sábado, 23 de junho de 2018

.: Alessandra Maestrini está na semifinal do Show dos Famosos

Alessandra Maestrini participa da semifinal do "Show dos Famosos", neste domingo


Para conseguir encarar o desafio de "incorporar" um artista diferente a cada participação no quadro "Show dos Famosos", do "Domingão do Faustão" da TV Globo, Alessandra Maestrini recorre à disciplina e ao estudo tão presentes em sua consolidada carreira nos musicais.

A artista aproveita para usar esta experiência para ajudar em sua preparação para o quadro no Domingão. Neste final de semana ela se apresenta na semifinal da atração da Globo, onde já interpretou nomes incríveis da música nacional e internacional, como Celine Dion, Tetê Espíndola, Fernanda Abreu, Lady Gaga e Taylor Swift, sempre arrancando elogios dos jurados e do público.

A atriz, cantora, compositora, poeta, diretora, produtora, dramaturga, ativista, tradutora e versionista, que ficou muito conhecida do grande público de tv como comediante ao interpretar a empregada Bozena "Lá de Pato Branco daí", do seriado "Toma Lá Dá Cá" de Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa, tem participado de superproduções musicais como "Les Misérables", "New York, New York", "Ópera do Malandro", "7 - O Musical" (que foi escrito especialmente para ela por Charles Möeller, Claudio Botelho e Ed Motta, o off - Broadway "Rent" e a produção própria "O Som e A Sílaba", no qual interpreta uma autista com habilidade específica para a música e está em turnê pelo país.

Para exercitar a amplitude artística, Alessandra revela que tenta pensar além do lugar comum e escolher personagens que fujam à sua zona de conforto além, é claro, de levar em consideração os pedidos dos fãs que chegam via redes sociais, tudo para surpreender, sempre. Graças a esta busca constante por surpreender, os números de seguidores da web têm explodido: A busca pelo nome da artista aumentou mais de 3.700% com a performance como Celine Dion, enquanto a busca pelo nome da canadense aumentou mais de 500% no Brasil por conta desta apresentação. E quando interpretou Taylor Swift, a hashtag #TaylorOnFaustao chegou nos tranding topics Brasil do Twitter logo no início da apresentação de Alessandra, com os elogios dos fãs da diva pop. A interpretação de Taylor Swift também agradou os jurados. Boninho, Claudia Raia e Miguel Falabela não pouparam elogios e Alessandra faturou 3 notas 10 pela performance.

"Tudo é muito emocionante, é uma estreia a jato atrás da outra! Temos cerca de 9 horas para levantar cada número, para chegar ao resultado final do domingo, ao vivo. É um parque de diversões para a alma, o corpo e a mente. Tenho recebido um carinho imenso, imenso do público", comenta Alessandra Maestrini. Neste domingo ela volta ao ?Show dos Famosos?, para a semifinal. Quem será o homenageado?

.: O humorista Carioca chega a Belo Horizonte com muita diversão

Marvio Lucio, mais conhecido como Carioca, tem uma trajetória consolidada. Reconhecido como uma das maiores atrações do Programa Pânico (no rádio e também na TV) e considerado um dos melhores humoristas e imitadores da atualidade, completa, em 2017, 20 anos de carreira desde sua primeira aparição nacional em público na rádio Jovem Pan.

Para celebrar, a pedidos do seu grande público que sempre o prestigiou, estará de volta aos palcos com o novo espetáculo: Carioca em “Más Companhias”. Seu novo show contará com seus personagens consagrados, que foram selecionados pensando em cada detalhe e, com certeza, renderão muitas gargalhadas. Teremos presenças como: Jô Suado, Lelé Santos, Boris, Bolsonabo e o abençoado Pastor Cráudio. Terão também muitos convidados (Pedro Paulo de Milão, Didi Mais Cedo, Dilma du Cheff).
Tudo isso em um mesmo palco, na mesma noite, pelo mesmo ingresso e com um mesmo artista, Carioca, que sozinho garante um espetáculo rico, eletrizante, surpreendente e arrebatador.

SERVIÇO
Data: 08/07/2018 – Domingo
Local: Cine Theatro Brasil Vallourec – Grande Teatro
Endereço: Av. Amazonas, 315 – Centro/ Belo Horizonte
Horário: 20h
Abertura dos portões: 19h20
Classificação etária: 14 anos. Menores a partir de 12 anos podem entrar acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais e devem apresentar identidade de ambos.

