sexta-feira, 21 de junho de 2019

.: John Diva acerta do início ao fim com "Mama Said Rock´n Roll Is Dead"


Por Luiz Gomes Otero*, em junho de 2019.

O estilo chamativo do visual parece enganar a primeira vista. Mas é fato que John Diva & The Rockets of Love é aquilo que imaginamos, ou seja, uma boa banda de hard rock,no melhor estilo dos anos 80. Prova disso é  que seu lançamento de estreia, o CD "Mama Said Rock´n Roll Is Dead", foi um acerto do início ao fim.

A banda é composta por J.J. Love & Snake Rocket (guitarras), Remmie Martin (baixo) e Lee Stingray (bateria). E parece ter sido abençoada com o talento de trazer um pouco de ar fresco ao rock clássico. Eles são os legítimos herdeiros de uma era em que o Van Halen, o Aerosmith, o Bon Jovi, o Whitesnake, o Scorpions, o Guns N`Roses ou o Mötley Crüe percorriam o planeta e faziam as plateias pulsarem no ritmo de seu som.

John Diva é um tipo de frontman que desempenha bem o seu papel, enquanto que a banda funciona como um ótimo apoio para o vocalista. Nesse disco podemos destacar as faixas "Lolita", "Rock´n Roll Heaven", "Wild Life" e "Blinded". Todas com refrões grudentos e que funcionam bem nos shows ao vivo.

E como não poderia faltar, há ainda uma balada bem no estilo do rock anos 80. A faixa "Just A Night Away" cumpre esse papel no álbum. Difícil apontar uma faixa apenas com destaque. Todas valem a pena ser conferidas. E ao contrário do que o título do disco diz, o rock está mais vivo do que nunca com John Diva e seus Rockets Of Love.




"Rock´n roll Heaven"


"Lolita"

"Rocket Of Love"

*Luiz Gomes Otero é jornalista formado em 1987 pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Trabalhou no jornal A Tribuna de 1996 a 2011 e atualmente é assessor de imprensa e colaborador dos sites Juicy Santos, Lérias e Lixos e Resenhando.com. Criou a página no Facebook Musicalidades, que agrega os textos escritos por ele.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.