sexta-feira, 15 de novembro de 2019

.: "Zorro - Nasce Uma Lenda" é o musical mais afetivo de todos os tempos


Por Helder Moraes Miranda, editor do Resenhando.

Este é o último final de semana daquele que é, hoje, um dos mais afetivos musicais da atualidade. "Zorro - Nasce Uma Lenda" já foi prorrogado no 033 Rooftop  do teatro Santander e segue até o próximo domingo cheio de energia, música e beleza. Todos aqueles que têm alguma experiência de vida já passaram por Zorro e não saíram indiferentes. Ou se ama ou odeia o personagem e seu universo: não há meio termo para a arte, a literatura e até a vida. 

Mas em Zorro a tinta é mais carregada e prevalecem o vermelho, da paixão e do encarnado, e o preto, do luto e das guerras. Isso se repete em tudo o que envolve a magia desse personagem. Seja no romance, nas várias adaptações que esta história já passou e agora, pela primeira vez no Brasil, em um musical que vai ficar na memória.

Leticia Spiller, na pele da cigana Inez é uma entidade. Ela devora a personagem como se fosse a sua última atuação, e imagino que essa espécie de ritual se repita a cada apresentação dela. Leticia está com fome de bons personagens e é isso que demonstra com a sua Inez. Ela pode estar parada e várias situações acontecendo ao mesmo tempo, mas o público olha para ela. Postura, empostação de voz, talento e tanta, mas tanta beleza, que é impossível não se envolver por uma personagem que retrata as minorias, os preconceitos e a altivez que se é necessária quando se precisa gritar para se impor e resistir.

Bruno Fagundes, no papel do herói que se despe de luxos para lutar pelos pobres surpreende como um bom cantor. Há tempos, com escolhas nada óbvias e personagens que o desafiem no teatro, ele vem se mostrando um ator que é mais que um rosto bonito. Ele é mais, e um personagem como Zorro vem para ampliar seu leque de personagens e surge como um respiro para os personagens densos que acumulando ao longo de uma carreira que sofre mais cobranças do que se não fosse filho de quem é. A boa notícia é que Bruno trilha um caminho próprio e que as escolhas que ele faz sempre restam em saldo positivo, principalmente para o público. 

Nicole Rosemberg, que interpreta Luisa, par romântico do herói e a mocinha do espetáculo, recém-saída do reality show "Cultura, o Musical" demonstra que tem uma longa trajetória pelo caminho. Tudo conspira a favor dela e de todo o elenco. Marcos Mion, como o vilão Ramon, dá mais do que o personagem pede - o que é ótimo, pois é desse exagero e da canastrice do personagem que o autor retira a leveza que faz de seu personagem um dos pontos altos de um espetáculo tão belo. Se Leticia Spiller é o ponto, ele é o contraponto. No embate entre os dois é o que se dá entre a mágica do teatro: a fusão entre o sagrado e o profano, o sublime e o palpável. 

É o Deus do Teatro agindo sobre toda a atmosfera que move o espetáculo em andamento. Zorro é lenda, mas também é vinho que merece ser degustado em pequenos goles até se chegar ao êxtase que esse teatro pode propiciar a uma realidade - hoje - tão carente de espetáculos que proporcionem um escapismo tão nobre.

Ficha Técnica:
Diretor Artístico: Ulysses Cruz
Diretor Assistente: Ravel Cabral
Diretor Musical: Carlos Bauzys
Diretora de Movimento e Coreógrafa: Bárbara Guerra
Coreógrafo de flamenco:  Johnny Camolese
Cenógrafo:   Marco Lima
Figurinista:  Theodoro Cochrane
Visagista:  Anderson Bueno
Designer de Luz:  Caetano Vilela
Designer de Som:  Tocko Michelazzo
Produtor executivo: John Gertz
Produção Geral:  Atual Produções e Bárbaro! Produções, em associação com Zorro USA LLC

Serviço
"Zorro - Nasce uma Lenda"
033 Rooftop do Teatro Santander
Endereço: Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041 - Itaim Bibi - São Paulo
Até 3 de novembro
Duração: 1h40
Classificação: livre, menores de 12 anos acompanhados

Ingressos
Setores e preços
Setor único | Plateia – Ingressos de R$ 37,50 a R$ 200,00 (há ingressos em alguns lugares com preço popular que são vendidos apenas na bilheteria. Confira a sua cidade)

Bilheteria física
Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041.
Domingo a quinta, das 12h às 20h ou até início do espetáculo.
Sexta e sábado, das 12h às 22h.

Formas de pagamento
Aceita todos os cartões de crédito e débito. Não aceita cheque

Horários :

Sexta-feira

20h - 21h - Pré Show
21h - 22h40 - Show

Sábado
16h - 17h - Pré Show
17h - 18h40 - Show

20h - 21h - Pré Show
21h - 22h40 - Show

Domingo
15h - 16h - Pré Show
16h - 17h40 - Show
19h - 20h - Pré Show
20h - 21h40 - Show

Observação: Durante o pré show, o público poderá começar a mergulhar no universo de Zorro, interagindo com alguns atores e dançarinos, participando de workshop de dança flamenca e visitando alguns camarins.


Encerramento do espetáculo





← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

  1. Sem contar que o Bruno Fagundes surpreende positivamente cantando. Eu amei!! Muito talentoso mesmo!!

    ResponderExcluir

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.
 
google.com, pub-3645003449125371, DIRECT, f08c47fec0942fa0