sábado, 15 de fevereiro de 2020

.: De filha de zelador e telefonista, a candidata à presidência dos EUA


Dias após o início da corrid/a para definir o adversário de Donald Trump nas eleições dos Estados Unidos, em novembro de 2020, a Intrínseca relança a autobiografia de um dos nomes mais cotados para concorrer a vaga pelo partido Democrata. 

Considerada uma das maiores especialistas na Lei de Falências dos Estados Unidos, a senadora Elizabeth Warren é um retrato perfeito da realização do sonho americano: filha de um zelador e uma telefonista, venceu as dificuldades da família e o lugar-comum da época de que o principal objetivo de toda mulher era conseguir um bom casamento. 

Tornou-se professora de Direito em Harvard, atuou como consultora do Congresso americano e assistente do presidente Barack Obama na implantação de uma agência nacional de proteção financeira ao consumidor e, aos 62 anos, elegeu-se senadora pelo estado de Massachusetts.

Elizabeth projetou-se nos cenários acadêmico e político ao comprovar, com uma série inédita de estudos e levantamentos de dados, que, diferentemente do que se pregava, a falência não é resultado exclusivo de más escolhas dos endividados, mas também dos abusos cometidos pelas instituições financeiras. A partir dessa constatação, sua carreira tornou-se uma batalha constante em favor da proteção das famílias em situação de endividamento – uma vez resguardadas das arbitrariedades bancárias, todas as pessoas podem ter uma chance de lutar, assim como ela teve um dia.

Em "Uma Chance de Lutar", que volta às lojas com nova capa, Elizabeth deixa transparecer a fibra que a fez chegar onde está. Fica clara também a abrangência de seus conceitos sobre endividamento e o sistema financeiro, que extrapolam o cenário norte-americano. Em essência, porém, o que se lê é a trajetória de alguém que não acredita em contabilizar e pesar vitórias e derrotas, mas, sim, em travar as batalhas nas quais realmente acredita.

Elizabeth Warren é senadora dos Estados Unidos pelo estado de Massachusetts. Especialista em economia e ex-professora de direito de Harvard, já lançou dez livros. É amplamente reconhecida por ter idealizado a agência de proteção financeira ao consumidor do governo, atuando como assistente do presidente Barack Obama. Integrou a comissão que supervisionou o Troubled Asset Relief Program, fundo de socorro ao sistema financeiro americano após a crise de 2008, e foi consultora sênior da National Bankruptcy Review Commission. Tem dois filhos e três netos e mora em Cambridge com o marido, Bruce Mann.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.