domingo, 6 de outubro de 2019

.: "12 Homens e Uma Sentença" chega ao Teatro Aliança Francesa


A trama de um dos melhores filmes de tribunal da história, "12 Angry Men", EUA, 1957, de Sidney Lumet, "12 Homens e Uma Sentença" é um marco na história do teatro brasileiro com uma jornada de quase 10 anos em cena, mais de 500 mil espectadores, Prêmio APCA de melhor espetáculo e com duas indicações ao Prêmio Shell. No elenco, passaram mais de 50 atores, entre eles Zé Renato, Zécarlos Machado, Norival Rizzo. 

O espetáculo reestreia no dia 10 de outubro, quinta-feira, às 20h30.  A temporada vai até 17 de novembro, sempre quintas, sextas e sábados, às 20h30, e domingo, às 19h. A direção é de Eduardo Tolentino de Araujo. A montagem retorna em 2019 para coroar os 40 anos de história do Grupo Tapa, com sessões no Teatro Aliança Francesa, palco que foi residência artística do grupo durante os primeiros 15 anos de atividades em São Paulo. 

Com texto de Reginald Rose e tradução de Ivo Barroso, a montagem traz no elenco Adriano Bedin, Ariel Cannal, Augusto César, Brian Penido Ross, Bruno Barchesi, Carlos Meceni, Daniel Volpi, Fúlvio Filho, Genézio de Barros, Guilherme Sant'Anna, Norival Rizzo, Renato Caldas e Rodolfo Freitas. 

Na trama, o calor escaldante do verão de Nova York faz o suor pingar do rosto dos 12 homens trancados a chave numa pequena e claustrofóbica “sala de júri”. Depois de dias de julgamento, eles precisam decidir a sorte do réu. O mais importante: o veredicto precisa ser unânime. Se os 12 enclausurados jurados considerarem o réu culpado do assassinato do próprio pai, ele será executado, mas se um deles tiver uma dúvida razoável a respeito da culpabilidade, o garoto não poderá ser condenado.

Para o diretor Eduardo Tolentino, o desafio de transpor o filme para os palcos está no trabalho de atores. “Trata-se de algo que envolve ideias e discussões, por isso é importante saber como tornar isso ao mesmo tempo atraente e impactante, como no filme. Precisamos estruturar a montagem para que vá além da fala e esteja tanto no corpo dos atores como no palco”.

Com dramaturgia elaborada numa escala gradual de unidades dramáticas, o texto vai envolvendo o espectador na medida em que a história vai sendo contada. Doze atores em cena o tempo todo, a peça cria um fascinante embate, que culmina em um prazeroso desfile de uma amostra da sociedade.

Sobre Eduardo Tolentino de Araujo
Com 40 anos de carreira, Eduardo Tolentino de Araujo é fundador e diretor do Grupo TAPA. Ao longo de sua trajetória, acumula mais de 50 direções teatrais, entre clássicos e contemporâneos, nacionais e internacionais, tais como: Nelson Rodrigues, Maquiavel, Strindberg, Plínio Marcos, Alan Bennett, Lárs Norén, Shaw, Tchechkov e Pirandello. Suas produções mais recentes foram "Doze Homens e Uma Sentença", de Reginald Rose; "As Criadas", de Jean Genet; "O Torniquete", de Luigi Pirandello; e "A Cantora Careca", de Eugene Ionesco.

Serviço:
"12 Homens e Uma Sentença"
Teatro Aliança Francesa - Rua General Jardim, 182, Vila Buarque. Capacidade: 226 lugares https://www.teatroaliancafrancesa.com.br/. Informações: (11) 3572-2379. Temporada: de 10 de outubro até 17 de novembro.  Quintas, sextas e sábados, às 20h30. Domingo, às 19h. Ingressos: quinta e sexta: R$ 30 (inteira) e R$15 (meia). Sábado e domingo: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Classificação: 12 anos. Duração: 100 minutos. Gênero: drama.

Ficha Técnica
Texto: Reginald Rose. Iluminação: Nelson Ferreira. Elenco: Adriano Bedin, Ariel Cannal, Augusto César, Brian Penido Ross, Bruno Barchesi, Carlos Meceni, Daniel Volpi, Fúlvio Filho, Genézio de Barros, Guilherme Sant'Anna, Norival Rizzo, Renato Caldas e Rodolfo Freitas. Assistente de produção: Victor Sorrentino. Produção executiva: Ariel Cannal.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.
 
google.com, pub-3645003449125371, DIRECT, f08c47fec0942fa0