terça-feira, 25 de agosto de 2020

.: Fernanda Young: um ano de saudade e o que vem por aí

Fernanda Young deixou um legado que transcende a vida. Foto: Globo/Paulo Belote

Quando o Resenhando fez três anos, nós fizemos 33 perguntas para Fernanda Young (a entrevista completa está neste link). Ela foi o primeiro grande nome a acreditar no Resenhando, sempre muito solícita e gentil. Hoje o portal tem 17 anos e, nesta terça-feira, dia 25 de agosto, completa um ano da morte da escritora, roteirista, apresentadora e atriz Fernanda Maria Young de Carvalho Machado. Ela morreu na madrugada de domingo, dia 25 de agosto de 2019, em decorrência de complicações respiratórias depois de uma crise de asma, na cidade de Gonçalves, no interior de Minas Gerais. 

Fernanda Young tinha 49 anos e deixou o marido Alexandre Machado e quatro filhos: as gêmeas Cecília Madonna e Estela May, hoje com 20 anos, Catarina Lakshimi, na época com dez anos, e John Gopala, hoje com 11 anos. O velório foi realizado no Cemitério de Congonhas, em São Paulo. Nascida em Niterói, no Rio de Janeiro, em 1º de maio de 1970, Fernanda sempre foi apaixonada por literatura. Chegou a cursar Letras na Universidade Federal Fluminense, Jornalismo na Faculdade Hélio Alonso e Rádio e Televisão na FAAP, já morando em São Paulo, mas não terminou nenhum dos cursos.

Estreou como roteirista na Globo em 1995, com a série "A Comédia da Vida Privada", baseada em textos de Luís Fernando Veríssimo, que assinou com o marido Alexandre Machado, seu parceiro em todos os trabalhos na TV. No ano seguinte, ela publicaria seu primeiro romance, “Vergonha dos Pés”, pela editora Objetiva, o início de uma carreira de sucesso na literatura que teria ainda mais 13 títulos. Pela mesma editora, lançou "A Sombra das Vossas Asas" (1997), "Carta para Alguém Bem Perto" (1998), "As Pessoas dos Livros" (2000), "O Efeito Urano" (2001). Pela Ediouro, também lançou "Aritmética" (2004) e o livro de poesias  "Dores do Amor Romântico" (2005). 

Em 2005, pela Objetiva, publica "Melhores Momentos de Os Normais". Em 2007, pela Ediouro, "Tudo que Você Não Soube". Volta para a editora Rocco e lança "O Pau" (2009) e "A Louca Debaixo do Branco" (2012). Em 2016, pela Globo Livros, lança o livro de poemas "A Mão Esquerda de Vênus" e "Estragos", que reuniu os 18 primeiros contos da escritora escritos entre 1987 a 1995. Em 2018, lançou pela Leya o livro "Pos-F - Para Além do Feminino e Masculino" que postumamente, receberia o Prêmio Jabuti de Literatura na categoria Crônica. Em 2019, lançou o livro "Posso Pedir Perdão, Só Não Posso Deixar de Pecar", obra póstuma publicada pela editora LeYa.

Em 2001, veio um dos maiores sucessos da comédia da televisão brasileira: "Os Normais", série estrelada por Fernanda Torres e Luis Fernando Guimarães, que ficou no ar até 2003 e ganhou dois longa-metragens de grande bilheteria no país. Trabalhando sempre em parceria com Alexandre Machado, Fernanda Young assinou as séries "Os Aspones", "O Sistema", "Separação?!", "Macho Man", "Como Aproveitar o Fim do Mundo", "O Dentista Mascarado", "Vade Retro", o especial de fim de ano "Nada Fofa" e os quadros do "Fantástico": "As 50 Leis do Amor" e "Super Sincero".