BILHETERIA OFICIAL - SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA 
Cine Theatro Brasil Vallourec
Av. Amazonas, 315 – Centro/ Belo Horizonte
Segunda à Sábado das 12h às 21h
Domingo das 15h às 20h
Apenas venda e retirada de ingressos para os eventos do Cine Vallourec.

PONTOS DE VENDA E RETIRADA – SUJEITO A COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA
Loja Eventim - Shopping 5ª Avenida
Rua Alagoas 1314, Loja 20C, Savassi - BH
De Segunda a sexta-feira das 10h às 19h
Sábados das 10h às 16h
Venda e retirada de ingressos

INFORMAÇÕES ADICIONAIS
É expressamente proibido o consumo de alimentos no interior do teatro;
Perde-se o direito ao lugar marcado após o início da sessão;
Sobre estacionamento.

.: A cantora Tarja volta a Belo Horizonte para show no cine Valourec

Os fãs de metal sinfônico podem comemorar. A cantora Tarja Turunen confirmou sua volta à capital mineira, com seu show inédito "Act II". A apresentação única acontece dia 26 de agosto, domingo, no belíssimo e aconchegante Cine Theatro Brasil Vallourec. 

As poltronas são marcadas e definidas antecipadamente no ato da compra do ingresso, portanto, aqueles que comprarem primeiro podem garantir os melhores lugares. O disco “Act II” é uma mistura encantadora e provoca reações incríveis nos fãs, o sucesso é inevitável e a musa segue em sua melhor fase vocal.

Tarja nasceu no vilarejo finlandês de Puhos, em Kitee. Única filha entre três irmãos, desde criança sempre apresentou interesse pela música. Sua mãe foi a primeira a notar isso quando em uma festa da família, a garotinha de apenas três anos mostrou sua voz para um público pela primeira vez, com a canção “Enkeli Taivaan” (Anjo do Céu). Após alguns anos e ótimos lançamentos, Tarja se solidificou no mercado da música como cantora e despontou com sua carreira solo em diversos países do mundo.

SERVIÇO 
Data: 26/08/2018 – Domingo
Local: Cine Theatro Brasil Vallourec – Grande Teatro
Endereço: Av. Amazonas, 315 – Centro/ Belo Horizonte
Horário: 20h
Abertura dos portões: 19h20
Classificação etária: Livre. Menores a partir de 12 anos podem entrar acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais e devem apresentar identidade de ambos.

BILHETERIA OFICIAL - SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA
Cine Theatro Brasil Vallourec
Av. Amazonas, 315 – Centro/ Belo Horizonte
Segunda à Sábado das 12h às 21h
Domingo das 15h às 20h
Apenas venda e retirada de ingressos para os eventos do Cine Vallourec.

PONTOS DE VENDA E RETIRADA – SUJEITO A COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA
Loja Eventim - Shopping 5ª Avenida
Rua Alagoas 1314, Loja 20C, Savassi - BH
De Segunda a sexta-feira das 10h às 19h
Sábados das 10h às 16h
Venda e retirada de ingressos

INFORMAÇÕES ADICIONAIS
É expressamente proibido o consumo de alimentos no interior do teatro
Perde-se o direito ao lugar marcado após o início da sessão
Para informações sobre estacionamento

.: "Fábrica de Calcinha" traz a SP paisagem sonora de Porto Alegre

No início de julho, o espetáculo Fábrica de Calcinha vem de Porto Alegre (RS) e apresenta ao público paulistano as sonoridades do centro da capital gaúcha em cinco apresentações no Sesc Pompeia. Dirigida pela atriz Marina Mendo, a obra é apresentada no Espaço Cênico da Unidade, no período de 5 a 9/7. Os ingressos começam a ser vendidos no dia 26 de junho, pela internet, e no dia 27, nas bilheterias do Sesc São Paulo. 

A performance multissensorial tem cenas fabricadas ao vivo diante dos espectadores, manipuladas por equipamentos como pedal de efeitos sonoros, sampler, microfones e retroprojetor, combinados com uma performance de luz, desenvolvida a partir de objetos luminosos presentes no cotidiano urbano. Quem ativa a cena são os artistas Marina Mendo, Ricardo Pavão e Marta Felizardo, que fazem do corpo, do som e da luz matéria-prima para despertar a percepção do público. 
  
