sexta-feira, 9 de março de 2018

.: Indigesto: Barbie celebra último aniversário antes de ser sexagenária

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em março de 2018


Dona de uma história conturbada desde o início, a boneca Barbie que representa uma miniatura de mulher, hoje comemora o último aniversário antes de se tornar sexagenária -completa 59 anos. Criada em 9 de março de 1959, pela empresária Ruth Handler, e produzida pela Mattel, a descendente da boneca alemã Bild Lilli já tem um aniversário bastante indigesto após receber advertências no Twitter. 

Em 7 de março, a empresa lançou a coleção de personagens inspiradoras para o Dia Internacional da Mulher que são: a piloto americana Amelia Earhart, a física, cientista espacial e matemática Katherine Johnson e a artista mexicana Frida Kahlo. Contudo, a discórdia está na fato de uma empresa e a família garantirem ser as donas da imagem da pintora. 

Com a divulgação do lançamento nas mídias, a família de Kahlo emitiu uma advertência a respeito do uso de imagem sem autorização, em uma conta verificada do Twitter. "Nós nos veremos na imperiosa necessidade de tomar as medidas necessárias para salvaguardar os direitos de propriedade intelectual que nos assistem sobre a imagem de Frida Kahlo". A família revelou desconhecer a origem legal do projeto desenvolvido pela empresa Mattel, uma vez que a boneca claramente representa a imagem da pintora Frida Kahlo. 

sobrinha-neta, Mara Romeo, de acordo com um documento, é a única titular dos direitos de imagem. Entretanto, o desacordo vai além do que se vê. "Gostaria que a boneca tivesse mais os traços de Frida, ou seja, que não saísse uma boneca com olhos claros, que tivesse monocelha, que representasse tudo o que representava minha tia: a força... Que represente o México, que seja uma Frida, um estandarte do que é o México", afirmou.

Esse tipo de briga com a Mattel não é o primeiro e parece não ser o último. Em janeiro de 2011, a cantora dinamarquesa Patricia Day, vocalista do grupo de punk/psychobilly HorrorPops, processou a empresa por usar a imagem dela sem autorização. Na época, Patricia afirmou que uma das bonecas da coleção “Hard Rock Barbie” copiou o seu visual sem licença. As semelhanças estão nas tatuagens retrô, no corte de cabelo, incluindo, o contrabaixo adornado que a cantora usa nos shows. 



O processo informou que a Mattel obteve os direitos de uso de imagem de cantoras, como Cyndi Lauper, Debbie Harry (do grupo Blondie) e Joan Jett, trio pertencente a coleção “Ladies Of the 80′s”. Contudo, não foi autorizada por Patricia para o uso de imagem na nova coleção de brinquedos. A boneca Barbie parecida com Patricia Day, batizada de “Rockabilly Barbie”, foi vendida no exterior por US$ 80 (cerca de R$ 135) e hoje em dia, custa a partir de R$ 800,00. 

Assim, a chegada de Frida Kahlo ao mundo rosa dos 30 centímetros tem muito o que preocupar os colecionadores. Com todo burburinho em torno do produto, há a tendência da valorização exagerada, que esbarra na busca desesperada por exemplares a serem revendidos, futuramente, por preços abusivos. Vale lembrar que esse disse-me-disse também envolveu e primeira Barbie Toki Doki, lançada em 2011. Na época, a imprensa divulgou ser a primeira Barbie tatuada, o que não era verdade. Hoje em dia, a boneca é rara, quando vendida passa de R$1.000,00.


*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: 
@maryellenfsm
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.