sexta-feira, 21 de junho de 2019

.: "Cole Porter - Ele Nunca Disse Que me Amava" estreia nesta sexta-feira em SP

Espetáculo de grande sucesso da dupla Möeller & Botelho em homenagem ao compositor 
Cole Poter reestreia repaginado em junho, no Teatro Porto Seguro
Chega em São Paulo, no Teatro Porto Seguro, a partir desta sexta-feira, dia 21, o musical "Cole Porter - Ele Nunca Disse Que me Amava". O espetáculo estreou no ano 2000 para uma curta temporada e se tornou um marco na carreira da dupla Charles Möeller & Claudio Botelho. Foram dez meses de lotação esgotada no Café Teatro de Arena, no Rio de Janeiro, que se tornaram quatro anos em cartaz, entre diversas temporadas no Rio, São Paulo e Portugal.


Agora em 2019, quase 20 anos depois, a dupla Möeller & Botelho, atendendo a muitos pedidos, remonta o musical com algumas modificações. "Cole Porter - Ele Nunca Disse Que me Amava" estreia nesta sexta-feira, dia 21, no Teatro Porto Seguro. A temporada vai até 7 de julho, com sessões sextas às 21h, sábados às 21h e domingos, às 19h. 

No elenco da atual montagem estarão duas atrizes que participaram do espetáculo original: Alessandra Verney e Stella Maria Rodrigues. Elas dividirão a cena com as atrizes Malu Rodrigues, Marya Bravo, Analu Pimenta e Bel Lima. "Estamos 20 anos mais maduros como artistas e temos hoje mais conhecimento da obra de Cole Porter. Por isso, apesar de ser uma remontagem, será um novo espetáculo, com a inserção de canções e texto. É uma nova visão, mas manterá o nosso mesmo amor por Cole Porter", revela Claudio Botelho. 

"Revisitei o texto, afinal eu tinha 32 anos na época", comenta Charles Möeller. "Hoje, passados 20 anos, tudo mudou. A discografia de Cole Porter está inteiramente disponível na internet, o que não existia naquela época. Além disso temos hoje disponíveis imagens raras de Porter, um universo de documentários, entrevistas inteiras, ou seja, muito mais material do que tínhamos há 20 anos", diz o diretor ressaltando que manterá a estrutura do espetáculo, com as mesmas personagens, mas com essa riqueza de dados que a internet possibilitou.

No espetáculo, são interpretadas mais de 30 canções que pontuam sua trajetória. Não há uma preocupação cronológica na apresentação dessas canções, elas estão entrelaçadas a partir do contexto da ação teatral.  Além de sucessos, indispensáveis aos fãs do artista, como "Night and Day", "So in Love", "I Get a Kick out of You", "Everytime We Say Goodbye", "I´ve Got You Under My Skin", "Love for Sale" e "Let´s Do It", o público conhecerá algumas composições não tão famosas, praticamente inéditas no território nacional.

O espetáculo 
"Cole Porter - Ele Nunca Disse Que Me Amava" é um espetáculo original da dupla Möeller & Botelho sobre a vida e obra de um dos maiores artistas de todos os tempos: o compositor norte-americano Cole Porter (1891-1964). 

A ideia de montar um espetáculo baseado na vida de Cole Porter nasceu depois que Charles Möeller e Claudio Botelho assistiram a uma montagem de "Kiss me Kate" na Broadway. “Saímos extasiados. Era a primeira vez que víamos um Cole Porter na Broadway. A primeira vez que o encontrávamos no seu veículo original, o teatro. E isto nos incendiou de tal forma que, no restaurante, minutos depois do espetáculo, já falávamos do ‘nosso’ Cole Porter, aquele que ‘tínhamos’ que fazer no Brasil o mais urgente possível “, disse Charles Möeller.

A montagem brasileira foi considerada o primeiro divisor de águas na carreira da dupla. E foi o momento perfeito para Claudio ter a ideia de criar a chancela: um espetáculo de Charles Möeller & Claudio Botelho.

Sucesso de crítica e público
"Cole Porter - Ele Nunca Disse que me Amava" foi um grande sucesso de público e crítica na ocasião de sua primeira montagem. Nomes como Mauro Rasi, Zuenir Ventura, Affonso Romano de Sant´Anna, Marília Gabriela e Luís Fernando Veríssimo rasgaram elogios ao espetáculo.

A crítica Barbara Heliodora teceu muitos elogios ao musical no jornal O Globo: “'Cole Porter - Ele Nunca Disse que me Amava' é um espetáculo charmoso e gostoso, no qual fica patente o quanto o Brasil amadureceu no gênero (…) O trabalho de Claudio Botelho é surpreendente. Ele consegue, em suas versões, manter o humor, a malícia e a sofisticação das memoráveis letras do original (…) O Rio de Janeiro está celebrando com grande encanto a obra de Cole Porter”.

