Mostrando postagens com marcador Tecnologia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Tecnologia. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 19 de dezembro de 2023

.: Olivia Rodrigo: veja a performance ao vivo de “All american bitch”

Olivia Rodrigo acaba de disponibilizar o vídeo da performance ao vivo de “all american bitch”. Gravado no Million Dollar Theater, em Los Angeles, a performance capta o brilho e força da artista. Apenas superlativos vêm à mente ao tentar resumir os últimos anos de Olivia Rodrigo. Em setembro, a cantora apresentou seu segundo álbum, “GUTS”, com produção de seu colaborador frequente, Daniel Nigro, e parcialmente criado nos legendários Electric Lady Studios, em Nova Iorque. 

O disco é um grande avanço, tanto na honestidade sem freios das composições, quanto na originalidade ousada do som. O álbum já foi aclamado por alguns dos principais veículos da mídia, como o jornal The New York Times, que publicou que “Olivia Rodrigo, a nova esperança mais brilhante do pop, pode ser uma estrela do rock”. Confira as versões físicas do álbum em: umusicstore.com/olivia-rodrigo.

Assista:



quinta-feira, 23 de março de 2023

.: “Agente Elvis”: Elvis Presley em animação está na Netflix

Estúdio brasileiro trabalhou em todos os episódios da primeira temporada da série 

"Agente Elvis" (Crédito: Reprodução)

Lançamento recentíssimo -e promessa de grande sucesso- da Netflix, “Agente Elvis”, série animada que traz o “Rei do Rock” no papel de um agente secreto americano, tem um “quê” de Brasil. Isso porque o Combo Studio, do Rio de Janeiro (RJ), teve participação ativa na produção, liberada ao público no streaming desde sexta-feira, dia 17 de março.

A primeira temporada é uma coprodução da plataforma com a Sony e tem um total de dez episódios de 24 minutos cada, em média. O Combo foi responsável pela animação de oito minutos por episódio, ou seja, participando ativamente de um terço do conteúdo, a convite da Titmouse, estúdio do Canadá. Para isso, destinou 45 profissionais, entre animadores, ilustradores e equipe de produção, num total de dez meses de trabalho, entre o início e a entrega do material, que traz um misto de animação tradicional com cut out.

Segundo Marcelo Pereira, sócio do Combo Studio, o maior desafio foi representar, da maneira mais fiel, o histórico astro da música, cuja versão “ilustrada” foi criada por Robert Valley, animador e designer indicado ao Oscar. “É uma tremenda honra poder participar dessa animação, que traz não apenas o ‘Rei do Rock’ como personagem principal, mas também uma versão criada por um dos mais geniais animadores que temos atualmente. E, justamente por isso, foi um desafio replicar a arte criada por ele em tela”.

Tal complexidade do projeto foi sanada pelo estúdio com a contratação de um profissional exclusivo para estudos sobre anatomia. “Nós consumimos muitos materiais do Elvis Presley, como vídeos, videoclipes e filmes, além das outras celebridades que estão na série. Como são personagens humanizados, o desafio é maior, e precisamos ter noções de movimentação e estética, para não fugir da direção criada”.

Sinopse: Em "Agente Elvis", conhecemos uma versão fictícia de Elvis Presley em uma realidade um pouco diferente da que estamos acostumados, precisando trocar o macacão brilhante por uma mochila a jato quando, de uma hora para outra, é convidado para participar de um programa de espionagem ultrassecreto do governo americano. Seu maior objetivo é defender o país que ama de forças ocultas. Porém, o desafio está na vida dupla de ser um espião enquanto mantém a fachada de "Rei do Rock".

Vozes famosas: A série traz um elenco de dublagem “pesado”, a começar pelo próprio Elvis, interpretado pelo ator Matthew McConaughey, vencedor do Oscar de “Melhor Ator” em 2014 pelo filme “Clube de compras Dallas”. A ex-esposa do músico, Priscilla Beaulieu-Presley, além de produtora da série, dubla a si mesma. Outros nomes de destaque são Christina Hendricks, a “Gaby Gaby” de “Toy Story 4”; Simon Pegg, o “Benji” da franquia “Missão Impossível”; Don Cheadle, o “Máquina de Combate” do Universo Cinematográfico da Marvel; e Johnny Knoxville, ex-Jackass.


segunda-feira, 13 de março de 2023

.: Filme "Culpa Mía", que chega ao Prime Video em junho, tem imagens liberadas

A produção chega ao streaming dia 8 de junho e é baseada no primeiro livro da trilogia “Culpables”, escrita por Mercedes Ron

 

O Prime Video já tem a data de estreia e as primeiras imagens do aguardado filme "Culpa Mía", baseado no primeiro livro da trilogia “Culpables”, escrita por Mercedes Ron (“Culpa mía”, “Culpa tuya”, “Culpa nuestra”). O filme conta com Nicole Wallace (Skam España; Parot), Gabriel Guevara (Mañana es hoy; Hit), Marta Hazas (Días mejores; Pequeñas coincidencias), Iván Sánchez (Bosé; Hospital Central), Eva Ruiz e Victor Varona (Cielo grande; Dani Who?). Culpa Mía será lançado no dia 8 de junho exclusivamente no Prime Video, em mais de 240 países e territórios.

No longa, Noah precisa deixar sua cidade, namorado e amigos para trás e se mudar para a mansão de William Leister, o novo namorado rico de sua mãe. Com 17 anos, a garota orgulhosa e independente resiste em ir para uma casa rodeada por luxo. Lá, ela conhece Nick, seu novo meio-irmão, e o choque entre as duas personalidades se torna evidente desde o príncipio. Noah, então, logo descobre que por trás da imagem de filho modelo, Nick esconde uma vida de brigas, apostas e corridas ilegais, tudo que ela mais queria distância.

Apesar de suas diferenças, eles começam a sentir uma atração irresistível que se torna cada vez mais quente e vira uma paixão desenfreada. Nem a rivalidade ou a oposição entre os dois conseguem evitar que eles se apaixonem secretamente, mas o presente turbulento de Nick e o passado conturbado de Noah irão testar a vida e o amor de ambos.