Sinopse: O que você está ouvindo agora? Você percebe os sons que estão ao seu redor criando uma paisagem sonora de acontecimentos acústicos? É na sua escuta que estes acontecimentos interagem, delineando a sonoridade da cidade, um estímulo afetivo e rico em informações culturais. Cada escuta é, nada mais, nada menos, que um intrincado mecanismo de relações percebidas pela mente como som.

Fábrica de Calcinha começa assim, no escuro, ouvindo os gritos e cantos da cidade, gente suada a ganhar o pão, gente desesperada pelo seu quinhão, máquinas a perfurar os ouvidos e o chão...e também alguns passarinhos, alguns louvores pelo caminho. Neste caminho, apesar do tanto que há para comprar ou vender ou quitar, encontramos, em cada um, corações sambando no peito. Dentre as camadas da realidade urbana que o trabalho revela, aparece uma perspectiva política, crítica e afetiva da mulher brasileira, perfurando estereótipos, apresentando sua força e resistência. 

Concepção: escuta do centro da cidade
Para a concepção do espetáculo, a equipe de criação do projeto realizou um trabalho de escuta do centro de Porto Alegre. A partir de exercícios de ocupação do espaço urbano, a equipe percorreu, de olhos fechados, o centro da cidade, absorvendo suas peculiaridades e deixando-se conduzir por acontecimentos sonoros do local, gravando estímulos em arquivos de áudio que depois compuseram a dramaturgia sonora do espetáculo. 

O arquivo de sonoridades urbanas captado ao longo do trabalho é utilizado na peça, através de sampler, pedal de efeitos, amplificadores e microfones, criando uma composição com a performance de luz, desenvolvida a partir de objetos luminosos presentes no cotidiano urbano como lanternas de celular, pequenos refletores manuais, luminárias e abajures. Já os objetos cenográficos partem dos materiais que compõe a vida nas ruas do centro da cidade: telhas de zinco, baldes metálicos, moedas, entre outros fragmentos visuais do centro de Porto Alegre. 

A composição da dramaturgia sonora originou-se de uma pesquisa realizada pela atriz Marina Mendo junto ao Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com orientação da Profa Dra Marta Isaacsson, bolsa Capes/Cnpq e colaboração voluntária do músico Ricardo Pavão e do performer Rossendo Rodrigues. O material revelou sua potência de encontro com o público ao ser uma das três obras selecionadas nacionalmente para o Festival de Arte 50 Anos do Goethe – Institut Porto Alegre, em 2015. Em 2017, esse mesmo material foi contemplado com o financiamento PRO-CULTURA/RS, da Secretaria de Estado da Cultura, Esporte, Turismo e Lazer, para transformar-se no espetáculo que estreou em abril do mesmo ano, em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA: 
Direção Geral: Marina Mendo 
Criação Sonora: Ricardo Pavão  
Criação de Luz: Marta Felizardo 
Ativadores da Cena (ao vivo): Marina Mendo, Marta Felizardo, Ricardo Pavão 
Performances vocais (em off): Bethânia Panisson Ávila, Dedy Ricardo, Lígia Lasevicius Perissé, Ricardo Pavão, Rossendo Rodrigues, Tereza Mendo Rodrigues. 
Participação na cuíca: Mateus Ávila
Figurino: Marina Anderle Giongo
Provocações cênicas e orientação de meditação: André Rosa 
Técnico de Som: Beto Chedid 
Produção Liége Biasotto – Cuco Produções 
Foto e Vídeo: Natália Utz – UTZ Filmes 
Realização: Sync. Produções de Arte e Fábrica de Calcinha – Coletivo de Criação

SERVIÇO 
Espetáculo-performance multissensorial
Fábrica de Calcinha 
De 5 a 9 de julho, quinta a sábado, às 21h30. Domingo e segunda, às 18h30.
Local: Espaço Cênico do Sesc Pompeia
Capacidade: 60 lugares 
Ingressos: R$ 6 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 10 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 20 (inteira).

