segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

.: “Porto, Tempo, Paisagem” é Paulo von Poser na Pinacoteca Benedicto Calixto


A mostra: “Porto, Tempo, Paisagem”, apresenta uma releitura do artista Paulo von Poser (São Paulo, 1960) a partir das obras de Benedito Calixto (Itanhaém, 1853 – 1927). Ambos os artistas, pertencentes a épocas distintas, possuem algo em comum: o amor pela paisagem portuária da cidade de Santos.

Benedito morou em Santos a partir de 1881, e a cidade serviu de inspiração para vários de seus quadros, em 1882 foi convidado para fazer pinturas e entalhes no Teatro Guarany, o que resultou em uma bolsa de estudos em Paris. 

Já a relação de Paulo (que mora na cidade de São Paulo), com a cidade de Santos, ocorreu em 1986, quando passou a lecionar desenho na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de Santos – FAUS, e, em 2007 quando pintou o teto e foyer do Teatro Guarany, que, passados mais de 100 anos de sua inauguração, encontrava-se em ruínas, sendo reconstruído então pela Prefeitura de Santos. (Infelizmente nada do trabalho de Benedito pode ser salvo e Paulo utilizou algumas pinturas do mesmo, entre outras, como referência para a execução da nova pintura).

Para esta mostra, o artista apresenta doze trabalhos, entre desenhos e pinturas inéditas (feitos a partir da observação direta da paisagem do Porto e de pinturas originais de Benedito Calixto presentes no acervo da Pinacoteca Benedicto Calixto, e nas coleções do Itaú Cultural e BM&F Bovespa). Paulo também pesquisou o arquivo do Museu Paulista da Universidade de São Paulo, onde selecionou vinte e sete fotografias originais tiradas por Benedito, e que serão exibidas na cidade de Santos pela primeira vez. “Benedito foi sem dúvidas um artista, pesquisador e historiador cosmopolita”, afirma. 

Sobre o artista
Paulo von Poser (São Paulo, SP, 1960). Artista plástico, arquiteto, desenhista, ceramista, ilustrador e professor. Inicia-se em artes plásticas desenhando retratos e paisagens em 1976. Forma-se em arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) em 1982. 

Além do desenho, dedica-se também à cerâmica e à ilustração, e leciona desde 1986 na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Católica de Santos, e desde 2007 na Escola da Cidade em São Paulo. Ficou conhecido por seus desenhos de rosas em 1989, com a ilustração do calendário do Museu de Arte Contemporânea (MAC-SP), e também por desenhos de museus, praças e demais espaços públicos. 

Em 2007, desenhou sobre cinco painéis com 3.500 mil azulejos, instalados permanente entre as bancas de flores da Avenida Doutor Arnaldo, em São Paulo. Produziu em 2008 seu maior desenho, com 225 m², no teto do Teatro Guarany (1882), na cidade de Santos. Em 2010, lançou o livro “A Cidade e a Rosa”, pela editora Luste. Em 2012, comemorou 30 anos de exposições com a retrospectiva “Trajetória”, no Museu Brasileiro da Escultura (MUBE), e a exposição “Floração”, no Museu de Arte Sacra (MAS). 

Paulo von Poser participou de mostras nacionais e internacionais, seus trabalhos integram acervos de museus como a Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte de São Paulo (MASP), Museu da Casa Brasileira (MCB) e Museu de Arte Contemporânea (MAC-USP). Atualmente vive na cidade de São Paulo, produzindo, lecionando e envolvido em causas sociais e urbanas como o Parque Minhocão e o projeto Rios e Ruas. 

Serviço:
Exposição: "Porto, Tempo, Paisagem"
Artista: Paulo von Poser
Local: Pinacoteca Benedicto Calixto 
Endereço: Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15 - Boqueirão - Santos
Em cartaz até 18 de fevereiro
Entrada gratuita - de terça a domingo - das 9h às 18h


Compartilhar no WhatsApp
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.