O filme é produzido por Pokeepsie Films (Veneciafrenia; 30 Coins; The bar) e conta com Álex de la Iglesia e Carolina Bang como produtoras e Domingo González como diretor e roteirista.



quarta-feira, 1 de março de 2023

.: Homem e natureza: Japan House São Paulo apresenta instalação botânica

Com o título "Essência: Jardim Interior - Atsunobu Katagiri", a exposição convida o público a vivenciar uma forma de coexistência entre o homem e a natureza, por meio da instalação que ressalta o respeito e a importância desta conexão. Foto: Divulgação


Enquanto a flora brasileira é vasta, exuberante e até agressiva em sua magnitude e diversidade, a delicadeza é uma das principais características encontradas nas plantas e flores que compõem a flora japonesa. É a partir dessas diferenças e contradições que o artista e mestre em Ikebana, Atsunobu Katagiri cria uma instalação botânica inédita para ocupar o térreo da Japan House São Paulo, de 7 de março a 30 de abril. Sob o nome “Essência: Jardim Interior - Atsunobu Katagiri”, a exposição gratuita é um convite a um momento de contemplação na agitada Avenida Paulista, dando a oportunidade para que os visitantes possam refletir sobre a presença essencial da natureza em todos os âmbitos da vida.

Conhecido por sua abordagem contemporânea no uso de plantas e flores, Katagiri combina em seu trabalho aspectos criativos tradicionais e questões atuais. Em seu projeto “Sacrifício”, resultado de sua experiência como artista convidado para o "Hama-dori, Naka-dori & Aizu Tri-Regional Culture Collaboration Project(2013)" projeto da  Agência de Assuntos Culturais do Governo Japonês, o artista instalou-se na cidade de Minamisoma, em Fukushima, região afetada pelo grande terremoto de 2011. Nesta região Katagiri foi arrebatado por emoções conflituosas, pois ao mesmo tempo que observava a destruição recente, notava a natureza retomando seu crescimento, re-encontrando uma espécie de flor nativa que havia desaparecido devido à ação humana. Nesse ambiente, coletou e criou arranjos florais exuberantes colocando as ruínas como cenário, como se tentasse representar esta regeneração

Na Japan House São Paulo, sua instalação ocupa o andar térreo da instituição, cuja parede de vidro será coberta por imagens de flores de várias origens, que foram selecionadas, escaneadas e ampliadas pelo próprio artista, criando um clima mais intimista e acolhedor no espaço. Os visitantes encontrarão um ambiente com diversas plantas, flores e substratos, como musgo, por exemplo, vegetação que requer pouca manutenção.. No Japão, eles possuem grande importância, sendo elementos essenciais nas florestas e jardins, representando conceitos como beleza, simplicidade e sofisticação, além da estética do wabi-sabi (transitoriedade e imperfeição). “A natureza é de onde viemos e para onde vamos, é elemento fundamental para a existência de qualquer ser vivo, mas também para nossa sanidade. A inserção na obra do Katagiri instiga o contato com nossos pensamentos, esse mundo todo que habita dentro de nós, e possibilita resgatar nossa percepção de bem-estar, quase como se estivéssemos dentro de um santuário. É uma forma de conexão e compreensão da magnitude dessa relação e, sobretudo, um alerta para sua fragilidade e finitude. Afinal somos, nós, natureza", comenta Natasha Barzaghi Geenen, Diretora Cultural da Japan House São Paulo e curadora da exposição.

Por se tratar de uma instalação viva, ao longo de oito semanas será possível observar os diferentes ciclos de vida de cada elemento; espécies que se desenvolvem e outras que chegam ao seu fim. Mais do que trazer a natureza para dentro da cidade, o artista, que expõe pela primeira vez na América Latina, faz uma homenagem à sua força regeneradora, sem domá-la. A exposição contará com extensa programação paralela com a participação de Katagiri como palestras, workshops e visitas guiadas. Dentro do programa JHSP Acessível, a exposição ESSÊNCIA: Jardim Interior - Atsunobu Katagiri conta com recursos de audiodescrição, libras e bancada com elementos táteis para tornar a visita mais inclusiva.

Sobre Atsunobu Katagiri: Nascido em Osaka em 1973, Katagiri tornou-se mestre da escola Misasagi Ikebana aos 24 anos e é conhecido por incorporar abordagens tradicionais e modernas em seu trabalho de ikebana e por sua colaboração com artistas de diferentes esferas. Sua atuação é marcada pela criação de pequenas composições usando flores silvestres, mas também peças majestosas feitas com flores de cerejeira.  Katagiri transita entre a tradição e questões atuais, como pode ser visto em muitos de seus trabalhos como seu projeto chamado "Sacrifício”, resultado de sua experiência na cidade de Minamisoma, em Fukushima, região devastada pelo terremoto de 2011. Ali, Katagiri notou a resistência e o crescimento da vegetação nativa da região, mesmo após um desastre, o que o impulsionou a criar arranjos de flores no meio das ruínas, como uma forma de expressar e homenagear tal contradição.


Programação Paralela

Visita Guiada "Essência: Jardim Interior" com Atsunobu Katagiri

Quando: 7 de março (terça-feira) na Japan House São Paulo

Horário: 15h

Duração: 60 min

Atividade livre

Vagas limitadas. Participação mediante retirada de senhas na recepção com 30 minutos de antecedência. Visita contará com LIBRAS como recurso de acessibilidade.


Workshop “I am Flower - adornos florais” com Atsunobu Katagiri

Quando: 12 de março (domingo) na Japan House São Paulo

Horários: 10h; 11h30; 14h; 15h30

Duração: 60 min

Atividade para família, indicada para crianças entre 6 e 12 anos acompanhadas de adulto responsável.

Vagas limitadas. Participação mediante retirada de senhas na recepção com 30 minutos de antecedência.


Palestra “A arte da Ikebana: seu passado e presente” com Atsunobu Katagiri

Quando: 14 de março (terça-feira) - Evento Online

Horário: 16h

Duração: 90 min

Atividade livre

Transmissão canal YouTube da Japan House São Paulo


Workshop “I am Flower - adornos florais” com Atsunobu Katagiri

Quando: 18 de março (sábado) na Fazenda Serrinha

Endereço: Estr. Mun. José Vaccari, Km 1.5 - Zona Rural, Bragança Paulista

Horários: das 10h às 16h

Atividade livre

Vagas limitadas. Participação mediante inscrição prévia no https://bit.ly/iamflower

Atividade realizada em parceria com Arte Serrinha, projeto cultural em Bragança Paulista


Serviço:

Exposição “Essência: Jardim Interior - Atsunobu Katagiri”

Período: de 7 de março a 30 de abril de 2023

Local: Japan House São Paulo - Avenida Paulista, 52 – São Paulo, SP 

Horário de funcionamento: terça a sexta, das 10h às 18h; sábados, das 9h às 19h; domingos e feriados, das 9h às 18h

Entrada gratuita. Reservas online antecipadas (opcionais): agendamento.japanhousesp.com.br


