sábado, 3 de novembro de 2018

.: O papel da personagem de ficção: Dorian Gray, de Oscar Wilde


Quais são as consequências de se confundir arte e vida? O que a personagem de Dorian Gray tem a dizer ao puritanismo anacrônico, mas perverso de hoje em dia? A emblemática criação de Oscar Wilde ainda preserva algo de sua natureza trágica? 

Na série de encontros "Vidas Literárias: o Papel da Personagem de Ficção", realizada pelo Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, o  jornalista Welington Andrade analisa qual  papel compete às personagens literárias e que experiências o leitor contemporâneo ainda pode ter no convívio com elas.

No dia 7 de novembro Dorian Gray, de Oscar Wilde, é a personagem da vez. O simples reconhecimento de inúmeros paralelos entre "O Retrato de Dorian Gray", de Oscar Wilde (1854-1900), e episódios da vida do escritor não nos autoriza a considerar a obra como uma alegoria autobiográfica. 

Certo é que as alusões existem e que o próprio escritor declarou que o livro "contém muito de mim. Basil Hallward é quem eu penso que sou; lord Henry o que o mundo pensa que eu sou; e Dorian Gray o que eu gostaria de ser - em outras eras, talvez", entretanto o comentário deve ser lido em chave dupla. O romance propõe uma elevada discussão estética ao mesmo tempo que postula o direito à transgressão sexual. Welington Andrade é doutor em Literatura Brasileira pela USP, professor da Faculdade Cásper Líbero, editor da revista Cult.

Sobre o CPF Sesc
Inaugurado em agosto de 2012, o Centro de Pesquisa e  Formação do Sesc é uma unidade do Sesc São Paulo voltada para a produção de conhecimento, formação e difusão e tem o objetivo de estimular ações  e desenvolver estudos nos campos cultural e socioeducativo.

Além do Curso Sesc de Gestão Cultural - que visa a qualificação para a gestão cultural de profissionais atuantes no campo das Artes, tanto de instituições públicas como privadas - a unidade proporciona o acesso à cultura de forma ampla, tematicamente, por meio de cursos, palestras, oficinas, bate-papos, debates e encontros nas diversas áreas que compreendem a ação da entidade, como artes plásticas e visuais, ciências sociais, comportamento contemporâneo e cotidiano, filosofia, história, literatura e artes cênicas, voltadas para o público em geral.

O Papel da Personagem de Ficção: Dorian Gray, de Oscar Wilde
Dia 7 de novembro de 2018, quarta, das 15h às 18h.
Recomendação etária: 16 anos. 30 vagas. 
Preço: R$ 15 (inteira); R$ 7,50 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública); R$ 4,50 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).

Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação com no mínimo dois dias de antecedência da atividade pelo e-mail centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br.

Informações e inscrições pelo site (sescsp.org.br/cpf) ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo. Serviço de van até a estação de metrô Trianon-Masp, de segunda a sexta, às 21h30, 21h45 e 22h05, para participantes das atividades.

Centro de Pesquisa e Formação do Sesc
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 22h. Sábados, das 9h30 18h30. Tel: 3254-5600.

: Quem é "Dorian Gray", retratado por Oscar Wilde?

.: Oscar Wilde e "O Retrato de Dorian Gray"

.: Resenha crítica de "O Retrato de Dorian Gray", a décima adaptação
https://www.resenhando.com/2011/04/resenha-critica-de-o-retrato-de-dorian.html

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.