segunda-feira, 5 de outubro de 2020

.: Obra de Plínio Marcos é celebrada em documentário no YouTube


Documentário, que pode ser assistido gratuitamente no YouTube, retrata fielmente Plínio Marcos, conhecido também como o artista das "Quebradas do Mundaréu".

A vida e a obra de Plínio Marcos é homenageada no lançamento oficial do documentário "Plínio Marcos - Nas Quebradas do Mundaréu", material dirigido pelo cineasta Julio Calasso, que retrata com assimetria a trajetória de vida do ator, escritor, diretor e jornalista. Com autorização da família e participação de diversos amigos de Plínio, o material é considerado por muitos o que melhor personifica quem fora este que encantou e transitou pelas noites madrigais e pelos caminhos do "roçado do bom deus".

Com diversos livros e livretos publicados, peças de teatro consagradas e trabalhos memoráveis, ele escreveu sua carreira mantendo uma linha tênue com o povo e isso fica evidenciado em peças como: "Abajur Lilás", "Barrela", "Dois Perdidos numa Noite Suja", "Navalha na Carne" entre outro. Um grande artista que ajudou a fomentar a carreira de outros grandes nomes do teatro, televisão e da música brasileira através de suas peças e exaltou com carinho o samba paulistano nos palcos com "Balbina de Iansã", "Jesus Homem", "Nas Quebradas do Mundaréu" (nome que reforça o título do documentário).

Vencedor do Prêmio da Associação dos Críticos de Arte em 1976 e com título póstumo de Grão Cruz da Ordem do Mérito em 2012, fora outros prêmios que acumulou ao longo de sua carreira. Plínio, que completaria na mesma data, 85 anos, merecia este recorte que fora feito com muito cuidado e capricho e contou com o acompanhamento de sua família em cada parte deste processo.

Viajam nessa nave do tempo, os temperos do caldeirão: Tônia Carrero, Rogério Sganzerla, Aguilar, Geraldo Sarno, Vera Fischer, Gilberto Mendes, Geraldo Filme, Cacilda, Cleide Yaconis, Abujamra, Cartola, Vanzolini, Gero Camilo, Neville d’Almeida, Zé Joffily, Carlos Cortez, Braz Chediak, Cláudio e Sérgio Mamberti, Renato Ciasca e Beto Brandt, Nelson Xavier, Buñuel, Andrea Tonacci, Itamar Assumpção, Glauce Rocha, Jece Valadão e Joelho de Porco, tudo junto e misturado. Esta é uma obra que ratifica, o talento, a arte e a capacidade de expor cada detalhe deste que enxergou de forma peculiar todo cotidiano da população brasileira. São intensos 100 minutos pela arte e pela vida. O filme já está disponível no youtube e pode ser assistido abaixo:

"Plínio Marcos - Nas Quebradas do Mundaréu"

Ficha técnica de  "Plínio Marcos - Nas Quebradas do Mundaréu":
Roteiro, produção, direção, coedição:
Julio Calasso. 
Edição, arte, edição de som: Pedro Calasso. 
Assistente de edição e montagem: Adécimo de Lucca.
Fotografia e câmera: Aloysio Raulino.
Som direto: Yan Ssaldanha (Rio de Janeiro).

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.