizando a arte como ferramenta. No caso, especificamente a música. Esse tem sido o objetivo do projeto Coral Porto dos Anjos, que desde o início do ano tem preparado crianças da região para o espetáculo “Cantar, Brincar e Amar”, que será realizado terça-feira, 21 de novembro, 20h, no Teatro Coliseu. A entrada é gratuita, com retirada dos ingressos uma hora antes.

O espetáculo aborda de maneira lúdica e bem-humorada o fenômeno das crianças da nova geração que não sabem mais brincar. Os professores, Maestros Regina Kinjo e Marcos Lucatelli, conduzem 40 dos maiores talentos artísticos mirins da região. Um espetáculo para toda a família, cujo repertório mistura músicas dos universos folclórico, erudito, percussão corporal e muito mais.

Durante o ano foram desenvolvidas atividades formativas em canto com alguns dos melhores profissionais do país, além de apresentações de caráter social em instituições assistenciais.

"Nós criamos no projeto um ambiente saudável, criativo e que proporcione a oportunidade de desenvolvimento de aptidões artísticas e musicais das crianças. Fugindo do lugar comum, o Coral Porto dos Anjos busca inovações capazes de manter as crianças e a plateia verdadeiramente encantados com o universo musical", comenta Adrianne Okazaki, diretora artística do Coral.

Antes, o coral faz uma apresentação prévia neste domingo, 19, 17h, na Pinacoteca Benedicto Calixto (Av. Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão). Também gratuita.

O Coral Porto dos Anjos tem patrocínio máster de BTP - Brasil Terminal Portuário, patrocínio de ADM do Brasil e CODESP - Companhia Docas do Estado de São Paulo. Realização: Lei de Incentivo à Cultura - Ministério da Cultura, Governo Federal – Ordem e Progresso

Serviço: 
Espetáculo “Cantar, Brincar e Amar” com o Coral Infantil Porto dos Anjos
Terça-feira, 21 de novembro, 20h
Teatro Coliseu – Rua Amador Bueno, 237, Centro
Retirada gratuita de ingressos - uma hora antes da apresentação

.: Crítica: Em cartaz há 31 anos, "Trair e Coçar É Só Começar" continua atual


Por Helder Miranda, em novembro de 2017.

São 31 anos de sucesso ininterrupto. Com isso, números impressionantes, como mais de 6 milhões de espectadores, mais de 9 mil apresentações, quatro vezes no Guiness Book... Logo, assistir a "Trair e Coçar É Só Começar", em cartaz no Teatro Ruth Escobar até dia 26 de novembro é, para quem gosta de teatro, antes de tudo, preencher uma lacuna, já que a peça continua atual. 

Escrita por Marcos Caruso, a comédia conta as desventuras da empregada doméstica Olímpia - personagem que lançou nomes do porte da atriz Denise Fraga, em seu papel de estreia no teatro - e suas tentativas de tirar proveito de uma série de mal-entendidos que acontecem no apartamento dos patrões. 

Tudo gira em torno de em um cenário bem aconchegante que retrata um apartamento de classe média. Nele, a atriz Anastácia Custódia, no papel de Olímpia desde 2005, brilha e demonstra estar muito confortável na personagem que, por mais de três décadas, arranca risadas da plateia. É um privilégio assistir a essa grande atriz defendendo uma personagem icônica de nosso teatro de maneira tão leve e despretensiosa. 

A plateia é uma atração à parte, com suas risadas que contagiam, criando uma atmosfera de cumplicidade entre o espectador - testemunha ocular das confusões em que se envolvem os personagens - e os atores. Em duas horas de espetáculo, todos têm a chance de brilhar. E, em algum momento, cada ator chama para si o foco das atenções e torna-se o protagonista da história.

