quarta-feira, 13 de julho de 2016

.: "Trinta e Poucos", as melhores crônicas de Antonio Prata

Mais que qualquer escritor em atividade, Antonio Prata é cultor do gênero - consagrado por gigantes do porte de Rubem Braga, Paulo Mendes Campos, Fernando Sabino e Nelson Rodrigues - que fincou raízes por aqui: a crônica.

Pode ser um par de meias, uma semente de mexerica, uma noite maldormida, a compra de um par de óculos, a tentativa de fazer exercícios abdominais. Quanto mais trivial o ponto de partida, mais cheio de sabor é o texto, mais surpreendente é a capacidade de extrair sentido e lirismo da aparente banalidade.

"Trinta e Poucos" traz crônicas selecionadas pelo próprio autor a partir de sua coluna no jornal "Folha de S.Paulo". Um mosaico com os melhores textos do principal cronista do Brasil.

Antonio Prata nasceu em São Paulo, em 1977. Tem diversos livros publicados, entre eles "Nu, de Botas", "Meio Intelectual, Meio de Esquerda" e "Felizes Quase Sempre". Escreve roteiros para televisão e cinema.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.