sábado, 20 de janeiro de 2018

.: Tudo sobre a primeira versão de "Sinhá Moça", que estreia no VIVA


A partir de 29 de janeiro, o VIVA faz uma viagem ainda maior no tempo, direto para o ano de 1886, época em se passa "Sinhá Moça", novela que foi ao ar na Globo em 1986 (primeira versão). Escrita por Benedito Ruy Barbosa, com direção de Reynaldo Boury e Jayme Monjardim, a história foi inspirada no romance homônimo, de Maria Dezonne Pacheco Fernandes.

Uma história de lutas e amores
Sinhá Moça (Lucélia Santos) é uma moça romântica e sonhadora, filha do Coronel Ferreira (Rubens de Falco), o Barão de Araruna, e de Cândida (Elaine Cristina). De volta à sua cidade, depois de terminar os estudos na capital, ela conhece o republicano abolicionista Rodolfo (Marcos Paulo), por quem se apaixona.

Contrária às ideias do pai, um escravocrata, Sinhá Moça junta-se a Rodolfo e outros abolicionistas na luta em defesa dos negros. Durante uma madrugada, com outra identidade, Rodolfo invade as senzalas e liberta os escravos.

Além da mãe, que aceita os ideais da filha, Sinhá Moça conta com o carinho e apoio de Bá (Chica Xavier). A escrava perdeu o filho, vendido pelo Barão em um lote de escravos, e sonha um dia rever o menino, fruto de seu amor com Pai José (Milton Gonçalves).

Em sua segunda novela na televisão, Patrícia Pillar interpretou Ana do Véu, a jovem que vivia com o rosto coberto devido a uma promessa de sua mãe, a religiosa Nina (Norma Blum). Embora prometida a Rodolfo, é Ricardo (Daniel Dantas) que se encantará pela moça.

Um dos maiores inimigos do Barão de Araruna é Rafael (Raymundo de Souza), seu filho com a escrava Maria das Dores (Dhu Moraes). O rapaz foi vendido pelo Barão, mas na infância viveu bem próximo a Sinhá Moça e tornaram-se amigos. Depois de alforriado, Rafael retorna com o nome de Dimas, disposto a se vingar. Ele conta com o apoio do jornalista Augusto (Luiz Carlos Arutin), um abolicionista convicto.

Mais uma história de amor, contra todos os preconceitos, é a de José Coutinho (Tato Gabus Mendes) e Adelaide (Solange Couto). Ele, filho de um ambicioso fazendeiro enquanto ela, é escrava, levada por Sinhá Moça para viver na casa grande e ser sua dama de companhia. Apaixonados, eles conseguem as bênçãos de Frei José (Sérgio Viotti), que realiza o casamento dos dois.

A trama de "Sinhá Moça" se desenrola ao longo de um período de dois anos e termina no dia da Abolição, 13 de maio de 1888.

O assinante do VIVA ainda pode acessar toda a programação do canal no Globosat Play. O serviço de TV Everywhere disponibiliza os conteúdos dos canais Globosat sem custo extra - na SmartTV, no computador ou em aplicativos para celulares e tablets. Muitos programas também podem ser assistidos através dos serviços sob demanda das operadoras: Net NOW, Vivo Play, e Oi Fibra.

As novelas também podem ser assistidas no VIVA Play. Cada capítulo fica disponível e o conteúdo arquivado na plataforma, até 30 dias após o fim da exibição completa da atração no canal.

"Sinhá Moça"
Estreia dia 29 de janeiro
De segunda a sábado, às 14h30

.: "Biduzidos", série sobre mascotes da "Turma da Mônica" estreia no Youtube

A Mauricio de Sousa Produções lança nessa semana a primeira das muitas novidades apresentadas ao público durante a CCXP 2017.

Os apaixonados por pets já podem comemorar: o primeiro episódio da animação Biduzidos chegou aos canais da Mauricio de Sousa Produções. A nova websérie é focada nos mascotes da "Turma da Mônica" em situações divertidas e dinâmicas que somente os bichinhos mais queridos das histórias em quadrinhos poderiam se meter.

Com lançamentos quinzenais, cada episódio mostrará como Bidu, Mingau, Floquinho, Chovinista e Giselda se comportam em seu mundo particular. O público poderá conhecer melhor a personalidade de cada um e perceber que eles podem ser muito diferentes do que os donos imaginam. Descubra em www.youtube.com/turmadamonicaTV.

