domingo, 19 de julho de 2020

.: “In [Cubo]”, peça de Tábata Makowski sobre bullying, estreia com Bia Herrero


História real de superação e conscientização inspirou a criação da personagem central. 
O projeto foi selecionado no edital do ProAC 2019 e é voltado ao público adolescente; estreia dia 25 de julho e será transmitido pelo Canal do YouTube de Bia Herrero. Após as sessões, terá bate papo via chat entre o público, a equipe do espetáculo e a participação da psicóloga Giovana Martini Orsi.

De 25 de julho a 30 de agosto, o público terá a oportunidade de saber mais a respeito de um tema que é comum aos jovens e que nem sempre é tratado com o cuidado que merece.  Passado, presente, futuro, escola, quarto, redes sociais, momentos turbulentos, descobertas transformadoras, sofrimentos profundos e risadas sem motivo se alternam e se fundem nesta peça; assim como acontece na vida dos adolescentes, assim como acontece no coração de Ana; de 13 anos, que sofre bullying por ter nariz grande. O espetáculo, com temática voltada para o público juvenil, é direcionado principalmente para jovens entre 12 e 15 anos, estendendo-se para adultos agregados por relação familiar ou escolar.

Bia Herrero, que integra o elenco e estreia no teatro, se tornou “influenciadora” após decidir que iria usar a net a favor de todos os jovens que sofrem discriminação, queria falar de bullying entre colegas de sua geração e seguidores interessados ou impactados pelo assunto. Bia tem uma história de superação, sofreu na pele por não se enquadrar nos padrões de beleza convencionais e ainda sofre porque agora faz sucesso e todos querem achar algo para classificá-la como politicamente incorreta; mas sua vontade combativa sempre a faz persistir e experimentar o novo. Por isso, escolheu o teatro como nova ferramenta para mostrar que existem caminhos para fazer o que acredita.

Foi do encontro entre Bia e a produtora Catarsis (de "É Tudo Família!", inspirado no livro infantil alemão de Alexandra Maxeiner e Anke Kuhl. O espetáculo com direção de Kiko Marques, venceu o Prêmio APCA 2018 de melhor espetáculo de teatro para o público infantil com texto adaptado; venceu o Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem 2018 nas categorias: melhor espetáculo infantil e melhor texto adaptado; ficou entre os finalistas do Prêmio Aplauso Brasil 2018 como melhor espetáculo infantojuvenil; foi eleito como melhor espetáculo infantil da temporada 2018 pelo Jornal O Estado de São Paulo e classificado com quatro estrelas pela Revista Veja SP e pelo jornal Folha de São Paulo) instalada em Itupeva que nasceu o espetáculo.

Em janeiro de 2019 foi realizada uma pesquisa com 62 jovens entre 12 e 15 anos, em cinco encontros para falar a respeito desses hábitos, costumes, anseios e aspirações. “A partir desta “escuta”, explodiu no grupo que forma a Catarsis a vontade de provocar essa geração criando um trabalho para o público juvenil; um trabalho expressivo e complexo que comova o jovem espectador, que o instigue a buscar sentido para o mundo e que permita o acesso aos seus instintos criativos, estimulando-o a lançar um novo olhar ao universo cotidiano que o cerca”, diz o diretor da peça Marcelo Peroni. “A questão do bullying entre adolescentes nos parece emergente e necessita ser discutida", afirma.

Segundo o 10º Anuário de Segurança Pública de 2016, o Estado de São Paulo é o estado brasileiro onde o maior número de adolescentes e jovens das escolas públicas e privadas disse ter sofrido ou praticado bullying. Ainda segundo a pesquisa 9% dos jovens entrevistados diz ser vítima de bullying sempre, enquanto 44,8% diz ter sofrido bullying pelo menos uma vez. "Diante desses números e entendendo o teatro como o lugar que põe no centro das discussões temas potentes e atuais e como uma arte que pode ajudar a compreender melhor o presente para ser capaz de se colocar criticamente na sociedade, acreditamos ser de extrema importância a realização deste espetáculo", complementa Peroni.

Em modo online, em uma transmissão ao vivo e com um turbilhão de “stories”, mensagens, chamadas de vídeo; com muitas emoções contidas querendo explodir; com vontade de falar, gritar e sumir... Esta atmosfera permeia a encenação, o jogo cênico e a interação entre os atores e as atrizes. Situações vividas no passado ou encontros que ainda não aconteceram, mas que guardam inúmeras possibilidades e aprendizado.

