sexta-feira, 22 de maio de 2020

.: #ResenhaRápida: Gustavito, o nome da música independente de Minas


Por 
Helder Moraes Miranda e Mary Ellen Farias dos Santos, editores do Resenhando. Fotos: Nadja Kouchi
 

Gustavito é o nome da cena musical independente de Minas Gerais, onde atua há dez anos. Cantor e compositor do grupo “Pena de Pavão de Krishna”, que alia o carnaval à música autoral, ele prepara a gravação de um novo álbum. Lançou quatro discos, entre eles “Universo Reflexo”, no ano passado. 

Em carreira solo, o artista circulou por alguns estados do Brasil e por outros países. Destacam-se as apresentações em festivais internacionais como Sun Fest, no Canadá, Ollin Kan, no México, Festival Músicas do Mundo, em Portugal. Também venceu o prêmio Circuito Música Acústica.

“Lembrete”, o novo single do artista lançado em parceria com Chicó do Céu e Luiz Gabriel Lopes, tem lançamento pelas plataformas digitais e ganhou videoclipe. Composta há alguns anos, a canção é extremamente atual, quando fala sobre autoconhecimento e propõe a reflexão sobre o passado, apontando em direção a um futuro que se anuncia promissor. “Lembrete é uma mensagem de sentido potente no contexto atual do planeta, onde as pessoaas são levadas a um momento de repensar o passado e o futuro. É a certeza de que outros tempos virão”, explica Gustavito.

Ele estava radicado em São Paulo para produzir o quinto álbum da carreira, quando os desdobramentos da pandemia fez o músico retornar a Minas Gerais. De lá, enquanto aguarda por dias melhores para a humanidade, antecipou o lançamento do videoclipe e da música nas plataformas digitais “Lembrete” e deu esta entrevista exclusiva em que responde absolutamente tudo.

#ResenhaRápida com Gustavito

Nome completo: Gustavo Amaral Almeida.
Apelido: Gustavito.
Data de nascimento: 6 de fevereiro de 1987.
Qualidade: criatividade.
Defeito: falta de foco.
Signo: aquário.
Ascendente: áries.
Uma mania: pisar de lado.
Religião: universalista.
Time: nenhum.
Amor: natureza.
Sexo: sagrado.
Mulher bonita: Camila Pitanga.
Homem bonito: Johnny Massaro.
Família é: paz.
Ídolo: Gilberto Gil.
Inspiração: Raul Seixas.
Arte é: tudo e nada.
Brasil: caldeirão.
Fé: força espiritual.
Deus é: geometria.
Política é: teatro.
Hobby: ler.
Lugar: mato.
O que não pode faltar na geladeira: abacate.
Prato predileto: lentilha à bolonhesa.
Sobremesa: chocolate.
Fruta: banana.
Cor favorita: azul.
Medo de: ignorância.
Uma peça de teatro: "Till, a Saga de Um Herói Torto", do Grupo Galpão.
Um show: Hermeto Pascoal.
Um ator: Antonio Edson.
Uma atriz: Grace Passô.
Um cantor: Milton Nascimento.
Uma cantora: Elis Regina.
Um escritor: José Saramago.
Uma escritora: Clarice Lispector.
Um filme: "Turista Espacial" ("La Belle Verte")
Um livro: "Cem Anos de Solidão", de Gabriel García Márquez.
Uma música: "Cais", de Milton Nascimento.
Um disco: "Áfrico", de Sergio Santos.
Um personagem: Mafalda, de Quino.
Uma novela: "Vamp", de Antonio Calmon.
Uma série: "Avatar".
Um programa de TV: "Castelo Rá-Tim-Bum".
Um site: spiritsciencecentral.com.
Um blogaharmoniainterna.wordpress.com.
Indique um canal no YouTube: Tedx Talks.
Uma saudade: perambular pela rua escrevendo poesia.
Algo que me irrita: música sertaneja dita “universitária”.
Algo que me deixa feliz é: yoga.
Não abro mão de: comer frutas.
Do que abro mão: comer carne.
Digo sim: à magia.
Digo não: à mentira.
Sonho: conhecer a Índia.
Futuro: transformação.
Morte é: passagem.
Vida é: movimento.
Uma palavra: encanto.
Ser cantor é: ser canal.
Ser homem hoje é: ser mulher.



"Lembrete" - Gustavito

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.