Confira o episódio “Hora do Banho”:

Anúncio do Mauricio de Sousa: 

Teaser Biduzidos: 

.: Munhoz e Mariano lançam EP em comemoração aos 10 anos de carreira

Munhoz e Mariano completam uma década de estrada em 2018 e para dar início às comemorações, a dupla lançou o EP “Ensaio MeM 10 anos”. O projeto vem com músicas inéditas e como um aquecimento para o DVD de 10 anos de carreira, que será gravado ainda no primeiro semestre. 

A dupla divulgou no YouTube, na semana passada, duas faixas do novo EP, e mais três ao longo dessa semana, todas vem acompanhadas de videoclipe dirigido por Thiago Thesari e produzido por Itabagi Di Biase. A produção musical do “Ensaio MeM 10 anos” fica por conta de Jenner Melo.

Para o projeto do EP, Munhoz e Mariano escolherem no repertório cinco músicas inéditas, são elas: "Alphaville Alphavela" (Montenegro, Henrique Casttro, Elvis Elan e Bruno Mandioca), "Boca Seca" (Thiago e Samuel, Juan Marcus e Vinícius e Junior Pepato), "Como É Que Resiste" (Elan Rúbio, Bruno Sucesso, Vinícius Romero e Marcello Henrique), "De Mim e do Cê" (Guilherme Rosa, Ricco Montana, Robertinho e Cesar Zocante) e "Se Bobear Cê Já Me Ama" (Thiago e Samuel, Junior Pepato e Elcio de Carvalho).

.: Paratleta Fernando Fernandes lança biografia inédita em audiolivro gratuito

Paratleta e tetracampeão mundial de paracanoagem, Fernando Fernandes acaba de lançar o audiolivro “Inquebrável”, dentro do projeto “Inspire-se no Tempo Livre que Você Não Tem: 'Histórias ao Pé do Ouvido'”, iniciativa da Samsung que garante acesso a audiolivros para o público adulto em qualquer lugar. 

O título  traz um relato emocionante de Fernando Fernandes, um jovem, ex-participante da terceira edição do reality show "Big Brother Brasil", que não se deixou abater depois de um acidente de carro no qual quebrou a coluna e perdeu o movimento das pernas. 

Durante a reabilitação, ele se dedicou aos esportes e, quatro anos depois, fundou o Instituto Fernando Fernandes para promover a não-exclusão de pessoas com qualquer tipo de deficiência. A trajetória de superação chega ao público de maneira inédita e destaca  sua força de vontade e desejo de desafiar limites se tornando campeão mundial de paracanoagem.

O audiobook ficará disponível por 6 meses grátis, permitindo que as pessoas adquiram conhecimento em qualquer lugar, a qualquer hora. Para acessar o novo audiolivro e todo o conteúdo da UBook gratuitamente por 30 dias, basta o interessado fazer o cadastro gratuito no Samsung Club e resgatar o benefício, que pode ser ativado no site do Ubook.

“É uma honra para a Samsung disponibilizar, por meio da iniciativa Histórias ao Pé do Ouvido, o audiobook da biografia de Fernando Fernandes, narrado pelo próprio paratleta”, comenta Andréa Mello, Diretora de Marketing Corporativo e de Consumer Electronics da Samsung Brasil. “Queremos que essa obra inspire as pessoas e estimule a busca pelo conhecimento e pela superação”, completa.

Como parte da divulgação desta novidade, a Samsung, com Fernando Fernandes, divulgará nas redes sociais um vídeo em que o paratleta convida o público a ouvir sua história de vida. No vídeo, Fernando explica que esta nova forma de consumir conteúdo cria novas experiências, proporciona acesso ao conhecimento e ajuda a desenvolver o intelecto, seja dentro do carro, no ônibus ou até mesmo no trabalho. O importante é aproveitar o tempo livre, seja ele qual for, para adquirir cultura.

Para mais detalhes sobre o projeto, e para acessar gratuitamente o novo audiobook*, acesse: https://www.samsung.com.br/historiasaopedoouvido/

.: Histórias sobre o Alzheimer - livro alia humanidade e informações científicas

De um lado, um geriatra e professor dedicado à doença do esquecimento que viu passar por seu consultório centenas de casos. De outro, uma jornalista cujo contato com o Alzheimer se deu na dura prática, quando cuidou da mãe doente. Do desejo de compartilhar com outras pessoas o que se pode fazer para reconhecer e mitigar a doença de Alzheimer, nasce "Alzheimer: a Doença e Seus Cuidados", escrito a quatro mãos por Alessandro Ferrari Jacinto e Marisa Folgato. 