Venda online a partir de 26 de junho, terça-feira, às 12h.
Venda presencial nas unidades do Sesc SP a partir de 27 de maio, quarta-feira, às 17h30. 
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 18 anos. 
Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93, Água Branca, São Paulo (SP).
Não temos estacionamento. Para informações sobre outras programações, acesse o portal sescsp.org.br/pompeia

Nos acompanhe!
instagram.com/sescpompeia 
facebook.com/sescpompeia
twitter.com/sescpompeia

.: Museu Índia Vanuíre apresenta exposição autonarrativa Krenak

Mostra exibe 25 peças, além de vídeos e fotos, que representam a cultura dos moradores da terra indígena Vanuíre; lançamento faz parte da programação do VII Encontro Questões Indígenas e Museus


O Museu Índia Vanuíre, em Tupã (SP), instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari, apresenta, a partir de 26 de junho (terça-feira), a primeira exposição autonarrativa do povo Krenak da terra indígena (T.I.) Vanuíre, em Arco-Íris (SP). O lançamento faz parte da programação do VII Encontro Paulista Questões Indígenas e Museus (EPQIM), que acontece de 26 a 28 de junho, na instituição cultural.

A mostra "Ató Jagí Burum Krenak - Tecendo Saberes do Povo Krenak" aborda a presença desse povo no Estado de São Paulo que, em decorrência de sua história de dispersões ocasionadas por disputas de terra com os não indígenas, estão presentes em diversas áreas no Brasil, entre elas na T.I. Vanuíre. Os Krenak são os últimos sobreviventes da nação “Botocudo” e as primeiras notícias deles remontam ao século XVI.

Serão exibidos em vitrines, painéis, vídeos e fotos o processo de produção de 28 objetos confeccionados especialmente para a ocasião e que são uma representação dos Krenak que habitam a região. Entre eles estão lança, arco e flecha, zarabatana, rede de caça, rede de descanso, adornos corporais, manto de penas e  jarreteiras. A curadoria é de Helena Cecílio Damaceno e João Batista da Silva, indígenas que recordam os costumes e ensinam seus conhecimentos para as novas gerações, e a coordenação é de Lidiane Damaceno Cotuí Afonso.

As dimensões das peças são variadas, sendo a menor delas uma presilha de cabelo que cabe na palma da mão e é feita com casca de coco. Já o maior objeto da mostra é uma lança, que alcança a altura de 1,82 metros, feita em madeira de aroeira e decorada por grafismos trançados, os mais escuros são de embira de casca de uma árvore popularmente conhecida como Unha de Vaca e as mais claras são fibras retiradas do bambu.

O objetivo é ressaltar e valorizar o trabalho que vem sendo feito pelos próprios indígenas - há mais de duas décadas - na revitalização de sua cultura, costume e língua materna. Enquanto, no passado, os anciões foram obrigados a viver o anonimato e opressão de sua cultura. Hoje a comunidade busca através das memórias deles, da riqueza de conhecimento e saber que eles guardam, dar continuidade as suas tradições e transpor pré-conceitos.

Entre os itens expostos, o que guarda maior valor para os curadores e para a comunidade é a reprodução de um manto tradicional usado pelos homens em dias frios no momento da caça. O exemplar é feito em couro e penas coloridas, coladas com cera de abelha.

O Museu fica localizado à Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã (SP). Outras informações podem ser obtidas pelo (14) 3491-2333. A entrada gratuita.


Serviço:
Exposição "Ató Jagí Burum Krenak - Tecendo Saberes do Povo Krenak"
Data: 26/06/2018 (terça-feira)
Endereço: Museu índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

sexta-feira, 22 de junho de 2018

.: "Sharp Objects" estreia na HBO em 8 de julho e também na HBO GO

"Sharp Objects", minissérie de oito episódios baseada no bestseller homônimo de Gillian Flynn, chega ao canal HBO no domingo, 8 de julho, às 22h. A produção estrelada por Amy Adams (também produtora executiva da série) e dirigida por Jean Marc Vallée (BIG LITTLE LIES) será lançada simultaneamente na HBO GO.

Na produção original da HBO, a repórter Camille Preaker (Amy Adams) retorna à sua cidade natal para cobrir as notícias do provável assassinato de duas jovens pré-adolescentes. Enquanto tenta construir um quebra-cabeça psicológico sobre seu próprio passado, Camille se identifica com as jovens vítimas.

Além de Amy Adams, o elenco conta com Patricia Clarkson, Chris Messina, Eliza Scanlen, Elizabeth Perkins, Matt Craven, Henry Czerny, Miguel Sandoval, Taylor John Smith, Sophia Lillis e Madison Davenport.
     
