segunda-feira, 22 de abril de 2019

.: Entrevista com Dayse Paparoto, campeã do "MasterChef Profissionais"


Por Helder Moraes Miranda, em abril de 2019.

Vencedora da primeira temporada do "MasterChef Profissionais", a chef Dayse Paparoto despertou uma torcida gigantesca nos telespectadores do programa. Quase três anos depois, em entrevista exclusiva, ela fala sobre a participação no programa, apresentado pela jornalista Ana Paula Padrão, com os jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Érick Jacquin. Na época, o reality show ficou durante uma hora e quatorze minutos no primeiro lugar de audiência, um feito inédito, em todo o Brasil.

RESENHANDO - Como foi para você a experiência de participar do "MasterChef"?
DAYSE PAPAROTO - Foi uma experiência incrível... Tinha muita insegurança como profissional e o programa me ajudou a vencer isso.

RESENHANDO - De que maneira o programa mudou a sua vida? 
D.P. - A exposição nacional ajuda na carreira e com isso surgem muitos contratos que talvez sem o programa eu não teria. 

RESENHANDO - O que aconteceu com você depois de sair do programa
D.P. - Abri uma empresa de consultoria gastronômica, em que faço o cardápio,
a ficha técnica, treino a equipe, faço levantamento de fornecedores entre várias outras coisas que são necessárias para uma vida saudável de um restaurante. Abri a primeira  loja modelo de hambúrgueres, o Banca3Express em Mogi das Cruzes, minha cidade que, em breve, abrirá várias franquias. Faço jantares para embaixadores e eventos para executivos da alta sociedade, jantares gran cru e dou aulas. Sou consultora em um restaurante escola no Timor Leste para crianças carentes e agora na Serra da Cantareira, onde estou abrindo outro projeto igual o do Timor para atender a comunidade carente do local. Eles aprendem a profissão sem custo nenhum e os clientes pagam os produtos, tudo a preço de custo, sem fins lucrativos.

RESENHANDO - Qual o melhor, e o pior momento, dentro do programa?
D.P. - É a hora das compras.

RESENHANDO - Da sua edição, quem você considera que deveria ser o participante vencedor? 
D.P. - Eu mesma (risos), porque acho que errei menos que todos... Mas todos são excelentes profissionais. Eu estava com a cabeça mais fria, não pensava no prêmio, isso me deu uma vantagem, pois fazia as provas bem mais tranquila. Tirando o Ivo, eu era a que tinha mais tempo de experiência em cozinha que os outros participantes. São 15 anos na estrada.

RESENHANDO - Com quais participantes do "MasterChef" você mantém contato?
D.P. - Nenhum.  

RESENHANDO - Que mensagem positiva você diria a um fã que, por algum motivo, precisa de uma injeção de ânimo?
D.P. - Confie em Deus, pois o caminho que ele tem para você é único e que todas as provas da vida, mesmo que difíceis de passar, o Senhor está no controle. Tem coisas que acontecem para a gente aprender algo, ou entender o que está por vir. Não queime etapas, agarre todas as oportunidades. 

RESENHANDO - Qual dos jurados do programa é o seu favorito?
D.P. - O Henrique Fogaça é um amor de pessoa, gosto muito dele, mas eu admiro mais como profissional o Erick Jacquin. 

RESENHANDO - Como era a Ana Paula Padrão nos bastidores?
D.P. - A Ana Paula sempre fofa e atenciosa. 

RESENHANDO - Voltaria a participar do programa?
D.P. - Claro, gosto de desafios!  

RESENHANDO - Há alguma mágoa do programa?
D.P. - Imagina, nenhuma! Só gratidão.

RESENHANDO - Ser cozinheiro é...
D.P. - Amar as pessoas e deixar a nossa vida.

*Helder Moraes Miranda é bacharel em jornalismo e licenciado em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura, pela USP - Universidade de São Paulo, e graduando em Pedagogia, pela Univesp - Universidade Virtual do Estado de São Paulo. Participou de várias antologias nacionais e internacionais, escreve contos, poemas e romances ainda não publicados. É editor do portal de cultura e entretenimento Resenhando.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.