segunda-feira, 8 de junho de 2020

.: "Ira", o novo álbum do Ira! - primeiro trabalho de inéditas desde 2007


Após 13 anos a banda lança um trabalho que veio para ficar como um dos melhores de sua longa carreira. Foto: Carina Zaratin

O Ira! disponibilizou em todas as plataformas digitais "Ira", primeiro trabalho de inéditas desde "Invisível DJ", de 2007. Gravado e mixado no estúdio A9 Audio, em São Paulo, entre o final de 2019 e início de 2020, pelo produtor Apollo Nove e o engenheiro de som Jeff Berg, o 12º trabalho autoral da banda, incluindo-se aí o disco de versões Isso é Amor que também pode ser considerado autoral, traz a essência do Ira!. Não é exagero dizer que após 13 anos a banda lança um trabalho que veio para ficar como um dos melhores de sua longa carreira.

O primeiro trabalho em estúdio da nova formação que, além dos frontmen Nasi e Edgard Scandurra, inclui Johnny Boy (baixo) e Evaristo Pádua (bateria), abre com "O Amor Também Faz Errar". A faixa, escolhida como primeiro single, é uma canção mod que fala sobre as contradições do coração. O clima mod também está presente em “A Nossa Amizade” e “Você Me Toca”.

“O Homem Cordial Morreu” traz a banda em sua pura essência explosiva. As soturnas “A Torre” e “Eu Desconfio de Mim” renovam e mantêm vivo o pós-punk. "Mulheres à Frente da Tropa", composta e interpretada por Scandurra, foi inspirada em manifestações lideradas por mulheres e exalta a força e o protagonismo feminino nas questões políticas e sociais do nosso tempo. O coro de vozes femininas conta com a participação de Virginie Boutaud (ex-Metrô). Outra faixa com vocais de Scandurra é “Chuto Pedras e Assobio”, parceria de Scandurra com Bárbara Eugênia, com letra inspirada na vida dos músicos na estrada.

“Efeito Dominó” é a tradicional balada romântica do Ira! e traz um lindo dueto de Nasi com Virginie. Juntamente com o lançamento do álbum, a faixa ganha clipe assinado pelo artista visual Gustavo von Ha. Gravado à distância, a montagem revela, além das imagens captadas exclusivamente para esse videoclipe, uma colagem de arquivos pessoais de todos os envolvidos na produção desse trabalho. “Foi a primeira vez que eu dirigi alguém por WhatsApp. É incrível produzir algo de uma forma completamente nova, resolvemos o problema do distanciamento dessa maneira”, diz von Ha.

“Efeito Dominó” - Ira! 

Eis o Ira! puro em "Ira". Edgard Scandurra inspirado como compositor e guitarrista, Nasi em seu melhor estilo unindo vozes com Edgard a la anos 60 e Johnny Boy e Evaristo em uma sessão rítmica e poderosa. Um som adulto e contemporâneo. O melhor do Ira! está em "Ira".

Ira! é: Nasi – voz. Edgard Scandurra – guitarra, violão, voz e tímpano. Johnny Boy – baixo. Evaristo Pádua – Bateria. Participação especial: Virginie Boutaud – voz. Apollo9 – teclados. Jorge Pena – percussão. Produzido por Apollo9: Engenheiro de som: Jeff Berg. Estúdio: A9 Audio- SP.

Tracklist de "Ira":
1. "O Amor Também Faz Errar"
2. "A Nossa Amizade"
3. "Respostas"
4. "Mulheres à Frente da Tropa"
5. "Você Me Toca"
6." Efeito Dominó"
7. "Chuto Pedras e Assobio"
8. "Eu Desconfio de Mim"
9. "O Homem Cordial Morreu"
10. "A Torre"

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.