domingo, 24 de maio de 2020

.: Apresentação de 1974 de Bryan Ferry na Inglaterra é lançada em CD


Por Luiz Gomes Otero, jornalista e crítico musical.

No final da segunda metade dos anos 70, Bryan Ferry, ainda como vocalista da banda Roxy Music, começou a desenvolver projetos solo em paralelo. Em 1974 ele montou uma banda para apresentar essa nova fase da carreira e outras perspectivas no plano musical. E agora o público pode conferir em CD uma apresentação feita naquela ocasião no mítico Royal Albert Hall, em Londres.

No momento em que este álbum foi gravado, ele havia, em pouco mais de dois anos, feito quatro álbuns com o Roxy Music e lançado dois álbuns solo com boa aceitação do público. O plano de Ferry de fazer sua estreia solo no Royal Albert Hall, em janeiro de 1974, foi adiado por uma proibição temporária de atos de rock e pop no local. Uma turnê solo de três datas foi agendada para novembro, quase imediatamente após a turnê de dois meses do Roxy Music no Reino Unido.

Ele montou um conjunto completo para os shows solo: uma banda com os guitarristas Phil Manzanera e John Porter, o baterista Paul Thompson, o baixista John Wetton e Eddie Jobson no violino e piano. Esse grupo era complementado por uma orquestra de 18 peças, dois tecladistas, um percussionista, três cantoras e uma seção de trompa.

No repertório Ferry incluiu cançoes que marcaram sua formação musical, como "Don´t Worry Baby" (Beach Boys), "The Track Of My Tears" (Smokey Robinson), "Smoke Gets In Your Eyes" (do grupo vocal The Platters) e "You Won´t See Me" (Beatles), além das inesperadas versões de "Baby I Don´t Care" (hit rockabilly de Elvis Presley) e "Simpathy For The Devil" (dos Rolling Stones).

Ao cantar covers no palco, Ferry deixou fluir de forma integral o seu lado crooner, que já era evidenciado no Roxy Music. Na turnê, ele se apresentou em Newcastle, Birmingham e Londres, tocando finalmente no Royal Albert Hall em 19 de novembro de 1974.

O álbum ao vivo gravado nessa noite, lançado agora, 45 anos depois, não é um relato completo do show. O setlist original incluia três músicas do álbum "Another Time, Another Place" (covers de "You Are My Sunshine", "Funny How Time Slips Away" de Willie Nelson e "Help Me Make It Through The Night" de Kris Kristofferson). Mas ainda assim, vale a pena ser conferido, pois Ferry estava no auge de sua forma artística e as versões feitas dos clássicos são todas convincentes. E destaco ainda o fato dele dar a sua visão pessoal e, principalmente, emocional das canções apresentadas.





"Smoke Gets In Your Eyes"

"Simpathy For The Devil"

"The Track Of My Tears"

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.