quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

.: Resenha de "Lou", curta indicado ao Oscar 2018

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em fevereiro de 2018



Crianças podem ser cruéis, seja com algum brinquedo ou até com "coleguinhas". O curta de Dave Mullins e Dana Murray, intitulado "Lou", exibido nos cinemas antes do longa animado "Carros 3" e indicado ao Oscar 2018 na categoria Melhor Curta Animado, trata esse comportamento de modo eficaz. De um lado crianças que simplesmente abandonam os objetos onde dá na telha e a que provoca retirando -a bel prazer- tudo o que é do outro.

Após um intervalo escolar, diante de tantos itens largados pelo pátio, a caixa de "Achados e perdidos" -LOst and foUnd, daí o nome do curta, que são justamente as letras faltantes do caixote de madeira- ganha vida e recolhe tudo para que seus donos os reencontre. Contudo, o valentão da turma, o que tenta pegar o que é dos outros, aprende uma lição preciosa de Lou.

A produção da Pixar e Walt Disney Pictures dá exemplos de comportamento aos pequenos, enquanto relembra personagens dos próprios longas animados. Dentro da caixa, com todos os objetos perdidos reunidos, ao "chamar" a segunda bolinha de baseball para junto e formar os olhos de Lou, numa fração de segundos, surge um "Nemo". Contudo, é o valentão que remete -e muito- ao menino das cavernas de "O Bom Dinossauro". 


Proposital ou não, ao fugir do malvado, Lou de mochila nas costas com o casaco vermelho e os olhos de bolas de baseball, remete ao protagonista do clássico filme "E.T. - O Extraterrestre". As referências não ficam por aqui. O casaco com capuz chega a formar o vilão "Randall" e a pequena "Boo" de "Monstros S.A", com direito a olhinhos acima da cabeça. Até a lagosta Sebastião de "A Pequena Sereia" surge na tela, quando ainda Lou tenta escapar do valentão. 

Já Riley, de "Divertidamente", aparece na pele de uma menina brincando com um lindo porquinho de pelúcia -com o acréscimo de um óculos. Sem deixar de salientar que o ambiente escolar, lembra a creche Sunnyside em que os brinquedos de "Toy Story 3" resolvem se mudar. Quem é Lou? É um ser que assume uma figura semelhante a de um Elmo, embora a vida dele esteja nos objetos perdidos. 

E essa aula em formato animado com duração de quatro minutos, repleta de homenagens é válida? Sem dúvida! "Lou", de Dave Mullins e Dana Murray concorre ao prêmio de "Melhor Curta em Animação" junto a "Dear Basketball", de Glen Keane e voz de Kobe Bryant, "Garden Party", de Victor Caire e Gabriel Grapperon, "Negative Space", de Max Porter e Ru Kuwahata e "Revolting Rhymes", de Jakob Schuh e Jan Lachauer. 


*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: @maryellenfsm



Assista o curta e três melhores cenas de "Carros 3"

Compartilhar no WhatsApp
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.