Desde o vendedor de joias galã (Ricardo Ciciliano) que - depois de uma bebedeira - mostra um lado bem escondido, à melhor amiga fofoqueira (Carla Pagani) da patroa. Destaque também para a recatada esposa (Siomara Schröder, a inesquecível Etcetera do "Castelo Rá-Tim-Bum", na TV Cultura) supostamente traída pelo síndico que, no auge da loucura desenfreada da série de mal-entendidos dos personagens, fica de lingerie a contragosto e arranca boas risadas

Carlos Mariano (na memória afetiva da geração de pessoas com mais de 30 anos por interpretar um dos peixes do seriado "Glub Glub" na TV Cultura e conhecido pelas crianças de agora como um policial atrapalhado na novela "Carinha de Anjo", no SBT) e Mario Sérgio Pretini, veteraníssimo dos palcos e da TV, também mostram química nessa parceria. A esposa (Tânia Castello), o síndico assanhado (Miguel Bretas) e até um padre (Beto Nasci) completam a diversão. 

É uma comédia com classe, que faz rir sem apelações, mas também não segue a linha politicamente correta. Na verdade, é um respiro de qualidade no teatro paulistano, que continua vivo e pulsante. Ainda dá tempo de assistir e está no bairro da Bela Vista, bem pertinho do Bexiga. Depois, a peça sai para uma temporada itinerante pelo país. 

"Trair e Coçar É Só Começar" é para assistir e revisitar sempre que puder, já que o texto se renova e, nessa montagem, conta com piadas relacionadas ao que está acontecendo agora no cotidiano desse país que precisa de mais comédias como essa. É aí que "Trair e Coçar..." se faz necessária: precisamos rir de nossas mazelas, mas, sobretudo, merecemos ser felizes!


Sinopse 
A peça gira em torno de hipóteses de adultérios, geradas por equívocos e confusões provocadas por uma empregada, que se aproveita da desconfiança geral entre os casais do enredo para subornar seus patrões e amigos. A história conta com três casais, um padre e um vendedor de joias que se torna, sem querer, o pivô de uma série de suspeitas de traição. É uma comédia de costumes com todas as confusões do gênero.

"Trair e Coçar É Só Começar" no Teatro Ruth Escobar
Cia. Radamés Bruno Prod. Cultura e Marketing e Eventos Ltda.
Sala: Dina Sfat
Gênero: Comédia
Duração: 120 minutos
Autor: Marcos Caruso
Diretor: José Scavazini
Classificação etária: 12 anos
Dias e horários: sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 20h
Duração da temporada: até 26 de novembro
Valor do ingresso: sextas e domingos: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia); Sábados: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia)
Elenco: Anastácia Custódio, Carlos Mariano, Mario Sérgio Pretini, Tânia Casttello, Carla Pagani, Miguel Bretas, Ricardo Ciciliano, Siomara Schröder e Beto Nasci
Endereço: rua dos Ingleses, 209 - Bela Vista/São Paulo - SP

*Helder Miranda escreve desde os seis anos e publicou um livro de poemas, "Fuga", aos 17. É bacharel em jornalismo e licenciado em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura, pela USP - Universidade de São Paulo, e graduando em Pedagogia, pela Univesp - Universidade Virtual do Estado de São Paulo. Participou de várias antologias nacionais e internacionais, escreve contos, poemas e romances ainda não publicados. É editor do portal de cultura e entretenimento Resenhando.

.: #ResenhandoIndica o Teatro Ruth Escobar, história viva em São Paulo

É no aconchegante bairro da Bela Vista, bem pertinho do Bexiga, na cidade de São Paulo, que fica o Teatro Ruth Escobar - espaço que conta com instalações modernas e aconchegantes, sem perder a aura retrô. 

O local foi inaugurado em 1963 e era de propriedade da atriz Ruth Escobar, que, graças ao apoio da colônia portuguesa, conseguiu levantar um admirável complexo arquitetônico, voltado para a realização de atividades culturais de todas as espécies.

A montagem de estreia foi "A Ópera dos Três Vinténs", de Bertolt Brecht, sob a direção de José Renato, configurando, desde o início, o caráter revolucionário dessa casa de espetáculos. Trinta anos depois, o teatro Ruth Escobar, escrevendo sua história nas páginas de heróica resistência política e cultural, marcou feitos inesquecíveis na consolidação de uma cultura genuinamente nacional. 