Jean-Marc Vallée é o diretor de todos os episódios e coeditor da produção. A showrunner, Marti Noxon, também é roteirista de alguns episódios, junto com Gillian Flynn. Os produtores executivos são Jason Blum, Charles Layton, Jessica Rhoades, Amy Adams, Gillian Flynn, Marti Noxon, Jean-Marc Vallée, Nathan Ross, Marci Wiseman, Jeremy Gold e Gregg Fienberg.

"Sharp Objects"é filmado em Los Angeles, no norte da Califórnia e em torno de Atlanta. 


QUEM É QUEM EM SHARP OBJECTS 
Camille Preaker (Amy Adams): Repórter do jornal St. Louis Chronicle é designada para cobrir a história de duas garotas que estão desaparecidas e, supostamente, assassinadas em Wind Gap, Missouri, sua cidade natal.

Adora Crellin (Patricia Clarkson): Mãe de Camille e rainha da alta sociedade de Wind Gap. Mantém uma vida calma e aparentemente perfeita, que começa a ser ameaçada pelo retorno inesperado de sua filha.

Richard Willis (Chirs Messina): Detetive que chega do Kansas para apoiar a polícia local de Wind Gap na busca pelos criminosos. Junta-se a Camille para tentar resolver o mistério.

Amma (Eliza Scanlen): Meia-irmã de Camille, 15 anos, que vive uma vida dupla. Ela é uma criança quieta com seus pais e uma adolescente ousada quando sai com seus amigos.

Jackie (Elizabeth Perkins): Conhecida na cidade por seu vício em álcool, ser engraçada e vulgar, sabe que é a ‘Barbie' do subúrbio e encara tudo com muito humor.

Vickery (Matt Craven): Frustrado chefe de polícia da cidade que tenta preservar a reputação de Wind Gap escondendo a possibilidade de um serial killer viver ali.

John Keene (Taylor John Smith): Mal-humorado e sombrio desde o assassinato de sua irmã, que tinha 13 anos. Por sua natureza temperamental torna-se o principal suspeito na investigação.

Meredith (Madison Davenport): Namorada do suspeito, John Keene.

Bob Nash (Will Chase): Pai, mau caráter, de Ann Nash, uma das vítimas.

Alan Crellin (Henry Czerny): Atento e calmo marido de Adora.

Curry (Miguel Sandoval): Editor do jornal para o qual Camille trabalha. Responsável por mandá-la para sua cidade natal para cobrir o crime.

Jovem Camille (Sophia Lillis): Menina de 14 anos, dedicada à sua irmã mais nova, Marian.

TESTEMUNHOS DOS CRIADORES: Gillian Flynn (autora, roteirista e produtora executiva): “SHARP OBJECTS é meu primeiro filho, meu primeiro romance. Eu escrevi durante as noites, fins de semana e feriados, sem realmente acreditar que ele seria publicado. Eu senti que deveria trazer essa personagem para a vida, e é por isso que ela tem um lugar sagrado para mim. É excitante trazer o texto para a tela, permitindo que ele se torne algo novo, mas respeitando as interpretações dos leitores. É divertido e, ao mesmo tempo, dá algum medo porque este foi o meu primeiro romance escrito e o último a ser levado para a tela, 12 anos se passaram nesse tempo. Mas a Amy apareceu e eu pensei: é isso... Camille estava esperando por Amy.” 

Jean-Marc Vallée, (diretor e produtor executivo): “É engraçado como podemos encontrar beleza em lugares inesperados, como a escuridão às vezes pode se tornar atraente, confortável. Foi o que aconteceu comigo quando li o romance. Eu fui absorvido pela mente de Camille. Eu nunca tinha conhecido, visto ou ouvido algo assim antes. Eu era fascinado por sua obsessão com as palavras e sua maneira de descrever o mundo para falar sobre as suas feridas e imperfeições. É uma voz única, tão crua, sombria e ao mesmo tempo honesta e vulnerável. Essa é a beleza da Camille Preaker e da Amy Adams. Sinto-me grato e feliz por ter testemunhado o espetacular trabalho de uma atriz que se atreveu a agir no escuro, sem uma rede de segurança.”