Fernanda Young foi indicada duas vezes ao prêmio de Melhor Comédia do Emmy Internacional, por "Separação?!" e "Como Aproveitar o Fim do Mundo". O último trabalho dela como roteirista na Globo foi "Shippados", série original Globoplay estrelada por Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch, lançada em maio deste ano. No canal GNT, participou de programas como “Saia Justa”, “Irritando Fernanda Young”, “Odeio Segundas” e “Surtadas na Yoga” e, no Viva, do “TV Mulher”. No cinema, além dos filmes “Os Normais” e “Os Normais 2”, participou do roteiro de “Bossa Nova” e “Muito Gelo e Dois Dedos D’Água”. Fernanda Young entraria em cartaz no dia 12 de setembro de 2019, em São Paulo, com a peça “Ainda Nada de Novo”, em que contracenaria com Fernanda Nobre.

Fernanda Young transitava entre a literatura, a TV e o teatro. Foto: Globo/Paulo Belote

Fernanda Young, escritora
A formação literária de Fernanda Young foi em parte constituída durante a travessia da baía de Guanabara em barcas ou ônibus. Ela se dedicou aos livros na busca de aperfeiçoamento, influências e distração. Interrompeu os estudos após a conclusão do ensino fundamental, posteriormente concluindo o médio por meio de um supletivo de seis meses. Frequentou a faculdade de Letras da Universidade Federal Fluminense, sem chegar a se formar.

Ainda viria a cursar Jornalismo na Faculdade Hélio Alonso e, depois de mudar-se para São Paulo e iniciar sua carreira de escritora, virar aluna de Rádio & Televisão na FAAP, mas não terminaria nenhum dos cursos. Fernanda teria jurado nunca mais pisar em um campus universitário após as experiências, mas atualmente estava cursando Artes Plásticas na FAAP.

Em 1995 estreou como autora no seriado "A Comédia da Vida Privada", da Rede Globo. No ano seguinte, Fernanda lançou seu primeiro romance, "Vergonha dos Pés", que já tem mais de 15 edições. No ano seguinte, lançou "À Sombra de Vossas Asas", que conta a história de amor, obsessão e vingança entre o fotógrafo Rigel (que reaparece no livro "Aritmética") e da aspirante-a-top-model Catarina, que teve os direitos comprados por uma produtora de Hollywood interessada em fazer um filme da história. A princípio, os livros de Fernanda conseguiram boa exposição na mídia devido à sua persona peculiar, suas declarações controversas, sua obsessão com cultura pop e seu visual, construído por cabelos geralmente curtos, grandes tatuagens e, por algum tempo, ostensivas pulseiras de baquelite das décadas de 1920 a 1950.

Em 1998, lançou o romance "Carta para Alguém Bem Perto", seguido pelo incrível "As Pessoas dos Livros" (2000). Em 2001, após o lançamento de seu quarto romance, "O Efeito Urano", Fernanda retomou a carreira de roteirista de televisão, com "Os Normais". O seriado seria exibido durante dois anos na Rede Globo e culminaria em dois longas-metragens, o primeiro lançado em 2003. Fernanda também participaria dos roteiros do quadro "Supersincero" (2005), no programa "Fantástico", e do seriado "Minha Nada Mole Vida", em 2006. Entre 2002 e 2003, Young coapresentou, ao lado de Rita Lee, Mônica Waldvogel e Marisa Orth, o programa feminino "Saia Justa" no canal à cabo GNT. Seus próximos livros, o romance "Aritmética" e a coletânea poética "Dores do Amor Romântico", sairiam, respectivamente, em 2004 e 2005 pela Ediouro. Escreveu uma coluna mensal na revista Claudia.

Apresentou no canal GNT o programa "Irritando Fernanda Young", programa de entrevistas com celebridades entre 2006 a 2010. Em maio de 2012, estreia no GNT o programa "Confissões do Apocalipse", seguindo a linha de entrevistas com pessoas conhecidas, porém tendo como pano de fundo a previsão maia acerca do fim do mundo, em 21 de dezembro de 2012, data de sua última exibição. Em 2013, escreveu e atuou como uma das protagonistas da série "Surtadas na Yoga", com 13 episódios na primeira temporada. A série conta a história de três mulheres que fazem ioga para não surtar. 

