terça-feira, 1 de setembro de 2015

.: JC Debate discute Saídas Para a Crise durante a semana

As edições especiais contam com profissionais que abordam temas como o papel do Estado na economia, investimentos e crise na infraestrutura


Como parte da campanha Saídas para a Crise, promovida pela Fundação Padre Anchieta em parceria com a OAB/SP, a Assembleia Legislativa de São Paulo e o Instituto de Estudos Avançados da USP, o JC Debate recebe ao longo desta semana de 31 de agosto a 4 de setembro especialistas para debater os fatores que desencadearam a crise em diferentes setores da economia brasileira e apresentar alternativas a ela. Apresentado por Andressa Boni, o programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 12h30, na TV Cultura.

A primeira edição, que foi ao ar hoje (31/8), trouxe um panorama geral da crise com a presença de Brasílio Sallum Jr., sociólogo e professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (FFLCH-USP); Otto Nogami, consultor econômico e professor de economia do INSPER; e do cientista político José Álvaro Moisés.

Na terça-feiram, dia 1º de setembro, o programa destaca o papel do Estado na economia brasileira como investidor e criador de empregos e negócios. Entre as discussões presentes na edição está a interferência ou não do Estado nesse processo. Participam do debate Marcos Antônio de Andrade, professor de economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie; e Edney Cielici Dias, pesquisador em Ciência Política e Estudos Econômicos da Fundação Seade.

Já na edição de quarta-feira (2/9), o foco é a crise na infraestrutura. Com a presença de Manoel Reis, professor da FGV-SP (Fundação Getúlio Vargas) e coordenador do FGV Projetos; e de Tharcisio Souza Santos, economista e diretor do MBA da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), o programa questiona por que as dificuldades do modelo econômico adotado no Brasil e a falta de planejamento levaram à quase paralisação dos investimentos em infraestrutura e quais são os caminhos possíveis para alavancar o desenvolvimento no setor.

Os programas de quinta (3/9) e sexta-feira (4/9) discutem, respectivamente, o reflexo da crise nos investimentos e nos setores de indústria e agronegócios.

A campanha: A Fundação Padre Anchieta, a OAB/SP, a Assembleia Legislativa de São Paulo e o Instituto de Estudos Avançados da USP, sempre presentes nas questões nacionais, lançaram a campanha  Saídas para a Crise, que será realizada entre 27 de agosto e 15 de setembro, e contará com uma série de ações, incluindo duas edições temáticas do Roda Viva, reportagens especiais no Jornal da Cultura e um seminário na sede da OAB/SP, com a participação de personalidades políticas, jurídicas e empresariais.

A iniciativa é um chamamento aos cidadãos, especialistas, autoridades, políticos, sindicalistas e empresários com o objetivo de apresentar propostas para melhoria das políticas públicas do país.

A primeira ação da campanha ocorreu no dia 27 de agosto, quando a TV Cultura levou ao ar o programa Roda Viva temático Saídas para a Crise, que discutiu as possíveis soluções políticas e econômicas para o atual cenário brasileiro.

Até o final da campanha, o Jornalismo da TV Cultura terá um cronograma intenso de atividades. Será exibida uma série de reportagens especiais no Jornal da Cultura, com os diversos assuntos relevantes.

Outras edições do Roda Viva, bem como o JC Debate, também trarão o tema para o centro das discussões. Além disso, emissoras parceiras da TV Cultura irão mostrar as opiniões de moradores das regiões mais distantes do nosso território sobre o assunto.

A campanha se encerra com dois dias de seminário, nos dias 14 e 15 de setembro, na sede da OAB de São Paulo, com abertura ao público em geral  e com a participação de personalidades políticas, jurídicas e empresariais. As mesas de debates nos períodos da manhã e da tarde terão transmissão, ao vivo, pelo canal 6.3 da TV Cultura (canal digital) e pelo portal da TV Cultura – cmais.com.br – e sites das organizações envolvidas no evento. Nos dois dias de seminário, a TV Cultura ainda realizará o JC Debate diretamente dos estúdios da OAB/SP, com uma hora de duração.

Ao fim da campanha Saídas para a Crise, haverá a edição de um documento propositivo que será encaminhado, posteriormente, aos  poderes Executivo, Legislativo e Judiciário nacionais. 

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.