sexta-feira, 9 de agosto de 2019

.: Japan House São Paulo: Nova exposição sobre o universo da arquitetura

Passado e futuro são as chaves dos projetos do arquiteto japonês, que expõe 15 dos seus trabalhos no centro cultural, a partir de 06 de agosto


Crédito: Mario Daloia

A arquitetura japonesa, referência no cenário internacional, é novamente evidenciada na Japan House São Paulo, desta vez, em exposição que apresenta em detalhes o trabalho de Tsuyoshi Tane, arquiteto nipônico destaque na cena mundial atual. "Tsuyoshi Tane | Arqueologia do Futuro - Memória & Visão" fica em cartaz de 06 de agosto a 13 de outubro de 2019, e é um convite para um mergulho pelo processo criativo de desenvolvimento de projetos do profissional.

Instalada no segundo andar do centro cultural, a mostra retrata o universo criativo de Tane. Ao todo, serão apresentados 15 projetos - criados entre 2006 e 2019 - representados por meio de 600 objetos, entre eles cinco maquetes de grande porte, modelos de estudo e os mais diversos materiais e utensílios encontrados nos locais de cada projeto. Além disso, cerca de 2.000 imagens ocupam o espaço expositivo, das paredes ao chão. Todos os itens fazem parte do processo de trabalho desenvolvido por Tane, por meio do qual ele realiza uma pesquisa arqueológica, seguindo seu Manifesto 'Arqueologia do Futuro', em que ele busca histórias e referências locais para a elaboração de cada concepção, e que, de alguma forma, servirão como inspiração para o futuro. Dentro desta lógica, sua arquitetura manifesta as memórias do lugar como princípio norteador dos projetos.

Com curadoria do próprio arquiteto, a exposição em formato de pesquisa arqueológica foi pensada de forma a atrair e despertar os sentidos do espectador. "Tane tem uma filosofia arquitetônica muito especial, buscando a criação de lugares, e não de espaços simplesmente funcionais ou vazios. Lugares com memória e sentido, com capacidade para melhorar o futuro", afirma Natasha Barzaghi Geenen, Diretora Cultural da Japan House São Paulo.

Entre as maquetes apresentadas, se destaca o trabalho feito em 2006, em que o então jovem arquiteto com 26 anos, ganha reconhecimento global como autor do projeto vencedor do concurso internacional para projetar o Museu Nacional da Estônia (finalizado em 2016), junto com os seus sócios Dan Dorell e Lina Ghotmeh. Concebida a partir de profunda pesquisa histórica, a obra é um prolongamento dos restos de uma pista de pouso soviética, ressignificada pela sua intervenção, e que exemplifica de maneira perfeita a relação entre passado e futuro do lugar, buscada pelo arquiteto. Em 2017, o arquiteto fundou em Paris o Ateliê Tsuyoshi Tane Architects, expandindo assim suas atividades.

Para Tane, começar um novo projeto significa olhar para o mais longe possível da história daquele espaço. "Escavo o passado para encontrar memórias que estão embutidas em lugares. É um processo de descobertas que constrói o futuro e, é isso que impulsiona nossa curiosidade. A partir do encontro com as memórias do local que foram esquecidas, apagadas ou desaparecidas pela modernidade, nascem os conceitos que conectam para futuro", relata. Esta exposição tem o apoio da TOTO Gallery MA.

Crédito: Mario Daloia

Programação paralela
Integrando as atividades da exposição "Tsuyoshi Tane | Arqueologia do Futuro - Memória & Visão", o arquiteto ministra palestras na semana de abertura da mostra. Dia 06 de agosto, às 19h, ele fala sobre sua trajetória e conceitos no IAB – Instituto de Arquitetos do Brasil, no centro de São Paulo. Já dia 08 de agosto, integrando o ciclo de palestras organizado pela Japan House São Paulo e a Arq. Futuro, "Projetando Instituições Culturais: Desafios Contemporâneos" acontece um bate-papo entre ele e o arquiteto brasileiro Thiago Bernardes, do Bernardes Arquitetura, às 19h. Ambos eventos são abertos ao público, com vagas limitadas e retiradas de senhas na recepção da Japan House São Paulo uma hora antes dos eventos.