"Roda Viva", de Chico Buarque de Holanda, "Feira Paulista de Opinião", de vários autores, "A Viagem", de Carlos Queiroz Teles, "Revista Henfil", de Henfil, "Caixa de Cimento", de Carlos Henrique Escobar e "Fábrica de Chocolate", de Mário Prata são alguns espetáculos que contribuíram definitivamente para a identificação dos rumos da moderna dramaturgia brasileira. 

Da mesma forma, "O Balcão" de Jean Genet, sob a direção de Victor Garcia, "As Fúrias", de Rafael Alberti e "Romeu e Julieta", de William Shakespeare colocaram o Teatro Ruth Escobar na vanguarda teatral do planeta, em absoluta sintonia com o seu tempo.

Em 1997, a APETESP - Associação dos Produtores de Espetáculos Teatrais do Estado de São Paulo, durante a gestão do então Presidente Sérgio D'Antino, deu início ao processo de compra desse equipamento teatral, evitando que o mesmo caísse em mãos da especulação imobiliária, em virtude da grave crise econômica pela qual passa o país.


Esse é um procedimento ainda não encerrado, e o próximo passo é captar recursos que possibilitem a transformação do Teatro Ruth Escobar em um centro cultural, fornecendo à cidade de São Paulo um ponto fixo de referência para todas as atividades culturais desenvolvidas por lá, e cumprindo o propósito com o qual esta casa de espetáculos foi construída, que era o de se transformar em sinônimo da cultura emergente que se faz em São Paulo e no mundo.  

Vale a pena visitar. Várias peças estão em cartaz, entre elas "Trair e Coçar É Só Começar", a comédia brasileira de maior sucesso escrita por Marcos Caruso e em cartaz há 31 anos. Na rua dos Ingleses, 209 - Bela Vista/São Paulo - SP.


"Persona Em Foco" com Ruth Escobar

.: Especialista dá dicas para compras na Black Friday

A advogada Vanessa Louzada, mestre em Direito o Consumidor e sócia do escritório Rosely Cruz Advogados Associados, dá dicas para a Black Friday que acontecerá no próximo dia 24 de novembro:

- Antes de realizar a compra, busque informações sobre a empresa. Se possui endereço físico, dados do CNPJ, e-mail e telefone para contato. Também pesquise se há reclamações a respeito dela.

- Consulte a reputação da loja através dos sites do Procon, Consumidor.gov ou ReclameAqui. É possível ver como essas lojas estão posicionadas e como tratam as reclamações que recebem.

- Pesquise o histórico de preços do produto antes de fechar a compra para entender o real desconto que está tendo para evitar a maquiagem dos valores. Fique atento aos preços!

- Leia com atenção a descrição dos produtos e a expectativa de prazo de entrega para não se frustrar quanto à data e o produto que irá receber.

- Veja se o produto que deseja e a loja que oferta possui avaliação e comentários. Isso ajuda na tomada de decisão. Após receber seu pedido, também faça a sua avaliação para colaborar com outras pessoas com o mesmo interesse.

- Os consumidores que desejam efetuar compras online devem ver bem onde colocam os dados do cartão de crédito. Verifique se o site é seguro. Ou seja, se possui certificado de segurança responsável pela criptografia dos dados enviados. Isso significa ver se no link de navegação a barra está na cor verde e começa com a sigla “https”.

- Verifique se o seu computador está protegido. É aconselhável realizar atualização do seu antivírus e firewall para evitar roubo de dados.

- Evite realizar transações financeiras em redes abertas de wi-fi através do seu celular, tablets ou notebooks. Lembre-se de sair do site da loja fazendo o “log off” para evitar que seu acesso e seus dados sejam utilizados por terceiros.

- Evite também sites que só aceitam pagamento via boleto, pois além de não passar pela verificação da administradora do cartão, caso haja fraude, não conseguirá reaver o valor pago.

- Após a compra, peça e guarde a Nota Fiscal! Ela é a garantia de que a compra foi efetuada com sucesso, além dos detalhes do produto, vendedor, fornecedor e garantia em caso de defeitos ou problemas.

- É possível se arrepender das compras feitas pela internet ou telemarketing em até sete dias. Caso isso ocorra, comunique o fornecedor, através de carta ou e-mail com aviso de recebimento para entender a política de devolução e estorno de valores. Lembre-se que o produto deve estar em perfeitas condições e não ter sido usado.