As "surtadas" Jessica (Fernanda Young), Ana Maria (Flávia Garrafa) e Marion (Anna Sophia Folch) não estão em busca de sexo e de homens. São solitárias, sim, gostariam de encontrar alguém, sim, mas estão mais preocupadas em sobreviver à loucura do mundo – e à loucura própria – com independência e a consciência tranquila. Devido ao sucesso e crescimento de 115% na audiência do GNT, em abril de 2014, a segunda temporada entrava no ar com mais 13 episódios.

Foi duas vezes indicada ao Emmy Internacional de melhor comédia, pelos seriados "Separação?!" (Rede Globo, 2010) e "Como Aproveitar o Fim do Mundo" (Rede Globo, 2012). Fernanda Young posou nua para a edição brasileira da revista Playboy, lançada em novembro de 2009. Em maio de 2015, lançou seu 11º livro e o 2º de poesias de sua carreira, intitulado "A Mão Esquerda de Vênus", pela Globo Livros. O lançamento aconteceu na Galeria Vermelho em São Paulo. 

Também escreveu a nova versão do "TV Mulher" em 2016 para o Canal Viva. Lançou sua última obra literária, "Estragos", em outubro de 2016. O livro, que oferece 18 contos inéditos da artista, escritos entre 1987 e 1995, época de seus 16 a vinte e poucos anos de idade, convida a conhecer o ícone ainda jovem, procurando seu caminho em meio as palavras, afinando a escritora que hoje conhecemos.

Fernanda Young iria estrear uma nova peça, "Ainda Nada de Novo", programada para o próximo dia 12 de setembro, no Centro Cultural São Paulo. Com temática homoafetiva, a peça seria estrelada por ela e sua xará, a atriz Fernanda Nobre. Pouco antes de Fernanda Young morrer, uma matéria foi publicada pela revista Veja SP anunciando o evento.



Escritora e roteirista, Fernanda Young continua viva em sua obra. Foto: Globo/Estevam Avellar

Vida pessoal
Em 1990, iniciou um namoro com o roteirista e escritor Alexandre de Carvalho Machado. Ambos casaram-se em 1993. Nascida Fernanda Maria Leite Young, passou a assinar Fernanda Maria Young de Carvalho Machado. Juntos, eles tiveram as gêmeas Cecília Madonna e Estela May, nascidas em 7 de agosto de 2000, via cesariana, no Rio de Janeiro. 

Em 2007, grávida de uma menina, sofreu um aborto espontâneo aos quatro meses de gestação. Muito abalada emocionalmente com o episódio, decidiu, em comum acordo com seu marido, entrar na fila de adoção, paralelamente a um tratamento de fertilização, mas que não obteve êxito. Em 2010, conseguiu adotar dois filhos: Catarina Lakshimi, nascida em 10 de novembro de 2008, e John Gopala, nascido em 21 de julho de 2009.

Em entrevistas, revelou ter sido uma criança bastante deprimida, mas sem nenhuma causa que a fizesse constantemente estar triste. Aos dez anos de idade cortou os pulsos, mas só iniciou tratamento psicoterápico aos 13 anos, quando descobriu possuir dislexia. Também revelou que foi violentada aos 16 anos por seu primeiro namorado, e isto constituiu um trauma que a fez abandonar a escola e isolar-se.

Só aos 24 anos, voltou a estudar e terminou o ensino médio, na mesma época em que foi diagnosticada com depressão, e iniciou tratamento com antidepressivos e ansiolíticos, remédios que tomou por mais de dez anos, mas decidiu manter uma vida saudável, sem medicamentos, tendo voltado para a terapia, passando a praticar exercício físico e meditação, o que atenuou os sintomas de sua depressão. Católica desde o nascimento, em 1996 converteu-se ao hinduísmo. Em 2012, o escritor e jornalista Rômulo Zanotto publicou o romance "Quero Ser Fernanda Young", uma obra intertextual e antropofágica em homenagem à Fernanda, em que dialoga com a obra literária e audiovisual da autora.