Sobre a Japan House São Paulo (JHSP)

A Japan House é uma iniciativa internacional com a finalidade de ampliar o conhecimento sobre a cultura japonesa da atualidade e divulgar políticas governamentais. Inaugurada em 30 de abril de 2017, a Japan House São Paulo foi a primeira a abrir suas portas, seguida pelas unidades de Londres e Los Angeles. Estabelecida como um dos principais pontos de interesse da celebrada Avenida Paulista, a JHSP destaca em sua fachada proposta pelo arquiteto Kengo Kuma, a arte japonesa do encaixe usando a madeira Hinoki. Desde 2017, a instituição promoveu mais de trinta exposições e cerca de mil eventos em áreas como arquitetura, tecnologia, gastronomia, moda e arte, para os quais recebeu mais de dois milhões de visitantes. A oferta digital da instituição foi impulsionada e diversificada durante a Pandemia de Covid-19, atingindo mais de sete milhões de pessoas em 2020. No mesmo ano, expandiu geograficamente suas atividades para outros estados brasileiros e países da América Latina. A JHSP é certificada pelo LEED na categoria Platinum, o mais alto nível de sustentabilidade de edificações; e pelo Bureau Veritas com o selo SafeGuard - certificação de excelência nas medidas de segurança sanitária contra a Pandemia de Covid-19. 


Confira as mídias sociais da Japan House São Paulo 

Site: japanhousesp.com.br

Instagram: instagram.com/japanhousesp | Twitter: twitter.com/japanhousesp  

YouTube: youtube.com/japanhousesp | Facebook: facebook.com/japanhousesp   

LinkedIn: linkedin.com/company/japanhousesp 


sexta-feira, 11 de novembro de 2022

.: Globoplay: documentário "Escola Base – Um repórter enfrenta o passado"


Brasil. Ano de 1994. Uma denúncia de assédio a crianças de quatro anos dentro da própria escola. A comoção popular provocada pela cobertura na imprensa fez a vida dos denunciados virar do avesso antes mesmo de o inquérito policial ser encerrado. Apesar das acusações dos pais dos alunos e do primeiro delegado responsável pela investigação, o aprofundamento da apuração mostrou que os denunciados eram inocentes e o caso virou um escândalo nacional. Com uma reportagem no Jornal Nacional, Valmir Salaro foi o primeiro repórter a noticiar a acusação. Vinte e oito anos depois, ele procura as vítimas da injustiça e fica frente a frente com elas, seus descendentes e outros personagens dessa história revisitada no documentário "Escola Base – Um repórter enfrenta o passado", dirigido por Eliane Scardovelli e Caio Cavechini, disponível desde 10 de novembro no Globoplay.

“Vou voltar para uma história que há 27 anos me atormenta”, declara o jornalista no documentário, um projeto do próprio Valmir Salaro e do jornalista Alan Graça Ferreira, seu amigo e colega em pautas no "Fantástico". “Desde que eu soube que aquelas pessoas eram realmente inocentes, eu passei a falar sobre o caso e era uma voz solitária. Sempre sou convidado para falar sobre o assunto em faculdades de jornalismo. E, em viagens, o Alan foi me convencendo que isso podia ser transformar num documentário”, explica Valmir, com 42 anos de experiência. “Eu vejo nesse documentário um tributo ao jornalismo. Num momento em que a imprensa é tão atacada, ter um jornalista consagrado que abre o peito para discutir um episódio desta relevância sem filtros, o aproxima das pessoas”, completa Alan. 

Eliane Scardovelli e Caio Cavechini foram convidados para dirigir a produção, aprovada em plena pandemia. Valmir revelou que guardava há 27 anos e que nunca tinha lido uma dedicatória escrita em um livro que recebeu de Maria Aparecida Shimada, uma das proprietárias da Escola Base, junto de uma carta escrita por ela de próprio punho. E que estava disposto a ler, diante das câmeras, estas palavras pela primeira vez. Jovens jornalistas, os dois diretores se viram no desafio de fazer um documentário que ouvisse os personagens centrais dessa história sem julgamentos. “Quando a gente discute Escola Base na faculdade, a gente pensa: ‘Olha, como a imprensa pode impactar a vida das pessoas’. Mas quando você está ao lado do repórter que fez a primeira matéria percebe o desafio que é compreender todas as circunstâncias que resultaram no erro”, diz Eliane.

Além das discussões sobre o exercício do jornalismo, Caio explica que também procurou exercitar a empatia na produção. “A discussão não é tão simplista. Existe uma frase que é meio clichê que diz ‘se coloca no meu lugar’ e fazer jornalismo requer esse exercício de se colocar no lugar das pessoas que a gente está retratando. Ao se colocar no lugar do Valmir, a gente se fazia essa pergunta em várias ocasiões. Com os elementos que ele tinha, será que não era pra dar aquela história? O que exatamente ele poderia ter feito naquela situação? É uma discussão mais complexa do que dizer ‘era uma acusação falsa e a imprensa levou essas pessoas à tragédia”, diz Caio.

Roteirista do documentário ao lado de Eliane Scardovelli, Bruno Della Latta entrou no projeto a partir do sim de Valmir Salaro para Alan Graça. E ele celebra ter acompanhado a transformação do colega para o antes e depois da produção. “O objetivo, que acredito ter sido alcançado, é mostrar que o Valmir da primeira imagem do filme não é o mesmo Valmir que aparece antes de subirem os créditos finais”, atesta Bruno.

Original Globoplay, o documentário "Escola Base – Um repórter enfrenta o passado" tem roteiro de Bruno Della Latta e Eliane Scardovelli, que também dirige o dirige a produção ao lado de Caio Cavechini, e reportagem de Alan Graça Ferreira e Valmir Salaro.

 

quinta-feira, 10 de novembro de 2022

.: Barbatuques apresenta os dois últimos shows Só +1 Pouquinho

O grupo de música corporal convida para os shows online com bate-papo, transmitidos pelo Youtube, e também para conhecer as Brincadeiras Musicais

 

O Ministério do Turismo e a Petrobras apresentam Barbatuques com o show "Só + 1 Pouquinho", do seu mais recente disco dedicado às crianças (de todas as idades). A série de apresentações gratuitas encerra neste final de semana, nos dias 12 e 13 de novembro, sábado e domingo, às 16h. Transmissão online para serem vistas de qualquer localidade, seguidas por bate-papo com os músicos, pelo canal Youtube do Barbatuques (youtube.com/barbatuques).

