segunda-feira, 14 de setembro de 2020

.: "Autodefesa - Uma Filosofia da Violência": quem pode se defender?


Qual a diferença entre autodefesa e legítima defesa? No livro "Autodefesa - Uma Filosofia da Violência" a filósofa francesa descortina a relação entre propriedade e legítima defesa, para compreender quem de fato tem direito a se defender. 
Com prefácio especialmente escrito por Judith Butler para esta edição, o livro de Elsa Dorlin descreve casos ao longo da história que provam que determinados grupos e posições sociais não têm direito à legítima defesa. 

A filósofa francesa faz uma genealogia das formas de autodefesa em distintos contextos de dominação. A autora remonta à resistência de escravizados durante o período colonial, ao jiu-jitsu das sufragistas em Londres nos anos 1890, aos Panteras Negras nos anos 1960 e às patrulhas queer nos 1970, ambos nos Estados Unidos. Dorlin mostra como ao longo da história a "legítima defesa" foi sempre uma garantia das classes dominantes, mas não das populações racializadas e subordinadas. A autodefesa define as técnicas desenvolvidas por populações minoritárias para resistir à violência da sociedade e do Estado.

Sobre Elsa Dorlin
Elsa Dorlin nasceu em Paris, em 1974. Em 2004, defendeu doutorado na universidade Paris IV sobre a relação entre sexo, raça e medicina nos séculos XVII e XVIII. De 2005 a 2011, atuou como professora de história da filosofia e das ciências na universidade Paris I. Em 2007, selecionou e organizou textos de feministas negras para a antologia "Black Feminism" (Paris: L’Harmattan, 2008). Em 2009, recebeu medalha de bronze do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) por sua pesquisa em gênero e epistemologia feminista.

Foi professora visitante associada no programa de Teoria Crítica na Universidade da Califórnia, em Berkeley, de 2010 a 2011, e senior fellow no Columbia Institute for Ideas & Imagination entre 2018 e 2019. Desde 2011 é professora de filosofia política na universidade Paris VIII. Autodefesa – Uma filosofia da violência recebeu o prêmio Frantz Fanon de 2018 da Caribbean Philosophical Association e o Prix de l’Ecrit Social 2019 da Arifts Pays de la Loire.

"Autodefesa - Uma Filosofia da Violência"
Autora:
Elsa Dorlin
Tradução: Jamille Pinheiro Dias, Raquel Camargo
Prefácio: Judith Butler
Coedição: Crocodilo
Imagens da capa: Dora Longo Bahia
Preço de capa: R$ 69,90
Livro lançado no Circuito Ubu.
Brochura, 320 páginas.
Nas livrarias a partir de 1° de outubro. Em pré-venda a partir de 16 de setembro neste link.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.