terça-feira, 17 de maio de 2016

.: Sobre aquela casa dos gatinhos, por Mary Ellen F. S. Miranda

Por: Mary Ellen Farias dos Santos*
Em maio de 2016



Aquele casal tinha o hábito de conversar, mesmo quando um deles estava no banho, de portas abertas mesmo. Eis que ela saiu do box, para se enxugar quando ele disparou:

- Sabe aquela casa cheia de gatos?

A esposa franziu a testa em sinal de não entender ao que ele se referia.

Mas, de modo insistente, com a completa esperança de ser entendido, completou:

- Aquela casa, ali, perto da avenida.

A mulher rapidamente disse:

- Ah! Sei!

Então, acho que um gatinho morreu.

Com a testa franzida e com os olhos arregalados, ela perguntou:

- Por quê?

- É que tinha um urubu bicando algo ali..., respondeu o marido com um ar de normalidade em seu olhar.

Sem pensar, a esposa comentou:

- Bem! Que imagem a ser formada na mente para fechar um dia cansativo, não?


*Editora do site cultural www.resenhando.com. É jornalista, professora e roteirista. Twitter: @maryellenfsm

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.