terça-feira, 19 de março de 2019

.: Canto Negro, novo espetáculo da Companhia Ensaio Aberto

Com direção de Luiz Fernando Lobo a obra apresenta Fabiana Cozza, Mauricio Tizumba, Sérgio Santos e atores em cena. Curta temporada: 21, 22, 23 e 24 de março


Foto: Divulgação


A Companhia Ensaio Aberto estreia o show-espetáculo "Canto Negro", no dia 21 de março, no Armazém da Utopia. Dirigido por Luiz Fernando Lobo e com direção musical de Túlio Mourão, a obra resgata a voz oprimida das senzalas, quilombos e pelourinhos, dando vez e fala aos novos Zumbis e Dandaras que lutam diariamente pelo emponderamento da população negra.

As vozes: Fabiana Cozza, já contabiliza mais de duas décadas de carreira musical e é anunciada por críticos e público uma das importantes intérpretes da música brasileira contemporânea; Mauricio Tizumba, ator, compositor, cantor, multi-instrumentista, diretor musical e capitão do congado, dialoga entre diversas linguagens e entre a arte e as manifestações populares tradicionais da cultura afro-brasileira e afro-mineira; Sérgio Santos, nascido em Varginha, sul de Minas Gerais, começou sua carreira musical em 1982 participando como cantor do espetáculo “Missa dos Quilombos” de Milton Nascimento, a partir daí aperfeiçoou seus conhecimentos musicais como violonista, intérprete, arranjador, compositor e vencedor dos mais importantes festivais de música do Brasil.

Com cenografia assinada por José Carlos Serroni e figurino de Beth Filipecki e Renaldo Machado, "Canto Negro" provoca no público um novo olhar e diálogo artístico entre cantores consagrados, atores, bailarinos e músicos.  “'Canto Negro' se desvia corajosamente de clichês da cultura de origem afro e revela a beleza e principalmente reafirma o formidável poder do discurso poético negro”, explica Luiz Fernando Lobo e Túlio Mourão que assina a direção musical. Entre as músicas que fazem parte da apresentação estão, canções de Chico Buarque, João Bosco, João Nogueira e Moacyr Luz. 

Sobre a Companhia Ensaio Aberto e o Armazém da Utopia: A Companhia Ensaio Aberto ocupa desde 2010 o Armazém da Utopia no Cais do Porto do Rio de Janeiro. Neste período, mais de 400.000 pessoas frequentaram o Armazém, realizando de fato, a revitalização da região com um projeto de democratização de acesso aos bens culturais para as classes populares.
Dirigida por Luiz Fernando Lobo, a Companhia fundada em 1992, se propôs a retomar o teatro épico no Brasil. O primeiro espetáculo foi O Cemitério dos Vivos. Desde então, são vinte espetáculos em diversas edições diferentes, entre eles Missa dos Quilombos de Pedro Casaldáliga, Pedro Tierra e Milton Nascimento.


Fabiana Cozza

SERVIÇO
"Canto Negro" (show-espetáculo)
Local: Armazém da Utopia – Orla Conde , Armazém 6, Cais do Porto
VLT: Parada Utopia/ AquaRio
Dias: 21, 22, 23 e 24 de março ( curta temporada)
Horário: 19h30
Classificação: Livre
Grátis
Duração: 1h30
Capacidade de lotação: 500 pessoas
Para agendamento de grupos entrar em contato através do Telefone/WhatsApp 98909-2402 ou através do e-mail publico@ensaioaberto.com
O Armazém da Utopia conta com adaptações para pessoas com necessidades especiais.


FICHA TÉCNICA
Direção e Roteiro: Luiz Fernando Lobo
Direção de Produção: Tuca Moraes
Coordenação Administrativa e Técnica  e Produção Executiva: Roberta Mello
Direção Musical: Túlio Mourão
Cenografia: José Carlos Serroni
Figurino: Beth Filipecki e Renaldo Machado
Iluminação: Cesar de Ramires

Música do espetáculo - Compositor  

Bença, Nã-Buruquê (Moacyr Luz)
Rainha Negra (Aldir Blanc / Moacyr Luz)
Gongá (Sérgio Santos)
Chico Preto (João Nogueira / Paulo César Pinheiro)
Gunga do Tizumba (Sérgio Santos)
Deusa dos Orixás (Toninho/Romildo)
As Caravanas (Chico Buarque)
Medalha de São Jorge (Aldir Blanc / Moacyr Luz)
Sinhá (Chico Buarque/João Bosco)
Canto das Três Raças (Mauro Duarte / Paulo César Pinheiro)
Canto Guerreiro (Luciana Rabello / Paulo César Pinheiro)
Toque de São Bento de Angola (Paulo César Pinheiro)
Nomes de Favela (Paulo César Pinheiro)
Opinião (Zé Keti)
Minha Missão (João Nogueira / Paulo César Pinheiro)
O samba é meu Dom (Wilson das Neves / Paulo César Pinheiro)
Alafim (Aldir Blanc / Moacyr Luz)

Trecho do Espetáculo:



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.