Marti Noxon (criadora, showrunner, roteirista e produtora executiva): “Quando comecei a ler o livro, eu me lembro de pensar: Eu tenho que conhecer a Gillian Flynn, ela tem muitos problemas, como eu. Esta é uma história que fala sobre uma parte da vida das mulheres que raramente destacamos: nosso impulso para nos machucarmos e fazermos o mesmo com as outras. Eu acho que Camille representa inúmeras mulheres que continuamente reprimem os danos causados em suas vidas, e, em um esforço para não enfrentar a raiz destes problemas, ferem-se de várias maneiras. Isso é algo que eu poderia relacionar de uma maneira pessoal, e ver essa personagem, que está ferida, mas ainda assim é incrivelmente corajosa em sua busca da verdade, é parte da razão pela qual esta história me marcou e isso me fez querer adaptá-la para uma série.”

LISTA DE EPISÓDIOS
Episódio 1: Vanish (8 de julho)
Camille Preaker, repórter do jornal St. Louis Chronicle, é enviada para Wind Gap, sua cidade natal, pelo seu editor, Curry, para cobrir a história de duas meninas desaparecidas. A reunião de Camille com sua mãe, Adora, seu padrasto, Alan Crellin, e sua meia-irmã, Amma, trará memórias traumáticas de sua infância, como a morte de sua irmã mais nova, Marian, quando ambas eram meninas. Atormentada por seu passado e buscando refúgio no álcool, Camille se junta ao detetive Richard Willis e ao chefe de polícia Vickery em busca de pistas pela cidade que possam revelar o que aconteceu com a menina desaparecida.

Episódio 2: Dirt (15 de julho)
Camille procura pistas no funeral e tem um atrito com sua mãe como resultado de sua presença na cidade. Richard descobre uma maneira surpreendente de chegar a uma conclusão sobre o perfil do assassino. Camille visita uma criança humilde que afirma ter testemunhado o desaparecimento e confronta Vickery por ter ignorado seu testemunho.

Episódio 3: Fix (22 de julho)
Camille revive uma recente tragédia ao tentar resolver os acontecimentos dos assassinatos de Wind Gap. Richard fica frustrado com as suposições de Vickery sobre possíveis suspeitos. A desafiadora Amma mostra seu lado selvagem para Camille, enquanto Adora a repreende por se intrometer na investigação e com uma cidade em luto.

Episódio 4: Ripe (29 de julho)
Camille mostra a Richard algumas cenas de crime em Wind Gap, embora que o ocorrido abra antigas feridas. Alan confronta Adora por compartilhar confidências com Vickery, que está preocupado com uma celebração anual em que jovens da cidade participam. Demitido de seu trabalho, John compartilha revelações que preocupam Camille.

Sobre HBO Latin America: A HBO Latin America é a rede de televisão por assinatura premium líder na região, respeitada pela qualidade e pela diversidade de sua programação, incluindo séries, filmes, documentários e especiais originais, além da exibição de séries exclusivas e de alguns dos mais recentes blockbusters de Hollywood, antes de qualquer outro canal premium. A programação é exibida em HD em mais de 40 países da América Latina e do Caribe por meio dos canais HBO, HBO2, HBO Signature, HBO Plus, HBO Family, HBO Caribbean, MAX, MAX Prime, MAX UP, MAX Caribbean e Cinemax. Seu conteúdo também é oferecido em outras plataformas, como a HBO GO e HBO On Demand.

.: Victor & Leo lançam “Solidão a Dois”, primeiro single do novo trabalho

Primeiro single do novo trabalho da dupla traz participação de Chitãozinho & Xororó


Victor e Leo lançam novo single em ritmo de polca paraguaia, como há muito tempo não se ouvia na música sertaneja. Intitulada “Solidão a dois”, a faixa inédita conta com a participação de Chitãozinho & Xororó, e narra a história de quem se sente sozinho dentro de um relacionamento. Além de estar disponível nas plataformas digitais, a faixa ganha uma versão em vídeo – confira.

“Solidão a dois”, assinada por Victor Chaves, é a primeira canção de trabalho do DVD “O Cantor do Sertão”, que deverá ser lançado até o final de julho pela Som Livre, com 16 faixas, sendo 10 inéditas. “Este trabalho é o que, até aqui, em todo o nosso acervo, melhor exprime a raiz de nossa musicalidade”, afirma Victor. Leo ainda complementa: “Cada nota expressada é um mergulho no nossa essência”, finaliza.

