sábado, 1 de março de 2008

.: Entrevista com Marjorie Estiano, atriz e cantora

"Sobre o que mais gosto? Acabei decidindo por não me decidir" - Marjorie Estiano

Por: Helder Miranda e Mary Ellen Farias dos Santos

Em março de 2008


A estrela do horário nobre da Rede Globo dá as caras no R.G. do Resenhando.com e fala sobre Maria Paula e a renovação de contrato com a emissora.



Cantora e atriz. Marjorie Estiano, uma jovem de 26 anos, que diz não ser feminista, apesar de ter nascido no dia 8 de março (Dia da Mulher), fala com simplicidade sobre a carreira musical e a correria para as gravações da novela da Rede Globo, Duas Caras, na qual interpreta a protagonista, Maria Paula.

Aos internautas, nós do Resenhando.com somente podemos afirmar que a estrela do horário nobre é extremamente doce e gentil, até mesmo ao ser questionada sobre renovação de contrato com a maior emissora de TV brasileira, possíveis chances de migrar para alguma emissora concorrente ou convites para posar nua.

HISTÓRIA: Marjorie Dias de Oliveira, concluiu o curso técnico de artes cênicas no Colégio Estadual do Paraná, em Curitiba, aos 18 anos. Em São Paulo, cursou a faculdade de Música (dois anos) e Publicidade (um ano). Conciliando os estudos, atuou em peças de teatro, fez comerciais de televisão e pertenceu a um grupo de garçons cantores que faziam performances de clássicos do cinema, como Grease e Cabaret, chamado Cine in Show.

Ao passar no teste da Oficina de Atores da Rede Globo, mudou-se para o Rio de Janeiro, em 2003. Foi então que a moça assumiu o nome artístico de Marjorie Estiano e entrou para o elenco fixo de Malhação, interpretando a personagem Natasha, baixista do grupo musical Vagabanda. Apesar de ser a vilã da 10ª temporada do seriado jovem, ela conquistou o grande público com sua voz nas canções Você sempre será e Por mais que eu tente.

Ao soltar a voz em singles, Marjorie ganhou o público jovem e investiu na carreira musical, gravou demos e a Universal Music aceitou a produção de um CD, que foi distribuído nas lojas no dia 30 de abril de 2005. Com o disco lançado, a cantora passou a apresentar-se pelo Brasil em julho do mesmo ano.

No mês de novembro ela lançou seu primeiro DVD que contou com as músicas do CD de estréia e releituras dos sucessos Miss Celie's Blues, tema do filme A Cor Púrpura, Até o Fim, do clássico de Chico Buarque, This Love, do Maroon 5, entre outros. O CD alcançou a marca de 175 mil cópias vendias enquanto que o DVD vendeu 42 mil cópias.

Ainda em 2005, a canção Você sempre será foi a segunda música mais executada nas rádios de todo o Brasil, impulsionando o CD para o topo dos mais vendidos. Em 2006, como cantora, ganhou o Prêmio Multishow de Revelação. Em 2007, Marjorie finalizou o segundo CD, Flores, Amores e Blábláblá, que traz uma canção de Rita Lee, Tatuagem, Oh! Darling, dos Beatles e a canção Espirais.

Após agradar os fãs de novelas em Páginas da Vida, ao interpretar a personagem Marina que lutou para salvar o pai do alcoolismo, Marjorie tem o árduo trabalho de protagonizar a atual novela das 21 horas, da Rede Globo, Duas Caras. Confira a entrevista descontraída e bem-humorada da estrela do horário nobre Marjorie Estiano.




RESENHANDO - O que muda na sua carreira, após interpretar uma protagonista no horário nobre da principal emissora do país?
MARJORIE ESTIANO – Não procuro pensar em ser protagonista, para não me atrapalhar. As pessoas colocam um peso muito grande, que na verdade não têm. Hoje, uma trama tem diversos protagonistas, pois é muito mais rápida e cada um tem o seu momento. Procurei pensar apenas em seguir em frente e fazer bem o meu trabalho.


RESENHANDO - Antes de seu contrato acabar, a Rede Globo acabou de renová-lo por mais quatro anos. A que você atribui isso?
M.E. – Foi um encontro de interesses. É uma empresa em que tive grandes oportunidades, que vem investindo porque teve algum retorno.


RESENHANDO - Não seria uma forma de garantir que você não seja contratada pela concorrência?
M.E. – (silêncio) Olha, não sei... Nem me interessa.


RESENHANDO - O que a Marjorie tem da Maria Paula?
M.E. – Determinação. Como a Maria Paula, sou obsessiva. Claro que não chego a ser patológica, mas no trabalho eu sempre quero dar o meu melhor.


RESENHANDO - Ferraço, Cláudius ou Narciso? Para quem você torce para sua personagem em Duas Caras ficar no final?
M.E. – Cláudius, porque eles têm uma história bonita. Ele gostava dela desde muito garoto, e Maria Paula passou a percebÊ-lo depois .


