domingo, 14 de junho de 2020

.: Balangandança Cia disponibiliza espetáculo e promove atividades online


Foto: Gil Grossi

Com 23 anos de carreira e uma referência em dança contemporânea para crianças, a Balangandança Cia apresenta uma programação online com espetáculo e uma série de bate-papos. As atividades fazem parte do VII Forinho MESA e EXTENSÕES que reúne o fórum Mesa Com Convidados, além das extensões Mesa Fora Do Centro, a conversa Dando Asas À Criação e a exposição Caminhos da Pesquisa: Corpo Natureza. 

As ações vão de 13 a 27 de junho. A iniciativa estava para ocorrer em vários espaços da cidade de São Paulo e foi adaptada para as plataformas digitais em virtude da quarentena preventiva de contenção ao novo Coronavírus. Também está disponível na íntegra o espetáculo Ninhos, Performance Para Grandes Pequenos no canal de Youtube da companhia. Todas as atrações são gratuitas e podem ser conferidas pelo Zoom após inscrição prévia pelo link forms.gle/yePoxCWrbcEuH2nq6

A Balangandança Cia. tem estudos em desenvolvimento motor e cognitivo, educação, arte contemporânea e estética. É reconhecida por desenvolver um trabalho sólido e pioneiro no Brasil, que vê e escuta a criança em seus processos e na comunicação com o público.  Assim, oferece à criança - de todas as idades - a possibilidade de apreciar espetáculos de dança contemporânea   que estimulam movimentos e a imaginação, resgatando o lado lúdico, saudável e criativo do corpo.

Para acessar as transcrições das edições anteriores e textos da atual, além de mais informações, acesse: dancaemjogo.wordpress.com/forum e balangandanca.com.

Idealizado e realizado pela Balangandança Cia. o Fórum “VII Forinho” Mesa E Extensões é uma das ações gratuitas do projeto “Feito de quê? corpo, o espaço que habito”. Esse projeto foi realizado com o apoio do Programa Municipal de Fomento à Dança para cidade de São Paulo - Secretaria Municipal de Cultura.
Veja a programação completa abaixo:

Atividades
*Espetáculo Ninhos, performance para grandes pequenos
Disponível via Youtube para apreciação de toda família e profissionais interessados nos temas de trabalho da Balangandança Cia.
Com improviso, metáforas e poesia, espetáculo traz coreografia/movimentações que mesclam brincadeiras infantis com movimentos de animais e de adultos para falar sobre afeto, carinho e segurança. Ou seja, os ninhos de cada pessoa antes de alçar voos mais altos. Para sua criação, os bailarinos receberam treinamento de kempô, arte marcial que trabalha com os movimentos dos animais e de contato improvisação. 

O cenário apresenta troncos de árvores que se transformam e constroem imagens – em uma metáfora sobre a extinção que pode ser tanto dos animais, que já não tem um lugar apropriado para formar seus ninhos, quanto da natureza ou mesmo das relações. Com estampas criadas especialmente pelo ilustrador Fê, o figurino remete de paisagens, animais, ninhos, sol, figuras da natureza que estão impregnadas da concepção do espetáculo. A trilha sonora é composta e executada ao vivo por Coré Valente com violão e instrumentos de percussão e compartilhada com Georgia Lengos que compõe com a música mecânica.

Ninhos foi concebido para ser apresentado em lugares não convencionais como praças, parques, pátios, locais de exposição e halls. A performance foi pensada para integrar um espaço de intervenção na cidade. A ideia é interagir com o espaço de passagem, com o concreto, o urbano. É uma maneira de intervir questionando: o que é o ninho dentro da cidade? Tanto de um bicho como de uma criança. Existe um espaço de aconchego, recolhimento no espaço urbano? Qual a base/estrutura que uma criança precisa para alçar voo? Enfim, trazer questionamentos e os desdobramentos da natureza das relações no contemporâneo sem ser didático, nem óbvio.
Para assistir, acesse o Youtube: youtube.com/user/balangandanca1

Ficha técnica:
Concepção e Direção: Georgia Lengos. Criadores-intérpretes: Dafne Michellepis, Alexandre Medeiros, Alan Scherk, Maristela Estrela, Clara Gouvêa, Ciro Godoy, Isabel Monteiro. Composição e performance musical: Coré Valente - Estudio Minster/Campinas: Ric Palma. Músicas compostas: Coré Valente, Kito Siqueira/Satélite Audio. Orientação Corporal: Alex Ratton (Contato Improvisação) e Ciro Godoy –(Kempô). Cenografia: Georgia Lengos. Figurinos: Balangandança Cia. Produção de Figurino: Larissa Salgado. Ilustrações: Fê.  Design Gráfico: Celso Linck. Classificação Indicativa: Livre. Duração: 45 minutos. 

*Conversa Dando Asas à Criação (pelo aplicativo zoom)
Dia 16 de Junho, Terça-feira, às 19h30
Com Dafne Michellepis, Maristela Estrela, Coré Valente, Alan Scherk e Junão Ferreira, cinco dos criadores do espetáculo Ninhos, Performance Para Grandes Pequenos. Artistas contam os processos de criação, transformações e experiências de contato com plateia de 13 estados do país.