Ao longo dos 15 capítulos – cujo fim ainda traz indicações de livros, filmes e sites complementares – Alessandro Ferrari Jacinto e Marisa Folgato examinam toda sorte de assuntos: desde dicas de higiene, alimentação e decoração para tornar o ambiente seguro até sugestões de divisão de tarefas e responsabilidades para quem cuida do doente. Há ainda orientações sobre aspectos legais e internação ou não do paciente. É também uma obra com dados técnicos de qualidade, que demonstram a importância do assunto diante da longevidade cada vez maior da população mundial: a doença representa 65% dos cerca de 47,5 milhões de casos de demência no mundo e afeta 13% das pessoas com mais de 65 anos e 45% da população acima de 85 anos. “Ser mais longevos, porém, implica algumas consequências que nem sempre são bem-vindas”, apontam os autores.

“O livro fornece a motivação essencial: não estou sozinho, há outros familiares, cuidadores e profissionais da saúde que diariamente lutam para preservar a essência humana – dignidade e respeito. Oferece também o que nos diferencia de outras espécies: informação”, anota, no prefácio, Milton Luiz Gorzoni, professor adjunto da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, coordenador das disciplinas de Clínica Médica, Geriatria e Gerontologia, ex-presidente da Seção do Estado de São Paulo da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia e membro fundador da Sociedade Brasileira de Alzheimer (Abraz).

Sobre os autores 
Alessandro Ferrari Jacinto faz parte da disciplina de Geriatria do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB), da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Graduado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Fez residência médica em Geriatria e Gerontologia na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, doutorado no Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e pós-doutorado no Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). É professor do Programa de Pós-Graduação “Fisiopatologia em Clínica Médica” na FMB-Unesp, com linha de pesquisa em demências. Tem título de especialista em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). 

Marisa Folgato é jornalista e cuidou durante oito anos da mãe, Antonieta, que teve Alzheimer. Com 33 anos de experiência profissional, trabalhou vinte anos como repórter no jornal O Estado S. Paulo e editou o caderno do Curso Intensivo de Jornalismo do mesmo periódico. Atuou como repórter freelancer no Jornal da Tarde, Veja SP, IstoÉ 2016, Diário do Comércio e Viver Bem. Participou da edição de sites, como o do Hospital Israelita Albert Einstein; e de livros, como o Transformando desde 1951, da ESPM. Foi assessora de imprensa da Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) e é consultora do Instituto de Engenharia, em São Paulo.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

.: Tommy Castro traz seu blues com toques de soul music, por Luiz Otero

Por Luiz Gomes Otero*, em janeiro de 2018.
Tommy Castro traz na sua bagagem um currículo respeitado no meio do blues, que inclui até elogios da lenda B.B. King. E ao lado da banda The Painkillers, ele vem produzindo discos com uma receita irresistível que funde elementos do blues com a soul music, conforme atesta o seu mais recente lançamento, o ótimo álbum "Stompin' Ground".

Sua carreira começou nos anos 70, passando pela banda Dynatones até consolidar a sua carreira solo nos anos 90. Desde então seus discos têm chamado a atenção pela maturidade e consistência na sonoridade. E em "Stompin´Ground" ele traz a sua mescla característica de blues com a soul music norte-americana.

O disco abre com duas faixas tipo arrasa-quarteirão: "Nonchalant" e "Blues All Around Me", onde os solos são dosados de forma perfeita. E em "My Old Neighborhood" ele parece querer homenagear o mestre B.B. King com a pegada no solo de guitarra.

Gostei muito da faixa "Love Is", que consegue sintetizar bem o rumo que Castro gosta de dar em suas criações. O órgão hammond é parte fundamental nesses tipos de arranjos e a banda sabe bem como usá-lo em suas criações. "Soul Shake" é outra ótima faixa desse disco. Soa bem rock´n roll, assim como "Further On Down The Road", onde Castro mostra sua competência no vocal principal.

"Stompin Ground" é uma opção bem interessante para quem curte o estilo blues. É disco para se ouvir da primeira à última faixa, sem sombra de dúvida.



*Luiz Gomes Otero é jornalista formado em 1987 pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Trabalhou no jornal A Tribuna de 1996 a 2011 e atualmente é assessor de imprensa e colaborador dos sites Juicy Santos, Lérias e Lixos e Resenhando.com. Criou a página no Facebook Musicalidades, que agrega os textos escritos por ele.