Projetos apresentados na mostra
Estonian National Museum / Museu Nacional da Estônia – Tartu, Estônia (Museu), 2006-2016)
Kofun Stadium – New National Stadium Japan / Estádio Kofun - Novo Estádio Nacional de Tóquio – Japão (Estádio, 2012)
Wonderground - Natural History Museum of Denmark / Wonderground - Museu de História Natural da Dinamarca – Copenhagen, Dinamarca (Museu, 2009)
Arthur Rimbaud Museum / Museu Arthur Rimbaud – Charleville-Mézières, França (Museu de Arte, 2012)
Twin Towers in Kai Tak Development / Torres Gêmeas do Empreendimento Kai Tak – Hong Kong, China (Comercial, 2017)
A House for Oiso / Uma Casa para Oiso – Kanagawa, Japão (Residencial, 2015)
Toraya Paris/ Paris, França (Design interior, 2015)
Chiso Building / Edifício Chiso – Kyoto, Japão (Comercial, 2015)
Todoroki House in Valley / Casa Todoroki no Vale – Tóquio, Japão (Residencial, 2018)
Hirosaki Contemporary Art Museum / Museu de Arte Contemporânea de Hirosaki – Hirosaki, Japão (Museu, 2017)
Edifício 10 kyoto – Kyoto, Japão (Comercial, 2017)
Bhutan Five Star Village Hotel/ Hotel Cinco Estrelas Butão (Hotel, 2017-2021)
Balthus Chapel / Capela de Balthus – Rossinière, Suíça (Institucional, 2018)
Restaurant Maison / Restaurante Maison – Paris, França (Restaurante, 2018)
Food and Restaurant/ Comida e Restaurante – Paris, França (Restaurante, 2018-2019)
Weekend House in Fontainebleau / Casa de Fim de Semana em Fontainebleau, França (Residencial, 2019)
Luxemburg Apartment/ Apartamento Luxemurgo – Paris, França (Design interior, 2019)
Project 142 Paris, França (Comercial, 2019)
Premiações
2006 – Concurso Internacional de Arquitetura do Museu da Estônia, Estônia
2008 – Premiação do Ministério da Cultura da França para Jovens Arquitetos, França
2008 –Premiação da Associação de Arquitetura de Milão, Itália
2012 - Concurso Internacional de Design para o Projeto do Estádio Nacional de Tóquio - Finalista (Japão)
2014 – Milano Design Awards Best Entertaining + Best Sound (Itália)
2016 - AFEX Grand Prix 2016 (França)
2016 - Concurso da Academia de Arquitetura da França - Premiação de Iniciante (França)
2017 - 67º Prêmio do Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão - Prêmio de Iniciante (Japão)
2017 - Prêmio de Arquitetura Contemporânea Mies van der Rohe - Nominação (UE)
2017 – Prêmio de Melhor Construção da Estônia (Estônia)
2018 – Prêmio de Melhor Arquiteto do Ano (Japão)
2018 – Prémio Museu Europeu do Ano (UE)
Tsuyoshi Tane | Arqueologia do Futuro - Memória & Visão
Japan House São Paulo – Avenida Paulista, 52
De 06 de agosto a 13 de outubro de 2019
Segundo andar
Horário de funcionamento:
Terça-feira a Sábado: das 10h às 20h
Domingos e feriados: das 10h às 18h
Entrada gratuita
Confira a programação no www.facebook.com/JapanHouseSP/
Palestra com Tsuyoshi Tane
Quando: 06 de agosto de 2019, às 19h
Onde: IAB – Instituto de Arquitetos do Brasil (Rua Bento Freitas, 306, Vila Buarque)
Participação Gratuita
Projetando Instituições Culturais: Desafios Contemporâneos.
Bate-papo comTsuyoshi Tane e Thiago Bernardes
Quando: 08 de agosto de 2019, às 19h
Onde: Japan House São Paulo – Avenida Paulista, 52 – Bela Vista
Participação Gratuita
Ingressos distribuídos uma hora antes do evento na recepção

Sobre Tsuyoshi Tane: O arquiteto japonês Tsuyoshi Tane tem, hoje, como sede do seu trabalho, a cidade de Paris. Formado em 2002, na Tokai University, em Hokkaido, Tane teve importantes experiências profissionais na Inglaterra, Dinamarca e Japão. O arquiteto fundou a Atelier Tsuyoshi Tane Architects em 2017, depois de ser co-fundador da DGT Architects em 2006. Ele é reconhecido por uma série de projetos e edifícios premiados, incluindo o Museu Nacional da Estônia, o Estádio Kofun para as Olimpíadas do Japão de 2020, a instalação LIGHT is TIME e outros. Tsuyoshi é considerado um dos mais importantes arquitetos japoneses da nova geração, a partir de sua arquitetura que manifesta a memória do lugar como princípio norteador dos projetos. Tal abordagem originou o conceito de "Arqueologia do Futuro". Possui inúmeros prêmios e honrarias, incluindo o Prêmio de Arquitetura do Ministério da Cultura da França, o Grande Prêmio de Arquitetos Franceses 2017, o Grande Prêmio Estoniano de Cultura e além da indicação ao Prêmio Mies van der Rohe da União Europeia 2017 e o 67º Prêmio New Face do Ministério Japonês da Educação e Belas Artes. Atualmente, o arquiteto tem ministrado palestras e conferências, além de lecionar nas Universidade de Columbia/GSAPP (Escola de Pós-Graduação em Arquitetura, Planejamento e Preservação) e na Escola Superior de Design de Visual Merchandising (ESVMD) em Vevey, Suíça.

Sobre a Japan House São Paulo (JHSP): A Japan House São Paulo é uma instituição dedicada a mostrar o melhor do Japão do século 21. Inaugurada em maio de 2017, foi a primeira a abrir as portas no mundo, seguida por Los Angeles (inauguração total em agosto/2018) e Londres (inaugurada em junho/2018). Desde sua abertura, o público brasileiro vem sendo convidado a ter uma experiência única dos modos de viver do Japão contemporâneo. A JHSP promove, em seus três andares, exposições, seminários, workshops e atividades que trazem ao Brasil os mais relevantes criadores e empreendedores japoneses da atualidade nas artes, no design, na moda, na gastronomia, na ciência e na tecnologia. A instituição já recebeu mais de um milhão e meio de visitantes.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.