sexta-feira, 30 de agosto de 2019

.: "Dafne", protagonista com Down, paquera guardas em filme italiano

Protagonizado por jovem atriz com Síndrome de Down, filme estreia em setembro


Em “Dafne”, a protagonista, uma jovem com Síndrome de Down, leva a vida com leveza ao tentar superar o luto e se reaproximar do pai após a morte prematura da mãe. O filme dirigido por Federico Bondi, que foi exibido durante a “8 ½ Festa do Cinema Italiano”, chega aos cinemas de todo o Brasil no dia 5 de setembro, com distribuição da Pagu Pictures.

Irreverente, Dafne (Carolina Raspanti) não se acanha ao elogiar a beleza dos guardas florestais que estão dando carona para ela e seu pai. Na cena inédita, que pode ser vista neste link, Luigi (Antonio Piovanelli) fica envergonhado com a brincadeira da filha, que responde que ele já está muito velho.

O filme, que venceu o Prêmio da Crítica na Mostra Panorama da última edição do Festival de Berlim, em fevereiro deste ano, é estrelado por Carolina Raspanti. Esta é a primeira atuação de Carolina, que já teve dois livros publicados – “This Is My Life” e “Carolina’s World”.

Sinopse: Dafne (Carolina Raspanti) é uma jovem e determinada mulher com Síndrome de Down que, após a morte inesperada de sua mãe, precisa aprender a se conciliar com seu pai (Antonio Piovanelli). Além de ter que lidar com o próprio luto, Dafne assume um papel essencial na vida do pai quando este entra em depressão depois de perder a esposa. A relação dos dois muda completamente quando resolvem fazer uma trilha nas montanhas.

Ficha Técnica
País: Itália
Gênero: Comédia dramática
Duração: 1h34min
Direção: Federico Bondi
Produção: Marta Donzelli e Gregorio Paonessa
Roteiro: Federico Bondi
Elenco: Carolina Raspanti, Stefania Casini, Antonio Piovanelli
Direção de Fotografia: Piero Basso
Produção Executiva: Alessio Lazzareschi
Direção de Produção: Neri Migani
Assistente de Direção: Vincenzo Rosa
Direção Musical: Saverio Lanza

Sobre a Pagu Pictures
Fundada em 2017 por amantes do cinema, a PAGU PICTURES é uma distribuidora inovadora que acredita que cada filme é feito para as pessoas que, sem saber, esperavam por ele. Em seu primeiro ano de vida, lançou grandes filmes brasileiros, destacando-se “Gabriel e a Montanha”, de Fellipe Barbosa - único filme brasileiro no Festival de Cannes de 2017 -, e “On Yoga: Arquitetura da Paz”, de Heitor Dhalia. Em 2018, estreou “Um Banho de Vida”, de Gilles Lellouche, que recebeu dez indicações no César, o Oscar francês, sendo sucesso de bilheteria na França e no Brasil. Recentemente, trouxe aos cinemas “O Anjo”, dirigido por Luis Ortega e estrelado por Chino Darín, o fenômeno do novo cinema Argentino, filho do ator Ricardo Darín. A PAGU existe para levar cada um de seus filmes às pessoas que desejam esse encontro, seja onde for, seja no formato que for, mas que fundamentalmente acredita que é na sala de projeção que o filme explode inesquecível. O Cinema brasileiro vive!

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.