quinta-feira, 2 de agosto de 2018

.: Jojo Maronttinni faz show de abertura da 1ª Copa Angels Volley

Evento que acontece nos dias 4 e 5 de agosto, em Santo André, SP, busca levantar a bandeira de inclusão no esporte.

Nesta sexta-feira, dia 3 de agosto, a partir das 20h, acontece o evento de lançamento da 1ª Copa Angels Volley, que contará com show da musa Jojo Maronttinni. O evento, acontece nos dias 4 e 5 de agosto, no ginásio Poliesportivo Pedro Dell´Antonia, em Santo André, no ABC paulista, será realizado em prol da Casa 1, instituição que auxilia jovens gays que foram expulsos de suas casas.

Na sexta-feira, dia 3 de agosto, estão programados a apresentação e sorteio das equipes para a imprensa. Após as formalidades, será realizado um show com Jojo Maronttinni, aberto ao público, a partir das 22h. A entrada será 1kg de alimento não perecível, que será destinado a Casa 1.

Jojo Maronttinni foi recentemente nomeada Musa do time “LGBTQI+” de vôlei mais famoso do Brasil, o time “Angels Volley”, formado por belos rapazes que agitam as redes sociais e fazem sucesso até fora do Brasil. No último dia 12 de julho, Jojo lançou sua nova música e clipe. Com a assinatura do Dj Batata e da cantora Anitta, "Arrasou Viado" é a nova música da cantora. 

Jojo exalta e homenageia o orgulho LGBT em seu novo trabalho, que teve o clipe gravado na The Week, conhecida casa gay de São Paulo, com as participações especiais de Thammy Miranda, David Brazil, Rita Cadillac,  Narcisa Tamborindeguy, Carol Marra, Dicésar, Leo Áquila, além de representantes de movimentos LGBT, como o Mães pela Diversidade (Cida Baptista e Clarice Cruz), um coletivo independente, laico e suprapartidário, criado por mães de LGBTs do Brasil inteiro, que lutam peles direitos civis de seus filhos e dão apoio e acolhimento às vítimas de homotransfobia. 



Jojo está muito empolgada com a participação no evento. “Apoiar o esporte já é gratificante, ainda mais num evento beneficente como esse, onde teremos no lugar do valor da entrada  1 kg de alimento não perecível que será em prol da Casa 1,  um abrigo pra LGBTs que foram expulsos de casa por discriminação. Se cada um de nós fizer a nossa parte tornando esse mundo um lugar melhor pra todos, sem exceção, certamente, aos poucos, podemos deixar um legado mais digno para as nossas futuras gerações”, disse a cantora.

Durante o torneio, também estão previstas apresentações de dança, música e da bateria da escola de samba Império de Casa Verde. Com a temática “Superliga da Diversidade”, o campeonato reunirá dez equipes LGBTQI. Idealizado pela equipe gay que leva o nome da competição, o campeonato ganhou o apoio do elenco da Seleção Feminina de Vôlei que disputou a Copa Pan-Americana. Além das jogadoras, artistas a favor da causa realizaram diversas postagens na rede social promovendo o evento.

A Copa foi criada com o intuito de divulgar a causa da comunidade. Willy Montmann, capitão da equipe, destaca a importância do torneio. “A Copa estava no nosso projeto inicial. A ideia é falar sobre diversidade e expor o lado da inclusão no mundo esportivo e social”, explicou. De acordo com Montmann, a Copa Angels tem uma importância significativa para a comunidade LGBTQI. “O torneio traz um apelo social e político em âmbito nacional. Vivemos em um país de desigualdade, ao mesmo tempo que somos a maior parada gay do mundo também tem muito preconceito enraizado na população. Por isso,  a competição tem um viés muito maior”, disse.

Em abril deste ano, Jojo lançou o single "Vou Com Tudo", que também contou com a produção do DJ Batata. A faixa também ganhou um clipe sensual, irreverente e empoderado, que já conta com mais de 19 milhões de visualizações. A cantora fez sua estreia com o single e o clipe de “Sentada Diferente”, em agosto de 2017, hoje com mais de 7 milhões de visualizações no canal Funk Hits. Mas foi com  o hit "Que Tiro Foi Esse", lançado em dezembro de 2017, hoje com mais de 192 milhões de views no mesmo canal, que Jojo conquistou o Brasil e o mundo, com o seu carisma.

Para conseguir realizar a competição, os organizadores firmaram parcerias importantes para o projeto. As prefeituras de São Paulo e Santo André e a Federação Paulista de Vôlei. Além dos órgãos públicos importantes empresas apoiam a causa, casos do Grupo Savol, da The Week e da Universal Music.

Sobre o Angels Volley
O Angels Volley é uma Equipe LGBTQI+ que comemora dez anos de existência nesse ano de 2018! Sempre jogando no mesmo lugar e horário, sábados das 15h às 18h no Clube Vila Mariana, desde o começo da sua trajetória. 

O grupo é formado por ex atletas de clubes, seleções de base, universidades e até ligas no exterior, que tem em comum o amor pelo voleibol e busca incansável de um lugar onde pudessem jogar em harmonia indiferentemente de rótulo! A luta e causa do time vai além da busca por inclusão e igualdade no mundo esportivo, o Angels tem como principal característica o assistencialismo LGBTQI e coragem em ser voz de representatividade nas esferas políticas, jurídicas e sociais.

Apoiar o esporte já gratificante, ainda mais num evento como esse , beneficente onde teremos no lugar do valor da entrada  1 kg de alimento não perecível que será em prol da casa1,  um abrigo pra glbts que foram expulsos de casa por discriminação. Se cada um de nós fizer a nossa parte tornando esse mundo um lugar melhor pra todos, sem exceção, certamente, aos poucos, podemos deixar um legado mais digno para futuras gerações.

Sobre a Casa 1
Fundada em 25 de janeiro de 2017, a Casa 1 é um  Centro de Cultura e Acolhida para Pessoas LGBT expulsas de casa. O projeto acolhe jovens em situação de vulnerabilização e oferece apoio de forma integral às moradores e moradores com o intuito de apoiá-los no processo de desenvolvimento de autonomia e independência.

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civil. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação. Além da república de acolhida para pessoas LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsas de casa por suas orientações afetivas sexuais e identidades de gênero, o projeto é também um centro cultural.

A estrutura do centro cultural se divide em dois grandes espaços: as três salas do casarão da Rua Condessa de São Joaquim, 277 e os seis espaços do galpão localizado na Rua Adoniran Barbosa, 151, ambos no bairro da Bela Vista, em São Paulo. Para saber mais, acesse: https://www.facebook.com/casaum.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.