sábado, 31 de outubro de 2020

.: Entrevista: Marcos Veras, o Canabrava da "Escolinha do Professor Raimundo"


O ator Marcos Veras falou sobre a experiência de gravar a "Escolinha do Professor Raimundo" neste ano atípico. Foto: Globo/João Miguel Júnior

No episódio da "Escolinha do Professor Raimundo" deste domingo, dia 1º, Seu Batista (Rodrigo Sant’Anna) e João Canabrava (Marcos Veras) aparecem com perucas idênticas ao cabelo do professor Raimundo (Bruno Mazzeo). Em cena, os personagens contam que fizeram o penteado no salão de beleza "Hairmundo", que, para surpresa de todos, é propriedade do Seu Batista, o grande fã de Raimundo. No local, todos os cortes de cabelo são inspirados no look do professor, assim como a tonalidade de grisalho e a depilação inspirada no bigode. E o que atrai Canabrava para o estabelecimento é o serviço de bar oferecido aos clientes. 

"Escolinha do Professor Raimundo" tem direção artística de Cininha de Paula, direção de Alex Cabral e redação final de Angélica Lopes e Leonardo Lanna. O humorístico vai ao ar aos domingos na Globo, após o "Esporte Espetacular". No VIVA, a sexta temporada tem exibição de segunda a sexta, às 20h, e maratona de episódios aos sábados, a partir das 18h. Na entrevista abaixo, Marcos Veras fala sobre o trabalho no humorístico.

Como foi gravar a "Escolinha" neste ano atípico?
Marcos Veras -
Encontrar a turma da "Escolinha" é sempre uma farra das boas. Claro que a gente está louco pra se encontrar, se abraçar, se olhar. Mas os encontros virtuais serviram para provar ainda mais que é uma galera que se admira muito, se gosta muito. A estrutura que tivemos para gravar nesse período de isolamento foi incrível. A TV Globo nos apoiou em todas as necessidades e nos trouxe muita segurança. É um respiro voltar a trabalhar, principalmente com humor num período tão difícil como esse que estamos todos atravessando. A volta aos poucos ao trabalho traz pra gente uma esperança de dias melhores. João Canabrava é uma grande homenagem ao Tom Cavalcante. Eu fico feliz de dar vida a ele nesse formato novo.

Qual o principal desafio de contracenar sem o contato físico com os colegas de elenco e equipe?
Marcos Veras - 
No virtual, as reações ficam mais no rosto do que no corpo. Tem um quê de programa de rádio. As risadas já aconteciam nos testes de conexão de internet. Uns com velocidade, outros não. E isso já era motivo pra zoação. Nos estúdios, tínhamos os colegas interferindo, equipe ali também se divertindo. O humor sempre encontra brecha para se fazer presente.

Como tem passado esses dias de isolamento?
Marcos Veras - 
Meu último projeto pessoal acaba de se realizar. A chegada do meu filho Davi. Venho curtindo muito ele, aprendendo e amando. O isolamento fez que com eu curtisse cada momento da gravidez. Mas estava louco para voltar aos estúdios pra gravar "Escolinha" e outros projetos.

Qual a importância da "Escolinha" para o público diante desse momento tão difícil enfrentado pelo mundo todo?
Marcos Veras - 
O humor vem como alívio, remédio, terapia. Rir melhora tudo. O humor tem o poder de aliviar a dor. A Escolinha é um programa clássico que já tem o respeito e admiração do público que com certeza estava com saudade desses alunos. É um programa cheio de talentos e que se reinventa a cada temporada.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.