terça-feira, 21 de julho de 2020

.: #ResenhaRápida: tudo o que você sempre quis saber sobre Paulo Betti


Por Helder Moraes Miranda e Mary Ellen Farias dos Santos, editores do Resenhando.

O teatro, hoje, respira por aparelhos. Ainda bem que há muita gente que se preocupa com isso. Paulo Betti, um dos grandes atores do Brasil, está entre essas pessoas. Também é uma mente brilhante, 
intérprete de tipos inesquecíveis no teatro, no cinema e na televisão.  

No teatro, atuou em peças como "O Doente Imaginário", de Molière, "O Processo", de Franz Kafka, "Boca de Ouro", de Nelson Rodrigues e "O Inimigo do Povo", de Henrik Ibsen. No cinema, só para citar os anos 90, foi Carlos Lamarca e Ed Mort, o personagem emblemático de Luis Fernando Veríssimo. Na televisão, entre os grandes personagens, está Timóteo D'Alamberti, da novela "Tieta", de Aguinaldo Silva, baseada no romance de Jorge Amado, que chegou recentemente ao Globoplay, e o blogueiro Téo Pereira, na novela "Império", do mesmo dramaturgo, que ganhou o Emmy Internacional de Melhor Novela.

Atualmente, Paulo Betti está em cartaz com a peça online "Autobiografia Autorizada", diretamente do teatro para o streamming. São apenas mais duas sessões, dias 23 e 30 de julho, às 17h, por apenas R$ 10. Algo novo, em que o espectador pode ver de casa, na televisão, computador ou até na tela de um telefone celular. A bilheteria irá para os técnicos desempregados. Você pode comprar o ingresso no site www.teatropetragold.com.br. Nesta entrevista, ele responde tudo o que todos sempre quiseram saber, mas nunca tiveram coragem de perguntar.

Espetáculo online com Paulo Betti. Aqui: sympla.com.br/autobiografia-autorizada

#ResenhaRápida com Paulo Betti

Nome completo: Paulo Sergio Betti.
Apelido: Cabra.
Data de nascimento: 8 de setembro de 1952.
Altura: 1,74m.
Qualidade: comprometimento.
Defeito: ansiedade.
Signo: virgem.
Ascendente: áries.
Uma mania: anotar.
Religião: umbanda.
Time: São Bento, de Sorocaba.
Amor: essencial.
Sexo: bom.
Mulher bonita: Dadá Coelho.
Homem bonito: José Bete.
Família é: prioridade.
Ídolo: Betinho, irmão do Henfil.
Inspiração: leitura.
Arte é: razão da existência.
Brasil: tem cura.
Fé: andar.
Deus é: natureza.
Política é: necessária.
Hobby: ping-pong.
Lugar: Rio de Janeiro.
O que não pode faltar na geladeira: suco de uva.
Prato predileto: sopa.
Sobremesa: sorvete.
Fruta: mexerica.
Bebida favorita: (vinho do) porto.
Cor favorita: azul.
Medo de: altura.
Uma atriz: Lílian Lemmertz.
Um ator: Paulo Autran.
Uma cantora: Juliana Betti.
Um cantor: Nelson Gonçalves.
Um escritor: Machado de Assis.
Um filme: "O Pagador de Promessas" (produzido em 1962, escrito e dirigido por Anselmo Duarte, baseado na peça teatral homônima do dramaturgo Dias Gomes, até hoje o único filme brasileiro a conquistar a Palma de Ouro).
Um livro: "Grande Sertão Veredas", de Guimarães Rosa. 
Uma música: "Samba do Arnesto", de Adoniran Barbosa. Ouça neste link.
Um disco: "Saudade do Brasil", de Elis Regina. Ouça neste link
Um show: Jards Macalé
Uma peça de teatro: "Macunaíma", baseada na obra de Mário de Andrade.
Um personagem: Mederix, personagem da novela "Estúpido Cupido".
Uma novela: "Estúpido Cupido", de Mário Prata.
Uma série: "Engraçadinha" (baseada no romance de Nelson Rodrigues, adaptada por Leopoldo Serran, com a colaboração de Carlos Gerbase).
Um programa de TV: "Programa do Jô".
Uma saudade: réveillon no rio com umbanda na praia de Copacabana.
Algo que me irrita: Bolsonaro.
Algo que me deixa feliz é: honestidade.
Uma lembrança querida: minha mãe e meu pai.
Um arrependimento: muitos.
Quem levaria para uma ilha deserta? Minha mulher, pra conversar.
Se pudesse ressuscitar qualquer pessoa do mundo, seria... Adilson Barros, pra dar risada.
Se pudesse fazer uma pergunta a qualquer pessoa do mundo qual seria e a quem? Aos generais: "Como vocês entraram nessa roubada?".
Não abro mão de: teatro.
Do que abro mão: açúcar.
Um talento oculto: não posso dizer...
Você tem fome de quê? Educação.
Você tem nojo de quê? Racismo.
Se tivesse que ser um bicho, eu seria: um bode.
Um sonho: morrer dormindo.
Teatro em uma palavra: vida.
Televisão em uma palavra: novela.
Novela em uma palavra: trabalho.
O que seria se não fosse ator: jornalista.
Ser ator é: observar.
Ser homem, hoje, é: ser digno.
Palavra favorita: cultura.
Paulo Betti por Paulo Betti: sou esforçado.





← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.