sábado, 16 de maio de 2020

.: Intrínseca lança "A Grande Gripe: a História da Gripe Espanhola"


Obra premiada de historiador americano, referência sobre a pandemia que dizimou milhões de vidas em 1918, é lançada no Brasil pela Intrínseca.

Em 1918, quando a Europa era o palco da Primeira Guerra, o mundo enfrentou a maior e mais letal pandemia da história, que matou o equivalente a 5% da população do planeta na época. Batizado de gripe espanhola, o surto testou os limites da ciência no combate a um inimigo invisível - no caso um novo vírus Influenza -, capaz de se propagar em uma velocidade vertiginosa entre os humanos. A “gripe”, que de espanhola não tinha nada, surgiu em uma base militar no Kansas, nos Estados Unidos, migrou para a Europa levada pelas tropas americanas e, de lá, se espalhou para os quatro cantos do planeta.

Em meio à crise sanitária global gerada pela pandemia de covid-19, chega pela primeira vez ao Brasil, pela Intrínseca, um estudo valioso, e de linguagem acessível ao público geral, que tem muito a ensinar para o mundo de hoje. Em A grande gripe: a história da gripe espanhola, a pandemia mais mortal de todos os tempos, o historiador americano John M. Barry mergulha em temas relevantes para o cenário atual, como a necessidade do isolamento social e do uso das máscaras para frear o contágio, além do colapso dos sistemas de saúde, provocado pelo excesso de pacientes. Neste best-seller internacional, o pesquisador também mostra a corrida contra o tempo da comunidade científica norte-americana para combater a pandemia em 1918 e como se deu uma das principais descobertas da medicina do século XX.

Obra de referência sobre a gripe espanhola, premiada pela Academia Nacional de Ciência dos Estados Unidos, A grande gripe é também um relato sobre poder, política e guerra, com importantes lições para um mundo sob a constante ameaça do bioterrorismo e do surgimento de novas epidemias globais. Barry crê que, nesses casos, a principal arma é sempre a informação.

Sobre o autor
John M. Barry é historiador e jornalista, autor de "Rising Tide: The Great Mississippi Flood of 1927 and How It Changed America"; "Power Plays: Politics, Football, and Other Blood Sports"; "The Transformed Cell: Unlocking the Mysteries of Cancer" (em coautoria com Steven Rosenberg); e "The Ambition and the Power: The Fall of Jim Wright: A True Story of Washington". Divide seu tempo entre Nova Orleans e Washington. (Foto: Chris Granger)

"A Grande Gripe", de John M. Barry
Tradução: Alexandre Raposo, Carmelita Dias, Cássia Zanon, Livia Almeida, Maria de Fátima Oliva Do Coutto e Paula Diniz. Páginas: 608. Editora Intrínseca. Livro: R$ 59,90. E-book: R$ 39,90.



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.