quarta-feira, 23 de setembro de 2020

.: 1x2: "Ratched" apresenta o uso do picador de gelo e faz cair o queixo

Por Mary Ellen Farias dos Santos


CONTÉM SPOILERS!

O segundo episódio de "Ratched", série estrelada por Sarah Paulson, intitulado "Ice Pick", mantém o colorido lindo. Em tons solares, reencontramos Dr. Richard Hanove (Jon Jon Briones) que está pronto para fazer história com uma demonstração de lobotomia. Assim, quatro clientes buscam o médico responsável pelo Lucia State HospitalA promessa? Acabar com esquecimento, depressão, dislexia e lesbianismo.

O que há de diferente em "Ice Pick"? A abertura que surge no estilo "American Horror Story". Contudo, um fio de linha vermelha é como que um guia para duas ruivas em pontas opostas que puxam, puxam e seguem caminhos variados, com direito a troca de roupas e até o adentrar em uma floresta -que representa o desconhecido. Ao fim, é Mildred Ratched (Sarah Paulson) quem empunha uma grande tesoura e corta o elo.

Seria a outra ruiva Gwendolyn Briggs (Cynthia Nixon)? Tudo indica que sim. Ainda mais que em "Ice Pick" Gwendolyn mostra bem suas verdadeiras intenções com Mildred. Embora a protagonista esteja despertando corações apaixonados, no trabalho, as coisas não estão boas para ela. Claro que Dr. Hanove está pra lá de agradecido com Ratched, mas ela tem uma pedra no sapato, a rival e também enfermeira Betsy Bucket (Judy Davis), que -com certa inocência- faz de tudo para provocar a  protagonista vilã. A cada rusga aguça a sensação de que Bucket não faz ideia do tipo com quem está se metendo, logo cutuca a onça com vara hiper curta.


Com essa rixa, o pêssego ganha nova forma de brilhar em cena -bem diferente da usada em "Me Chame Pelo Seu Nome". E ainda faz rir. Apesar da gracinha, o segundo episódio tem mais cenas fortes e com uma dose boa de nojeira, com direito a vômito e crânios sendo perfurados. 

A dedicada e completa atenção de Ratched enquanto o médico faz a demonstração de lobotomia impressiona, mas também faz rir -só um pouquinho. Afinal, sabe-se bem que há segundas intenções da enfermeira em aprender tal procedimento. Então, a pergunta que fica é: Quem será a vítima? Calma! A resposta chega lá no fim do episódio.

Edmund Tolleson (Finn Wittrock) e Mildred Ratched ficam próximos, o que acompanha uma importante informação revelada e estrutura ainda mais a trama. É então que devemos dar uma salva de palmas ao talentoso 
Finn Wittrock, que dá um show de intepretação quando está diante do médico do manicômio.  

Para honrar a excelente narrativa, o segundo episódio tem um desfecho de fazer cair o queixo. Preciso assistir "
Angel of Mercy" para saber mais!! O rumo da trama? Está excelente!

Episódio: "Ice Pick"
Exibição: 18 de setembro de 2020
Elenco: 
Sarah Paulson (Mildred Ratched), Finn Wittrock (Edmund Tolleson), Cynthia Nixon (Gwendolyn Briggs), Jon Jon Briones (Dr. Richard Hanover// Dr. Manuel Bañaga), Charlie Carver (Huck Finnigan), Judy Davis (Enfermeira Betsy Bucket), Sharon Stone (Lenore Osgood)

1x3: "Ratched" diante do "Anjo da Compaixão" é morno

*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos e pedagoga pela Universidade Cruzeiro do Sul. Twitter: @maryellenfsm

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.