terça-feira, 22 de outubro de 2019

.: Tudo sobre o documentário "Rogéria - Senhor Astolfo Barroso Pinto"


O documentário "Rogéria - Senhor Astolfo Barroso Pinto" conta a vida da travesti e artista Rogéria, que ao nascer recebeu o nome de Astolfo Barros Pinto. 

Além da própria Rogéria que conta sobre passagens de sua vida, o longa traz depoimentos emocionantes e divertidos de personalidades que conviveram ou trabalharam com ela como Bibi Ferreira, Bety Faria, Jô Soares, Nany People, Rita Cadilac, Aguinaldo Silva, Aderbal Freire Filho e Jane Di Castro, entre outros. Às entrevistas, mesclam-se imagens de arquivo e dramatizações da vida da artista, com a interpretação de quatro atores diferentes.

Com direção de Pedro Gui e roteiro de Dostoiewski Champangnatte, "Rogéria - Senhor Astolfo Barroso Pinto" estreia nos cinemas em 31 de outubro. O filme conquistou o prêmio de Director Recognition no Los Angeles Brazilian Film Festival, em 2018, e foi o grande vencedor do DIGO (Festival Internacional da Diversidade Sexual de Goiânia), recebendo os prêmios de Melhor Filme, Melhor Direção para Pedro Gui e Melhor Atuação para Alessandro Brandão.  A produção é da BR Produções e a distribuição é da Pagu Pictures.

Um documentário que vai contar a vida e a trajetória artística de Rogéria a partir da dualidade entre artista e personagem, entre Rogéria e Astolfo. Passando por todos os momentos da vida da transformista, o filme mescla dramatizações de etapas de sua vida – como o acidente que lhe feriu a cabeça – e depoimentos de artistas brasileiros, como Betty Faria, Jô Soares, Bibi Ferreira e Aguinaldo Silva. Atual, provocante e sensível, o filme trata de temas frequentemente abordados no mundo de hoje, como questões de gênero, preconceito e afirmação de direitos no Brasil.

"Travesti da Família Brasileira"
Depois de exibições aclamadas em eventos como o Mix Brasil e o Festival do Rio de 2018, “Rogéria – Senhor Astolfo Barroso Pinto”, de Pedro Gui, chega aos cinemas em 31 de outubro. O trailer do documentário traz trechos de entrevistas com personalidades como Jô Soares e Betty Faria e com a própria Rogéria – que morreu em setembro de 2017, ainda durante o processo de realização do filme.

Além das entrevistas e de cenas de arquivo, o documentário traz dramatizações da vida da artista, que é interpretada por quatro atores diferentes. Nascida Astolfo Barroso Pinto, Rogéria começou maquiando grandes estrelas, que a incentivaram a lançar-se em uma carreira como atriz e cantora, assumindo uma figura feminina.

Bibi Ferreira, Nany People, Rita Cadilac, Aguinaldo Silva, Aderbal Freire Filho e Jane Di Castro estão entre as personalidades que dão depoimentos em “Rogéria – Senhor Astolfo Barroso Pinto”, que conta com roteiro de Dostoiewski Champangnatte. O filme conquistou o prêmio de Director Recognition no Los Angeles Brazilian Film Festival, em 2018, e foi o grande vencedor do DIGO (Festival Internacional da Diversidade Sexual de Goiânia), recebendo os prêmios de Melhor Filme, Melhor Direção para Pedro Gui e Melhor Atuação para Alessandro Brandão.  A produção é da BR Produções e a distribuição é da Pagu Pictures.

Ficha Técnica:
"Rogéria - Senhor Astolfo Barroso Pinto"
País: Brasil
Gênero: Documentário
Duração: 80 min
Direção: Pedro Gui
Produção: Caio Rodrigues e Juliana Espíndola
Roteiro: Dostoiewski Champangnatte
Elenco: Bibi Ferreira, Nany People, Jô Soares, Rita Cadilac, Betty Faria, Aguinaldo Silva, Aderbal Freire Filho, Jane Di Castro, Adriana Perim, Fernanda Thurann, Alessandro Brandão e Gabriel Sanches
Direção de Fotografia: Saulo Nicolai
Produção Executiva: André Garcia, Fernanda Thurann e Pedro Gui
Direção de Produção: André Garcia
Montagem e 1º Assistente de Direção: Yuri Westermann
Trilha Sonora: Daniel Lopes

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.
 
google.com, pub-3645003449125371, DIRECT, f08c47fec0942fa0 subdomain=subdomain.resenhando.com subdomain=subdomain.www.resenhando.com