domingo, 11 de outubro de 2020

.: "Outros Escritos" traz textos inéditos e pouco conhecidos de Clarice Lispector


Em comemoração ao centenário de Clarice Lispector, a editora Rocco lança a edição comemorativa de "Outros Escritos", com textos inéditos e pouco conhecidos de Clarice Lispector. Organizado pelas professoras Teresa Montero (doutora em Letras pela PUC/Rio e biógrafa de Clarice Lispector) e Lícia Manzo (mestre em Literatura brasileira pela PUC/Rio, dramaturga, autora de novelas da Rede Globo e diretora de teatro e TV), o livro é o complemento indispensável à obra completa da escritora. 

Isso porque "Outros Escritos" reúne textos inéditos, dispersos ou de acesso restrito de importância capital para o entendimento da obra clariceana, como sua única peça teatral, "A Pecadora Queimada e os Anjos Harmoniosos", escrita no começo de sua carreira e testemunho do seu interesse pela dramaturgia, que a levou a traduzir peças de autores consagrados como Ibsen, Lillian Hellman, Mishima e García Lorca. 

Encontram-se em "Outros Escritos" alguns textos produzidos nos tempos de faculdade de Direito que Clarice Lispector frequentou. Um deles, debatendo questões cruciais, como o direito de punir. Também podem ser encontradas as primeiras incursões no jornalismo, como repórter da Agência Nacional, e anotações íntimas extraídas de cadernos de notas. Assim como a única incursão no terreno dos estudos literários, a tão falada (mas pouquíssimo conhecida) conferência “Literatura de Vanguarda no Brasil”, cujo sucesso da primeira apresentação na Universidade do Texas em 1963 motivou reapresentações em instituições brasileiras. 

"Literatura de Vanguarda no Brasil", presente em "Outros Escritos", demonstra inequivocamente que Clarice não era uma escritora preocupada apenas com a própria obra e encastelada em torre de marfim, e sim uma autora sintonizada com as preocupações da literatura de seu tempo e dotada de real capacidade de pensamento crítico, muito embora alegasse não se interessar por questões teóricas e históricas. 

Fecha o conjunto de "Outros Escritos" um documento incontornável: a transcrição da entrevista por ela concedida (em 20 de outubro de 1976) ao Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, com a participação dos amigos Affonso Romano de Sant’Anna e Marina Colasanti e do diretor do MIS, João Salgueiro. Trata-se da primeira vez em que Clarice discorreu livremente acerca de sua vida e da sua literatura. Você pode comprar o livro neste link.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.