O grupo está lançamento ainda, toda quarta-feira pelo mesmo canal, vídeos com as Brincadeiras Musicais que ensinam e dão dicas de música e percussão corporal, inspiradas nas canções de "Só + 1 Pouquinho". Já estão disponíveis vídeos que abordam tempo e contratempo, o ritmo do reggae, rock, entre outros.

"Só + 1 Pouquinho" é o quinto disco do Barbatuques, mas o segundo criado especialmente para o público infantil, acompanhando o crescimento do seu público desde Tum Pá, o primeiro lançamento. A proposta do novo trabalho foi inspirada na realidade da rotina em família e das questões vivenciadas pelas crianças.

Todas as músicas do repertório são composições dos integrantes, além de um pot-pourri com congadas do folclore brasileiro. As canções autorais exploram ritmos musicais variados, do funk ao rock, passando pelo xote, coco - tudo pela percussão corporal e vocal. Trazem crônicas divertidas sobre momentos diversos, como a hora de dormir, a escola, o banho, bichos de estimação, a relação com familiares; sem deixar de lado a fantasia, brincadeiras e aventuras imaginativas tão importantes na infância. Nestes shows, o grupo também apresentará hits famosos do repertório, com variações em cada data.

O Barbatuques busca incentivar seu público, de todas as idades, a despertar os sentidos para a música orgânica, feita com o corpo, já que é um "instrumento" acessível e ao alcance de todos. E são as crianças, em especial, que se permitem experimentar mais este sons que criam música.

Projeto com patrocínio Petrobras, dentro do programa Petrobras Cultural, Lei Federal de incentivo à cultura.


Serviço

Shows online Só + 1 Pouquinho + bate-papo

Datas:12 e 13/11 (sábados e domingos)

Horário: 16h

Duração: 65 minutos

Classificação: Livre 

Acesso gratuito

Onde: youtube.com/barbatuques

Barbatuques: André Hosoi, André Venegas, Charles Raszl, Giba Alves, Helô Ribeiro, João Simão, Luciana Cestari, Luciana Horta, Mairah Rocha, Marcelo Pretto, Maurício Maas, Renato Epstein e Tais Balieiro. (show apresentado com formação de 8 integrantes)


Ouça o disco: smarturl.it/SoMais1Poquinho


Repertório previsto* show Só +1 Pouquinho:

1. Brincantes (de Renato Epstein).

2. Só mais um Pouquinho (André Hosoi)

3. Minha Avó ( Lu Horta/ Luciana Cestari)

4. Zinho (Renato Epstein)

5. Zilda (Giba Alves/Helô Ribeiro)

6. Tum Pá (Lu Horta)

7.Toma Lá dá Cá (Helô Ribeiro)

8. Dorme (Helô Ribeiro)

9. Escravos de Jó (domínio público)

10.Sambalelê (domínio público)

11. Tá Caindo Fulô (domínio público) + músicas incidentais: Fiz a Cama na Varanda (Dilu Melo e Ovídio Chaves), Balainho de Fulô (domínio público) e Adeus, Adeus (domínio público)

12 - Que som? (João Simão)

13 - Baianá (releitura Barbatuques para Boa Noite de Maria do Carmo Barbosa)

14 - Você Chegou (André Hosoi e Renato Epstein) 


*Em cada data, haverá variações no repertório apresentado.


Canais Barbatuques:

instagram.com/barbatuques | facebook.com/barbatuques

youtube.com/barbatuques | twitter.com/barbatuques

barbatuques.com.br


terça-feira, 8 de novembro de 2022

.: “Não Se Preocupe, Querida” nas plataformas digitais e conteúdo extra

“Não Se Preocupe, Querida”, novo filme da diretora Olivia Wilde, já está disponível nas plataformas digitais para compra e aluguel. O thriller psicológico conta com um grande elenco, incluindo Florence Pugh como Alice Chambers, Harry Styles no papel de Jack Chambers, Chris Pine como Frank, Dita Von Teese e Olivia Wild, que além de dirigir também assume o papel de Bunny.

O longa apresenta ao espectador um universo fictício dos anos 50 onde as mulheres viviam reclusas em um condomínio de luxo enquanto os maridos trabalhavam no ultrassecreto Projeto Vitória, uma cidade utópica que tem como objetivo salvar o mundo.

Porém, entre uma festa e outra, Alice Chambers, uma das esposas, começa a questionar o projeto e seu objetivo. Com isso, as rachaduras nessa vida idílica começam a aparecer, expondo flashes de algo muito mais sinistro à espreita. Mas quanto ela está disposta a perder para expor o que realmente acontece naquele paraíso?

“Não Se Preocupe, Querida” já pode ser adquirido para aluguel nas plataformas digitais Amazon Prime Video, Claro TV, SKY Play, UOL Play, Vivo Play, Watch Brasil, Google Play, Youtube, Microsoft, Apple TV, e para a opção de compras estará disponível nas lojas Apple TV, Youtube, Google Play e Microsoft. Ao comprar, o título fica disponível por tempo ilimitado para toda a família assistir quando, onde e quantas vezes quiser. Já na opção de aluguel, a produção fica disponível por 48 horas, sem limite de plays, para os filhos, pais e fãs assistirem onde e quando quiser, quantas vezes desejar dentro desse período.

Com a compra nas lojas Apple, Google e Microsoft, o espectador terá acesso a 20 minutos de conteúdo extra sobre o filme, incluindo making of e cenas deletadas do pesadelo da Alice!

Leia +  Crítica: "Não Se Preocupe, Querida" é imperdível suspense perturbador
Trailer

sexta-feira, 4 de novembro de 2022

.: Thriller psicológico, "O Paciente", estreia em 21 de dezembro


 Trailer e pôster da série, que estreia com exclusividade na plataforma em 21 de dezembro, já estão disponíveis


O Star+ apresenta "O Paciente", a fascinante nova série dramática de 10 episódios estrelada por Steve Carell ("The Office", série disponível no Star+) e Domhnall Gleeson ("O Regresso", disponível no Star+), que chegará com todos seus episódios em 21 de dezembro, exclusivamente ao serviço de streaming.  

"O Paciente" é um thriller psicológico escrito por Joel Fields e Joe Weisberg ("The Americans") sobre um terapeuta, Alan Strauss (Steve Carell), que é feito prisioneiro por um paciente, Sam Fortner (Domhnall Gleeson). Fortner se revela um serial killer e tem um pedido terapêutico incomum para Alan: ajudá-lo a conter seus impulsos homicidas.