*Encontro Caminhos da Pesquisa: Corpo Natureza (pelo aplicativo zoom)
Dia 20 de Junho, sábado, às 15h.
Com Georgia Lengos e Balangandança Cia (Alexandre Medeiros, Clara Gouvêa, Ciro Godoy e Isabel Monteiro)

Será abordado o olhar e a escuta das crianças de diferentes habitats nos processos investigativos/ criativos e transformadores da linguagem artística da Balangandança Cia. O foco é nos últimos 4 anos, onde a companhia se adentrou na relação corpo, natureza e imaginário em contato com crianças indígenas, caiçaras e paulistanas.

Georgia Lengos
Graduada em Dança (UNICAMP) é criadora e diretora da Balangandança Cia. Foi colaboradora do Estúdio Nova Dança, integrante da Cia Oito Nova Dança e professora do Colégio Oswald de Andrade. Curadora de programações e autora de textos na área.

Alexandre de Medeiros
Doutorando em Educação pela FEUSP. Mestre em Comunicação e Semiótica, 2009, e bacharel com habilitação em teatro e dança pelo curso Comunicação das Artes do Corpo, 2003, ambos pela PUC/SP. Licenciado em Teatro pela Mozarteum em 2010. Desde 2000 atua também com a linguagem artística de palhaço; com teatro de bonecos desde 2006. Faz parte do núcleo artístico da Balangandança Cia. Lecionou aulas de teatro na Escola Municipal de Iniciação Artística (EMIA/SP) de 2012 a 2016.

Clara Gouvêa
Mestranda em Artes Cênicas pela UNESP – Instituto de Artes de São Paulo. Bacharel e licenciada em Dança pela UNICAMP. Bailarina, criadora e professora, integra as cias: Cia Damas em Trânsito e os Bucaneiros (desde 2006) e a Balangandança Cia (desde 2011). Desenvolveu trabalhos junto a Gisele Petty, Marta Soares, Alice K, entre outros. Atualmente também é artista convidada do Núcleo Cinematográfico de Dança no espetáculo “O que resta de quatro” (2010/2011).

Ciro Godoy
É dançarino e músico, brincou muito durante toda sua infância, na rua, na mata, na praça, no quintal, e ainda adora brincar. Se formou em Biologia no ano de 2001. Desde 1999 pesquisa o Kempo, prática corporal ancestral, inspirada no movimento dos animais, nos ritmos da Natureza e no arquétipo do guerreiro. Foi através do Kempo, que em 2004, começou suas Pesquisas Artísticas em Dança Contemporânea, Contato Improvisação, Aikido e Improvisação Dança Teatro. É integrante da Cia. Damas em Trânsito e os Bucaneiros desde 2006 e durante 6 anos fez parte da Cia. Oito Nova Dança. Também realiza trabalhos em Preparação Corporal, Cenografia e Iluminação Cênica.

Isabel Monteiro
Mestranda em Letras pela FFLCH-USP. Isabel Monteiro é bacharel em dança pela Unicamp. Foi integrante da Companhia Perdida dirigida por Juliana Morais ao longo de seis anos. Participa da criação e apresentação de Deslocamentos com direção de Marta Soares desde 2014. Integra a Balangandança Cia desde 2014 nos espetáculos Ninhos e Álbum das Figurinhas. Também é professora de dança para crianças e adultos.

*Mesa: Conversa Com Convidados (pelo aplicativo zoom)
Dia 27 de Junho, sábado, às 15h. Mediação Georgia Lengos

A atividade salienta a importância de realizar pontes entre a teoria e a prática, fomentando discussões junto a profissionais das áreas de arte, cultura, educação, pais e interessados na infância.

- O Brincar com Paula Mendonça:  Corpo preparado, alma protegida: uma a pesquisa sobre infância entre o povo indígena Yudja.

- A Improvisação com Isabel Tica Lemos: O BRINCAR DO VIVER, improvisação, negócio sério. 

- A Dança com Elizabete Menezes:  Corpo-casa da dança com as Lúdicas brasileiras.

Paula Mendonça
Mestre em Educação pela Universidade de São Paulo com pesquisa sobre cultura da criança, é assessora pedagógica do programa Criança e Natureza do Instituto Alana. Atuou cerca de dez anos no Parque do Xingu pelo Instituto Socioambiental. É codiretora do curta metragem Waapa, uma correalização do Território do Brincar e do Instituto Alana. É mãe da Nina e da Luana.

Isabel Tica Lemos
É a introdutora do contato-improvisação no Brasil. Uma das Fundadoras do Estúdio Nova Dança e da Cia Nova Dança 4 em SP. Fundadora e diretora do Núcleo Juanita. Professora 5º dan de aikido, aikikai japão e professora hakama de kinomichi. Ganhadora de diversos prêmios por seus trabalhos em dança. Ama capoeira e coentro e atualmente mora na Bahia.

Elizabeth Menezes é intérprete – criadora e educadora em dança. Desenvolve uma linguagem corporal contemporânea unindo danças tradicionais, cultura da infância e princípios da arte do movimento de Rudolf Laban, há trinta anos. É mestranda em Artes no Instituto de Artes da UNESP/SP; pós-graduada em Educação Lúdica pelo Ensino Superior de Educação Vera Cruz e licenciada em Dança e Movimento pela Universidade Anhembi Morumbi. Integrante do Grupo Kambaiá de Moçambique de Bastão. Leciona dança na educação infantil na Escola Vera Cruz, desde 1996. 

*Inscrições*
As atividades que acontecem pelo aplicativo Zoom, terão inscrições via formulário do Google e os participantes receberão por email no dia anterior o link com o endereço. Acesse: forms.gle/yePoxCWrbcEuH2nq6

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.