- Em caso de produtos com defeitos, o fornecedor deve reparar o dano em até 30 dias. Ou seja, em geral, a troca não precisa ser feita de forma imediata: o fornecedor tem um mês para consertar a falha. Se passar esse período e nada tiver sido resolvido, o consumidor pode, então, escolher entre a substituição do produto por outro; a restituição do valor pago ou o abatimento proporcional do preço na compra de outro produto.

- Entenda a política de troca dos produtos da Black Friday. Quais são os prazos, os produtos, a necessidade da Nota Fiscal, a forma de devolução e se existe pagamento de frete reverso nos casos de objetos comprados pela internet.

- Compre apenas o que você precisa e está dentro do seu orçamento. Não contrate crédito, não use o limite do cheque especial ou o rotativo do seu cartão para realizar compras. Evite o super endividamento e tenha uma vida financeira saudável.

Caso se depare com uma empresa falsa, denuncie ao Procon.


sexta-feira, 17 de novembro de 2017

.: MasterChef Profissionais: Prova de serviço define semifinalistas

Na próxima terça-feira, dia 21 de novembro, os quatro cozinheiros que continuam no MasterChef Profissionais vão enfrentar a última prova de serviço da temporada. Eles terão de servir 30 convidados que vão provar um dos dois menus elaborados pelas chef Paola Carosella. Os profissionais terão como assistentes quatro ex-participantes da última temporada do MasterChef. Fernando, Mirian, Vitor B. e Yuko irão ajudar os cozinheiros durante o mise en place. O cozinheiro que tiver o melhor desempenho durante todo o serviço estará na semifinal.

Na prova de eliminação, o desafio será preparar uma receita sem experimentá-la. Num primeiro momento, ela se parece com um prato conhecido, o Bife Wellington. Mas quando os jurados abrem a massa, ela revela uma lagosta dentro. Os dois cozinheiros que fizerem as melhores Lagostas Wellington também seguirão para a semifinal.

O MasterChef Profissionais, formato da Endemol Shine-Group, é uma co-produção da Band com o Discovery Home & Health que vai ao ar todas as terças-feiras, às 22h30, na tela da Band com transmissão simultânea no aplicativo e no portal da emissora. O programa é reapresentado às sextas-feiras, às 19h20, e aos domingos, às 18h50, no Discovery Home & Health. 

Saiba mais sobre o programa em www.band.com.br/MasterChef e curta nossa página no Facebook https://www.facebook.com/bandtv. Siga também nosso Twitter (@bandtv) e Instagram (@band).

.: Sucesso: Música latina cresce no YouTube em 2017

Vídeos de artistas latinos com mais de 1 bilhão de visualizações tem aumento de 300%, veja números


O ano de 2017 é, sem dúvida, da música latina e o YouTube tem desempenhado um papel fundamental ao permitir que artistas como Luis Fonsi, Daddy Yankee, Ozuna, J Balvin, Maluma, e outros mais alcancem uma audiência mais ampla do gênero. No início de 2016, apenas cinco vídeos de música latina tinham atingido um bilhão de visualizações. Hoje, são 20 vídeos com mais de um bilhão de visualizações.

"Despacito" foi uma das maiores histórias de sucesso de 2017 e é o primeiro e único vídeo a alcançar mais de 4 milhões de visualizações no YouTube. Além disso, os artistas latinos representam seis dos dez maiores vídeos lançados em 2017 no YouTube. Ainda esse ano, o YouTube produziu recentemente um documentário com Ozuna, uma das maiores estrelas em ascensão da música latina, que recentemente lançou seu álbum de estréia e seus vídeos já possuem mais de 4,9 bilhões de visualizações em YouTube.

A explosão da música latina é evidente com uma lista cada vez maior de estrelas do pop fazendo colaborações com artistas latinos, em vídeos com Beyonce, Justin Bieber, Fifth Harmony, French Montana, Chris Brown, Little Mix, Alesso, e Major Lazer, todos com grandes números de visualizações em todo o mundo.

"O enorme sucesso da música latina no YouTube em 2017 mostra o verdadeiro poder de alcance global da plataforma", disse Lyor Cohen, head global de música do YouTube. "É incrível ver os artistas latinos construírem uma base de fãs no mundo todo".

