sexta-feira, 25 de setembro de 2020

.: 1x3: "Ratched" diante do "Anjo da Compaixão" é morno


Por Mary Ellen Farias dos Santos


CONTÉM SPOILERS!


O terceiro episódio da série "Ratched", estrelada por Sarah Paulson, intitulado "Angel of Mercy" (Anjo da Compaixão) desenvolve ainda mais a trama da enfermeira Mildred Ratched (Sarah Paulson), em que apresenta um novo personagem perturbado ao lado de uma mãe podre de rica e cheia de vontades, com um macaquinho no ombro. Em contrapartida, é bastante morno.

Desta vez, uma casa suntuosa e com cara de museu recebe o vizinho de hotel da enfermeira Mildred Ratched, Charles Wainwright (Corey Stoll). O que ele faz na mansão? Está a serviço, ou seja, com as provas de ter encontrado Dr. Manuel Bañaga (Jon Jon Brione). Lenore Osgood (Sharon Stone) o quer morto. Por que será? Pois é. A revelação impactante, como em toda boa trama, tem uma narração assombrosa e é o próprio médico quem detalha como tudo aconteceu para que Henry (Brandon Flynn), o filho da ricaça ficasse no estado atual.

Wainwright recebe um agrado de 10 mil dólares de Osgood por ter encontrado o paradeiro do médico e ainda tem nova oferta de 250 mil dólares para matar o Dr. Bañaga. Na verdade, Lenore pede a cabeça do médico em celebração aos 21 anos do filho. Para tanto, o episódio tem umas ceninhas de perseguição. 

Enquanto isso, no Lucia State Hospital, a enfermeira-chefe Betsy Bucket (Judy Davis) aterroriza a senhora Cartwright (Annie Starke), com banho de imersão em água pelando seguido de água com pedaços de gelo. Diante da cena pavorosa, Mildred discute com Bucket, enquanto que o enfermeiro sobrevivente de guerra, Huck Finnigan (Charlie Carver), após a sessão, desabafa e expõe os próprios planos.

Entretanto, o maninho da protagonista Edmund Tolleson (Finn Wittrock) recebe uma ajudinha extra para extravasar, o que enciúma a irmã mais velha. E nessa mesma área libidinosa, Mildred e Charles Wainwright (Corey Stoll) têm um segundo encontro. Dessa vez, as loucuras da enfermeira vão além. Embora Ratched marque a brincadeira para a próxima quarta-feira, Charles é enfático ao não confirmar presença, uma vez que com ela teve o pior sexo da vida.

Outra revelação boa que estrutura mais a trama é o fato de trazer para o núcleo o marido de 
Gwendolyn Briggs (Cynthia Nixon): Trevor Briggs (Michael Benjamin Washington). O casamento dos dois? É de fachada. Ambos são gays, mas para conseguirem crescer, uniram-se e alcançaram excelentes postos de trabalho.

Em tempo, qualquer semelhança de Herny com Dandy, de American Horror Story: Freak show, talvez não seja mera coincidência. São pra lá de parecidos. E para aprimorar tudo, a classuda Sharon Stone esbanja a elegância das divas com mais idade, eleitas por Ryan Murphy, para brilhar em suas séries. 

Mesmo acrescentando mais drama e suspense para "Ratched" o episódio dá uma amornada no ritmo, provavelmente por incluir os novos personagens: Lenore Osgood (Sharon Stone), Henry Osgood (Brandon Flynn) e Trevor Briggs (Michael Benjamin Washington). Contudo, eu já assisti o quarto episódio, que é a segunda parte de "Angel of Mercy" e já aviso que está pra lá de agitado!


Episódio: "Angel of Mercy"
Exibição: 18 de setembro de 2020
Elenco: Sarah Paulson (Mildred Ratched), Finn Wittrock (Edmund Tolleson), Cynthia Nixon (Gwendolyn Briggs), Jon Jon Briones (Dr. Richard Hanover// Dr. Manuel Bañaga), Charlie Carver (Huck Finnigan), Judy Davis (Enfermeira Betsy Bucket), Sharon Stone (Lenore Osgood)

.: 1x4: "Ratched" explode com o "Anjo da Misericórdia - Parte 2"

*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos e pedagoga pela Universidade Cruzeiro do Sul. Twitter: @maryellenfsm

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.