"My Old Neighborhood"

"Love Is"

"Further On Down The Road"

.: Shopping Pátio Iporanga: Atividades gratuitas com realidade virtual

"Conexão Pátio Iporanga" é a atração entre os dias 12 de janeiro e 11 de fevereiro


Pensando no lazer e entretenimento no período das férias escolares, o Shopping Pátio Iporanga preparou a campanha “Conexão Pátio Iporanga”, de 12 de janeiro a 11 de fevereiro, com uma série de atividades gratuitas para todas as idades, em especial, uma incrível experiência com jogos em realidade virtual, além de um chá da tarde com personagens dos contos infantis e uma programação musical variada, com shows de músicos da região.

A ideia do shopping é atrair o público santista, bem como o alto fluxo de turistas na cidade, tendo o fato da sua excelente localização no bairro do Gonzaga. “Desejamos que as famílias venham se divertir e consigam ter uma experiência única no local. Aqui, todos poderão se entreter com a nossa programação, além de aproveitar o cinema, a praça de alimentação e as lojas, fazendo com que saiam felizes e satisfeitos com essa experiência”, destaca o diretor de marketing do shopping, Rogério Amador.

A Cyber Zone, empresa pioneira em realidade virtual na Baixada Santista, será a responsável pelo stand de jogos. A startup santista conta com a tecnologia do HTC Vive, que permite ao usuário uma imersão dentro de um ambiente 3D em 360º graus, considerado o mais avançado no mercado de tecnologia. A atividade é gratuita e ocorre sempre de sexta a domingo, das 15 às 20 horas para pessoas de todas as idades.

Já para as crianças de 03 a 10 anos de idade, o grupo Hora de Brincar comandará um chá da tarde cheio de imaginação e brincadeiras, com personagens especiais dos contos infantis. O espetáculo terá meia hora de duração e as sessões ocorrem de sexta a domingo, sempre das 15 às 18 horas.

E para os adultos, a boa música será reverenciada no palco montado na praça de alimentação, sempre às sextas-feiras, a partir das 19 horas. Com a curadoria do músico Júnior Amaral, da Lobo Estúdio, a programação foi montada com o objetivo de levar ao público uma música de alta qualidade, feita por profissionais da região.

No dia 19 de janeiro, o músico André Sugaroni abre o espaço com o seu “Voz e Violão” com o melhor do pop rock nacional. No dia 26 de janeiro, aniversário da cidade de Santos, será a vez do cantor Dany Romano agitar com suas canções autorais e de outros cantores nacionais. Em fevereiro, no dia 02, a cantora e compositora Kika Willcox trará canções da MPB e da música eletrônica e, finalizando o período, no dia 09, véspera de Carnaval, o músico Julinho Bittencourt levará o balanço do choro e do samba de raiz.

Para mais informações visite o site www.shoppingpatioiporanga.com.br ou pelo telefone (13) 3286-1138.

.: Conheça a mulher que deu origem ao termo "Sugar Baby"

Adolph B. Spreckels e Alma de Bretteville - Foto: Reprodução

O relacionamento sugar é um estilo de vida que está ganhando muitos adeptos no Brasil. Dois personagens fazem parte desta relação: as "Sugar Baby" (mulheres jovens, atraentes e ambiciosas) e os "Sugar Daddy" (homens maduros e bem-sucedidos). Alma de Bretteville foi a inspiração para criação do termo "Sugar Baby".

Nascida na Califórnia, de família muito humilde, Alma de Bretteville desde seus 14 anos sonhava encontrar um homem rico para casar-se. Ela conheceu Charlie Anderson, um homem maduro e bem-sucedido. Muito generoso, Charles cobria a jovem com presentes caros, como joias, casacos de pele, dinheiro, obras de arte e a levava para jantar nos melhores restaurantes. Entretanto, a relação chegou ao fim porque Alma não queria apenas presentes, ela queria muito mais, queria se casar, e Charles não queria o matrimônio.

Aos 22 anos, a jovem conheceu Adolph Spreckles, um empresário rico e poderoso, nascido em São Francisco, herdeiro de uma fábrica de açúcar, a “Spreckels Sugar Company”. A diferença de idade entre o casal, era de 24 anos.

Após um relacionamento de cinco anos, regado de muitos presentes caros, frequentando os melhores lugares, finalmente em maio de 1908, aos 27 anos, Alma casou-se com o rico empresário Adolph Spreckles e se tornou a mulher mais rica daquela região. Ela deu origem à expressão "Sugar Daddy" (que em português significa “Papai de Açúcar”), posteriormente, os americanos criaram o termo "Sugar Baby" ("Bebê de Açúcar"), para se referir à mulher patrocinada.

