sábado, 9 de junho de 2018

.: Crítica da peça "Que Tal Nós Dois?", com Carolina Ferraz e Otávio Martins

Carolina Ferraz e Otávio Martins brilham em "Que Tal Nós Dois", em cartaz no Teatro Folha. Foto: Gustavo Arraes
Por Helder Moraes Miranda, em junho de 2018.

Carolina Ferraz disse, em um dos bate-papos em que participa com Otávio Martins ao final de uma das apresentações da peça "Que Tal Nós Dois?", que queria fazer uma comédia. A resposta dela foi por um questionamento a respeito de contar uma história de amor em tempos de tanta intolerância. De acordo com ela, fazer rir é uma necessidade. 

É com essa premissa que a comédia romântica estrelada pelos dois atores, que está na segunda temporada e segue até 30 de junho no Teatro Folha vem fazendo sucesso e lotando o espaço nas apresentações. Há um quê de emocional nessa história: ambos repetem a parceria de cinco anos atrás, quando contracenaram no drama cômico "Três Dias de Chuva", de Richard Greenberg, com direção de Jô Soares.

Mas em comum entre os dois, além do fato de serem protagonistas de uma peça que defende o lugar de fala do outro a partir de diversos pontos de vista, está o fato de ambos, na vida real, estarem vivendo o auge profissional de maneiras diferentes. Otávio como o vilão da novela "As Aventuras de Poliana", que vem alcançando índices impressionantes de audiência e popularidade no SBT. 

É no teatro que Carolina, consagrada pelos grandes papéis na televisão, alcança o auge da maturidade como atriz, um lugar que sempre foi dela mais do que o público - ou talvez ela própria - imaginava. Carolina está lá, com sua voz sonora e inconfundível, e com a sua graça de atriz que precisou se reinventar para fazer a sua arte, transformando o seu ofício em algo maior.

É quando demonstra a vulnerabilidade de sua personagem que Carolina é mais Carolina porque, enquanto atriz, desce do pedestal que os outros a colocaram de mulher inatingível e linda, para se despir do glamour de grande estrela de novelas brasileiras e mostrar, enfim, que é uma mulher real e assim gerar uma identificação entre elas e passar a mensagem que quer transmitir. 




No palco, o que se pode ver é a sintonia de atores de riso frouxo que conseguem passar o sentimento dos personagens e, também, aparentam ser amigos de verdade que estão se divertindo em cena. É como se eles fossem uma equipe muito generosa de duas pessoas que arma uma jogada para o outr fazer a pontuação. Um dos mais marcantes, no entanto, é o meme "Eu sou rica!", do folhetim "Beleza Pura", que está mais vinculado à Carolina Ferraz do que à própria Rede Globo, em versão teatral - ela até dá uma sambadinha.

O prazer que eles demonstram estar sentindo ao fazer a peça reflete no carinho com que o público vem acolhendo o espetáculo no circuito paulistano: gente que ri e chora conduzido pelo carisma dos atores. Otávio, inclusive, divide a autoria da peça com Juliana Araripe. Há ainda participações especiais em áudio de Regina Duarte, inconfundível, Danielle Winits e André Gonçalves. 

Em um jogo de cena sujeito à várias interpretações, a peça sobre um casal de amantes que se reencontram em quartos de hotéis na clandestinidade fala de amor, empoderamento feminino, machismo e até escolhas - as que se fazem ao longo da vida e as que nos são impostas no meio do caminho. Tudo de uma maneira harmônica e com muita delicadeza, como todos os espetáculos que falam da vida devem ser.

Serviço: 
"Que Tal Nós Dois?"
Sextas às 21h30 e sábados às 20h. Até 30 de junho.
Prorrogação de temporada: de 06 de julho a 30 de setembro

Sextas às 21h30, sábados às 20h e 22h, e aos domingos, às 20h
Ingresso:  R$ 50 (setor 2) e R$ 70 (setor 1)
*Valores referentes aos ingressos inteiros na plateia e mezanino. Meia-entrada disponível em todas as sessões de acordo com a legislação.
Duração: 80 minutos
Classificação etária: 12 anos
Fotografia  de cartaz - Gustavo Arraes
  
Teatro Folha
Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site: www.teatrofolha.com.br

Vendas por telefone e internet/ Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto / 50% de desconto para funcionários e clientes do Cartão Renner. Horário de funcionamento da bilheteria: quarta e quinta, das 15h às 21h; sexta, das 15h às 21h30; sábado, das 12h às 23h59; e domingo, das 12h às 20h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885, (11) 3101-8589, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, CSN, Privalia, Owens-Illinois, LUPO, Grupo Pro Security, Andritz, Consigaz, EMS e Bain & Company.

*Helder Moraes Miranda escreve desde os seis anos e publicou um livro de poemas, "Fuga", aos 17. É bacharel em jornalismo e licenciado em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura, pela USP - Universidade de São Paulo, e graduando em Pedagogia, pela Univesp - Universidade Virtual do Estado de São Paulo. Participou de várias antologias nacionais e internacionais, escreve contos, poemas e romances ainda não publicados. É editor do portal de cultura e entretenimento Resenhando.



"Carolina Ferraz disse, em um dos bate-papos em que participa com Otávio Martins ao final de uma das apresentações da peça "Que Tal Nós Dois?", que queria fazer uma comédia. A resposta dela foi por um questionamento a respeito de contar uma história de amor em tempos de tanta intolerância. De acordo com ela, fazer rir é uma necessidade." Confira na íntegra a crítica de "Que Tal Nós Dois", no Resenhando.com! O espetáculo está em carta no @TeatroFolha, que fica no #ShoppingPátioHigienópolis, em #SãoPaulo. 😍😂😂😍😂😍❤️😍😂😍 😂😍😂😍 #QueTalNósDois #CarolinaFerraz #OtavioMartins #JulianaAraripe #IsserKorik #Teatrofolha #HelderMiranda #HelderMoraesMiranda #cultura #teatro #Entretenimento #diversão #amor #traição #comédia #romance #comédiaromântica #espetáculo #amor #15anosDoResenhando #portalResenhando #ResenhandoIndica
Uma publicação compartilhada por Resenhando.com (@portalresenhando) em

Uma publicação compartilhada por Carolina Ferraz (@carolinaferrazoficial) em

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

2 comentários:

  1. Assisti e ri muito. Melhor momento é o meme Eu sou rykah!

    ResponderExcluir
  2. Texto descontraído. Divertido.

    ResponderExcluir

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.