"A música é um vínculo comum que conecta nossos usuários emocionalmente e culturalmente", disse Sandra Jimenez, Head de Música, LATAM, YouTube & Google Play Music. "O YouTube não tem fronteiras e é emocionante ver a música latina ressoar não apenas com os usuários latinos, mas com fãs em todo o mundo".

Os números a seguir mostram o grande crescimento da música latina no YouTube em 2017, ultrapassando as fronteiras e atingindo uma audiência global.

Crescimento Explosivo (em números) da Música Latina no YouTube em 2017:
45 dos Top 100 vídeos de música mais vistos no YouTube, este ano, tem artistas latinos.

Mais de 1/3 das faixas apresentadas na parada semanal de música do YouTube apresentam artistas latinos.

Ao longo dos últimos dois anos, as visualizações diárias dos top 100 artistas latinos no YouTube cresceram mais de 75%.

Em todo o mundo, a contagem diária dos principais artistas latinos disparou desde o ano passado, crescendo 316% na Índia, 268% na Indonésia, 257% nas Filipinas, 206% no Egito, 150% em Israel, 120% nos Estados Unidos Reino e 116% na Austrália.

1/4 dos top 100 vídeos de música mais vistos de todos os tempos possuem artistas latinos.




Destaques de artista / música:
"Despacito" foi o primeiro (e único) vídeo na história do YouTube a atingir 4 bilhões de visualizações, em apenas 272 dias. "Despacito" é atualmente o vídeo mais visto do ano em mais de 50 países, incluindo México, Alemanha, Portugal, Grécia, El Salvador, Espanha, Líbano, Croácia e Itália.

O vídeo de J Balvin e Willy William, "Mi Gente" atingiu 1 bilhão de visualizações em apenas 102 dias, tornando-se o 4º mais rápido na história para alcançar o marco. "Mi Gente" ainda provou ser um sucesso global, tendo altas visualizações em países como México (298 milhões), Estados Unidos (122 milhões), Brasil (54 milhões), França (26 milhões), Reino Unido (16 milhões ), Índia (9,2 milhões), Israel (6,7 milhões), Marrocos (5 milhões), Austrália (3,7 milhões), Tailândia (3,3 milhões), Vietnã (1,9 milhões) e Japão (1,4 milhão).

"Chantaje" da Shakira continuou sendo uma das músicas internacionais favoritas nesse ano, sendo uma das 10 canções mais tocadas no YouTube em países europeus como Portugal, Alemanha, França, Espanha, Itália, Grécia, Suécia e Croácia, assim como em vários países da América Latina. O clipe da música atingiu 1 bilhão de visualizações em apenas 140 dias, tornando-se o 6º mais rápido a atingir a marca. 

Como um sinal do grande ano que seria para a América Latina, "Chantaje" ainda foi a música mais tocada no YouTube na véspera de Ano Novo do ano passado, ganhando 15,3 milhões de visualizações em um dia. A cantora Shakira também tem os públicos dos Estados Unidos, Itália, França, Espanha, Índia, Turquia, Alemanha, Reino Unido, Rússia e Vietnã dentro dos seus top 20 no YouTube.

Aproveitando seu alcance internacional, quatro vídeos com o cantor colombiano Maluma agora ultrapassaram 1 bilhão de visualizações. Fora da América Latina, ele possui altas visualizações de lugares como Estados Unidos (465 milhões), Itália (128 milhões), França (48 milhões), Alemanha (33 milhões), Reino Unido (29 milhões), Canadá (22 milhões), Israel (20 milhões), Marrocos (8,8 milhões), Índia (5,9 milhões), Japão (5,5 milhões), Austrália (4,8 milhões), Tailândia (3,8 milhões), Coréia do Sul (1,3 milhões).

Com mais de 2,2 bilhões de visualizações até agora este ano, 2017 já é o melhor ano de Ricky Martin na plataforma. Com os países latino-americanos, os Estados Unidos, Itália, Espanha, França, Romênia, Alemanha, Polônia, Reino Unido, Portugal e Turquia compõem os 20 maiores públicos nesse ano. Os vídeos de Ricky Martin tem as maiores visualizações na véspera do Ano Novo, sendo que, no ano passado, as visualizações em seus vídeos chegaram a 14,8 milhões no mundo todo.