Alma foi uma verdadeira "Sugar Baby", com personalidade cristalina, não mediu esforços para mudar sua posição social, soube aproveitar as viagens para adquirir educação cultural. Em Paris, conheceu Loïe Fuller, uma atriz norte-americana pioneira da dança moderna, que a apresentou para classe artística. Logo em seguida, conheceu o escultor francês François-Auguste-René Rodin, mais conhecido como Auguste, ela tornou-se uma de suas clientes mais importantes.  Alma começou a desenvolver uma das coleções de arte mais influentes da América e morreu em 1968, deixando um legado conquistado por suas ambições desmedidas.

Nos últimos anos, criou-se um mercado em torno de pessoas que buscam um relacionamento benéfico para ambos, onde dinheiro não é um tabu. Diversos sites de relacionamentos especializados no segmento surgiram, prometendo efetividade e benefícios para ambas as partes. No Brasil, a Rede Social, Universo Sugar, promove a união exclusivamente entre os Sugar Daddies e as Sugar Babies. Em um ano de criação da Rede Social, a plataforma reúne mais de 100 mil usuários espalhados no país.

.: Victor e Diogo lançam “Portão de Grade”, com videoclipe

Victor e Diogo lançam o clipe inédito da canção “Portão do Grade”. Dirigido por Junior Jacques, o vídeo foi gravado em Maringá, no Paraná, e tem um roteiro marcante.

A canção está disponível em todas as plataformas digitais. "Nos apaixonamos por essa canção quando ouvimos. Ela não podia ficar fora do nosso novo projeto. Acreditamos muito que os nossos fãs irão gostar muito e algumas pessoas vão se identificar com a história retratada", conta Diogo.

Produzida por Jimmy Oliveira, "Portão de Grade” é uma música que mistura o sertanejo com vanera. “No inicio ela é um pouco mais romântica e depois fica um pouco mais dançante. A história da música é surpreendente, no começo você tem dó e depois você entende o que está realmente acontecendo”, complementa Victor.

Assista agora ao clipe “Portão de Grade”


quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

.: #ACS: Estreia de "O assassinato de Gianni Versace" é estupenda

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em janeiro de 2017


Um nome famoso, dono da atenção de todos. Após 20 anos do assassinato do estilista Gianni Versace, a marca manteve o peso. Até Bruno Mars canta "Versace on the floor", elogia a beleza do vestido da parceira, mas pede que o tire e o deixe no chão. Eis que na FX gringa, na noite passada estreou a segunda temporada de "American Crime Story", intitulada "O assassinato de Gianni Versace", por Ryan Murphy.

De tão ritmado e surpreendente, o público foi ao delírio e levou ao topo a hashtag #ACSVersace no Twitter mundial. Entretanto, o destaque foi para o ator Darren Criss, que interpreta Andrew, o assassino da estrela da série. Meticulosamente mentiroso e insano, Andrew que já havia matado outras quatro pessoas faz mais uma vítima.

Antes de atirar na cabeça de Versace, na porta da mansão dele, o público é levado para a mente do assassino que mente para conseguir o que deseja. O vai e volta no tempo, torna a narrativa extremamente atraente, assim como ficam evidentes os indícios da loucura de Andrew. O que foi a risada diabólica escondida pela mão ou o acesso de insanidade mental dentro do carro, após assassinar o estilista?

No entanto, quem vive num mundo à parte, como Versace, jamais suspeitaria do jovem que o abordou na danceteria ao som de "Last night the DJ saved my life". Sim! A trilha sonora da série é outro grande destaque na produção, assim como os cenários magníficos que retratam a essência de Gianni Versace. A impecável caracterização dos atores consegue levar o público a uma espécie de túnel do tempo. Trabalho fabuloso!

Penélope Cruz tem seus minutos de glória na pele de Donatella Versace, assim como Ricky Martin, interpretando o namorado apaixonado do estilista. Por outro lado, não há o que discutir o grande nome do episódio de estreia foi Darren Criss. De certa forma, o nosso querido Blaine, da série Glee, revive, mas muito mais audacioso. Sem cantorias, porém tomado de maluquices e maldade. 

Numa atuação completamente madura, o ator convenceu e empolgou a todos. Tanto que, no Twitter, fãs usaram também a hashtag #WeAreProudOfYouDarren. Que venha o próximo episódio com a promessa de mais bumbum no vídeo do ex-ator de Glee. Vamos acompanhar!! 

#ACSVersace estreia na FX Brasil hoje.

Postagens mais antigas → Página inicial
Tecnologia do Blogger.