quarta-feira, 28 de março de 2018

.: Record lança coletânea de contos clássicos de Conan Doyle

Publicados originalmente em revista britânica, textos deram notoriedade ao criador de Sherlock Holmes. Leia um dos contos no blog da editora: https://bit.ly/2E205eB

        
Os 15 contos que compõem esta coletânea foram publicados originalmente na revista “The Strand Magazine”, que circulou na Inglaterra de 1891 a 1930 e lançou grandes nomes da literatura, como Agatha Christie, Rudyard Kipling, Graham Greene e Georges Simenon.

Arthur Conan Doyle já tinha lançado dois romances, mas só ganhou notoriedade ao publicar na revista o conto “Escândalo da Boêmia”, que dá nome a este livro. Desde então, o famoso e infalível detetive Sherlock Holmes, morador da Baker Street, e seu fiel escudeiro Watson se tornaram um fenômeno da cultura mundial.

Com tradução de Leonardo Alves, a partir das versões originais da revista, e organização de Mário Feijó, doutor em Literatura e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a antologia chega às livrarias em março, pela Record.

NOTA DO ORGANIZADOR: 
O maior detetive do mundo tem nome, sobrenome e endereço. Chama-se Sherlock Holmes e mora em Baker Street 221-B, em Londres. Seu criador tentou matá-lo, despertando a fúria dos fãs. Anos depois, o escritor Arthur Conan Doyle teve que se dar por vencido e finalmente trazer de volta sua genial criatura. Desde então, o quase sempre infalível detetive se tornou um fenômeno global; amado, adorado e idolatrado.

Fanfic? Fandom? Começaram com Holmes. Tanto que muitos daqueles que cresceram com seus livros, ao se tornarem autores profissionais, não resistiram à tentação de escrever seu próprio mistério para o ídolo da juventude resolver. Neil Gaiman, por exemplo, inspirou-se em “Seu último caso”, o conto que narra o verdadeiro desfecho do personagem, para imaginar o seu “Caso de morte e mel”. No Brasil, Jô Soares brilhou com O Xangô de Baker Street. Na BBC, os produtores trouxeram Sherlock, Irene, Watson, Mary, Moriarty e Mycroft para o século XXI, naquela que é a adaptação mais bem-sucedida da atualidade, graças ao talento dos atores Benedict Cumberbatch e Martin Freeman.

Esta antologia exclusiva reúne contos escolhidos para sintetizar o cânone das aventuras escritas por sir Arthur Conan Doyle para a Strand Magazine. Os textos incluem desde os mistérios em quartos fechados a planos mirabolantes de assalto; de intrigas internacionais a casos de espionagem capazes de derrubar o governo (talvez o Império); sem deixar de lado as chantagens e assassinatos a  sangue frio. Para os iniciados, além dos contos consagrados, esta edição oferece narrativas menos conhecidas que ajudam a compreender a jornada do detetive ao longo de três décadas. Para os recém-chegados, eis o universo original de Sherlock Holmes e Watson. Divirtam-se.

Mário Feijó - Escritor e professor

SOBRE O AUTOR: Sir Arthur Conan Doyle nasceu em Edimburgo, na Escócia, em 1859. Originalmente, trabalhou como médico, mas, com o sucesso após a publicação de seu primeiro romance, Um estudo em vermelho, sobre o detetive Sherlock Holmes e seu fiel escudeiro, o Dr. Watson, Doyle pôde se dedicar mais profundamente a sua verdadeira paixão: a escrita. Autor de romances, contos, escritos de ficção científica e de não-ficção, conquistou milhões de fãs no mundo inteiro e até hoje sua obra é adaptada para diversas mídias e formatos, acarretando sempre em sucesso de público. Foi nomeado cavaleiro por sua participação na Guerra dos Bôeres, na qual atuou como cirurgião.


Livro: Escândalo da Boêmia e outros contos clássicos de Sherlock Holmes
Autor: Arthur Conan Doyle
Seleção e organização de Mário Feijó
Tradução de Leonardo Alves
Ilustrações de Maurício Veneza
Páginas: 400
Editora Record / Grupo Editorial Record

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.