Confira a letra completa: 
“SOLIDÃO A DOIS” Part. Esp.: Chitãozinho & Xororó |  Ouça aqui
(Victor Chaves)

O que será minha paixão
Por quem não tem meu coração?
O que será alguém me amar
Quando quem amo tão longe está?
O que será?
Solidão a dois
Quem pode negar
Se deixa para dois
Um grande amor ficar?
Só o coração
Sabe muito bem
O que é solidão ao lado de alguém
Onde estará quem tento esquecer
Quem deixei para trás
Por medo de sofrer?
Onde estará?
Sofro por me enganar
Com quem não amo
Mas finjo amar
Onde estará?

Sobre a Som Livre: De 1969 para cá o mercado fonográfico mudou, assim como a forma de se consumir música. Hoje, quase 50 anos depois de sua criação, a Som Livre é muito mais do que uma gravadora, é o espelho musical do país. Uma empresa 100% nacional voltada para a música, seja qual for a sua plataforma e que reflete, através de seus lançamentos, o gosto e o hábito de consumo do brasileiro. A Som Livre possui diversas frentes de negócios: venda física, digital, shows, licenciamento e editora. Em seu time são mais de 100 artistas e sua editora é uma das mais importantes do país, representando os direitos de compositores nacionais e internacionais. Na linha de shows, a empresa aposta em festivais de música, que acontecem por todo o país, com as marcas Festeja, Viva Mais Música e Arena Pop.

somlivre.com | facebook.com/somlivre | instagram.com/somlivre

Assista


.: Jason Mraz apresenta versão acústica do Single "Have it all"

O cantor e compositor Jason Mraz volta aos holofotes com o lançamento do single “Have It All”. Após quatro anos sem músicas inéditas, o cantor e compositor garantiu a qualidade em sua versão acústica por meio de uma parceria com a Shure - maior fabricante mundial de microfones e produtos eletrônicos de áudio.

A nova versão, gravada apenas com voz e violão no Von Braun Center, no Alabama (EUA), contou com a tecnologia do Microfone portátil MV88 da Shure – que garante um áudio limpo e e extrema clareza na captação da voz. 

Assista



Sobre a Shure Incorporated: Fundada em 1925, a Shure Incorporated (www.shurebrasil.com) é amplamente reconhecida como a maior fabricante mundial de microfones e produtos eletrônicos de áudio. Ao longo dos anos, a empresa desenvolveu e produziu vários produtos de áudio profissional e de consumo que se tornaram referência de mercado por seu desempenho, confiabilidade e valor. A linha diversificada de produtos da Shure inclui produtos de categoria internacional, como microfones com fio, sistemas de microfone sem fio, sistemas de monitoramento pessoal intra-auricular, sistemas de conferência e discussão, sistemas de áudio em rede, premiados earphones e headphones, além de cartuchos fonográficos da mais alta qualidade. Hoje, os produtos da empresa são a primeira opção quando o desempenho de áudio é a maior prioridade.

A Shure Incorporated está sediada em Niles, Illinois (EUA). A empresa também possui sedes regionais de vendas e marketing em Eppingen (Alemanha) e Hong Kong (China), com mais de 30 outras unidades de fabricação e escritórios regionais de vendas em diversos países das Américas, Europa, Oriente Médio, África e Ásia.

.: Produção de Dia dos Pais para Grupo Gay da Bahia é Prata em Cannes

O vídeo “True Colors”, produzido em homenagem ao Dia dos Pais para o Grupo Gay da Bahia (GGB), da Propeg, vence o Leão de Prata na categoria Film do Cannes Lions 2018. A produção retrata a história de Cézar Sant’Anna, um pai que comemora pela primeira vez a data com o seu filho.

A criança narra em detalhes a relação dos dois, demonstra todo seu amor, admiração, gratidão e as coisas que acha mais especiais no pai. Ao final, uma revelação tocante: o que o filho acha mais especial no pai é saber que ele veio de sua barriga.

O comercial tem como objetivo mostrar que o amor não tem gênero, além de ressaltar a importância das pessoas lutarem por um mundo sem preconceito. Nesse momento em que o mundo se encontra, com relevantes transformações na sociedade, os debates sobre identidade de gênero estão cada vez mais em pauta – na mídia, nas telenovelas, nas conversas em família e entre amigos etc. 

O filme “True Colors” foi criado pela agência Propeg, com produção da Vapt Filmes e produção de áudio da Lira Música.


