terça-feira, 8 de maio de 2018

.: Henrique Fogaça: Cinco estratégias para ser um bom cozinheiro

Cinco estratégias para ser um bom cozinheiro ensinadas no curso de Henrique Fogaça


Confira alguns dos passos compartilhados pelo chef em seu curso na plataforma Curseria que farão você impressionar na cozinha
Aprender a cozinhar bem é um desejo que muitos têm em comum, seja pelo simples prazer de realizar uma boa refeição e impressionar os convidados ou seguir uma carreira na gastronomia. Mas, como começar? Pensando em facilitar o acesso a essas informações, quebrar o paradigma de que cozinhar é muito complicado e transformar os alunos nos chefs de suas próprias cozinhas, a Curseria, plataforma com linguagem inovadora que desenvolve cursos on-line com especialistas que são referências nas suas áreas de atuação, convidou o renomado chef de cozinha Henrique Fogaça para compartilhar seus conhecimentos no curso Cozinhe com Fogaça.

Confira cinco ensinamentos do chef:

1. Organização é tudo! - Mise en place
Para começar a cozinhar, o primeiro passo é a mise en place: a preparação e a separação prévia de todos os utensílios e ingredientes que serão usados na receita. Essa etapa é essencial para um bom trabalho, pois facilita a execução da receita. Os ingredientes devem ser limpos, cortados – quando necessário – e separados de forma que a visualização deles seja clara. Além disso também é importante que os utensílios que serão utilizados, como panelas, recipientes e talheres sejam colocados à vista.

2. Descubra o potencial dos ingredientes
"Não adianta você ser o melhor cara da cozinha e não ter um ingrediente de boa qualidade", conta Fogaça. Para ser um bom cozinheiro, de acordo com o chef, é necessário conhecer bem os ingredientes, saber selecioná-los de acordo com a qualidade e como harmonizá-los. Para isso, o chef indica que muita pesquisa seja feita e que as pessoas se aventurem a conhecer ingredientes das mais variadas regiões do País, como, por exemplo, o tucupi e o cumaru.

3. Aposte em bons caldos e fundos
Fundos e caldos são extremamente importantes para acrescentar sabor às receitas, por isso é preciso praticar essa técnica. A base, em grande parte das vezes, para criar um caldo consiste no meripoix – uma mistura de vegetais típica da culinária francesa, com cebola, cenoura, salsão e alho poró. Caldos de legumes, carne, frango e peixe são elementos essenciais para todos os cozinheiros.

4. Coloque a mão na massa e acerte o ponto da carne
Outras técnicas que precisam ser dominadas por todos os cozinheiros são a massa fresca e as carnes. Com a massa é necessário cuidado quanto a proporção dos ingredientes utilizados para fazê-la (farinha e gema de ovo) visando obter um resultado equilibrado e uma massa que não seja nem seca demais nem líquida. Os ovos devem ser acrescentamos aos poucos à farinha e uma dica para que a massa tenha uma aparência mais bonita é a utilização apenas da gema. Além disso, também é importante aprender a atingir os pontos corretos de cada tipo de carne e as variações de harmonização da carne bovina e da suína.

5. Pratique! Vá para o fogão!
Um dos principais pontos para ser um bom cozinheiro é dominar variadas receitas, entre as clássicas, as simples e as mais ousadas. Também é sempre possível utilizar a criatividade para criar novos pratos. Antes disso, no entanto, praticar receitas de chefs experientes é um ótimo primeiro passo.

Sobre o chef Henrique Fogaça: Defensor da comida como necessidade e não como um artigo de luxo, o chef Henrique Fogaça é contrário ao movimento de gourmetização e defende a gastronomia como algo que deve ser acessível a todos. Jurado do maior talent show de gastronomia do País, o Masterchef, Fogaça ainda encontra tempo para conduzir os restaurantes Sal Gastronomia e Jamile, o pub Cão Véio, o bar Admiral's Place, administrar O Mercado, além de compor músicas e ocupar a posição de vocalista da banda Oitão. Entre os prêmios já conquistados por ele estão o de Chef Revelação 2008 e 2009, além do Prêmio Paladar de Melhor Carne de Porco.

Em seu curso na Curseria, Fogaça compartilha diversas receitas, de criações suas, como o famoso nhoque de mandioquinha com ragu de javali, até receitas que trazem a ele memórias afetivas, como os ovos nevados. Confira mais no Cozinhe com Fogaça.

Sobre a Curseria: A Curseria nasceu do desejo de ir além do conceito de EAD existente, a proposta une a plataforma de acesso aos cursos, desenvolvimento do conteúdo que mescla educação e entretenimento, com a linguagem cinematográfica. Os cursos são conduzidos por profissionais que se transformaram em referências nas respectivas áreas de atuação. O objetivo é compartilhar o conhecimento dessas personalidades em destaque com um público ilimitado, ao somar a flexibilidade de acesso, com a otimização de tempo e custos, que só o universo on-line permite. Quem adquire os cursos pode acompanhá-los da maneira mais conveniente e adequada às suas rotinas durante o prazo de um ano, no qual terão as informações que adquirirem disponíveis para estudo. Entre os cursos já disponíveis estão o do Dr. Barakat, o do chef de cozinha Henrique Fogaça e o da influenciadora Tata Estaniecki. Até o fim de 2018 o objetivo da Curseria é ter de 12 a 15 cursos na plataforma. Entre os nomes confirmados estão: a confeiteira Dani Noce, as referências em moda e estilo Deborah e Giovanna Ewbank e o especialista em lentes de contato dental Dr. Rafael Puglisi. Mais informações sobre a programação de cursos no site www.curseria.com.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.