Para sobreviver, Alan deve desvendar a mente de Sam e impedi-lo de cometer outro assassinato, mas Sam evita discutir assuntos cruciais para o tratamento, como falar sobre sua mãe, Candace (Linda Emond). Sozinho e em cativeiro, Alan examina seu próprio passado através de memórias de seu ex-terapeuta, Charlie (David Alan Grier), e enfrenta ondas de seus próprios problemas reprimidos, como a recente morte de sua esposa, Beth (Laura Niemi), e o doloroso afastamento de seu filho, Ezra (Andrew Leeds), um homem muito religioso.  

Ao longo de sua reclusão, Alan descobre não apenas o quão profunda é a compulsão de Sam, mas também o quanto ele mesmo tem que trabalhar para consertar a ruptura criada em sua própria família. Com o tempo se esgotando, Alan luta desesperadamente para deter Sam antes de se tornar cúmplice de seus assassinatos, ou pior, uma vítima. 

Joel Fields e Joe Weisberg são os criadores, produtores executivos e roteiristas. Steve Carell também é produtor executivo ao lado de Caroline Moore, Victor Hsu e Chris Long. A minissérie é uma Produção da FX Productions.

“O Paciente” estreia exclusivamente no Star+ em 21 de dezembro.


Trailer



quarta-feira, 26 de outubro de 2022

.: “Barbarian”: “Noites Brutais” estreia hoje exclusivamente no Star+

Com ótima recepção da crítica, o longa-metragem estrelado por Georgina Campbell, Bill Skarsgård e Justin Long chega à plataforma de streaming em 26 de outubro


 Após mais de um mês desde a estreia nos EUA e muita especulação sobre a chegada ao Brasil, o filme “Noites Brutais” (“Barbarian” no título original em inglês) finalmente será lançado no país em 26 de outubro, exclusivamente no Star+. Com alta aprovação no Rotten Tomatoes, a produção é uma das estreias de terror mais aguardadas do ano.

A trama acompanha Tess (Georgina Campbell), uma jovem que viaja para Detroit para uma entrevista de emprego e decide ficar na cidade. Mas ao chegar ao local, ela descobre que, na mesma propriedade que alugou, há um homem estranho (Bill Skarsgård) hospedado. Apesar de seu bom senso dizer o contrário, Tess decide se instalar no local mesmo assim e passar a noite. Não demora muito até que a personagem perceba que sua vida está em perigo.


Aclamado pela crítica especializada


“Noites Brutais” teve uma ótima recepção da crítica, obtendo uma média de 92% de aprovação da crítica no Rotten Tomatoes – site especializado que compila as principais críticas de filmes e séries – com base em 159 análises até o momento. “Inteligente, com humor sombrio e, acima de tudo, assustador, "Noites Brutais" oferece aos fãs de terror uma jornada de emoções arrepiantes e consistentemente imprevisível”, diz o consenso da crítica no site.

Já entre o público, o longa alcançou a marca de 70% de aprovação, com base em mais de mil notas.

Grande elenco: Os produtores reuniram um elenco de primeira para “Noites Brutais”. Para o papel de Tess – a protagonista que não tem sorte, mas é determinada – eles escalaram Georgina Campbell, atriz conhecida por seus papéis em séries como “Broadchurch”, “Krypton”, “Black Mirror” e “Suspicion”.

“Georgina foi realmente uma dádiva. Ela é uma atriz muito talentosa e tem uma profunda empatia com sua personagem, o público poderá se colocar no lugar dela”, afirmou o diretor do filme, Zach Cregger.

Georgina Campbell protagoniza “Noites Brutais”, filme exclusivo Star+

Já para o papel de Keith, quem está hospedado na moradia que Tess reservou, eles escalaram Bill Skarsgård, ator sueco que interpretou o personagem Pennywise nos filmes “It – A Coisa” e “It: Capítulo 2”, e também atuou em filmes e séries renomadas como “Hemlock Grove”, “A Série Divergente: Convergente”, “Deadpool 2” e “Castle Rock”.

Falando sobre a participação de Skarsgård no filme, Cregger observou que sua escolha foi ideal: “Eu estava procurando alguém que pudesse trazer uma energia do tipo Anthony Perkins (famoso por estrelar o clássico Psicose) para o filme. Queria criar um personagem que o público gostasse, mas, ao mesmo tempo, sentisse que ele está escondendo alguma coisa."

O personagem Keith é interpretado por Bill Skarsgård

O papel de AJ, o dono da casa alugada, é interpretado por Justin Long, que provavelmente é mais conhecido por fãs do terror por um de seus primeiros papéis em “Olhos famintos: Renascido” (2001). Depois, ele protagonizou filmes e séries como “Duro de Matar 4.0”, “Unsupervised”, “New Girl”, “Skylanders Academy” e “Giri/Haji”. Completam o elenco de “Noites Brutais” Matthew Patrick Davis, Richard Brake, Jaymes Butler e Kurt Braunohler.

Justin Long interpreta AJ em “Noites Brutais”

“Noites Brutais” estreia exclusivamente no Star+ em 26 de outubro.


quinta-feira, 15 de setembro de 2022

.: "Abracadabra 2" estreia dia 30. Relembre o primeiro filme!

Com estreia em 30 de setembro exclusivamente na plataforma, a sequência traz novamente Bette Midler, Sarah Jessica Parker e Kathy Najimy interpretando as icônicas irmãs Sanderson


“Abracadabra” estreou em 1993 e é um considerado um clássico do Halloween. A história se passa em Salem, Massachusetts, onde o adolescente Max Dennison explora uma casa abandonada com sua irmã Dani e sua nova amiga Allison. Depois de não acreditar em uma história que Allison conta, Max acidentalmente liberta um grupo de bruxas más que moravam na casa. Agora, com a ajuda de um gato mágico, as crianças devem roubar o livro de magias das bruxas para impedi-las de se tornarem imortais.

A primeira produção, disponível exclusivamente no Disney+, conta com grandes nomes no elenco como: Sarah Jessica Parker interpretando Sarah Sanderson, Bette Midler interpretando Winifred Sanderson, Kathy Najimy como Mary Sanderson, Thora Birch como Dani Dennison, Omri Katz como Max Dennison, Vinessa Shaw interpretando Alison, entre outros. Além disso, “Abracadabra” trouxe um enredo, produção e personagens icônicos lembrados e aclamados pelo público até a atualidade, incluindo a interpretação da canção "I Put Spell On You" pelas atrizes protagonistas. A música tornou-se um marco para qualquer celebração de Dia das Bruxas. 