Assista



Ficha Técnica
Campanha: True Colors
Agência: Propeg
Cliente: GGB – Grupo Gay da Bahia
CCO: Emerson Braga
Diretor de Criação Executivo: Fabiano Ribeiro
Direção de Criação: Bertone Balduino, Vitor Barros
Head of Art: Luiz Celestino
Criação: Emerson Braga, Rafael Damy, Vitor Barros, Bertone Balduino, Vinicius Oliveira, Thiago Machado.
VP de Atendimento e Gestão: Vitor Barros
Atendimento: Michele Estevez
Diretora Nacional de Mídia: Fátima Rendeiro
Mídia: Malu Melo
Produção RTV: Juliana Leonelli, Taís Carvalho
Planejamento: Melina Romariz
Produtora filme: Vapt Filmes
Direção de cena: Rafael Damy
Assistente de direção: Bárbara Aranega
Direção de Fotografia: Bruno Tiezzi e Thiago Cauduro
Produção Executiva: Edgard Soares
Atendimento: Paula Librandi e Felipe Costa
Assistente Atendimento: Carla Zulu
Montador: Alan Porciuncula
Produtora de Áudio: Lira Música
Coordenação de Produção: Ana Paula Domingues
Direção de produção: Janaína Mesquita
Assistentes de produção: Marco Fiore e Sabrina Lippi
Direção de arte: Luiz Henrique Pinto e Kelly Hayd
Produção de objetos: Patricia Di Giorgio
Figurinista: Fernanda Gunutzman
Maquiagem: Miriam Kanno
Produção de Casting: Vivi Simões e Rodrigo Correia
Aprovação Cliente: Marcelo Cerqueira

.: Mega Bazar Junino da S.M.B Pompeia em clima de arraiá e muita diversão

Junho é mês de Festa Junina e o Mega Bazar da Sociedade de Melhoramentos do Bairro da Pompéia chega em clima de arraiá com direito a quadrilha, doces típico da época e muita diversão, além dos produtos dos mais de 80 expositores.

O Mega Bazar Junino acontece nos dias 23 e 24 de junho, na quadra poliesportiva da Igreja Nossa Senhora Rosário de Pompeia. Realizado pela SMBP, com organização e promoção da APi Comunicação Integrada, empresa comandada por Adriana Piva, que também é diretora da SMBP, o Mega Bazar conta com expositores nos seguintes segmentos: Moda – adulto e infantil; Roupa Fitness; Artesanato; Beleza; Acessórios; bijuterias; Semijoias; Salgados; Doces; Comidas caseiras e uma novidade: o Brechó das Blogueiras Suzana Azar, do Suzanices e Sarah Campos, do Sahssaricando, que são parceiras do evento assim como A Louca da Farmácia e o Descobertas de Santos.

Bazares movimentam a economia criativa local e são ótimas opções para compras e entretenimento. A S.M.B Pompéia vem realizando bazares há algum tempo e esta edição é ainda mais especial por comemorar uma das principais festas populares do país, inclusive o domingo, 24 de junho, um dos dias do bazar, é o Dia de São João, um dos três santos homenageados pelas festas juninas.

Tarde Junina: Um dos destaques da programação do Bazar acontece no domingo, 24 de junho, das 13 às 17 horas, é a Tarde Junina que comemora o Dia de São João e conta com diversas atrações para as crianças com espaço kids, pintura facial, escultura de balões, doces típicos, tudo gratuito para a criançada se divertir muito enquanto os pais circulam pelo bazar!

Quadrilha Maluca: Para fechar a festa em grande estilo: às 16 horas é o momento de se divertir com a apresentação do grupo Quadrilha Maluca que une a tradicional quadrilha das festas juninas com outros elementos da cultura pop.

A entrada ao evento é gratuita, mas a organização solicita que o público doe um agasalho que será doado para o Exército da Salvação.

O Mega Bazar Junino conta com os seguintes patrocínios: Marc Publicidade, Kumon Pompéia, Cuca’s Academia, Bolinha’s Bar e Restaurante, Wizard Pompéia e Assedium Modas. O apoio cultural é do Jornal da Pompéia e apoio da Igreja Nossa Senhora do Rosário de Pompéia.

Serviço:
Mega Bazar Junino
Data: 23 e 24 de junho (sábado e domingo)
Horários: sábado das 11 às 21 horas e domingo das 11 às 21 horas
Local: quadra poliesportiva da Igreja Nossa Senhora do Rosário de Pompéia (Praça Benedito Calixto, 01)

Postagens mais antigas → Página inicial
Tecnologia do Blogger.