quarta-feira, 11 de março de 2020

.: Grátis: Grupo Gattu reestreia a comédia "A Roupa Nova do Rei"

Grupo Gattu comemora 20 anos e reestreia a comédia "A Roupa Nova do Rei"

 
Foto: Renato Rebizzi


Um vaidoso rei contrata os serviços de duas trambiqueiras que lhe prometem criar a mais bela roupa que já existiu e que apenas pessoas inteligentes são capazes de ver


Indicado ao 30º Prêmio Shell na categoria Inovação; Destaque na Categoria Melhor Projeto do Blog do Arcanjo; Prêmio ZesCar de Melhor Acolhimento; Vencedor do Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante; Indicado ao VI Prêmio Aplauso Brasil de Melhor Atriz e Melhor Ator e vencedor do Prêmio Zé Renato de Teatro para Cidade de São Paulo, o Grupo Gattu volta em cartaz, comemorando seus 20 anos de trabalho com a reestreia de um espetáculo infantil.

A montagem de “
A Roupa Nova do Rei” do Grupo Gattu presta ainda uma homenagem à cultura caipira. A ambientação do espetáculo, a dramaturgia, a trilha sonora e figurinos foram elaborados para enaltecer as tradições regionais do país e especialmente o interior. A peça conta a divertida história de um vaidoso rei que contrata os serviços de duas trambiqueiras que lhe prometem criar a mais bela roupa que já existiu e que apenas pessoas inteligentes são capazes de ver.

“Encenar um espetáculo infantil sempre nos enche de alegria. Ouvir a gargalhada das crianças no Teatro do Sol deixa-o ainda mais iluminado!” se diverte Eloísa. “Homenagear o povo das cidades do interior do Brasil trouxe um charme a mais para o espetáculo! Mantivemos a mensagem do clássico e acrescentamos a ele bastante humor e poesia. Optamos por fazer uma comédia infantil porque rir aproxima as pessoas, as deixa leves e também as faz pensar“ comemora Eloísa em seu quarto texto infantil e já consagrada com a indicação ao Prêmio Femsa Coca Cola de Melhor Adaptação para Texto Infantil, por “Rapunzel”.

“A Roupa Nova do Rei” reestreia no dia 21 de março, às 15h, no Teatro do Sol, em Santana, aos sábados e domingos às 15h, com entrada franca.


A ROUPA NOVA DO REI
Texto: Eloísa Vitz
Direção: Eloísa Vitz
Assistente de Direção: Miriam Jardim
Elenco: Daniel Gonzales, Miriam Jardim, Mariana Fidelis, Laura Vidotto, Lilian Peres e Jailton Nunes.

Reestreia: 21 de março de 2020
Sábados e domingos às 15h
Temporada: até 25 de abril
Recomendação: Livre
Duração: 50 minutos
Capacidade: 60 lugares
Temporada gratuita
Bilheteria abre uma hora antes do espetáculo.

Local: Teatro do Sol
Rua Damiana da Cunha, 413 - Santana.
Telefone: 11. 3791.2023
Whatsapp: 11. 95679.2526
Possui ar condicionado
Créditos das imagens: Renato Rebizzi

Sobre o Grupo: O Grupo Gattu atua há 20 anos na cidade de São Paulo trazendo ao público a excelência artística pautada na pesquisa cênica. Ao longo deste tempo, dezenas de espetáculos foram montados. O humor, a presença do essencial, os efeitos surpresa, o dinamismo, a inovação criativa e o rigor estético, estão sempre presentes em suas encenações. O Grupo Gattu tem como meta a formação de plateia, acessibilidade, e a democratização da cultura e da arte, através de espetáculos que dialogam diretamente com seu público.

Em 2018 o Grupo Gattu foi indicado ao 30º Prêmio Shell na categoria Inovação pela intensa atividade artística em diálogo direto com a plateia da Zona Norte; Destaque na Categoria Melhor Projeto do Blog do Arcanjo pela constante formação de público na Zona Norte de São Paulo; Prêmio ZesCar de Melhor Acolhimento; Vencedor do Prêmio Aplauso Brasil de Melhor Atriz Coadjuvante; Indicação ao Prêmio Aplauso Brasil de Melhor Atriz e Melhor Ator. Ganhou a 4ª Edição do Prêmio Zé Renato de Teatro para Cidade de São Paulo.

Leia mais: gattu.com.br

Sobre Eloisa Vitz: Eloisa Vitz é diretora do Grupo Gattu há 20 anos. Atriz e dramaturga, tem 9 livros publicados. Cursou a EAD – Escola de Artes Dramáticas da USP. É Bacharel em Direito e Letras e Pós- Graduada em História da Arte. Também é a mulher que mais dirigiu espetáculos de Nelson Rodrigues no Brasil e foi indicada ao VI Prêmio Aplauso Brasil como melhor atriz por seu trabalho no espetáculo “A Falecida” de Nelson Rodrigues (2017).

Como atriz, destacou-se no grupo TAPA com os seguintes espetáculos: “As Viúvas”, de Artur Azevedo, sob direção de Sandra Corvelone; “Contos de Sedução”, de Guy de Maupassant; “A Importância de Ser Fiel”, de Oscar Wilde, e “Camaradagem”, de August Strindberg (premiado como melhor espetáculo pela APCA 2007, pela Associação Paulista dos Críticos de Arte), todas sob direção de Eduardo Tolentino.

À frente do Grupo Gattu realizou entre outros, os espetáculos: “Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente (2008), “Viúva porém Honesta” de Nelson Rodrigues (2008/ 2009/2011), “Dorotéia” de Nelson Rodrigues (2008/2009/2010/2011),“Boca de Ouro” de Nelson Rodrigues (2010/2011/2012); “Serpente” de Nelson Rodrigues (2011/2012), e “A Falecida” de Nelson Rodrigues (2017/2018). São de sua autoria os textos das peças  “Rapunzel” (2012/2013/2014) – indicado ao Prêmio Femsa de melhor texto adaptado para teatro infantil, “Frisante” (2013),  “Reino” (2014) - vencedor do prêmio de melhor texto do Portal R7,  “Reino 2” (2015), “Amor” (2015) , “Cinderela” (2016),  “Fortuna”(2016), “Graça” (2017), “ Bela e a Fera” (2018), “Glória” (2019) e “A Roupa Nova do Rei” (2019).


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.