As irmãs Sanderson em cena de “Abracadabra 2”


Agora, as irmãs Sanderson estão de volta em “Abracadabra 2” que estreia em 30 de setembro exclusivamente no Disney+. Já se passaram 29 anos desde que alguém acendeu a Vela da Chama Negra e ressuscitou as irmãs do século XVII, e elas estão em busca de vingança. Agora, cabe à três adolescentes – Izzy (Belissa Escobedo), Becca (Whitney Peak) e Cassie (Lilia Buckingham) - impedirem que as vorazes bruxas despertem um novo tipo de caos em Salem antes do amanhecer da véspera do Dia de Todos os Santos.

As personagens Izzy, Becca e Cassie em cena de “Abracadabra 2”


A sequência reúne novamente as atrizes Bette Midler, Sarah Jessica Parker e Kathy Najimy interpretando as irmãs Sanderson. “Abracadabra 2” também é estrelado por Sam Richardson (A Guerra do Amanhã), Doug Jones (A Forma da Água), Hannah Waddingham (Ted Lasso), Whitney Peak (Gossip Girl), Belissa Escobedo (American Horror Stories), Lilia Buckingham (Dirt), Froyan Gutierrez (Teen Wolf) e Tony Hale (Veep).

O filme é dirigido por Anne Fletcher (Dumplin’, A Proposta) e produzido por Lynn Harris (King Richard: Criando Campeãs, Águas Rasas), com Ralph Winter (Abracadabra, franquia X-Men), David Kirschner (Abracadabra, Chucky) e Adam Shankman (Desencantada, Hairspray – Em Busca da Fama) atuando como produtores executivos. 

“Abracadabra 2” estreia em 30 de setembro exclusivamente no Disney+.

Compre "Abracadabra" em DVD aqui: amzn.to/3Ucdx7P


Trailer


terça-feira, 30 de agosto de 2022

.: Globoplay: Camila Morgado relembra a minissérie "A Casa das Sete Mulheres"

Revolução Farroupilha é relatada pela ótica das mulheres da família do líder dos farrapos na obra escrita por Letícia Wierzchowski. Camila Morgado e Thiago Lacerda. Foto: Gianne Carvalho


Há 19 anos, mulheres parentes do líder dos farrapos, Bento Gonçalves (Werner Schunemann) refugiavam-se em uma estância à espera da volta dos homens da família. Exibida pela TV Globo em 2003, a minissérie poderá ser revista no Globoplay a partir do dia 29 de agosto, como parte do projeto de resgate dos clássicos da dramaturgia.   

A trama tem como pano de fundo a Revolução Farroupilha, conhecida também como a Guerra dos Farrapos. Em meados da década de 1830, com a abdicação de Dom Pedro I, os regentes que assumem o governo não conseguem pacificar a nação e rebeliões explodem em algumas províncias, entre elas: ‘A Guerra dos Farrapos’, no Sul, em 1835. Durante dez anos, tempo que durou as batalhas, Ana Joaquina (Bete Mendes), Maria (Nívea Maria), Manuela (Camila Morgado), Rosário (Mariana Ximenes), Mariana (Samara Felippo), Caetana (Eliane Giardini) e Perpétua (Daniela Escobar), mulheres de idades e temperamentos diferentes dividem o mesmo ambiente e vivenciam amores, amizades, frustrações e tempos de esperança.   

Além das sete mulheres centrais do enredo, há Antônia (Jandira Martini), irmã mais velha de Bento Gonçalves, que vive em uma estância próxima à de Ana. Logo no início da trama, Manuela - filha de Maria, se apaixona pelo italiano Giuseppe Garibaldi (Thiago Lacerda). E, apesar da oposição dos pais da jovem que desejam vê-la casada com Joaquim (Rodrigo Faro), filho de Bento Gonçalves, os dois se envolvem e Garibaldi promete se casar com Manuela. Porém, durante uma batalha, o destino muda o rumo do casal, quando Giuseppe descobre que sua amada está prometida a outro homem.   

Para Camila Morgado, sua personagem Manuela era uma heroína romântica, sonhadora e com um talento enorme para o amor. “Como todas as mulheres daquela época que aguardavam seus maridos chegarem da guerra, Manuela tinha uma capacidade intuitiva e muito aguçada. Ao longo da trama acompanhamos suas alegrias e suas dores através de seu diário, nos tornando assim íntimos e cúmplices de suas expectativas”, recorda a atriz. Confira a entrevista com a atriz Camila Morgado: 


Como foi contracenar com as outras seis mulheres da minissérie: Bete Mendes, Nivea Maria, Mariana Ximenes, Samara Felippo, Eliane Giardini e Daniela Escobar?   

Camila Morgado: Foi meu primeiro papel na TV e eu fui muito bem recebida por todas elas! Elas me ajudaram em tudo. Foi um momento lindo e mágico contracenar com todas, pois eu já acompanhava seus trabalhos como espectadora e tinha muita admiração por elas.

 

Qual é a expectativa para a estreia de ‘A Casa das Sete Mulheres’ no Globoplay? 

Camila Morgado: A "Casa das Sete Mulheres" foi um trabalho lindo e de muita repercussão. Sinto muito orgulho por ter participado deste projeto e também muita felicidade de saber que agora estará no Globoplay. 


Você vê alguma semelhança na sua personagem Manuela, da minissérie com a Irma, de Pantanal? 

Camila Morgado: Apesar das duas personagens serem de épocas completamente distintas, vejo tanto na Manuela quanto em Irma uma


"A Casa das Sete Mulheres" é uma adaptação da obra homônima da gaúcha Letícia Wierzchowski. A trama tem autoria de Maria Adelaide Amaral e Walther Negrão, e direção de Teresa Lampreia, Jayme Monjardim e Marcos Shechtman. Completam o elenco: Estevão Duarte (Thiago Fragoso); Bento Manuel (Luís Melo); Inácio (Marcello Novaes); General Antônio (Tarcísio Filho); Afonso José (Murilo Rosa); Onofre (José de Abreu); Luigi (Dalton Vigh); José (Ney Latorraca); Tito (Ângelo Antônio); Antônio Gonçalves (Sebastião Vasconcelos); Rosa (Ana Beatriz Nogueira); Coronel Moringue (Gilson Moura); Bentinho Gonçalves (Dado Dolabella); Caetano Gonçalves (Bruno Gagliasso); Luzia (Amandha Lee); Chico Mascate (José Victor Castiel); Consuelo (Rosi Campos); Tina (Carla Regina); Teiniaguá (Juliana Paes); Joana Moreira (Manuela do Monte); Anselmo (Zé Carlos Machado); Eduardo (Gabriel Gracindo); Pedro (Theodoro Cochrane); João Congo (Antônio Pompêo); Terêncio Zimbué (Maurício Gonçalves); Zefina (Viviane Porto); Viriata (Mariah da Penha); Beata (Mary Sheila); Zé Pedra (Bukassa Kabengele); Angélica (Carla Diaz); Marco Antônio (Carlos Machado); Leão Gonçalves (Sérgio Vieira); e Netinho (André Luiz). 

segunda-feira, 29 de agosto de 2022

.: "Manhãs de Setembro": liberadas imagens da segunda temporada


O Prime Video divulgou as primeiras imagens da segunda temporada da série brasileira Original Amazon "Manhãs de Setembro", que chega exclusivamente ao Prime Video, em mais de 240 países e territórios, em 23 de setembro.

