sábado, 20 de outubro de 2018

.: 10 motivos para assistir "Annie, o Musical", no Teatro Santander

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em outubro de 2018



O clássico “Annie, o Musical”, por excelência, um dos maiores exemplos de family entertainment da Broadway, está em cartaz no espaçoso Teatro Santander, dentro do Shopping J.K Iguatemi, localizado na Vila Olímpia, São Paulo. A versão brasileira do musical da Broadway dirigido por Martin Charmin, apresentado por Mike Nichols, música de Charles Strouse, letras de Martin Charnin e libreto de Thomas Meehan, tem no elenco Miguel Falabella e Ingrid Guimarães, ele o mocinho e ela a vilã (engraçada).

A história é sobre a pequena Annie (Luiza Gatai, Maria Clara Rosis e Sienna Belle), uma menina de 11 anos que vive em um orfanato comandado pela divertidíssima e desleixada senhora Hannigan, interpretada por Ingrid Guimarães. Depois de tentar fugir para encontrar os pais e adotar o cachorro Sandy, é trazida de volta para o estabelecimento e é escolhida para passar o Natal na mansão do milionário Oliver Warbucks, papel de Miguel Falabella. Annie se aproxima do homem ranzinza e solitário, subvertendo seu cotidiano, fazendo-o aproximar-se dos valores da amizade, da compreensão e do amor.

Confira 10 motivos -ou mais- para não perder "Annie, o Musical"!




1º motivo: “Annie, o Musical” é dirigido por Miguel Falabella e tem um elenco primoroso, incluindo o infantil com vocal extremamente harmônico;

2º motivo: O musical originário da história em quadrinhos “Annie, a Pequena Órfã”, de Harold Gray, que foi adaptado para musical da Broadway  e também cinema, na versão brasileira, nos palcos do Teatro Santander, traz no elenco nomes como Ingrid Guimarães, Miguel Falabella, Sara Sarres, Cleto Baccic, Ludmillah Anjos entre outros;

3º motivo: No palco entra em cena um cachorro extremamente carismático interpretando Sandy (Scot e Lisa).

4º motivo: A atriz Ingrid Guimarães está em seu papel mais interessante, esbanjando humor e irreverência como Mrs Hannigan, a pedra no sapato de Annie.

5º motivo: O espetáculo-espetacular apresenta uma orquestra esplendorosa composta por Daniel Rocha (maestro), Flavio Lago (Maestro II/Teclado I), Renan Achar (Teclado II), Fernando Biral (Teclado II - alternante), Marcelo Manfra (Reed I), Amintas (Reed II), Joca Araújo (Reed III), Claudinha (Reed IV), Bruno Soares (Trompete I), Anderson Bicudo (Trompete II), Renato Farias (Trombone I), Vagner Correa Junior (Trombone II), Marco Tudéia (Tuba), Elisa Monteiro (Violino/Viola), Franklin Martins (Cello), Eduardo Brasil (Baixo), Diogo Cardoso (Guitarra/Banjo Tenor); Kiko Adrioli (Bateria), Flavio Lago, Renan Achar e Fernando Biral (pianistas de ensaio).

6º motivo: A produtora Atelier de Cultura apresenta um cenário de encher os olhos, desde o orfanato à casa do ricaço Oliver Warbucks. O que dizer da escada em formato de "W" (Warbucks) que também permite ver um "A", de Annie.



7º motivo: As belíssimas coreografias realizadas pelo grande elenco em cenas como o povo da cidade ou os empregados de Warbucks, incluindo as danças das meninas do orfanato que são encantadoras.

8º motivo: O cover de Miguel Fallabela, Cleto Baccic é incrível, seja na atuação ou cantando com a voz firme e marcante.

9º motivo: O elenco infantil, que é intermitente, tem os nomes: Luiza Gatai, Maria Clara Rosis e Sienna Belle como Annie; Ashley Bernardi, Beatriz Kuffel e Maria Clara como Molly; Lili Siqueira, Luíse Nogueira e Rinon Ueyama como Kate; Giovana Maciel, Manu Costa e Mafê Mossini como Tessie; Bia Brumatti, Isabella Daneluz e Nina Medeiros como July; Ana Clara Martins, Júlia Berlim e Valentina Oliveira como Duffy; Giulia Ferrari, Helô Aquino e Isabella Faile como Pepper.

10º motivo: “Annie, o Musical” é um trabalho teatral perfeito que envolve 200 pessoas, desde o elenco ao produtor.



Serviço: “Annie, o Musical”
Músicas de Charles Strouse
Letras de Martin Charnin   
Libreto de Thomas Meehan
Versão Brasileira: Miguel Falabella
Diretor: Miguel Falabella
Diretor associado: Floriano Nogueira
Diretor Musical: Daniel Rocha
Coreógrafa: Kátia Barros
Cenógrafo: Matt Kinley
Figurinistas: Lígia Rocha e Marco Pacheco
Designer de Luz: Mike Robertson
Design de Som: Gabriel D'Angelo
Produção: Atelier de Cultura
Diretores de Produção: Cleto Baccic, Carlos Cavalcanti, Vinícius Munhoz

Serviço:
Local: Teatro Santander (Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2041 – Itaim Bibi – São Paulo – dentro do Shopping J.K Iguatemi)
Horários: Quintas e Sextas às 21h – Sábados às 16:30h e às 21h – Domingos às 15h e às 19h
Ingressos: De R$ 75,00 a R$ 310,00
Duração: 2 horas e 40 minutos (com 15 minutos de intervalo)
Capacidade: 1.100 lugares
Classificação: Livre

Estacionamento terceirizado com manobrista

Vendas em: www.ingressorapido.com.br (sujeito a taxa de conveniência), ou diretamente na bilheteria do Teatro Santander (horário de funcionamento: Domingo a Quinta: 12h às 20h ou até início do espetáculo. Sexta e sábado: 12h às 22h)


*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: @maryellenfsm
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

  1. Eu vi e confirmo. É um espetáculo. Espetáculo dos espetáculos.

    ResponderExcluir

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.
 
google.com, pub-3645003449125371, DIRECT, f08c47fec0942fa0 subdomain=subdomain.resenhando.com subdomain=subdomain.www.resenhando.com