“Quebrar” a tela ou a quarta parede e fazer com que o público jovem sinta-se confidente da Ana em seu quarto é o principal foco deste trabalho. Um quarto que se abre e que engole o mundo. A Catarsis foi criada em 2013 com o intuito de fomentar e difundir as linguagens artísticas através da criação e/ou produção de espetáculos de teatro, dança, música, mostras, exposições e festivais que apresentem excelência e qualidade. Desde então já produziu diversas temporadas de espetáculos adultos e infantis de outros grupos teatrais.

Em 2015, na Itália, realizou residência artística com foco no teatro para crianças com o Principio Attivo Teatro, ocasião em que tomou contato com a 11ª Edição do Festival de Teatro para a Primeira Infância, “Visioni di Futuro, Visioni di Teatro”, na cidade de Bolonha, com a obra do diretor e autor teatral Roberto Frabetti e com a pesquisa do Grupo La Baracca – Testoni Ragazzi. De volta ao Brasil e após 15 meses de pesquisa estreou em agosto de 2016 seu primeiro espetáculo de teatro autoral, Scaratuja, que segue apresentando-se em diversos espaços e cidades.

Em 2016 e 2018, elaborou e produziu as duas edições do festival Um Novo Olhar: Festival de Artes para Primeira Infância, realizado em parceria com o Sesc Jundiaí. Ainda em 2018, viabilizou a produção do espetáculo para crianças É tudo família!, segundo espetáculo autoral do grupo, que estreou em 22 de julho no Sesc Jundiaí; cumpriu quatro temporadas na cidade de São Paulo, continua apresentando-se em festivais e em outros municípios brasileiros.

Pelo espetáculo "É Tudo Família!", recebeu o Prêmio APCA de melhor espetáculo de teatro infantil com texto inédito e o Prêmio SP nas categorias melhor espetáculo infantil e melhor autoria de texto adaptado. Desde maio de 2019, a Catarsis Produções é associada à da ASSITEJ Brasil, através do Centro Brasileiro de Teatro para a Infância e Juventude (CBTIJ) e em outubro do mesmo ano passou a integrar a rede internacional Small Size Network!

Iniciou 2020 cumprindo uma temporada simultânea com seus dois espetáculos autorais – Scaratuja e É tudo família! – no Teatro Cacilda Becker / SP, de 11 de janeiro a 2 de fevereiro de 2020, aos sábados e domingos e, em seguida, o espetáculo Scaratuja cumpriu uma temporada de 8 a 16 de fevereiro de 2020, no Teatro Vivo / SP, também aos sábados e domingos.

Sinopse
Ana é uma adolescente de 13 anos, que está em seu quarto, na noite antes do primeiro dia de aula, pensando em todas as vezes que o Felipe zoou do tamanho do nariz dela, em todas as risadas que os colegas deram por conta das zoadas do Felipe, na professora que quis ajudar, na Nina se tornando sua grande amiga, nos conselhos da Nonna e da Dona Filó, na roupa com que ela deve ir no primeiro dia de aula, no ano novo que está começando e deve ser diferente do anterior, nos colegas que estarão na sua classe, nas frases da mãe, nos consolos do pai, no jogo que ela inventou para fazer seus stories, nas muitas coisas que ela quer que não se repitam, nas outras tantas coisas que ela quer que aconteçam de novo...

Ficha técnica - “In [Cubo] Virtual”
Dramaturgia: Tábata Makowisk
Direção e cenografia: Marcelo Peroni
Trilha sonora: Yuri Righi
Música original: Yuri Righi e Pedro Cavallaro
Intérpretes música original: Bia Herrero e Vladimir Camargo
Criação de luz: Rodrigo Gatera
Figurinos: Vladimir Camargo
Elenco: Aline Volpi, Ana Paula Castro, Bia Herrero e Vladimir Camargo
Design gráfico: Giovana Del Masso
Produção: Catarsis Arte para Infância e Juventude
Assessoria de imprensa: Adriana Monteiro

Serviço:
Espetáculo juvenil “In [Cubo] Virtual” – Estreia em 25 de julho
Temporada: sábados e Domingos, às 18h30. Até 30 de agosto.
Duração: 60 minutos (sessão + bate-papo).
Classificação: livre.
Ingressos: grátis (projeto selecionado pelo ProAc Editais 2019)

A transmissão será feita pelo Canal do YouTube da influenciadora digital Bia Herrero.
Após as sessões, será aberto um bate papo via chat entre o público e a equipe do espetáculo. Haverá também a presença da psicóloga Giovana Martini Orsi.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.