Estrelada por Liniker, Karine Teles, Gustavo Coelho e Thomás Aquino, a segunda temporada da produção conta com seis episódios que retratam os desdobramentos da vida de Cassandra após os acontecimentos da primeira temporada. Para ela, tudo corre fora do esperado desde a chegada de Gersinho. Sua vida virou de cabeça para baixo e, na nova temporada, a sensação de descontrole vai se aprofundar. O reencontro com o pai Lourenço (Seu Jorge) depois de dez anos, a abala profundamente. Gersinho e Ruth (Samantha Schmütz), companheira de Lourenço, vão ser fundamentais para reconstruir a ponte entre Cassandra e o pai. Além disso, Ruth provocará Leide (Karine Teles) a buscar mais oportunidades para além da maternidade. A relação com Ivaldo (Thomas Aquino) já não é a mesma e os apertos econômicos que colocam em risco a quitinete levam a nossa protagonista ao seu limite. Na segunda temporada, todas as certezas de Cassandra se desmancham no ar.

A produção também conta com novos nomes como Seu Jorge, Samantha Schmütz, Ney Matogrosso e Mart’nália, que se somam ao elenco da primeira temporada, composto por Gero Camilo, Paulo Miklos, Clodd Dias, Isabela Ordoñez, Clébia Souza, Inara Cristina, Elisa Lucinda, Linn da Quebrada, Divina Nubia, Danna Lisboa e Dante Aganju.

"Manhãs de Setembro" é produzida por Andrea Barata Ribeiro e Bel Berlinck, da O2 Filmes, e Luis Pinheiro. Assim como na primeira temporada, o roteiro é de Josefina Trotta, Alice Marcone e Marcelo Montenegro, Carla Meireles, com direção de Luis Pinheiro e Dainara Toffoli, e ideia original de Miguel de Almeida.


.: Crítica: "Manhãs de Setembro" mostra que ninguém é mulher impunemente







sábado, 27 de agosto de 2022

.: "Elvis", de Baz Luhrmann, chega à HBO Max em 2 de setembro

Realizado pelo cineasta Baz Luhrmann, o filme retrata a vida de um dos pioneiros do Rock & Roll e traz o vencedor do Oscar® Tom Hanks e Austin Butler como protagonistas


A HBO Max continua a surpreender com a sua impressionante franquia "Do Cinema para sua Casa", uma verdadeira novidade que lança os filmes mais grandiosos da Warner Bros. e de outros grandes estúdios pouco tempo após o seu lançamento nos cinemas. Neste caso, "Elvis", o novo filme biográfico do realizador Baz Luhrmann, estrelado por Austin Butler e pelo vencedor do Oscar® Tom Hanks, estará disponível na HBO MAX a partir de 2 de setembro.

Este filme traça a vida do Rei do Rock & Roll, Elvis Presley (Butler), desde as suas origens até ao estrelato. Um filme dinâmico, cheio de cor, rock e muita dança. A produção convida o espectador a conhecer a ascensão exponencial da sua carreira, mas também vai além, com um olhar mais profundo sobre as complexas relações de Elvis com a sua família, o seu agente, o coronel Tom Parker (Hanks), seus fãs e ele próprio.

"Elvis" mergulha na complexa dinâmica entre Presley e Parker que se estende por mais de 20 anos, desde a ascensão de Elvis à fama até seu estrelato sem precedentes, no contexto cultural dos Estados Unidos. No centro dessa viagem está uma das pessoas mais significativas e influentes na vida do músico, Priscilla Presley (Olivia DeJonge), com quem tem a sua única filha, Lisa Marie Presley.

O filme não é apenas biográfico, mas também um musical. O repertório das canções de Elvis Presley inclui êxitos como "Burning Love", "Can't Help Falling in Love", "Hound Dog" e "Unchained Melody". Embora muitas das canções apresentem a voz original do Rei, outras foram adaptadas e modernizadas por artistas do momento como Måneskin, Doja Cat, Eminem, Tame Impala, entre outros.

O elenco também inclui a atriz de teatro Helen Thomson ("Top of the Lake: China Girl", "Rake"), que interpreta a mãe de Elvis, Gladys; Richard Roxburgh ("Moulin Rouge!", "Breath", "Hacksaw Ridge") como o pai de Elvis, Vernon; e Olivia DeJonge ("The Visit", "Stray Dolls") como Priscilla Presley. Luke Bracey ("Hacksaw Ridge", "Point Break") como Jerry Schilling, Natasha Bassett ("Hail, Caesar!") como Dixie Locke, David Wenham (trilogia "The Lord of the Rings", "Lion", "300") como Hank Snow, e Kelvin Harrison Jr. ("The Trial of the Chicago 7", "The High Note") que interpreta BB King. Xavier Samuel ("Adore", "Amor & Amizade", "A Saga Crepúsculo: Eclipse") interpreta Scotty Moore, e Kodi Smit-McPhee ("O Poder do Cão") é Jimmie Rodgers Snow.

Também no elenco está Dacre Montgomery ("Stranger Things", "The Broken Heart Gallery") que interpreta o realizador de televisão Steve Binder, juntamente com os atores australianos Leon Ford ("Gallipoli", "The Pacific") como Tom Diskin, Kate Mulvany ("The Great Gatsby", "Hunters") como Marion Keisker, Gareth Davies ("Peter Rabbit", "Hunters") como Bones Howe, Charles Grounds ("Crazy Rich Asians", "Camp") como Billy Smith, Josh McConville ("Fantasy Island") como Sam Phillips, e Adam Dunn ("Home and Away") como Bill Black.

Interpretando outros artistas musicais icônicos apresentados no filme estão a cantora/compositora Luhrmann Yola como irmã Rosetta Tharpe, o modelo Alton Mason como Little Richard, Gary Clark Jr. como Arthur Crudup, e a cantora Shonka Dukureh como a recentemente falecida Willie Mae "Big Mama" Thorton.