RESENHANDO - Você gosta mais de cantar ou atuar?
M.E. – As duas coisas. Sempre quis ser atriz e cantora. Quando comecei, em Malhação, interpretei a Natasha, uma menina que cantava, e foi uma feliz coincidência. Sobre o que mais gosto? Acabei decidindo por não me decidir.


RESENHANDO - Muito discreta, não se vê seu nome envolvido em fofocas. Inevitavelmente, já deve ter recebido convites para posar nua...
M.E. – (gargalhadas) Não, nunca! Se vieram, não chegaram até mim...


RESENHANDO - Posaria nua para uma revista masculina?
M.E. – (continuam as risadas) Eu iria achar muito engraçado, porque não é meu perfil. Quem tem essas propostas são atrizes que fazem personagens sensuais, que mexam com a libido e, até o momento, nunca interpretei personagens assim... Mesmo que eu viesse a fazer uma personagem com essa característica, a resposta seria não. Nada a ver comigo.


RESENHANDO - Acabando as gravações, você vai voltar à turnê dos shows? Pretende lançar um novo CD?
M.E. – Com o fim da novela, pretendo fazer lugares mais distantes, como o Nordeste, que não conseguia por conta das gravações. De qualquer forma, o terceiro disco está em meus planos, mas não posso adiantar nada concreto sobre ele.


RESENHANDO - O que há de autobiográfico nas canções que você interpreta?
M.E. – Nada... Eu me sinto contando histórias, passando mensagens que não tem nada de autobiografia. É claro que a gente se identifica em algumas canções, mas não há o tom de confissões nelas.


RESENHANDO - Quais as suas influências musicais?
M.E. – Ouço muito de tudo. Como minha mãe é baiana, e meu pai do interior do Paraná, cresci apreciando muitos cantores, como Chico Buarque, Lulu Santos, Lenine, e muito blues, como Louis Armstrong e B.B. King.



RESENHANDO - O que você está lendo?
M.E. – Olha, por conta das gravações, não tenho tempo para nada. Às vezes, leva-se uma semana para gravar um capítulo. Você não imagina o tempo que levou as gravações da festa do Renato (interpretado por Gabriel Sequeira, filho de Marjorie na novela)! Estou com um monte de livros acumulados... Entre eles, O Meu Mundo Caiu – A Bossa e A Fossa de Maysa, de Eduardo Logullo. Já Lolita, de Vladmir Nabokov, adoro. Tenho optado por contos, textos curtos, que aproveito para ler na espera entre uma gravação e outra. 


RESENHANDO - Você nasceu no Dia Internacional da Mulher. O que essa data representa para você?
M.E. – Não sou feminista, e sempre foi muito natural para mim nunca querer ser dona de casa, ter um marido, filhos. É uma data comemorativa como qualquer outra, não costumo elaborar um conceito para nada.


CARREIRA:
Telenovelas:
- Páginas da Vida (2006), na novela de Manoel Carlos interpretou Marina Martins de Andrade Rangel (personagem que lutou para tentar salvar o pai do alcoolismo), protagonista coadjuvante.  
- Duas Caras (2007), novela de Aguinaldo Silva, interpreta Maria Paula Fonseca do Nascimento Rangel, protagonista.
- Gabriela Cravo e Canela (2010), há rumores de que a atriz irá interpretar Malvina. 

Séries:
- Malhação (2003), interpretou Fabiana em participação especial de 4 episódios.
- Malhação (2004 a 2006), interpretou Natasha Ferreira, antagonista na 10ª temporada e coadjuvante na 11ª temporada.
- A Turma do Didi (2005 e 2007), foi Marjorie Estiano em dois episódios.
- Sob Nova Direção (2007), interpretou Nelly Li (uma mistura de Nelly Furtado e Negra Li e cantou a canção Espirais do CD Flores, Amores e Blablablá, e a canção O Rap da Gaguinha, com Ingrid Guimarães), no episódio 11 ("A Dona da Voz"), da 4ª temporada. 


Prêmios
2008 - Prêmio PMA 2007 - Melhor Cantora (Ouro); Prêmio PMA 2007 - Melhor Atriz (Prata, 2º lugar); Prêmio PMA 2007 - CD Nacional (Prata , 2º lugar) 
2006 - Cantora revelação do ano - Prêmio Multishow de Música Brasileira
2005 - Cantora revelação do ano, Troféu Leão Lobo; DVD de ouro pelas 25 mil cópias vendidas do DVD Marjorie Estiano e Banda ao Vivo; Música do ano (Você sempre será); Melhores do ano, do Domingão do Faustão; Cantora revelação do ano - Meus Prêmios Nick 2005; Disco de platina pelas 150 mil cópias vendidas do CD Marjorie Estiano no Domingão do Faustão; IV Prêmio Jovem Brasileiro,pela telenovela Malhação 
1999 - Melhor atriz - Festival de Teatro Lala Schneider



Discografia
2005 - Marjorie Estiano 
2007 - Flores, Amores e Blablablá


Singles
"Você Sempre Será"
"Por Mais que Eu Tente"
"O Jogo"
"So Easy"
"Espirais"
"Tatuagem"


Singles Promocionais
Versos Mudos
As Horas  


DVD
Marjorie Estiano e Banda ao Vivo (2005) 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.