sábado, 9 de novembro de 2019

.: Crítica: "Heathers, o Musical", assista e prove do melhor!

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em novembro de 2019 



Foto: Adriano Doria

A primeira montagem brasileira, "Heathers"em cartaz aos sábados, domingos e segundas-feiras até 17 novembro, no Teatro Viradalata, não tem defeitos, do início ao fim. Versionado para o português por Rafael Oliveira, tem o enredo baseado no filme cult dos anos 80, de Daniel Waters, protagonizado por Winona Ryder, intitulado "Atração Mortal" e, também, no musical de Laurence O’Keefe e Kevin Murphy, com mesmo nome.

O espetáculo com direção geral de Fernanda Chamma, já acontece enquanto o público adentra ao teatro, com adolescentes transitando pelo palco tal qual estivessem no intervalo da Westerburg High School. Na vibe juvenil de sexo, drogas e rock´n´roll, o musical apresenta a história da jovem Veronica Sawyer (Ana Luiza Ferreira/Verônica Goeldi). Moça comum que tenta sobreviver no ambiente turbulento do ensino médio

Para tanto, ingressa no grupo das três garotas mais populares da escola, as Heathers. Enquanto paga a "vaga" no famoso grupelho, fazendo favores diversos, conhece o misterioso e libertário aluno transferido: J.D., Jason Dean (Diego Montez/Murilo Armacollo). Conforme a relação dos dois vai criando laços mais estreitos, a moça é envolvida pelo sociopata, mergulhando num interminável ciclo de ódio. 

A verdade é que "Heathers" não é somente um musical para empolgar o público em 120 minutos de duração. O espetáculo vai muito além disso ao tratar temas perturbadores como assédio, bullying e suicídio juvenil, agravado por dificultosos meios escolares. O trabalho em conjunto e cheio de garra dos atores leva facilmente o público para dentro da realidade juvenil, incluindo as formas de ver, sentir e viver o mundo. 


Eis que, inicialmente, a narrativa é tal qual tantas e tantas outras sobre alguém que quer ser popular na escola. Humilhações e punições recebidas de bom grado pela aspirante. No entanto, Veronica Sawyer (interpretada pela talentosa alternante, Verônica Goeldi) recebe a pitada rock´n´roll na vida de Jason Dean, (interpretado brilhantemente pelo alternante, Murilo Armacollo). Assim, todo o êxito de pertencer ao grupo das populares, mesmo que precise deixar de escanteio a amiga gordinha Martha Dunnstock (Luisa Phoenix, outra que ao cantar arrepia a plateia. Bela voz!)


Foto: Adriano Doria

Que o elenco é extremamente talentoso, não há dúvida alguma. Logo, a trindade da maldade, as Heathers, que, de fato, atendem pelo nome de Heather esbanjam versatilidade, seja ao dar veracidade a comportamentos duvidosos, na dança ou no canto. O que dizer da Heather Chandler de Gigi Debei? É aquela vilã que você ama odiar. Dona de um tremendo vozeirão, domina o palco e faz o público aguardar ansioso pela próxima peripécia da maldosa.

Além do elenco excepcional que atua, canta e dança, a montagem ganha um toque libertário no Teatro Viradalata, pois desenvolve também cenas por toda a plateia e não só no palco. O musical ainda oferece uma grande oportunidade para o público, a de comprar ingressos para assistir a peça do palco. É, definitivamente para ver e rever. Afinal, quando se prova do melhor, sempre se quer mais. Imperdível!



Elenco: Ana Luiza Ferreira (Veronica Sawyer), Diego Montez (Jason Dean), Murilo Armacollo (alternante Jason Dean), Bruna Vivolo e Gigi Debei (Heather Chandler), Verônica Goeldi e Mariana Fernandes (Heather Duke), Carol Amaral, Isa Castro e Luisa Valverde (Heather McNamara), Ana Araújo (Srta Fleming), Arízio Magalhães (Bill Sweeney), Bruno Kimura (Paul Kelly), Gustavo Daneluz e Roberto Justino (Ram Sweeney), Lucas Colombo (Kurt Kelly), Luanna Barbosa e Luisa Phoenix (Martha Dunnstock).
Ensemble: Alice Zamur, Ana Bia Matos, Ana Itokazu, Ana Luiza Leal, Andreas Trotta, Augusto Follmann, Beatriz Soares, Carol Kiatake, Carol Pelegrini, Carol Pfeiffer, Clarice Sakamoto, Dante Morais, Davi Gazal, Deivisson Cruz, Diego Fecini, Duda Araujo, Estevão Souz, Esther Arieiv, Fabiana Marun, Giulia Propheta, Henrique Hadachi, Ingrid Sanchez, Isabella Arruda, Jean Cruz, John Seabra, Lorena Tucci, Luana Lavareda, Luís Vasconcelos, Lu Freixedas, Manu Casado, Manu Della Monica, Pedro Ogata, Renan Souza, Renata Regina, Sophia Almeida, Sophia Correia, Thayna Luanny e Vicky Maila.

Equipe Criativa:
Direção geral: Fernanda Chamma
Direção: Daniela Stirbulov
Direção musical: Amanda Bamonte e Willian Sancar
Coreografia: Mariana Barros 
Direção residente e assistência de direção: Ana Elisa Mattos
Versionista: Rafael Oliveira
Diretor de produção: Robert J Lima
Produtora executiva: Claudia Lima
Mídias sociais: Káthia Akemi

Serviço:
"Heathers, o Musical"
Teatro Viradalata
Rua Apinajes, 1387 - Sumaré - São Paulo
Temporada até 17 de novembro
Gênero: musical 
Duração: 120 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Sábados às 17h e 21h. Domingos às 15h e às 19h. Segundas, às 20h30.
Ingressos: Palco (R$ 150 e R$ 75 - meia). Plateia (R$ 100 inteira e R$ 50 - meia). Mezanino (R$ 70 e R$ 35 - meia)
Fotos: Adriano Doria

*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: @maryellenfsm



Encerramento do espetáculo

Recepção ao público

Trecho do espetáculo



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.