Alcance global: A explosão latina não se limita aos países de língua espanhola. No início deste ano, "Sua Cara" - uma colaboração das artistas brasileiras Anitta e Pabllo Vittar com Major Lazer - ganhou mais “likes” nas suas primeiras 24 horas na plataforma do que qualquer outro vídeo musical na história do YouTube. O vídeo também teve 20,1 milhões de visualizações nas primeiras 24 horas, tornando-se uma das top 10 estreias de música do YouTube de todos os tempos.

Neste ano, os videos latinos alcançaram um bilhão de visualizações em ritmo recorde. Luis Fonsi - Despacito ft. Daddy Yankee, J Balvin, Willy William - Mi Gente (Vídeo oficial), Shakira - Chantaje (Vídeo oficial) ft. Maluma, Maluma - Felices los 4 (Vídeo oficial), Ricky Martin - Vente Pa 'Ca (Vídeo oficial) ft. Maluma, CNCO - Reggaetón Lento (Bailemos), Daddy Yankee - Shaky Shaky | O Vídeo Oficial estão agora entre os top 25 vídeos que mais rapidamente alcançaram a marca.

As exportações latino-americanas têm acumulado visualizações na Espanha, com Shakira, Luis Fonsi, Ozuna, Maluma, Bad Bunny, J Balvin, CNCO e Nicky Jam, atualmente classificados entre os top 10 melhores artistas do país neste ano.

As visualizações globais dos artistas latinos continuam a quebrar recordes, com artistas como Shakira (6.4 bilhões), J Balvin (4.6 bilhões), Nicky Jam (3.9 bilhões) Bad Bunny (4.2 bilhões), CNCO (4.2 bilhões), Ricky Martin (2.2 bilhões), Pitbull (1,7 bilhões) e Wisin (1,5 bilhão).

O destaque do Reggaeton Bad Bunny já alcançou 4,2 bilhões de visualizações no YouTube neste ano, um aumento de 1090% em relação ao ano passado. Ele é atualmente o primeiro artista deste ano em seu país de origem, Porto Rico, local de nascimento do seu som característico. Com os mega hits de Luis Fonsi e Daddy Yankee, J Balvin, Maluma, entre outros, alcançando um público maior para o gênero este ano, os artistas latinos estão ajudando a reformar a cultura.



Vídeos de música latina que entraram no grupo de vídeos que ultrapassaram um bilhão de views em 2017:

Hasta el Amanecer - Nicky Jam | Video Oficial
Shakira - Chantaje (Official video) ft. Maluma
Luis Fonsi - Despacito ft. Daddy Yankee
Joey Montana - Picky
Ricky Martin - Vente Pa' Ca (Official Video) ft. Maluma
Daddy Yankee - Shaky Shaky | Video Oficial
El Perdón - Nicky Jam y Enrique Iglesias [Official Music Video YTMAs]
Chino y Nacho - Andas En Mi Cabeza ft. Daddy Yankee
Maluma - El Perdedor (Official Video)
CNCO - Reggaetón Lento (Bailemos)
Carlos Vives, Shakira - La Bicicleta (Official Video)
Maluma - Felices los 4 (Official Video)
J Balvin, Willy William - Mi Gente (Official Video)
Gente de Zona - La Gozadera (Official Video) ft. Marc Anthony
Ricky Martin - La Mordidita (Official Video) ft. Yotuel

Seis dos top 10 vídeos lançados no YouTube em 2017 têm participação de artistas latinos:

Luis Fonsi - Despacito ft. Daddy Yankee
J Balvin, Willy William - Mi Gente (Official Video)
Maluma - Felices los 4 (Official Video)
Chris Jeday - Ahora Dice (Official Video) ft. J. Balvin, Ozuna, Arcángel
El Amante - Nicky Jam (Video Oficial) (Álbum Fénix)
Enrique Iglesias - SUBEME LA RADIO (Official Video) ft. Descemer Bueno, Zion & Lennox

