segunda-feira, 11 de julho de 2016

.: “Sócrates foi um amor...”, diz Casagrande para Mariana Godoy

O ex-jogador e comentarista esportivo Walter Casagrande foi o convidado do "Mariana Godoy Entrevista" da última sexta-feira, 8 de julho. Em sua participação, Casagrande falou sobre o novo livro que está lançando - "Sócrates & Casagrande - Uma História de Amor", no qual documenta sua amizade com o também craque Sócrates. 

"Na época em que eu joguei a gente tinha uma diferença de idade, no Corinthians. E começou a funcionar, eu e ele tínhamos um entrosamento. Apenas vivenciando os fatos você não percebe a dimensão das coisas acontecendo, sempre se falou em ‘Sócrates e Casagrande’.(…) No dia da morte dele eu tinha que fazer um jogo e a pergunta dos jornalistas foi exatamente essa:  'E agora, como fica Sócrates e Casagrande?'". "Casão" conta que foi aí que percebeu a importância e uma “ligação muito forte espiritual, de amizade, de amor e parceria” com Sócrates.


Casagrande contou que o livro tem uma "função terapêutica": "Eu falo no livro o que eu gostaria de falar para ele". O comentarista esportivo disse que foi até o hospital visitar o amigo, mas que ainda sentiu que havia coisas que não foram ditas. “Sócrates foi um amor que tive na minha vida”, ressaltou o comentarista.

O programa também trouxe o escritor Gilvan Ribeiro, que escreveu os livros ao lado de Casagrande. "A gente tem uma amizade há bastante tempo, já conhecia a personalidade do 'Casa'. (...) Quando fui fazer o primeiro livro, fizemos sessões mais 'sistemáticas', escolhia temas e usava o humor dele no dia para abordar certos assuntos. O primeiro livro é muito forte nesta questão da droga. Ele conviveu praticamente um mês com demônios dentro de casa. Tendo visões. Ele usava drogas injetáveis, como heroína e cocaína, e começou a ter visões. E acho que, também por falta de sono, ele ficou 10 dias sem dormir e acho que sem comer. Depois fui ouvir outras fontes, pois é importante para construir a personalidade da pessoa"

Já a respeito do livro sobre Sócrates, Gilvan conversou a esposa do jogador, com o irmão Raí e diversos músicos: "Sócrates tinha uma faceta musical muito apurada. Ele até compunha músicas. E aí descobri coisas que nem imaginava: o Sócrates era médium e espírita". Casagrande disse que "nem imaginava" que Sócrates era médium: "Ele passava a aparência de ser uma pessoa muito cética, muito lógica".

"Tenho uma admiração muito grande por Lúcifer. E foi uma das causas dos meus surtos. Eu não dormia e comecei a ir atrás de coisas desse tipo. E ao mesmo tempo eu contestava muito a história de Cristo (...) Achava que ele era filho de José e Maria, não filho de Deus", contou Casagrande sobre o "mito" de que seria "fã" do demônio Lúcifer. "Eu não preciso de igreja para ter fé em Deus, ter fé em Cristo", afirmou. Questionado se é "atraído pelo lado negro", Casagrande não perdeu o humor: "Eu vejo o Batman e torço para o Coringa".

*Crédito/Foto: Artur Igrecias/ Divulgação RedeTV!

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.