Em 2001, depois de se apresentar com muito sucesso por dez meses no Café-Teatro de Arena, no Rio, e por cinco no Teatro Alfa, em São Paulo, o musical "Cole Porter - Ele Nunca Disse que me Amava" fez temporada no famoso Cassino Estoril, em Portugal, arrancando elogios da crítica lusitana: “É uma fantástica oportunidade para apreciarmos o que de bom tem um musical”, escreveu o crítico do Diário de Notícias, ressaltando também as “soberbas toilettes que decoram a encenação“.

Sinopse
O musical de Charles Möeller & Claudio Botelho, apresenta a vida e obra do compositor americano Cole Porter (1891-1964) pela ótica feminina. Seis atrizes, representado mulheres importantes na vida do artista, narram sua história e revelam a personalidade dúbia e contraditória, bem como o fascínio e o repúdio que Porter causava. 

O espetáculo é uma celebração do talento e da genialidade de um dos maiores compositores do mundo. Repleto de picardia, bem típica da personalidade de Cole, a comédia musical extrai este fino humor da extravagância, dos bons e dos maus costumes dos chamados "anos loucos". 

A história é contada sob o ponto de vista das mulheres que o acompanharam e marcaram sua vida. São elas: Linda Porter, esposa de Cole, com quem foi casado muitos anos; Kate Porter, a mãe de Cole, rica e obsessiva para tornar o filho um astro; Elsa Maxwell, uma famosa colunista de fofocas e amiga indispensável de Cole Porter, que deu visibilidade ao compositor dentro da elite; Ethel Merman, a primeira grande diva da Broadway e preferida de Cole; Bessie Marbury, a agente do compositor; e por fim, Angélica, personagem fictícia misteriosa.

Cole Porter - The Top of Top
Filho de uma mulher rica e obsessiva, Cole Porter nasceu em 1891, nos EUA, e desde criança foi obrigado a estudar música exaustivamente. Sua mãe acreditava cegamente no talento do filho e estava disposta a fazer dele um astro. 

Em um primeiro momento, Porter é o compositor de talento incomum, compulsivo na criação, alegre e fútil nas relações. Em seguida, depois da amputação de uma das pernas devido a um acidente, ele se torna amargo e solitário. Cole Porter não é representado fisicamente no musical, sua persona está em cena apenas em textos gravados em off pelo diretor Claudio Botelho, representado sua figura emblemática. 

Durante o espetáculo, essas mulheres, acompanhadas por três músicos, contam os detalhes da vida de um homem, carismático, frágil e mentiroso, considerado um "bon vivant", que viveu com extravagância os considerados "anos loucos", sempre com muito luxo, viagens e festas. Mas, acima de tudo, um homem genial, de um talento exuberante, capaz de criar mais de 800 composições para musicais da Broadway e de Hollywood, das quais pelo menos cem atravessaram o século e são cantadas até hoje.

Ficha Técnica
Elenco: Alessandra Verney (Bessie Marbury), Analu Pimenta (Elsa Maxwell), Bel Lima (Kate Porter), Malu Rodrigues (Angélica), Marya Bravo (Ethel Merman)  e Stella Maria Rodrigues (Linda Porter). Texto/Direção: Charles Möeller. Versão brasileira/Direção musical: Claudio Botelho. Coreografia: Charles Möeller. Arranjos musicais: Marcelo Castro. Figurinos: Marcelo Marques. Cenário: Rogério Falcão. Designer de Som: Marcelo Claret. Iluminação: Paulo Cesar Medeiros. Coordenação artística: Tina Salles. Produção: Luciana Conde. Produção executiva: Carla Reis.

"Cole Porter - Ele Nunca Disse Que Me Amava"
De 21 de junho a 7 de julho – Sextas e sábados, às 21h. Domingos, às 19h.
Classificação: 12 anos. Duração: 100 minutos. Gênero: Musical.
Ingressos: R$ 120 plateia / R$ 90 frisas / 60 balcão.

Teatro Porto Seguro
Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo.
Telefone (11) 3226.7300.
Bilheteria: De terça a sábado, das 13h às 21h e domingos, das 12h às 19h.
Capacidade: 496 lugares.
Formas de pagamento: Cartão de crédito e débito (Visa, Mastercard, Elo e Diners).
Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos.
Estacionamento no local: Estapar R$ 20,00 (self parking) - Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto.
Serviço de Vans: Transporte gratuito Estação Luz – Teatro Porto Seguro – Estação Luz. O Teatro Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro. Como pegar: na Estação Luz, na saída Rua José Paulino/Praça da Luz/Pinacoteca, vans personalizadas passam em frente ao local indicado para pegar os espectadores. Para mais informações, contate a equipe do Teatro Porto Seguro. Bicicletário – grátis.
Gemma Restaurante: Terças a sextas-feiras das 11h às 17h; sábados das 11h às 18h e domingos das 11h às 16h. Happy hour quartas, quintas e sextas-feiras das 17h às 21h.
Vendas: tudus.com.br
Facebook: facebook.com/teatroporto
Instagram: @teatroporto

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.
 
google.com, pub-3645003449125371, DIRECT, f08c47fec0942fa0 subdomain=subdomain.resenhando.com subdomain=subdomain.www.resenhando.com