Top 10 Vídeos Latinos de 2017:

Luis Fonsi - Despacito ft. Daddy Yankee
J Balvin, Willy William - Mi Gente (Official Video)
Maluma - Felices los 4 (Official Video)
Chris Jeday - Ahora Dice (Official Video) ft. J. Balvin, Ozuna, Arcángel
El Amante - Nicky Jam (Video Oficial) (Álbum Fénix)
Enrique Iglesias - SUBEME LA RADIO (Official Video) ft. Descemer Bueno, Zion & Lennox
Wisin - Escápate Conmigo (Official Video) ft. Ozuna
J. Balvin - Si Tu Novio Te Deja Sola ft. Bad Bunny
La Rompe Corazones - Daddy Yankee Ft Ozuna (Lyric Video)
Una Lady Como Tú - MTZ Manuel Turizo | Video Oficial 

Top 10 vídeos latinos de todos os tempos:

Luis Fonsi - Despacito ft. Daddy Yankee 
Enrique Iglesias - Bailando (Español) ft. Descemer Bueno, Gente De Zona
Shakira - Chantaje (Official video) ft. Maluma
Shakira - Waka Waka (This Time for Africa) (The Official 2010 FIFA World Cup™ Song)
J. Balvin - Ay Vamos
Ricky Martin - Vente Pa' Ca (Official Video) ft. Maluma
Romeo Santos - Propuesta Indecente (Official Video)
Hasta el Amanecer - Nicky Jam | Video Oficial
J Balvin, Willy William - Mi Gente (Official Video)
Joey Montana - Picky



.: Encontro com os escritores recebe a historiadora Mary Del Priore

Em comemoração aos 30 anos da Editora Unesp, a Universidade do Livro oferece gratuitamente o próximo Encontro com os escritores, que recebe Mary Del Priore, para falar sobre sua carreira, processo de escrita, vida pessoal e autografar seus livros. O evento acontece no dia 29 de novembro, às 19h, e será mediado pelo jornalista Manuel da Costa Pinto.

A série Encontro com os escritores consiste em um ciclo de conversas com autores renomados nos mais diversos segmentos, de romancistas e poetas a quadrinistas, biógrafos e divulgadores científicos. Os encontros anteriores foram com Luis Fernando Verissimo, Milton Hatoum, Laurentino Gomes, Laerte e Luis Gê, Ignácio de Loyola Brandão e Pedro Bandeira. 

Mary Del Priore é doutora em História pela Universidade de São Paulo e pós-doutora pela École des Hautes Etudes en Sciences Sociales (1996). Atualmente é professora do Programa de Mestrado em História da Universidade Salgado de Oliveira (Universo/ Niterói) Tem pesquisas na área de história colonial, história da cultura, história de gênero. É autora de mais de 35 livros de História. Recebeu vários prêmios literários, dentre eles o Jabuti, o Casa Grande & Senzala, o da APCA e o Ars Latina. Pela Editora Unesp publicou os livros: História do corpo no Brasil, organizado em parceria com Marcia Amantino; História do esporte no Brasil, organizado em parceria com Victor Andrade de Melo; A presença dos mitos em nossas vidas; História dos homens no Brasil, organizado em parceria com Marcia Amantino; Ao sul do corpo - 2ª edição. 

Na ocasião, Mary Del Priore também autografa seu mais recente título publicado pela Editora Unesp História dos crimes e da violência no Brasil, organizado em parceria com Angélica Müller. Neste livro, autores de diversas áreas buscam compreender os mecanismos que colocam em marcha no país a violência em suas variadas manifestações. 

Encontro com Mary Del Priore
Data: quarta-feira, 29 de novembro de 2017
Horário: das 19h às 21h
Inscrições: até às 15h do dia 29 de novembro ou enquanto houver vagas.
Entrada gratuita
Local: Universidade do Livro - Praça da Sé, 108, 7º andar (esquina com rua Benjamim Constant) – São Paulo (SP)
Clique aqui para mais informações e inscrições on-line.   

Mais informações sobre a Universidade do Livro estão disponíveis em: www.editoraunesp.com.br/unil


Postagens mais antigas → Página inicial
Tecnologia do Blogger.