segunda-feira, 25 de maio de 2020

.: Rocco lança edição comemorativa de "A Maçã no Escuro", de Clarice Lispector


"A Maçã no Escuro", de Clarice Lispector, está de volta. O romance dos anos 50 foi relançado em edição comemorativa pela editora Rocco. A edição segue o projeto editorial do centenário da autora com capas que usam recortes das pintoras que ela realizava e novo posfácio de Rosiska Darcy.

No romance, a escritora narra a trajetória de um homem, um crime, uma fuga. Como se fosse possível retroceder os ponteiros do relógio, zerar o tempo marcado e, então, começar outra vez. Martim, um fugitivo, começa a se reinventar, a manufaturar o próprio destino: “Ele se tornou o centro do grande círculo e o começo arbitrário de um caminho”. 

"A Maçã no Escuro" é um romance dos anos 1950. Realizado durante o tempo em que a autora viveu nos Estados Unidos, foi concluído em Washington, em 1956. Mas só seria publicado em 1961, um ano depois de "Laços de Família", cujos contos primorosos conquistaram um expressivo público para Clarice Lispector. Os dois livros foram escritos simultaneamente e selam o amadurecimento da escritora. 

"Situado entre obras decisivas do percurso literário de Clarice, 'A Maçã no Escuro' fulgura como um romance denso e habitado por personagens comuns, mas que eleva o enredo a níveis impensáveis de transcendência. Embrionárias estão as questões centrais que vão eclodir em 'A Paixão Segundo G.H.', depois do qual o romance brasileiro jamais será o mesmo. Clarice inaugura uma outra linha de tradição literária, porque desestabiliza as estruturas romanescas e cria parâmetros totalmente inovadores de representação", afirma Lúcia Helena Vianna, doutora em Letras, professora adjunta de Literatura Brasileira, pesquisadora do CNPq.

Clarice Lispector foi uma grande jornalista e escritora, reconhecida como uma das autoras brasileiras mais importantes do século XX. Escreveu romances, contos e literatura infantil, destacando-se títulos como “Perto do Coração Selvagem”, “A Legião Estrangeira”, “Felicidade de Clandestina” e “A Maçã no Escuro”.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.