O indicado ao Oscar ("O Grande Gatsby", "Moulin Rouge!") Luhrmann dirige a produção, a partir do roteiro escrito por ele ao lado de Sam Bromell, Craig Pearce e Jeremy Doner, e da história que co-escreveu com Jeremy Doner. O filme é produzido pelo próprio Luhrmann, Catherine Martin ("The Great Gatsby", "Moulin Rouge!"), Gail Berman, Patrick McCormick e Schuyler Weiss, vencedores do Oscar. Courtenay Valenti e Kevin McCormick são produtores executivos.

A equipa criativa dos bastidores inclui a diretora de fotografia Mandy Walker ("Mulan", "Austrália"), a designer de produção e figurinista vencedora do Oscar Catherine Martin ("The Great Gatsby", "Moulin Rouge!"), a designer de produção Karen Murphy ("A Star Is Born"), os montadores Matt Villa ("The Great Gatsby", "Austrália") e Jonathan Redmond ("The Great Gatsby"), o supervisor de efeitos visuais Thomas Wood ("Mad Max: Fury Road"), o supervisor de música Anton Monsted ("Austrália", "Moulin Rouge!") e o compositor Elliott Wheeler ("The Get Down").

Apresentado pela Warner Bros. Pictures e produzido pela Bazmark, Jackal Group, um filme de Baz Luhrmann, "Elvis" chega à HBO Max no dia 2 de Setembro.


.: Crítica: Filmaço, "Elvis" é retorno avassalador de Baz Luhrmann

.: Crítica: "Elvis" é uma homenagem afetadíssima e afetiva ao "Rei do Rock"

.: Estreia trilha sonora de "Elvis", o novo filme de Baz Luhrmann

sexta-feira, 26 de agosto de 2022

.: "Pinóquio" estreia em 8 de setembro. Conheça o elenco!


“Pinóquio”, o mais novo live-action da Walt Disney Studios, estreia dia 8 de setembro durante o Disney+ Day. A produção é dirigida por Robert Zemeckis (vencedor do Oscar) e reconta a adorada história do boneco de madeira que embarca em uma aventura eletrizante para se tornar um menino de verdade. Conheça mais sobre o elenco de peso dessa nova produção:


Tom Hanks - Gepeto


Artista renomado no mundo todo, Tom Hanks é um ator e cineasta estadunidense que se destacou em diversos filmes de sucesso, como: “Forrest Gump” (1994), “Apollo 13” (1995), “O Resgate do Soldado Ryan” (1998), “Prenda-me se for Capaz” (2002), “O Código Da Vinci” (2006), “Capitão Phillips” (2013), “Anjos e Demônios” (2009), “Philadelphia” (1993), além de ser a voz do personagem Woody na série de filmes de animação “Toy Story”.

Já foi indicado e venceu diversos prêmios ao longo de sua carreira, incluindo sua vitória ao Oscar® de Melhor Ator em dois anos seguidos pelos filmes “Philadelphia” e “Forrest Gump”. Na nova produção do Disney+, Hanks interpreta Gepeto, o carpinteiro que constrói e trata Pinóquio como filho.


Joseph Gordon-Levitt - Grilo Falante 

Nascido em Los Angeles, Joseph Gordon-Levitt é um ator, diretor, produtor e roteirista de sucesso. Já participou de produções de sucesso como os filmes “A Origem” (2010), “Snowden” (2016), "O Cavaleiro das Trevas Ressurge” (2012) e “A Entrevista” (2014). Além disso, foi indicado ao Globo de Ouro® de Melhor Ator em Filme Musical ou Comédia por suas atuações principais em “(500) Dias com Ela” (2009) e “50%” (2011). No novo filme do Disney+, Joseph Gordon-Levitt é Grilo Falante, que atua como guia e "consciência" de Pinóquio


Benjamin Evan Ainsworth - Pinóquio

Benjamin Evan Ainsworth é um ator infantil britânico de 13 anos de idade. Ele é conhecido por interpretar Miles na série “A Maldição da Mansão Bly” (2020) e William no filme “Flora & Ulysses” (2021). Já na nova produção da plataforma, o jovem ator dá voz ao Pinóquio, o boneco de madeira criado por Gepeto. 


Cynthia Erivo - Fada Azul

Cynthia Erivo é uma atriz, cantora e compositora britânica. Filha de pais nigerianos, nasceu em Stockwell, Londres. Em 2015, estreou na Broadway no musical “A Cor Púrpura”, no papel de Celie Johnson. Por sua performance nesta produção, ganhou o Tony Awards® na categoria de Melhor Atriz Principal em um Musical, além de um Grammy® pela trilha sonora e um Emmy® pela apresentação do musical em um programa de televisão.


Em “Pinóquio”, Cynthia interpreta a Fada Azul, fiel escudeira do garoto de madeira.


Keegan-Michael Key - João Honesto

Keegan-Michael Key é um ator, comediante, produtor e roteirista americano. Ao lado de Jordan Peele, estrelou a série “Key & Peele” (2012), além de fazer parte do elenco de seis temporadas de “Mad TV” (1995). Também apareceu ao lado de Peele na primeira temporada da série “Fargo” (2014) e teve um papel recorrente em “Parks and Recreation” de 2013 a 2015. Já em “Pinóquio”, Key dá a voz à João Honesto.


Luke Evans - Cocheiro

Luke Evans é um ator e cantor nascido no País de Gales. Sua primeira atuação profissional no cinema foi em 2010 no filme britânico “Sex & Drugs & Rock & Roll” (2010), seguido de “Robin Hood” (2010), e o sucesso de bilheteria “Fúria de Titãs” (2010). Também protagonizou os filmes: “Os Três Mosqueteiros” (2011), “Drácula: A História Nunca Contada” (2014), “O Corvo” (2012),  “A Garota no Trem” (2016), “A Bela e a Fera” (2017), dentre outros. Na nova produção do Disney+, Evans interpreta o Cocheiro.


Lorraine Bracco - Sofia, a Gaviota

Sofia, a Gaviota, a nova personagem de “Pinóquio”, é interpretada por Lorraine Bracco. A atriz estadunidense ganhou notoriedade em 1990 quando atuou em “Os Bons Companheiros”, trabalho pelo qual recebeu uma indicação ao Oscar® de Melhor Atriz Coadjuvante. Também integrou a série de televisão de muito sucesso “Família Soprano” (1999), no papel da psiquiatra Jennifer Melfi.


Trailer






Postagens mais antigas → Página inicial
Tecnologia do Blogger.