Fernanda era portadora de asma desde a infância, sempre fazendo tratamento, mas devido a uma crise asmática intensa e repentina, faleceu no dia 25 de agosto de 2019, aos 49 anos. A artista estava hospedada no sítio de sua família, em Gonçalves, Minas Gerais, onde sempre ia para visitá-los e descansar em meio a natureza. 

Após passar mal e desmaiar no quarto, foi chamada a ambulância, que a levou para o hospital mais próximo, localizado na cidade de Paraisópolis, tendo morrido vítima de uma parada respiratória, que causou uma parada cardíaca, durante a madrugada, pouco mais de uma hora depois de sua internação na UTI. A escritora foi sepultada no Cemitério de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, cidade onde vivia há 15 anos.

O que vem por aí...
O canal GNT irá homenagear a atriz e roteirista Fernanda Young com um documentário. A emissora da TV paga do Grupo Globo vai coproduzir o filme "Tudo Que Você Não Soube Sobre", que contará a trajetória da artista. O título se relaciona ao livro "Tudo Que Você Não Soube". De acordo com a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a direção será de Susanna Lira. O roteirista Alexandre Machado, viúvo de Fernanda, está reunindo material, assim como Eugênia Ribas, a editora de Fernanda Young. A expectativa é que o documentário seja lançado em 2021. A ideia é fugir do formato tradicional de entrevistas e registros de arquivo e mostrar também ficção e imagens abstratas. 

Antes disso, Alexandre Machado assina um dos episódios da série "Amor e Sorte". Com estreia prevista para setembro, o episódio é uma homenagem à Fernanda Young e contará com a participação dos atores Tais Araújo e Lázaro Ramos que, casados na vida real, interpretarão um casal durante o isolamento social da pandemia.

Ainda este ano, a peça "Pós F", dirigida por Mika Lins e inspirada no livro da escritora e roteirista. Com interpretação de Maria Ribeiro a estreia do espetáculo, baseado no livro "Pós-F, Para Além do Masculino e do Feminino" que ganhou o Prêmio Jabuti de literatura, três meses após a morte da artista, será dia 12 de setembro no palco do Teatro Porto Seguro, com transmissão via streaming, em temporada até 4 de outubro, com sessões aos sábados e domingos, às 20h. Vendas de ingressos a partir de 25 de agosto.

Se a melhor maneira de celebrar a existência de um escritor é lê-lo, o Resenhando fez uma lista em ordem alfabética com os livros de Fernanda Young à espera de um leitor. 

"A Louca Debaixo do Branco" (Editora Rocco), de Fernanda Young. Compre neste link.

"A Mão Esquerda de Vênus" (Globo Livros), de Fernanda Young. Compre neste link.

"A Sombra das Vossas Asas" (Editora Rocco), de Fernanda Young. Compre neste link

"As Pessoas dos Livros" (Editora Rocco), de Fernanda Young. Compre neste link

"Aritmética" (Ediouro), de Fernanda Young. Compre neste link.  

"Aritmética" (Editora Rocco, relançamento), de Fernanda Young. Compre neste link.  

"Carta para Alguém Bem Perto" (Editora Rocco), de Fernanda Young. Compre neste link.

"Dores do Amor Romântico" (Editora Rocco), de Fernanda Young. Compre neste link.

"Estragos" (Globo Livros), de Fernanda Young. Compre neste link.

"O Efeito Urano" (Editora Rocco), de Fernanda Young. Compre neste link.

"O Pau" (Editora Rocco), de Fernanda Young. Compre neste link

"Pós-F: Para Além do Masculino e do Feminino" (Editora Leya), de Fernanda Young. Compre neste link.

"Posso Pedir Perdão, só Não Posso Deixar de Pecar" (Editora Leya), de Fernanda Young. Compre neste link

"Tudo que Você Não soube" (Editora Rocco), de Fernanda Young. Compre neste link

"Vergonha dos Pés" (Editora Rocco), de Fernanda Young. Compre neste link



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.